13.10.2021
* O que eu achei da última temporada de How I Met Your Mother? ♥

Ei, Gente! No último domingo, finalmente, terminamos de assistir “How I Met Your Mother“. E se eu gostei? No geral, muito. Tenho apenas algumas ressalvas! ♥

AVISO!!!

Ah! Eu vou tentar não dar spoiler, porém, se você não assistiu e não quer saber nadinha, melhor voltar uma outra hora para ler esse post. Quer acompanhar essa postagem sem medo de ser feliz? Boa leitura. ;-)

Crédito da Imagem: Filmow

A maioria não curtiu muito o desfecho escolhido da série. E eu entendo. Afinal, tanto tempo e mesmo a gente finalmente sabendo a grande resposta, digamos que o final faz a gente ter um monte de ponto de interrogação. Em contrapartida, acho que fez sentido, até mesmo pelo andar da carruagem de cada temporada.

Alguns episódios foram bem arrastados. E acho que era mais para encher linguiça. Outros? Vou guardar com muito carinho! Foi emocionante. E (quase) tudo se encaixou. Até descobrir o que Barney faz da vida, a gente descobre. E, ainda bem, uma mulher fez o coração dele acelerar de fato. ♥

Meu casal favorito (Lily e Marshall) mostra que todos os juramentos de casamento precisam ser modificados de tempos em tempos. Sempre bom, afinal, muitas coisas mudam. Aliás, o que eu mais gostei é que nada é perfeitinho. Pelo contrário, meio que deu a sensação de cada personagem ser gente como a gente, em alguns aspectos.

Crédito da Imagem: Mix de Séries

Ted é incrível! E valeu a espera para descobrir quem é a mãe. Fiquei tão feliz, quando finalmente ela apareceu. E o guarda-chuva amarelo faz todo sentido. Rob me irritou muitas vezes, mas vou sentir falta dela e da música do shopping hahaha. Barney? Ele tem algumas atitudes nada a ver, mas me apeguei a outras características tão incríveis. Lily e Marshall, deixou mais uma vez registrado o meu amor por eles!

Gostei de cada participação. Mas a temporada final com a presença do eterno avô da Rory (de Gilmore Girls), foi a melhor!! O coração ficou quentinho. Enfim, acho que não precisava de 9 temporadas. Ou talvez, ter menos episódios cada uma. Porém, vou sentir saudade da música de abertura e de terminar o dia assistindo só mais um pouquinho da série!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Ah! A gente ri muito. E aprende na mesma medida. Principalmente, sobre amores, destinos, casamento, família e amigos! Nem tudo precisa fazer sentido. Nem tudo precisa de sinal. Às vezes, viver um dia de cada vez é a melhor saída. Mas vá atrás e aproveite cada segundinho. Porque ele conta sim! ♥

Enfim, foi LEGENDARY, como diria o Barney hahaha. E quem assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo, mas vai de mente aberta. ;-)

Crédito: Gfycat

É isso, pessoal. A gente assistiu pela Amazon Prime. Todos os episódios estão disponíveis por lá. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: 5 motivos para assistir HIMYM
Fan Page ♥ Instagram  


2
12.10.2021
* 5 formas de incentivar uma criança a ler! ♥

Ei, Gente! :) Uma das lembranças mais fortes de uma Bienal do Livro foi quando eu vi uma criança falar para o pai: “Era essa editora que eu estava procurando“. Eu sempre busquei incentivar meus priminhos, a lerem. Mas depois desse dia.. Vi a magia de encontrar um pequeno leitor.

Por isso, meu hábito de ser a prima que dá histórias literárias de presente ficou ainda mais forte. Com raras exceções! E para o post de hoje, trouxe 5 dicas para tentar incentivar a leitura infantil. Vamos lá? ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. A mais básica de todas: dê livros de presentes! Criança gosta de brinquedo e tal, mas uma história literária também tem o poder de fazer o olhinho dela brilhar. Tente!

2. Na hora da leitura, que tal imitar vozes, fazer encenações? Isso vai ficar marcado na cabecinha dela e esse momento não vai parecer uma coisa chata. E, sim, bem divertido!

3. Dependendo da idade, leia para ela. Ou com ela! E não se prenda apenas ao clássico “antes de dormir“. Essa atividade pode ser em uma tarde de domingo. em um feriado chuvoso ou esperando o ônibus da escola.

4. Pegue um livro de um personagem do desenho favorito dela. Pode despertar maior interesse. Pode ter história ou interativo. Tem muita opção! Ah! E feiras de livros, em shopping e tal, são mais em conta.

5. Você não é leitor assíduo? Minha mãe também não é e isso nunca foi motivo para ela não incentivar esse hábito (obrigada, mamy ♥). Vai que em conjunto, o hábito nasce junto? E não precisa ser nada clássico. Deixe ela bem à vontade! ♥

Mini eu só para ilustrar esse post! ♥

***

Eu acredito muito no poder da leitura, gente! E criar esse costume desde cedo, é mais fácil. Ler estimula a criatividade, ensina e pode ser tão divertido quanto brincar de massinha. Coloque essa atividade na rotina. Pode render boas memórias. Por aqui, eu tenho um monte.

E Feliz Dia das Crianças! Para todas. Seja por conta da idade ou para quem não deixa esse lado nunca morrer. :’)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A Fada Mamãe e Eu
Fan Page ♥ Instagram


4
11.10.2021
* Vai começar: o Clube de Leitura Coletiva do PJ! ♥

Ei, Gente! :) Amanhã (12.10) é feriado e dia também de começar a 2ª Leitura Coletiva do PJ. Yay! Qual livro foi escolhido? “Amor & Gelato“, da Jenna Evans Welch.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

E como vai funcionar essa edição? Vamos ler um capítulo por dia (de 12 de outubro até 09 de novembro). A intenção é de que a leitura seja leve e sem pressa! No meio da história, vamos ter um date literário para “discutir” o que lemos. E quando encerrar o último capítulo, outro encontro online. Para saber as datas certinhas, só ficar de olho no grupo.

Deve ser pelo WhatsApp, Zoom ou algum outro meio. Mas, claro, está totalmente liberado falar muito sobre aquele capítulo do dia no WhatsApp. Só não vale spoiler (então, é bom seguir o cronograma direitinho ♥) hehehe.

Para participar, é só entrar no link do grupinho aqui. E no segundo encontrinho, vamos ter sorteio, mimos e escolher a próxima leitura. Porém, já adianto: deve ser o novo livro da Sophie Kinsella (Amar é Relativo). Mas podem sugerir à vontade alguma obra fofa e repleta de aprendizados.

Quais são os benefícios? Bom, para começar: ter com quem conversar sobre a história. Um leitor acaba incentivando o outro! Para quem deseja criar o hábito de leitura, um capítulo por dia pode ser um ótimo começo. Fora o pessoal que a gente acaba conhecendo através dos livros!

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Pode abandonar? A ideia é ler até o final, em contrapartida, o importante é que seja um momento prazeroso do seu dia. Tenta não desistir de primeira, mas se perceber que não está rolando mesmo, sem problemas, viu? Mas avisa para a gente no grupinho e estou à disposição por lá também!

Por fim, a sinopse de Amor & Gelato:

“Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar um último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na famosa paisagem da Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados americanos da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetônicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, o que Lina mais quer é ir embora correndo dali.

Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoções, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração…”

Crédito da Imagem: Amazon

Quem vem?? ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Lições Inesperadas sobre o amor
Fan Page ♥ Instagram


2
07.10.2021
* TBT: Lembranças da Infância! ♥

Ei, Gente! :) Outubro é o mês oficial das crianças. E para o post do dia, trouxe algumas das lembranças da minha infância. Aliás, se eu puder dar um conselho: não cresçam. Mentira, cresçam, mas sem pressa hahaha. Vamos lá? Boa leitura. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Quando a minha mãe cortou o meu cabelo bem curtinho, por conta do piolho. Eu não gostei nada, mas hoje é divertido lembrar hahaha. ;-)

2. Quando tirei 100 na prova de Português, na 1ª série. Fiquei tão orgulhosa da minha mini pessoa hahaha. E acho que os meus pais também!

3. Quando o Papai Noel veio na porta da casa do meu avô. E eu nem me liguei que era um brinquedo levando outro brinquedo.

4. Quando o meu pai me deu a fita cassete do filme “Meu primeiro amor” no corredor da escola. O que dizer daquele abraço? :’)

5. Quando eu lia o livro do cachorrinho, que tinha a cobra e tal. E pesquisando, acho que encontrei a leitura que marcou a minha infância. ♥

Crédito da Imagem: Magalu

***

Agora me contem uma lembrança que marcou a sua infância. Pode ser engraçadinha, emocionante ou apenas fofa, mas que significa muito! ;No mais, podem opinar à vontade. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A fada mamãe e eu
Fan Page ♥ Instagram


5
05.10.2021
* 5 motivos para ler: Confissões de uma Terapeuta! ♥

Ei, Gente! :) Mais um post da série “5 motivos para ler“. Dessa vez, um chick lit nacional que eu adoro: Confissões de uma Terapeuta, da Renata Lustosa. Vamos lá? Boa leitura. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Esse livro é a prova de que chick lit não é leitura rasa mesmo. Uma história que aborda temas como ansiedade e outros assuntos relacionados à saúde mental, com uma linguagem leve e divertida, sem perder a seriedade, merece ser lida sim.

2. Adora personagens que você se identifica na hora e, de quebra, evolui a cada página com ela? Com a Mel é assim. A gente quer guardar a protagonista no potinho, ser amiga dela e ter umas boas conversas. Dentro e fora do consultório.

3. Quer tirar lições incríveis e que nunca parou para pensar? Confissões de uma Terapeuta é para você. Falando nisso, um dos aprendizados foi que dá medo da vida não seguir o nosso script. Porém, acredite: readaptar planos pode render ótimas histórias (e capítulos).

4. Ama ter capas lindas e fofas na sua estante? A ilustração do livro da vez vai caber direitinho na sua estante. Juro! Esse é um que dá um toque bem perfeito no meu quarto. Mas a versão e-book também dá um up na sua biblioteca virtual, viu?

5. Ama chick lit e não encontra autores nacionais que criam histórias do gênero? Vale colocar esse livro na sua listinha e, aproveitar, para apoiar a leitura brasileira. O protagonista do post de hoje não fica atrás das obras escritas pela Sophie Kinsella. ♥

Crédito da Imagem: Amazon

**

É isso, pessoal. Quem já leu? Conta o que achou e pode compartilhar outros motivos para quem ainda não embarcou nesse chick lit perfeito.

Ah! Eu acredito que não tenha mais a versão física, mas não tenho certeza. Porém, se ficou curiosa e consegue ler na versão e-book: na Amazon está disponível no Kindle Unlimited. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Confissões de uma Terapeuta
Fan Page ♥ Instagram 


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021