20.07.2021
* PJ Leu: Tudo nela é de se amar! ♥

Ei, Gente! :) Uma das metas desse ano era ler mais poemas. E eis que li o primeiro do ano: Tudo nela é de se amar, da Luciene Nascimento (autora brasileira). Publicado pela Sextante (parceira do blog), é um livro que traz palavras de uma jornada da mulher negra. Boa resenha! ♥

Livro: Tudo nela é de se amar | Autora: Luciene Nascimento | Editora Sextante
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Poemas e poesias que mostram como a autora compreende a sua identidade. Palavras sobre autoestima, posicionamento, saúde mental e muito mais. Um livro com temas que abrem caminho para todos, com estrofes leves e singelas ilustrações.

Opinião da Pequena: A minha meta era ler, ao menos, um livro desse gênero esse ano. E sério, mega me inspirou para embarcar em outros poemas.

O que eu mais gostei é que os temas não são tão simples, mas através das palavras da autora, o pesado virou leve, na medida do possível. Foi uma nova forma de entender o racismo e o motivo dele ser tão prejudicial. A forma como ele descreve um black power de uma criança é linda e todas tinham de ter a simples ideia de como o seu “travesseiro” as leva para perto do céu. Só lendo para entender!

A maioria dos poemas é seguida de um texto explicativo e ilustrações que fazem todo o sentido. Falando nessa parte do cabelo ainda, me identifiquei com o pensamento dela: não há regras, ou melhor, há! Respeitar o seu desejo, independentemente da referência que a gente tem.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Adorei as inspirações em forma de senhorinhas no ponto de ônibus. Também é um convite para quem ama escrever e quer escrever mais. Com amor!

Algumas partes, fiquei meio confusa, perdida. Talvez por não ser a minha realidade. Mas espero conseguir, cada vez mais, fazer a minha parte para que a mudança seja real.

Também acho que é um livro perfeito para deixar na mesa de cabeceira e ir absorvendo palavra por palavra. Aos poucos! No mais, queria anotar quase todas as páginas para voltar depois e ler novamente o que trouxe leveza e reflexão.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

O título é lindo e tem tudo a ver com o conteúdo! Recomendo. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica e pode comprar aqui no meu link.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Minha História
Fan Page ♥ Instagram  


3
16.07.2021
* PJ Leu: Como sobreviver a realeza! ♥

Ei, Gente! :) E o PJ Leu da vez é “Como sobreviver à realeza“, da Rachel Hawkins. Um romance teen bem leve e perfeito para devorar no finde ou em qualquer dia. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: Como sobreviver à realeza | Autora: Rachel Hawkins | Editora Alt
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Imagine que sua irmã está noiva de um príncipe…. Mas de forma literal: noiva do príncipe da Escócia!

Daisy, tem 16 anos, cabelo vermelho e trabalha em uma loja de conveniência. Ou seja, uma americana que leva uma vida comum. Mas tudo muda quando a sua irmã, Ellie, se apaixona por alguém da realeza. Ela tenta se manter distante dessa vida. Porém, por conta de uma matéria cheia de fofoca, é convidada (obrigada hahaha) a ficar um período no Palácio e passar as suas férias lá.

Sua estadia rende descobertas reais, conhece membros da Escócia encantadores (e esnobes) e talvez, sem querer, reescreva algumas regras. Será?

Opinião da Pequena: Como eu não tinha lido esse livro antes? É leve, divertido e por mais clichê que pareça, tem toques diferentes que conquistam leitores cringes da época “Diário da Princesa”, até os que não fazem a mínima ideia de quem seja Mia Thermopolis hahaha.

Amei a forma como a autora construiu cada capítulo e por mais que a gente não tenha a intenção, automaticamente, compara com a Família Real, Tia Betinha, Harry e tals. Enfim, pelo menos foi assim comigo.

Uma coisa que chamou muito a minha atenção foi uma conversa entre a Daisy e a Flora. Em pleno século XXI, a Realeza tem pré-conceitos que já tinham de ser excluídos. Mas acho que aos poucos, as coisas vão mudando. Tanto na vida real quanto no livro. A propósito, quero ler mais para frente o segundo da série. Só vai demorar um pouco, porque tem uma fila giga na frente hahaha.

Crédito da Imagem: Amazon

E se você espera representatividade, acredito que esse livro seja perfeito. Mas não vá com sede ao pote, tudo tem o seu tempo. E infelizmente são épocas diferentes. No mais, cada capítulo é divertido, leve e a nossa protagonista, que a propósito, tinha tudo para ser uma mera coadjuvante, é inspiradora e muito engraçada! Juro, se eu não tivesse as minhas irmãs, queria ter uma irmã como ela. Ellie tem sorte!

Aliás, a Ellie não me conquistou de cara, como o Alex, mas me surpreendeu. Falando nisso, o pai delas, parecia meio sei lá e foi uma agradável surpresa também. Tipo aqueles personagens que falam pouco, algumas coisas sem noção, mas quando é para falar sério… Dá vontade de trazer para a vida real e abraçá-lo!

Miles é o esnobe que mais arranca suspiros. Seb também! E por algum motivo lembrou o Harry (eterno Príncipe para mim hahaha – aliás, o funko da primeiro foto é ele hahaha). Talvez pelo cabelo ruivo ou pelo seu passado. Vai saber. A rainha…. Não sei se a Betinha ia curtir ela não. Fica o questionamento hahaha! A Isa também é fofa, mas ela merecia ter aparecido mais.

Alguns personagens foram meio jogados assim do nada e fiquei perdida. Mas acho que na continuação, devem ter mais participação. Espero! E senti um pouco falta de redes sociais, coisas mais atuais, sabem? Tudo que apareceu foi tão pouquinho, sei lá.

Por fim, as lições que tirei: o fingimento de alguns ocorre por conta do preconceito dos outros. Muitas vezes julgamos pessoas que têm a vida pública, mas acho que a gente nem imagina o que tem por trás. Acho que algumas tradições precisam ser quebradas. Porém, não significa colocar outras tão rígidas quanto. :)

O segundo da série!
Crédito da Imagem: Amazon

E, no final, muitas coisas não temos o controle. Fofocas, o que os outros vão achar. Mas a gente tem de escolher as nossas batalhas, sabem? E com quem a gente quer dividir e quem importa mesmo. Um bando de desconhecidos maldosos ou sua família (seja quem for) que sabe exatamente quem você é?

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo muito! Para comprar, lembre do meu link de associado. Isso ajuda o blog e você não paga nada a mais! ^^

Beijos, Carol.

Post Antigo: Entrevista Harry e Meghan!
Fan Page ♥ Instagram   


5
30.06.2021
* PJ Leu: Cartas de uma pandemia! ♥

Ei, Gente! :) Na pandemia, a maioria dos livros não aborda sobre o momento em que estamos passando. É bom que a gente sai um pouco desse foco, mas quando escrevem histórias sobre, dá a sensação de que não estamos sozinhas, né?

Em uma live, conheci a Tati, que organizou “Cartas de uma pandemia“, publicado pela Editora Claraboia. Elas me enviaram a versão e-book e foi uma leitura bem importante e acho que pode ser válida para vocês também. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: Cartas de uma pandemia | Organizadoras: Tatiana Lazzarotto e Tainã Bispo | Editora Claraboia
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4,5 livros

Sinopse: Se você pudesse escrever uma carta para si mesma antes da pandemia ser decretada, o que diria? Tatiana Lazzarotto e Tainã Bispo, da Editora Claraboia, perguntaram nas redes sociais e o resultado é esse livro “Cartas de uma pandemia”. São relatos marcantes, de pessoas de diversos lugares e pontos de vistas.

Opinião da Pequena: Quando soube desse livro de cartas sobre esse momento tão doido, coloquei na minha listinha. Imaginava que seria um tema tenso, mas embarquei. Afinal, por mais que eu ame histórias leves, é bom ler algo que fale do cenário atual. Bom no sentido de não se sentir sozinha, sabe?

Algumas cartas me marcaram mais, mas todas foram relevantes. Simples frases, como “você vai sentir falta de dividir um copo”, “que não temos controle de nada“, “usar um batom vermelho”, são palavras que nos identificamos, mesmo adaptando para a nossa realidade. :’)

Outros testemunhos tem um cunho mais poético, falam de perdas, em alguns a pegada é mais política. Temos também a visão de uma criança. Aliás, a inocência dos pequenos é valiosa! Brasileiros de fora, daqui mesmo. Diferentes visões e realidades, porém, com o mesmo desejo: que esse presente se torne um passado bem distante. Mas que os aprendizados não fiquem de fora do futuro.

A Pequena que vos bloga e a tão desejada primeira dose.
Dá para notar o meu sorriso de orelha a orelha, né?

E se eu pudesse escrever uma carta para a Carol, de março de 2020, diria: “Aproveita cada segundinho do show do Maroon 5. Não reclame de ter de sair e querer ficar em casa. Os próximos meses, você vai ficar no seu lar doce lar, mas não por opção. Em compensação: vai estreitar laços com as pessoas que mais ama e entender o quanto a máscara protege. (Lembra quando você viu a sua sogra com máscara no aniversário e achou diferente?)

Ela assusta no começo, incomoda, mas é necessária. E sabe o medo de vacina? Acredite, você nunca vai desejar tanto tomar uma e quando for a sua vez, vai sorrir de orelha a orelha, mesmo com uma agulha no meio. Esse momento é ideal para praticar a empatia, mas saiba que nem todos irão, por mais que enfrentem esse vírus cara a cara. Mas isso, não temos o controle. Faça a sua parte e valorize os mínimos detalhes. Até nos momentos mais difíceis. Vai passar!

Enfim, não é uma leitura simples. Em contrapartida, acho que vale cada carta. Apesar de ser um assunto que remete à tristeza, de alguma forma nos dá uma esperança. Tá todo mundo no mesmo barco. Alguns na mesma direção, outros em caminhos opostos. Mas acredito que a maioria deseja o mesmo: a vida normal, mas com mais empatia e vivendo um dia de cada vez. Recomendo! :)

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. E quem quiser embarcar, pode comprar através do meu link na Amazon. E obrigada Tati e Editora Claraboia. Parabéns pelo trabalho! ^^

Beijos, Carol.

P.S: Apesar de ter sido uma cortesia da Editora, não é um post de parceria. Li porque é um assunto que faz total sentido, mesmo eu curtindo outros tipos de leitura. ♥

Post Antigo: Quarentena da Pequena
Fan Page ♥ Instagram   


3
07.06.2021
* Pj Leu: Os segredos da felicidade! ♥

Ei, Gente! :) Mais uma resenha da série “Romances de hoje“, da Editora Arqueiro (parceira do blog). O escolhido da vez foi “Os segredos da felicidade“, da Lucy Diamond, que acho que está no topo das minhas autoras favoritas. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Os segredos da felicidade | Autora: Lucy Diamond| Editora Arqueiro
Crédito da imagem: Pequena Jornalista / @lou.click
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Rachel e Becca são irmãs postiças, mas nunca foram muito próximas. Com o tempo perderam o contato… Porém, uma ligação repentina informando que Rachel não voltou para casa, faz com que Becca saia correndo para saber o que houve e cuidar dos seus três sobrinhos.

Tudo é um mistério! Ninguém tem sinal dela. Aos poucos, tudo vai sendo desvendado e Becca descobre que a imagem da irmã com a vida perfeita não é bem assim.

O futuro parece incerto, em contrapartida, tudo vai se encaixando. Segredos são revelados, assuntos importantes são mencionados e parece que a felicidade surge nos lugares mais inusitados! Bem como o destino diz.

Opinião da Pequena: Vocês sabem o quanto sou apaixonada por cada livro da série “Romances de hoje”. Adoro todas as autoras, mas a Lucy Diamond, depois dessa leitura, definitivamente, está no top 5 das minhas escritoras gringas favoritas.

Os ingredientes para isso? Ela traz histórias com temas importantes e bem atuais, como um relacionamento nada saudável e questões familiares. Mas tudo com muita leveza e, as lições passadas acordam o leitor para a vida real. De alguma maneira, vamos nos identificar ou lembrar de alguém próximo (ou não) nessas questões abordadas.

A relação entre as duas protagonistas não é fácil. Mas tudo vai se encaixando, sem forçar a barra. A Becca é a minha favorita, mesmo com tudo, ela não deixa a leveza de lado e o bom humor idem, sabem? A Rachel nem tanto, mas cada uma tem uma forma de lidar com os contratempos, né? Ah! Algumas partes talvez não acontecessem exatamente do jeito que é mostrado, porém, na minha humilde opinião, é uma forma de dar aquele quentinho no coração (essencial nessas histórias).

A Wendy é sem palavras. A conversa dela com a Becca em uma ocasião, faz total sentido. E o que falar dos alunos? Adam então, nem se fala! E uma outra personagem, ex-sogra, surpreendeu e muito! Aliás, mulheres quando apoiam mulheres, tudo melhora. A irmandade vai além do sangue. :) Amei como cada capítulo foi construido e, apesar de não ter sido uma leitura que devorei (eu acho que não estava muito concentrada) em poucos dias, fez toda a diferença na minha vida de leitora.

Crédito da Imagem: Amazon

Talvez algumas leves floreadas incomodem, mas acho que há erros e erros. E alguns merecem uma segunda chance, na medida do possível. Se o outro está disposto a ser uma pessoa melhor, vale a chance. Sem forçar nada, claro! E acho que a Rachel fez bem. :)

Gostei da mini vingança no final, mas nada muito pesado, mas que rende boas risadas hahaha. Mostra que todo mundo tem defeitos e qualidades, por incrível que pareça. E a mão do destino é impressionante! Falando nisso, a Scarlet é a filha mais incrível. Sua inocência e pureza mostram o segredo mais valioso da felicidade, se é que me entendem.

Enfim, é um livro que mostra a vida real com um toque literário, claro. A gente tem a noção de que perfeição não precisa existir e que nada acontece por acaso. Talvez a sua relação com a sua irmã não seja a dos filmes. Mas talvez, seja ela e você que estejam lá quando tudo parecer o fundo do poço.

Amei e recomendo. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. Não é só mais uma capa maravilhosa, o conteúdo é bem relevante e do jeito que todo leitor que ama romance, com final feliz, vai amar. E para comprar o livro físico ou a versão e-book, é só clicar no meu link (você não paga nada a mais para isso, viu? ^^). Uma ótima forma de ajudar o Pequena Jornalista. Obrigada! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A casa dos novos começos!
Fan Page ♥ Instagram


3
23.04.2021
* PJ Leu: Lições inesperadas sobre o amor + Promoção Dia Mundial do Livro! ♥

Ei, Gente! :) E o Dia Mundial do Livro chegou. Então, nada melhor do que uma resenha literária, né? O PJ Leu da vez é “Lições inesperadas sobre o amor“, da Lucy Dillon, publicado pela Arqueiro. Aliás, essa história foi a escolhida 1ª edição da Leitura Coletiva do PJ em parceria com as meninas do Estante das Abelhas (obrigada pela companhia de cada uma que participou) e a editora. Enfim, vamos lá? ♥

Livro: Lições inesperadas sobre o amor | Autora: Lucy Dillon| Editora: Arqueiro
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4,8 livros

Sinopse: Jeannie sempre sonhou em viver uma paixão de tirar o fôlego. Começou a namorar o lindo veterinário Dan e depois de um fim de semana perfeito em NY com ele, é surpreendida com um pedido de casamento. Tudo bem que eles não completaram nem um ano de namoro, mas não importa, né?

O noivado passa voando e as coisas parecem acontecer muito rápido. Nossa protagonista tem a sensação de que talvez esteja tomando uma decisão errada. Ela pode voltar atrás, mas o destino prega uma peça e o futuro agora parece incerto.

Uma nova casa, novos hábitos, novos amigos e um processo de autoconhecimento faz com que ela tire lições inesperadas sobre amor. Principalmente, sobre aquela voz que não sossega lá no fundinho da nossa mente e do coração. ;-)

Opinião da Pequena: Esse é o 8º livro da coleção “Romances de hoje”, da Arqueiro. Cada história é especial para mim, mas essa ganhou pontinhos extras por três motivos: tem doguinho no meio, é leitura de estreia da LC do PJ e a protagonista tem o mesmo nome da minha cachorrinha linda… Jeannie. Ai o coração não aguenta, né?

Nunca tinha lido nada da autora e acho que comecei com o pé direito. A escrita é delicada e a cada capítulo, a gente tira uma lição. Algumas clichês, outras nem tanto. Por exemplo, a escolha do vestido de casamento. O tamanho certo é ideal para o dia da cerimônia, mas no dia a dia do casal é importante saber que é preciso fazer uns ajustes para que o relacionamento caiba na vida a dois. :)

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Eu gostei da Jeannie e do amadurecimento dela a cada página. Do Dan também. Aliás, eu acho que é uma história onde os dois tiveram deslizes, mas não por falta de caráter. E, sim, de cara a gente já imagina o final… Mas apesar de ser um romance, fala muito sobre a evolução da protagonista. Ou seja, nos surpreendemos com o desfecho.

Edith e Carmem não tem a minha admiração hahaha. As enfermeiras e a equipe médica eu amei. Owen é sem comentários! Os pais da Jeannie são incríveis e queria que eles tivessem aparecido mais. Rachel é a amiga que todo mundo quer ter. Aliás, quando uma pessoa ama os pets e faz o bem para eles, não tem como não gostar, né? E George me surpreendeu muito positivamente.

Falando em doguinhos: eles estão sempre dando uma voltinha pelos capítulos e aquecem o nosso coração e algumas lágrimas aparecem sim. Aliás, o Gem lembrou o meu doguinho (Johnny) que foi para a ponte do arco-íris há 4 anos. Chorei, mas o coração ficou confortável. E adorei que a autora dá dicas de como saber se o canil é confiável e vale lembrar: se puder, adote! Faz um bem não só para eles, como para nós humanos.

E como nem tudo são flores, acho que as coisas poderiam ter sido resolvidas aos poucos. Meio que fica tudo para o final. Acaba prendendo, mas acho que desenrolando etapa por etapa teria sido uma leitura melhor. Mas recomendo e MUITO, ok?

No mais, a capa é linda. E o conteúdo têm elementos que fazem a vida do leitor mais leve e “simples”: dogs, música e amor.

****

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

E para terminar o dia de hoje, trouxe uma promoção especial. Não é sorteio, ok? Nesse post, comente com uma declaração inesperada sobre o seu amor por livros. Pode escrever até terça-feira, dia 27 de abril. Vou selecionar três comentários e colocar para votação no Instagram no dia 28 de abril. No dia 30 de abril conto o resultado aqui e no insta.

O que ganha? Um marcador magnético de livro do blog, um livro (o ganhador escolhe) de até R$ 50,00 (vou comprar pelo Amazon) e uma luz de livro portátil (essa aqui). Vai ser um ganhador e tem de ter endereço no Brasil, ok?

Então, soltem a criatividade! Façam uma declaração incrível sobre páginas que se transformam em um livro, que transforma a nossa vida.

P.S: Promoção finalizada – Quem ganhou foi a Diane, do blog lindo “Coisas de Diane“. Parabéns!! Obrigada a todos que participaram!! Em breve, vamos ter mais promoções do tipo.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Diário de Viagem – Barcelona (e uma tradição literária)
Fan Page ♥ Instagram 


8

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021