29.07.2022

Ei, Gente! :)

Assisti os novos episódios de Virgin River, disponível na Netflix. E já adianto que maratonei em dois dias e me surpreendeu positivamente!

Mas antes tem um recadinho para quem ainda não assistiu as outras temporadas: contém spoilers. Se você liga, melhor voltar depois. Agora vamos ao que interessa hahaha. Boa leitura! ♥

Crédito da Imagem: Entreter-se

Enquanto a terceira temporada me deixou com saudade da essência de antigamente, essa nova me surpreendeu positivamente. ♥

Foram dois dias assistindo e eu não queria largar um segundo sequer. Parei a minha vida literalmente. Sim, a curiosidade falou mais alto. Desculpa jobs para entregar hahaha!

Vamos lá: nessa nova fase, Mel e Jack lidam com surpresas e dentre elas: a gravidez inesperada. Afinal, será que o baby é filho dele ou fruto da fertilização in vitro? Falando nisso, a parte boa dessa nova temporada é que temos respostas. Ok, tudo no último episódio, mas pelo menos a gente não vai ficar esperando até ano que vem hahaha. Em contrapartida, surgem outras perguntas (nem tudo é perfeito hahaha).

Em relação aos personagens secundários: Doc continua incrível e o seu relacionamento com a Hope continua firme e forte, com tentativas de se adaptar a nova realidade dela. Aliás, tem gente nova em Virgin River. Fiquei com uma pulguinha atrás da orelha em relação a alguns, mas também temos respostas. E o novo médico? Ainda não formei uma opinião, mas li que ele volta para a quinta temporada. Então, muita água pode rolar hahaha.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Quanto ao casal protagonista: o Jack voltou a ser o Jack que conquistou a Mel. Com as dores e delícias, mas acho que de uma forma mais de boa, sabe? Mesmo com alguns perrengues e sustos! Tenho pena dos dois, porque meu Deus, quando tudo parece que está indo bem, vem uma notícia e muda tudo. Mas no geral, as cenas deles arrancaram suspiros e aprendizados. Em relação a ela: continua sendo uma inspiração. Ô mulher forte, mas bem que merecia uma trégua. Quanta treta hahaha.♥

Preciso destacar a Muriel. Sério, a gente tem muito o que aprender com ela! Aliás, a amizade dela com as outras meninas é tão linda de se ver. É uma cidade pequena, onde a fofoca rola solta, mas a união e “ninguém solta a mão de ninguém” inspira muito.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Brie e Brady: que casal, gente! Por incrível que pareça. E aqui eles abordam sobre relacionamentos anteriores que deixaram traumas. Temas bem relevantes e que acredito que ajude muitas pessoas que estão assistindo!

Encontramos a irmã da Mel e um casamento relâmpago (que é emocionante). Aliás, essa temporada meio que mostrou mais a vida como ela é, na medida do possível. Tipo, sem julgamentos e tentar sempre olhar o outro lado. Que faz sentindo também! No mais, temos cenas clássicas de festivais de cidade pequena, que eu amo.

Ah! Temos reviravoltas. Falando nisso, achei mais legal a Charmaine! Porém, muita coisa pode mudar. E, sim, a parte do mal continua. Desconfiei de um personagem e uma das cenas finais fiquei pensando: por que tanta coincidência? hahaha

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Por fim, o cenário continua lindo. Os looks da protagonista perfeitos e todos os personagens acrescentam. A maioria nos ensina alguma coisinha (como a importância de ter de enfrentar um luto e o importante papel da terapia) a cada episódio (que a propósito, dessa vez são 12). E por mais que os assuntos sejam pesados, parece que a essência de tratar com leveza voltou com tudo. Ainda bem!

Me prendeu do início ao fim e voltei amar essa série. E vocês? Já assistiram? Se não, recomendo e MUITO. No mais, podem opinar à vontade. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: 1ª temporada Virgin River
Fan Page ♥ Instagram   

carol
compartilhe

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.