23.12.2021
* PJ Leu: Rabanadas e Milagres para o Natal! ♥

Ei, Gente! :) Se tem uma coisa que eu amo nessa época é ler histórias natalinas para entrar no clima. E um conto que li recentemente foi “Rabanadas e Milagres para o Natal“, da Zirah (autora brasileira). Vamos conferir o que eu achei? Boa leitura! ♥

Conto: Rabanadas e Milagres para o Natal | Autora: Zirah| Publicação independente
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Mel é uma jovem órfã de 15 anos que vive em um Rio de Janeiro congelante e governado por um homem sem escrúpulos. Ela e o seu cachorro, Rabanada, estão em um situação complicada e não têm sequer o comer. Quando a fé de Mel está cada vez mais abalada, Nicolas, um garoto misterioso e muito divertido, chega para aquecer seu coração em mundo de puro caos.

Opinião da Pequena: Quando a Zirah divulgou o seu novo conto, me encantei com o nome do doguinho, que é Rabanada. Daí nem olhei a sinopse e já fui acrescentando na minha biblioteca do Kindle. ;-)

A premissa é bem comovente e tem alguns diferenciais que chamam a atenção de cara. Por exemplo? Imagina o Rio de Janeiro ser um local que tem neve?? Mesmo sabendo que é uma consequência ruim do clima, desejei um Rio assim, nem que fosse apenas no Natal.

A dupla Mel e Rabanada é a melhor. Uma prova literária que melhores amigos têm sim quatro patas. Muitas vezes, a gente tem vontade de protegê-los e carregá-los em um potinho. Deu um aperto no coração algumas partes. Mas ainda bem que existem milagres natalinos e falando nisso: Nicolas ganhou o meu coração, sua carta e o seu presente idem.

O casal Cristina e Otávio é incrível e acredito que o bem que eles fizeram, não só deu fé e esperança a Mel, mas a ambos também ganharam essas duas palavrinhas. Afinal, quando a gente age de uma maneira tão generosa, tudo volta em dobro. Confesso que alguns desfechos me deixaram triste, porém, faz parte da vida real.

Crédito da Imagem: Instagram Zirah

Amei as ilustrações no decorrer das páginas e o nome de cada capítulo. É uma história natalina que emociona, que dá um aperto no coração, mas que é perfeita para a gente entrar no clima de Natal, recuperar a fé e a esperança. Alguns acontecimentos, fazem a gente ficar triste nessa época, mas outros aquecem o coração.

Alguns personagens, como o Nando, me surpreenderam de uma forma boa. Mesmo que em alguns momentos a vontade era de falar: meu filho, qual é a sua? Alias, é sempre bom a gente dar uma segunda chance, se for viável, claro!

Enfim, indico esse conto. Principalmente, se você está passando por uma fase meio estranha. Até ler para crianças mais velhas, acho que vale! ;-)

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. Para baixar, só clicar aqui. Quer conhecer mais da autora? Corre aqui.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Contrato de Natal
Fan Page ♥  Instagram


1
29.11.2021
* PJ Leu: Ponto! ♥

Ei, Gente! Têm momentos na vida que uma pausa para respirar evita estresses a mais. Nessas horas, ler um livro (com esse objetivo) é bem-vindo também. E o PJ Leu da vez é “Ponto“, de Kieran E. Scott, publicado pela Editora Sextante (parceira do blog). Vamos lá? Boa resenha. ♥

Livro: Ponto | Autor: Kieran E. Scott| Editora: Sextante
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Para quem está se sentindo ansioso, o “Ponto” é o livro ideal para ajudar. Ilustrado, as páginas ajudam o leitor, de um jeito prático e original, a encontrar calma em momentos assim. Independente da idade, o que vale é respirar fundo através dessa leitura.

Opinião da Pequena: Eu sou uma pessoa ansiosa. Têm horas, que a ansiedade ataca mais. Têm horas, que menos. E como toda ajuda é bem-vinda, pedi esse livro no último pedido do ano da Sextante/Arqueiro. Ainda bem!

Confesso que a minha expectativa era bem diferente, mas o que encontrei não me decepcionou. É aquela leitura de cabeceira, sabem? Para momentos ansiosos e que a gente precisa de S.O.S.

Eu aprendo constantemente a importância da respiração. Claro, que na prática, a teoria não é tão simples… Mas com o “Ponto“, o exercício ganha um guia que facilita a “inspirar e expirar” como manda o figurino!

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Também percebemos no que podemos nos transformar nesse meio tempo ao respirar calmamente. Falando nisso, as ilustrações dão asas às imaginação. Seja você adulto, adolescente, criança ou mais experiente!

Recomendo. Não ler só uma vez, mas sempre que precisar! Queria que tivesse mais dicas, porém, curti do jeitinho que veio também. ;-)

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica e se quiser comprar, meu link de associado é esse (você não paga nada a mais por isso e me ajuda muito). No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: 5 livros que me ajudaram
Fan Page ♥  Instagram


2
05.10.2021
* 5 motivos para ler: Confissões de uma Terapeuta! ♥

Ei, Gente! :) Mais um post da série “5 motivos para ler“. Dessa vez, um chick lit nacional que eu adoro: Confissões de uma Terapeuta, da Renata Lustosa. Vamos lá? Boa leitura. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Esse livro é a prova de que chick lit não é leitura rasa mesmo. Uma história que aborda temas como ansiedade e outros assuntos relacionados à saúde mental, com uma linguagem leve e divertida, sem perder a seriedade, merece ser lida sim.

2. Adora personagens que você se identifica na hora e, de quebra, evolui a cada página com ela? Com a Mel é assim. A gente quer guardar a protagonista no potinho, ser amiga dela e ter umas boas conversas. Dentro e fora do consultório.

3. Quer tirar lições incríveis e que nunca parou para pensar? Confissões de uma Terapeuta é para você. Falando nisso, um dos aprendizados foi que dá medo da vida não seguir o nosso script. Porém, acredite: readaptar planos pode render ótimas histórias (e capítulos).

4. Ama ter capas lindas e fofas na sua estante? A ilustração do livro da vez vai caber direitinho na sua estante. Juro! Esse é um que dá um toque bem perfeito no meu quarto. Mas a versão e-book também dá um up na sua biblioteca virtual, viu?

5. Ama chick lit e não encontra autores nacionais que criam histórias do gênero? Vale colocar esse livro na sua listinha e, aproveitar, para apoiar a leitura brasileira. O protagonista do post de hoje não fica atrás das obras escritas pela Sophie Kinsella. ♥

Crédito da Imagem: Amazon

**

É isso, pessoal. Quem já leu? Conta o que achou e pode compartilhar outros motivos para quem ainda não embarcou nesse chick lit perfeito.

Ah! Eu acredito que não tenha mais a versão física, mas não tenho certeza. Porém, se ficou curiosa e consegue ler na versão e-book: na Amazon está disponível no Kindle Unlimited. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Confissões de uma Terapeuta
Fan Page ♥ Instagram 


2
07.06.2021
* Pj Leu: Os segredos da felicidade! ♥

Ei, Gente! :) Mais uma resenha da série “Romances de hoje“, da Editora Arqueiro (parceira do blog). O escolhido da vez foi “Os segredos da felicidade“, da Lucy Diamond, que acho que está no topo das minhas autoras favoritas. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Os segredos da felicidade | Autora: Lucy Diamond| Editora Arqueiro
Crédito da imagem: Pequena Jornalista / @lou.click
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Rachel e Becca são irmãs postiças, mas nunca foram muito próximas. Com o tempo perderam o contato… Porém, uma ligação repentina informando que Rachel não voltou para casa, faz com que Becca saia correndo para saber o que houve e cuidar dos seus três sobrinhos.

Tudo é um mistério! Ninguém tem sinal dela. Aos poucos, tudo vai sendo desvendado e Becca descobre que a imagem da irmã com a vida perfeita não é bem assim.

O futuro parece incerto, em contrapartida, tudo vai se encaixando. Segredos são revelados, assuntos importantes são mencionados e parece que a felicidade surge nos lugares mais inusitados! Bem como o destino diz.

Opinião da Pequena: Vocês sabem o quanto sou apaixonada por cada livro da série “Romances de hoje”. Adoro todas as autoras, mas a Lucy Diamond, depois dessa leitura, definitivamente, está no top 5 das minhas escritoras gringas favoritas.

Os ingredientes para isso? Ela traz histórias com temas importantes e bem atuais, como um relacionamento nada saudável e questões familiares. Mas tudo com muita leveza e, as lições passadas acordam o leitor para a vida real. De alguma maneira, vamos nos identificar ou lembrar de alguém próximo (ou não) nessas questões abordadas.

A relação entre as duas protagonistas não é fácil. Mas tudo vai se encaixando, sem forçar a barra. A Becca é a minha favorita, mesmo com tudo, ela não deixa a leveza de lado e o bom humor idem, sabem? A Rachel nem tanto, mas cada uma tem uma forma de lidar com os contratempos, né? Ah! Algumas partes talvez não acontecessem exatamente do jeito que é mostrado, porém, na minha humilde opinião, é uma forma de dar aquele quentinho no coração (essencial nessas histórias).

A Wendy é sem palavras. A conversa dela com a Becca em uma ocasião, faz total sentido. E o que falar dos alunos? Adam então, nem se fala! E uma outra personagem, ex-sogra, surpreendeu e muito! Aliás, mulheres quando apoiam mulheres, tudo melhora. A irmandade vai além do sangue. :) Amei como cada capítulo foi construido e, apesar de não ter sido uma leitura que devorei (eu acho que não estava muito concentrada) em poucos dias, fez toda a diferença na minha vida de leitora.

Crédito da Imagem: Amazon

Talvez algumas leves floreadas incomodem, mas acho que há erros e erros. E alguns merecem uma segunda chance, na medida do possível. Se o outro está disposto a ser uma pessoa melhor, vale a chance. Sem forçar nada, claro! E acho que a Rachel fez bem. :)

Gostei da mini vingança no final, mas nada muito pesado, mas que rende boas risadas hahaha. Mostra que todo mundo tem defeitos e qualidades, por incrível que pareça. E a mão do destino é impressionante! Falando nisso, a Scarlet é a filha mais incrível. Sua inocência e pureza mostram o segredo mais valioso da felicidade, se é que me entendem.

Enfim, é um livro que mostra a vida real com um toque literário, claro. A gente tem a noção de que perfeição não precisa existir e que nada acontece por acaso. Talvez a sua relação com a sua irmã não seja a dos filmes. Mas talvez, seja ela e você que estejam lá quando tudo parecer o fundo do poço.

Amei e recomendo. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. Não é só mais uma capa maravilhosa, o conteúdo é bem relevante e do jeito que todo leitor que ama romance, com final feliz, vai amar. E para comprar o livro físico ou a versão e-book, é só clicar no meu link (você não paga nada a mais para isso, viu? ^^). Uma ótima forma de ajudar o Pequena Jornalista. Obrigada! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A casa dos novos começos!
Fan Page ♥ Instagram


4
19.05.2021
* PJ Leu: Conto – Posso contar contigo, mãe? ♥

Ei, Gente! :) Duas autoras que mostraram na prática como é bom ler um conto: Fernanda França e Leila Rego. Aliás, a dica do dia era para eu ter lido há um tempinho, mas só consegui embarcar no finde do Dia das Mães, que a propósito tem tudo a ver com o tema abordado. O nome é: Posso contar contigo, mãe?, disponível na Amazon. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Conto: Posso contar contigo, mãe? | Autoras: Fernanda França e Leila Rego| Amazon
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Josefa e Jane são mãe e filha e também cumprem o papel de avó e mãe. Com a chegada de mais uma criança na família, a história mostra de uma maneira delicada e singela como lidar com receios, novas descobertas. Um conto que aquece o coração.

Opinião da Pequena: Se você está buscando uma história breve, mas que diz muito, sugiro a leitura desse conto. Já conhecia a escrita das duas autoras e mais uma vez valeu a pena!

Ainda não sou mãe, mas sou filha. E esse conto me deu vontade de mandar um milhão de mensagens para a minha mamys (um dos apelidos dela hahaha) falando que ela pode contar comigo e saber da reciprocidade conforta muito esse mundo que é uma caixinha de surpresas.

Devorei as páginas e quando dei por mim, o final chegou. Acabou bem rapidinho :(. Adorei Dona Josefa e o seu jeito irreverente. Jane tem um coração de ouro! Aliás, os homens dessa história não ficam para trás. E a relação da Gisele e da Olivia é literalmente de irmandade.

Algumas partes eu fiquei com o coração na mão, esperando o pior. Mas digamos que deu tudo certo! Outras, talvez eu ainda não compreenda e acho que não me identifiquei justamente por isso. E amor de mãe é uma coisa de outro mundo. E de filha não fica para trás. O de avó? Os tempos eram outros, mas o sentimento de amar tem a mesma força e importância.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

“Posso contar contigo, mãe?” é um conto que traz mensagens lindas. A minha favorita é que a maternidade é um grande mistério, em contrapartida é uma grande magia. Olhando por esse ângulo, dá um quentinho no coração quando o desejo de cumprir esse papel dá lugar para um medo surreal.

Recomendo, gente! Ah! E uma notícia, tudo indica que em breve vamos ler um livro que se passa nesse mesmo universo. Isso acalmou a curiosa que habita em mim hahaha. Aliás, eu acho que todos os contos poderiam virar livros… E vocês?

Já leu? Conta o que achou. :) Ainda não? Clica aqui para baixar o seu. Ele está disponível no Kindle Unlimited. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Um filme de nós dois
Fan Page ♥ Instagram


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2022