05.10.2021
* 5 motivos para ler: Confissões de uma Terapeuta! ♥

Ei, Gente! :) Mais um post da série “5 motivos para ler“. Dessa vez, um chick lit nacional que eu adoro: Confissões de uma Terapeuta, da Renata Lustosa. Vamos lá? Boa leitura. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Esse livro é a prova de que chick lit não é leitura rasa mesmo. Uma história que aborda temas como ansiedade e outros assuntos relacionados à saúde mental, com uma linguagem leve e divertida, sem perder a seriedade, merece ser lida sim.

2. Adora personagens que você se identifica na hora e, de quebra, evolui a cada página com ela? Com a Mel é assim. A gente quer guardar a protagonista no potinho, ser amiga dela e ter umas boas conversas. Dentro e fora do consultório.

3. Quer tirar lições incríveis e que nunca parou para pensar? Confissões de uma Terapeuta é para você. Falando nisso, um dos aprendizados foi que dá medo da vida não seguir o nosso script. Porém, acredite: readaptar planos pode render ótimas histórias (e capítulos).

4. Ama ter capas lindas e fofas na sua estante? A ilustração do livro da vez vai caber direitinho na sua estante. Juro! Esse é um que dá um toque bem perfeito no meu quarto. Mas a versão e-book também dá um up na sua biblioteca virtual, viu?

5. Ama chick lit e não encontra autores nacionais que criam histórias do gênero? Vale colocar esse livro na sua listinha e, aproveitar, para apoiar a leitura brasileira. O protagonista do post de hoje não fica atrás das obras escritas pela Sophie Kinsella. ♥

Crédito da Imagem: Amazon

**

É isso, pessoal. Quem já leu? Conta o que achou e pode compartilhar outros motivos para quem ainda não embarcou nesse chick lit perfeito.

Ah! Eu acredito que não tenha mais a versão física, mas não tenho certeza. Porém, se ficou curiosa e consegue ler na versão e-book: na Amazon está disponível no Kindle Unlimited. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Confissões de uma Terapeuta
Fan Page ♥ Instagram 


2
07.06.2021
* Pj Leu: Os segredos da felicidade! ♥

Ei, Gente! :) Mais uma resenha da série “Romances de hoje“, da Editora Arqueiro (parceira do blog). O escolhido da vez foi “Os segredos da felicidade“, da Lucy Diamond, que acho que está no topo das minhas autoras favoritas. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Os segredos da felicidade | Autora: Lucy Diamond| Editora Arqueiro
Crédito da imagem: Pequena Jornalista / @lou.click
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Rachel e Becca são irmãs postiças, mas nunca foram muito próximas. Com o tempo perderam o contato… Porém, uma ligação repentina informando que Rachel não voltou para casa, faz com que Becca saia correndo para saber o que houve e cuidar dos seus três sobrinhos.

Tudo é um mistério! Ninguém tem sinal dela. Aos poucos, tudo vai sendo desvendado e Becca descobre que a imagem da irmã com a vida perfeita não é bem assim.

O futuro parece incerto, em contrapartida, tudo vai se encaixando. Segredos são revelados, assuntos importantes são mencionados e parece que a felicidade surge nos lugares mais inusitados! Bem como o destino diz.

Opinião da Pequena: Vocês sabem o quanto sou apaixonada por cada livro da série “Romances de hoje”. Adoro todas as autoras, mas a Lucy Diamond, depois dessa leitura, definitivamente, está no top 5 das minhas escritoras gringas favoritas.

Os ingredientes para isso? Ela traz histórias com temas importantes e bem atuais, como um relacionamento nada saudável e questões familiares. Mas tudo com muita leveza e, as lições passadas acordam o leitor para a vida real. De alguma maneira, vamos nos identificar ou lembrar de alguém próximo (ou não) nessas questões abordadas.

A relação entre as duas protagonistas não é fácil. Mas tudo vai se encaixando, sem forçar a barra. A Becca é a minha favorita, mesmo com tudo, ela não deixa a leveza de lado e o bom humor idem, sabem? A Rachel nem tanto, mas cada uma tem uma forma de lidar com os contratempos, né? Ah! Algumas partes talvez não acontecessem exatamente do jeito que é mostrado, porém, na minha humilde opinião, é uma forma de dar aquele quentinho no coração (essencial nessas histórias).

A Wendy é sem palavras. A conversa dela com a Becca em uma ocasião, faz total sentido. E o que falar dos alunos? Adam então, nem se fala! E uma outra personagem, ex-sogra, surpreendeu e muito! Aliás, mulheres quando apoiam mulheres, tudo melhora. A irmandade vai além do sangue. :) Amei como cada capítulo foi construido e, apesar de não ter sido uma leitura que devorei (eu acho que não estava muito concentrada) em poucos dias, fez toda a diferença na minha vida de leitora.

Crédito da Imagem: Amazon

Talvez algumas leves floreadas incomodem, mas acho que há erros e erros. E alguns merecem uma segunda chance, na medida do possível. Se o outro está disposto a ser uma pessoa melhor, vale a chance. Sem forçar nada, claro! E acho que a Rachel fez bem. :)

Gostei da mini vingança no final, mas nada muito pesado, mas que rende boas risadas hahaha. Mostra que todo mundo tem defeitos e qualidades, por incrível que pareça. E a mão do destino é impressionante! Falando nisso, a Scarlet é a filha mais incrível. Sua inocência e pureza mostram o segredo mais valioso da felicidade, se é que me entendem.

Enfim, é um livro que mostra a vida real com um toque literário, claro. A gente tem a noção de que perfeição não precisa existir e que nada acontece por acaso. Talvez a sua relação com a sua irmã não seja a dos filmes. Mas talvez, seja ela e você que estejam lá quando tudo parecer o fundo do poço.

Amei e recomendo. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. Não é só mais uma capa maravilhosa, o conteúdo é bem relevante e do jeito que todo leitor que ama romance, com final feliz, vai amar. E para comprar o livro físico ou a versão e-book, é só clicar no meu link (você não paga nada a mais para isso, viu? ^^). Uma ótima forma de ajudar o Pequena Jornalista. Obrigada! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A casa dos novos começos!
Fan Page ♥ Instagram


3
19.05.2021
* PJ Leu: Conto – Posso contar contigo, mãe? ♥

Ei, Gente! :) Duas autoras que mostraram na prática como é bom ler um conto: Fernanda França e Leila Rego. Aliás, a dica do dia era para eu ter lido há um tempinho, mas só consegui embarcar no finde do Dia das Mães, que a propósito tem tudo a ver com o tema abordado. O nome é: Posso contar contigo, mãe?, disponível na Amazon. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Conto: Posso contar contigo, mãe? | Autoras: Fernanda França e Leila Rego| Amazon
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Josefa e Jane são mãe e filha e também cumprem o papel de avó e mãe. Com a chegada de mais uma criança na família, a história mostra de uma maneira delicada e singela como lidar com receios, novas descobertas. Um conto que aquece o coração.

Opinião da Pequena: Se você está buscando uma história breve, mas que diz muito, sugiro a leitura desse conto. Já conhecia a escrita das duas autoras e mais uma vez valeu a pena!

Ainda não sou mãe, mas sou filha. E esse conto me deu vontade de mandar um milhão de mensagens para a minha mamys (um dos apelidos dela hahaha) falando que ela pode contar comigo e saber da reciprocidade conforta muito esse mundo que é uma caixinha de surpresas.

Devorei as páginas e quando dei por mim, o final chegou. Acabou bem rapidinho :(. Adorei Dona Josefa e o seu jeito irreverente. Jane tem um coração de ouro! Aliás, os homens dessa história não ficam para trás. E a relação da Gisele e da Olivia é literalmente de irmandade.

Algumas partes eu fiquei com o coração na mão, esperando o pior. Mas digamos que deu tudo certo! Outras, talvez eu ainda não compreenda e acho que não me identifiquei justamente por isso. E amor de mãe é uma coisa de outro mundo. E de filha não fica para trás. O de avó? Os tempos eram outros, mas o sentimento de amar tem a mesma força e importância.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

“Posso contar contigo, mãe?” é um conto que traz mensagens lindas. A minha favorita é que a maternidade é um grande mistério, em contrapartida é uma grande magia. Olhando por esse ângulo, dá um quentinho no coração quando o desejo de cumprir esse papel dá lugar para um medo surreal.

Recomendo, gente! Ah! E uma notícia, tudo indica que em breve vamos ler um livro que se passa nesse mesmo universo. Isso acalmou a curiosa que habita em mim hahaha. Aliás, eu acho que todos os contos poderiam virar livros… E vocês?

Já leu? Conta o que achou. :) Ainda não? Clica aqui para baixar o seu. Ele está disponível no Kindle Unlimited. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Um filme de nós dois
Fan Page ♥ Instagram


1
23.04.2021
* PJ Leu: Lições inesperadas sobre o amor + Promoção Dia Mundial do Livro! ♥

Ei, Gente! :) E o Dia Mundial do Livro chegou. Então, nada melhor do que uma resenha literária, né? O PJ Leu da vez é “Lições inesperadas sobre o amor“, da Lucy Dillon, publicado pela Arqueiro. Aliás, essa história foi a escolhida 1ª edição da Leitura Coletiva do PJ em parceria com as meninas do Estante das Abelhas (obrigada pela companhia de cada uma que participou) e a editora. Enfim, vamos lá? ♥

Livro: Lições inesperadas sobre o amor | Autora: Lucy Dillon| Editora: Arqueiro
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4,8 livros

Sinopse: Jeannie sempre sonhou em viver uma paixão de tirar o fôlego. Começou a namorar o lindo veterinário Dan e depois de um fim de semana perfeito em NY com ele, é surpreendida com um pedido de casamento. Tudo bem que eles não completaram nem um ano de namoro, mas não importa, né?

O noivado passa voando e as coisas parecem acontecer muito rápido. Nossa protagonista tem a sensação de que talvez esteja tomando uma decisão errada. Ela pode voltar atrás, mas o destino prega uma peça e o futuro agora parece incerto.

Uma nova casa, novos hábitos, novos amigos e um processo de autoconhecimento faz com que ela tire lições inesperadas sobre amor. Principalmente, sobre aquela voz que não sossega lá no fundinho da nossa mente e do coração. ;-)

Opinião da Pequena: Esse é o 8º livro da coleção “Romances de hoje”, da Arqueiro. Cada história é especial para mim, mas essa ganhou pontinhos extras por três motivos: tem doguinho no meio, é leitura de estreia da LC do PJ e a protagonista tem o mesmo nome da minha cachorrinha linda… Jeannie. Ai o coração não aguenta, né?

Nunca tinha lido nada da autora e acho que comecei com o pé direito. A escrita é delicada e a cada capítulo, a gente tira uma lição. Algumas clichês, outras nem tanto. Por exemplo, a escolha do vestido de casamento. O tamanho certo é ideal para o dia da cerimônia, mas no dia a dia do casal é importante saber que é preciso fazer uns ajustes para que o relacionamento caiba na vida a dois. :)

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Eu gostei da Jeannie e do amadurecimento dela a cada página. Do Dan também. Aliás, eu acho que é uma história onde os dois tiveram deslizes, mas não por falta de caráter. E, sim, de cara a gente já imagina o final… Mas apesar de ser um romance, fala muito sobre a evolução da protagonista. Ou seja, nos surpreendemos com o desfecho.

Edith e Carmem não tem a minha admiração hahaha. As enfermeiras e a equipe médica eu amei. Owen é sem comentários! Os pais da Jeannie são incríveis e queria que eles tivessem aparecido mais. Rachel é a amiga que todo mundo quer ter. Aliás, quando uma pessoa ama os pets e faz o bem para eles, não tem como não gostar, né? E George me surpreendeu muito positivamente.

Falando em doguinhos: eles estão sempre dando uma voltinha pelos capítulos e aquecem o nosso coração e algumas lágrimas aparecem sim. Aliás, o Gem lembrou o meu doguinho (Johnny) que foi para a ponte do arco-íris há 4 anos. Chorei, mas o coração ficou confortável. E adorei que a autora dá dicas de como saber se o canil é confiável e vale lembrar: se puder, adote! Faz um bem não só para eles, como para nós humanos.

E como nem tudo são flores, acho que as coisas poderiam ter sido resolvidas aos poucos. Meio que fica tudo para o final. Acaba prendendo, mas acho que desenrolando etapa por etapa teria sido uma leitura melhor. Mas recomendo e MUITO, ok?

No mais, a capa é linda. E o conteúdo têm elementos que fazem a vida do leitor mais leve e “simples”: dogs, música e amor.

****

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

E para terminar o dia de hoje, trouxe uma promoção especial. Não é sorteio, ok? Nesse post, comente com uma declaração inesperada sobre o seu amor por livros. Pode escrever até terça-feira, dia 27 de abril. Vou selecionar três comentários e colocar para votação no Instagram no dia 28 de abril. No dia 30 de abril conto o resultado aqui e no insta.

O que ganha? Um marcador magnético de livro do blog, um livro (o ganhador escolhe) de até R$ 50,00 (vou comprar pelo Amazon) e uma luz de livro portátil (essa aqui). Vai ser um ganhador e tem de ter endereço no Brasil, ok?

Então, soltem a criatividade! Façam uma declaração incrível sobre páginas que se transformam em um livro, que transforma a nossa vida.

P.S: Promoção finalizada – Quem ganhou foi a Diane, do blog lindo “Coisas de Diane“. Parabéns!! Obrigada a todos que participaram!! Em breve, vamos ter mais promoções do tipo.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Diário de Viagem – Barcelona (e uma tradição literária)
Fan Page ♥ Instagram 


9
24.12.2020
* PJ Leu: Conto – Contrato de Natal! ♥

Ei, Gente! :) Feliz véspera de Natal para todo mundo yay! E para entrar ainda mais no clima, separei uma dica literária: Contrato de Natal, da Renata Lustosa. Um conto de chick-lit natalino perfeito. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Conto: Contrato de Natal | Autora: Renata Lustosa
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Emília Fontenele não quer seguir o padrão imposto pela sociedade de que precisa ser uma garota comprometida. Afinal, já está quase na casa dos trinta. Mas isso não significa que a sua família indelicada tem de falar pra ela desistir de uma vez de arrumar um namorado. Que abuso!

Para dar uma lição nos seus familiares, decide pedir ajudar para o amigo do trabalho, que topa ser seu “namorado” no dia do Natal. Porém, quem aprende e descobre coisas além do que imaginava é ela mesmo.

Opinião da Pequena: Quando a Rê me convidou para ler o novo conto dela, não pensei duas vezes. Todas as histórias que ela escreve vão além de um simples chick-lit. E esse têm um especial: é de Natal. ^^

A premissa é bem clichê. Mas sabe aquele clichê que aquece o coração? Então! Personagens carismáticos, protagonista gente como a gente e elementos surpresas que fazem a diferença, até mesmo quando a gente já imagina o final.

E dessa vez, o tema abordado é a clássica imposição que a sociedade coloca na mulher, de que para ser feliz precisa ser comprometida. Em contrapartida, não para por aí. Como essa questão já tá tão enraizada, a própria Emília se cobra. E leva todos os discursos com desconfiança.

Amei como tudo foi amarradinho, ri muito e percebi como a protagonista cresceu, mesmo com poucas páginas. Fiquei apaixonada pela sua família e, claro, pelo Theo. Adorei o desfecho, algumas sacadas e o arquivo final que o leitor encontra na última página contém a melhor planilha. E mais uma vez: o único defeito é que a história acaba muito rápido hahaha. E confesso que imaginava uma capa mais natalina, entretanto….

O tema é de Natal, porém, acredito que seja um conto bem atemporal. Já que trata de assuntos distintos, mesmo com os clássicos “a tia dos namoradinhos” e tal. E além do tema central que contei anteriormente, aprendi que tudo está na forma como interpretamos. Às vezes, a gente fica tão focada em tal coisa, que não entende a real intenção de uma conversa. Ou de borboletas no estômago. Enfim, recomendo. O melhor contrato que já li.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica (clica aqui para baixar).

Beijos, Carol.

Post Antigo: Os delírios de Natal de Becky Bloom
Fan Page ♥  Instagram


7

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021