07.08.2023

Ei, Gente! :)

E a dica literária da vez é Sal e Açúcar, da Rebecca Carvalho. Publicado pela Galera Record, a história se passa no Brasil e têm um quê de festa junina e afins. Demorei muito para finalizar, mas até que o saldo foi positivo.

Então, vamos lá? Boa leitura. ♥

Livro: Sal e Açúcar | Autora: Rebecca Carvalho | Editora: Galera Record
Número de Páginas: 373 (livro físico) | Nota: 3,8 livros
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Para Lari Ramires a briga entre os Molina e sua família sempre foi um lema. Sal, a padaria de sua avó, vive em pé de guerra há gerações com a Açúcar, que trabalha no mesmo ramo. Seja espalhando fofocas, tretando nas competições culinárias ou trocando ofensas aos gritos pelas ruas de Olinda. A vida desses dois concorrentes não é fácil, mas é como eles convivem.

Até o dia que a voinha de Lari falece e o mundo dos Ramires fica de pernas para o ar. Para piorar a situação, uma grande rede de supermercados chegou à cidade, forçando muitos comerciantes locais a fecharem as portas.

Mas nossa protagonista se recusa a perder o seu lar e acaba cogitando o inimaginável: se unir com Pedro Molina para salvar as duas padarias. Além de ser arrogante e convencido, ele ainda é o presidente de um clube de culinária que atende caridades. Talvez, seu inimigo não seja tão ruim quanto parece e que a rivalidade tem de ter um fim… Será?

Date Final do Clubinho: faltou gente!

Opinião da Pequena: Antes da pausa do Clubinho do PJ, embarcamos nesse livro. A gente tava bem empolgada, afinal, sempre bom ler histórias que se passam no Brasil e com uma carinha de festa junina nessa temporada, né? :)

Confesso que a minha expectativa era bem alta. Apesar da escrita da autora ser muito boa, demorei mais tempo para terminar do que imaginava. Por conta da correria do dia a dia, claro, mas também tiveram algumas coisas me incomodaram.

Quase todo mundo do livro “falava” com sotaque. A Lari? Uma vez ou outra e olhe lá. Tirando o voinha e mainha, ela narrava as situações com bastante formalidade. Isso eu achei um pouco estranho. E apesar de ter um quê de festa junina, o tema acabou não sendo tão abordado. Mas pode ser que eu tenha criado expectativa inexistente, ok?

Agora vamos as partes legais: adorei a premissa e como a história foi construída. É quase impossível não se apaixonar pelo Pedro e a Lari é uma protagonista bem carismática. Tem clichê, mas elementos surpresas não faltam. As mães são bem infantis, apesar de entender o lado de cada uma. Mas os adolescentes foram mais sensatos do que elas!

Voinha é uma fofa e seu Romário, no fundo, também tem um bom coração. Fiquei com raiva da rede de supermercado e os outros amigos do clube de culinária são bem queridos! Amandinha merece destaque e algumas cenas com ela são de dar frio na barriga e saber que a realidade funciona desse jeito, deu um aperto no coração.

Dá muita vontade de conhecer Olinda e comer o verdadeiro bolo de rolo. Eu achava que era mais ou menos o rocambole, mas as meninas do clubinho que moram pela região, falaram que não. E o que dizer da homenagem “Romário e Julieta“? Lari e Pedro arrasaram muito!

Enfim, não é a minha leitura favorita da vida, em contrapartida, o saldo final é positivo! Recomendo para quem busca um livro de autora brasileira e que seja ambientado no nosso país.

Crédito da Imagem: Amazon

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica e para garantir o seu exemplar de “Sal e Açúcar“, não esqueça de comprar pelo meu link de associado. No mais, podem opinar à vontade!

Ah! Uma observação: falhei no Beda, não consegui postar no sábado e no domingo. Mas vou compensar esses dois dias em setembro, ok?

Beijos, Carol.

Post Antigo: 5 livros de autores brasileiros
Skoob ♥ Instagram

Crédito da imagem: Pequena Jornalista
carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 Comentários