01.07.2014
Olá, Gente, tudo bem? 
Uma das coisas que eu mais gosto de fazer aqui na Suíça é ir para o lago, escolher um cantinho e embarcar em histórias que me façam sonhar ainda mais. E o primeiro livro dessa edição do diário de viagem foi: I ♥ NY, da Teca Machado, colaboradora do blog. Vamos lá? ;-)
A história é a seguinte: Alice foi traída pelo namorado Leandro. E como se isso não bastasse, o caso foi parar em um vídeo cômico na internet e, claro, ela ficou conhecida como a corna do ano (nacionalmente). Virou até rap! Para completar, seus pais estavam de mudança. Sendo assim, decidiu dar um tempo na sua vida em Cuiabá e passar um tempo na cidade mais amada por ela: New York! Chegando lá, começou a estudar numa grande universidade, fez novos amigos, ganhou um namorado dos sonhos (de qualquer garota) e ficou de queixo caído com o apartamento incrível, o seu novo lar doce lar. Tudo isso num cenário apaixonante! Pois é, parecia que tudo tinha se ajeitado e finalmente a vida sorriu de novo para ela. Mas como diz a irmã dela, Alice não nasceu para ficar no anonimato, nem mesmo em NY. E dessa vez, virou até alvo desses veículos de fofoca. 

*Informações: 
– Autora: Teca Machado 
– Editora: Novo Século Editora
– Preço: R$ 29,90
*Trechos:
– “(…) Mas eu reconheceria essa batida insuportável em qualquer lugar. O volume foi aumentando e a música tomou forma. Era o Rap da Corna. Droga.”
– “O Mateus não era chato. Ele era implicante, mas de um jeito engraçado e que irrita amorosamente. Como quando a gente tem 10 anos e o menino puxa as nossas trancinhas só para chamar a nossa atenção. A gente reclama, bate neles com a lancheira e a mochila, mas, à noite, quando ninguém está vendo, escrevemos em nosso diário como estamos gostando dele.”
– “Resolvido. Eu ia contar. Ai, Jesus! O Mateus ia querer matar o Juan. Aliás, ele ia querer me matar. Pelo menos eu morreria de consciência limpa…, foi o meu último pensamento naquele dia antes de dormir.” 
– “Mas do que depressa, o cara pegou sua mochila (e deixou nas mãos do Felipe a revista estraçalhada) e foi embora correndo. Logo depois fomos expulsos de lá também por causa da briga, mas fiquei emocionada por ter sido defendida. Era a maior prova que minha família estava do meu lado.”
É o tipo de leitura que eu amo. Leve e rápida. Que faz a gente rir, chorar e se identificar muito com a personagem principal (eu pensei que eu era a única jornalista no mundo que não gostasse de café e achasse que um “eu te amo” numa situação de perigo significasse “vai que a pessoa morre”). Até mesmo imaginar uma vida parecida, mesmo sendo alvo de um vídeo viral. Sonhei com um Mateus e até fiquei com raiva. Olha, se existe um homem daqueles na vida real, ele está bem escondidinho. Eu acho que não deve existir um homem daqueles não, gente! Um dos personagens mais apaixonantes do mundo literário, que deixa qualquer príncipe encantado da Disney no chão. Adorei a Tia Wanda, as gêmeas e acho que o Juan é bem malicioso, desconfio das atitudes dele. O pai da Alice é um fofo e a irmã dela me fez lembrar a minha mais nova. Aliás, essa história mostra que quando a gente tem família e amigos, realmente nada mais importa. Agora o momento que me fez chorar litros, foi o trabalho final que o casal preparou para o curso. Ah! E apesar de estar subentendido, só senti falta da descrição da cena da dancinha da Alice em plena New York. Enfim, gosta de literatura chic? Corre para ler, que é uma ótima pedida! ♥
Ah! Quem quiser saber algumas curiosidades do livro, já rolou uma entrevista com a autora nesse post. E quem quiser mais informações para comprar o livro e tal, clique aqui
É isso. Gostaram? Podem opinar à vontade! ;-)
Um beijo, C. 
P.S: Crédito da foto: Pequena Jornalista! ;-)
P.S: Sou suspeita para falar, já que a Teca é minha amiga. Mas amei mesmo o livro, viu? ;-) 
carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 Comentários