19.08.2020

Ei, Gente! :) Um dos meus gêneros favoritos da vida é chick-lit. Por quê? Calma, que eu explico nesse post. Boa leitura! ♥

Um dia eu cheguei em casa e tinha um combo de alguns dos livros da Sophie Kinsella me esperando na minha cama. Presente da minha mãe! Eu fiquei tão feliz. Apesar dela não ser uma leitora voraz, nunca negou um livro sequer para mim e sempre me incentiva. E ela mal sabe que é a grande culpada por esse amor que eu tenho por comédia romântica literária.

Aliás, acho que um dos primeiros chick-lit que embarquei foi “Os delírios de consumo de Becky Bloom“. Daí, foi um caminho sem volta. A minha personagem favorita desse gênero é a Becky, mas tantas outras fazem parte das minhas memórias literárias. Seja a Mel, de “Confissões de uma terapeuta” e a Alice, de “I love NY“. Também tem a Mel, de “Malas, memórias e marshmallows” e a Lara e a Sadie, de “Menina de 20“, entre outros tão incríveis que não vão caber nesse post.

Crédito da Imagem: Juju Bittar

E eu sei que esse estilo de livro sofre alguns preconceitos literários. Algumas pessoas cismam em dizer que são leituras rasas. Mas juro que ler histórias leves e açucaradas podem surpreender e muitas vezes funcionam como uma sessão de terapia para mim.

A gente ri muitas vezes, suspira e os finais felizes aquecem o coração. Mas não é incomum encontrar temas que vão além da comédia romântica, como relacionamento abusivo, ansiedade, vida profissional, parto humanizado, entre outros. E tudo através de uma escrita leve, que nos ensina nas entrelinhas.

Claro que ninguém é obrigado a gostar. A gente tem de ler o que sente vontade! Mas falar que esse tipo de livro não acrescenta em nada é um ledo engano. E, sabe, muitas vezes, a vida já traz tanta carga pesada, que um livro leve e divertido, apenas para passar uma tarde chuvosa de um fim de semana, deixa o dia mais colorido e faz um bem danado. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
* Minha leitura atual *

Enfim, um post rapidinho apenas para tentar mostrar um pouquinho o meu amor por esses livros. E para quem quer sair da zona de conforto, fica a dica! E se quiserem me indicar alguma comédia romântica literária ou outro livro que vocês acham que eu devo ler, fiquem à vontade (só não embarco em terrores, porque sou muito medrosa, ai não consigo mesmo, mas não é preconceito não). Ah! Agora quem é um chick-lit de carteirinha me conta: por que você ama esse gênero?

Beijos, Carol. ^^

Post Antigo: Livros para adoçar a vida
Fan Page ♥ Instagram 

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 Comentários