17.02.2021
* Teorias literárias: Reler ou não um livro? ♥
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Ei, Gente! :) Mais um post da série “Teorias Literárias da Pequena”. Afinal, vale ou não reler um livro?

Bom, eu não sou uma leitora que tem esse hábito. Tem tanto livro no mundo, que acredito que no lugar de uma releitura pode ter uma nova história incrível, que vai te acrescentar muito mais. Em contrapartida, sei que têm títulos que podem cair como uma luva em mais de um momento da nossa vidinha!

Então, acho que vai depender muito, sabem? Embarcar no mesmo livro várias vezes, pode fazer com que a magia da primeira vez se perca entre as páginas. Por exemplo, na época em que li a saga Crepúsculo, me apaixonei por cada capítulo. Hoje em dia, eu não tenho tanta certeza. Quer dizer, a chance é quase nula. No final, acho que acabaria estragando as boas lembranças!

Crédito do Gif: Sparkitors (Vi no blog Livro e Café)

Porém, tem um que tenho (quase) certeza de que seria bem prazeroso ler de novo: O melhor do mundo é aqui. Mexeu tanto comigo essa história, que às vezes, sinto que preciso reler cada palavra desse livro. Pelo menos, é o que a minha intuição diz.

Ou seja? Siga a sua intuição sempre. O importante é ler! Caso tenha a oportunidade de devorar outros livros, dê essa chance. Mas se tem uma pulguinha atrás da orelha falando que a releitura será válida: vai com tudo! ♥

E agora quero saber a sua opinião: você é do time que lê um milhão de vezes o mesmo livro, depende muito ou nem pensar? No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Eu escolho ou o livro que me escolhe?
Fan Page ♥ Instagram


3
28.01.2021
* Abandonar a leitura: sim ou não? ♥

Ei, Gente! :)

Esse é um dilema mega presente na vida de leitores. Aliás, que atire um marcador de livro, quem nunca passou por isso. Seja você bookaholic ou no início da sua carreira como leitor. Abandonar ou não a leitura… Eis a questão! Hahaha.

Não há uma única e exclusiva resposta. Tudo vai depender de cada situação, sabe? Mas queria compartilhar dois momentos da minha vidinha.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

A maioria deve saber do meu amor pelo livro “Menina de 20“, da Sophie Kinsella. Em contrapartida, pasmem: ele não me conquistou de primeira. A história só começou a fluir do jeitinho que eu gosto do meio para o final… Surreal, né? Acho que quase ninguém imagina isso! Existem livros que não se encaixam naquele doce amor à primeira vista. Mas isso não significa que você tenha de abandonar de cara! Deixar a leitura para lá, pode fazer com que você perca histórias incríveis e que marcam a gente para sempre.

Então, por conta dessa experiência, acho que desistir logo nos primeiros desafios, pode fazer com que você perca bons momentos literários. Em contrapartida, insistir naquilo que realmente não está rolando naquele momento, pode fazer com que a leitura vire obrigação chata e o prazer de ler vá por água abaixo.

Crédito da Imagem: Amazon

Ano passado eu tentei ler “Dedique-se de coração“, a história da Starbucks, uma marca que eu amo. Sabia que fugia do estilo de livros que estou acostumada, mas eu queria conhecer e matar todas as minhas curiosidades sobre. Nas primeiras partes, fiquei mega feliz e animada. Mas a partir do momento que eles começaram a colocar finanças no meio, o desânimo tomou total conta. Ou seja, tudo parou! Fiquei 1 mês quase sem completar nenhuma leitura.

Nesse caso, cheguei à conclusão, de que era melhor deixar para lá. Pelo menos, por agora. Afinal, tava me atrapalhando mais do que enriquecendo meu lado leitora.

Crédito da Imagem: Amazon

Então, se esse dilema está tomando conta do seu dia a dia, veja a razão por trás e se tá valendo a pena a insistência. E qual é a situação? Seja sincero e pronto! Talvez, seja uma leitura para um outro momento ou simplesmente não seja para você. E, ok, sabe? Não tem problema! Há tantos livros incríveis por aí. Dê uma chance ou uma nova chance. Se é que me entendem. ;-)

***

E aí? Me conta sua opinião, que eu vou adorar saber! Tem alguma dica para resolver essa questão? Compartilha.

Ah! O livro da primeira foto eu não abandonei, mas apesar de amar o filme, às vezes, tenho a sensação de que posso querer abandonar. Mas vou tentar não pensar nisso e me arriscar. Não posso desistir antes de começar, né? hahaha

E, gente, vale lembrar que tudo depende da situação. O foco desse post é mais para aquelas leituras por livre escolha, ok?

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Coisas que me fazem feliz
Fan Page ♥ Instagram


5
13.01.2021
* Teorias Literárias: Eu escolho o livro ou ele me escolhe? ♥

Ei, Gente! :) Eu tenho uma teoria: o livro que me escolhe e não o contrário. Claro, que eu gosto de estipular mais ou menos qual quero embarcar e tal. Em contrapartida, acredito que exista o livro certo no momento certo e a leitura que não caiu como uma luva hahaha. Muito confuso? Vamos lá, que eu explico!

Era um domingo e eu não tinha nada em mãos para ler. Daí, fui dar uma olhadinha na minha estante de não lidos e lá estava ele: O melhor lugar do mundo é aqui. Lembro que esse livro eu tinha comprado há um tempinho e acabou caindo no esquecimento. Mas nesse dia, ele simplesmente me olhou e falou “leia-me” hahaha. Brincadeirinha, porém, foi mais ou menos essa sensação.

Não deu outra. Devorei a história em um dia e ainda consegui fazer com que a minha mãe e outras amigas embarcassem na mesma. O livro rodou muito e nem tenho mais na minha estante! Acho que era meio que a minha missão ler, mexer comigo e querer espalhar essa leitura por aí!

Crédito da Imagem: Amazon

Talvez, se eu tivesse lido naquele instante que comprei, o impacto não tivesse sido grandioso! Mas em qual ponto eu quero chegar? Simples, não acho que a gente tenha de comprar por impulso todos os livros que desejamos (eu queria, mas a conta chega hahaha). Porém, se aquele título você comprou e só leu depois de alguns meses ou anos, acredite: ele não está ali por acaso.

Sim, a gente escolhe qual comprar e tal. Mas saiba que o livro também tem esse poder, dentre tantos outros. Ele sabe escolher direitinho o seu leitor! Embarcar em uma história tem o momento certo. Acredite! Óbvio que têm escolhas que poderiam ter sido feitas em outra época. Entretanto, na maioria das vezes, juro que essa teoria funciona. ;-)

Enfim, teorias literárias da Pequena Jornalista que vos bloga hahaha. Mas já li muitos livros depois de décadas na minha pilha de não lidos. Já li com outros olhos em uma outra fase que calhou melhor do que na anterior. E alguns que não eram para mim mesmo e serviu para eu chegar a essa conclusão e até doar para outras pessoas.

Eu e alguns livros que comprei e ainda não li. =D
Dois eu li e amei, um abandonei e o outro tá lá na pilha para ler.

E agora me contem: teve algum livro que você falou “ele me escolheu, meu Deus”? Ou eu tô sozinha nessa? hahaha ;-) No mais, podem opinar à vontade. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Por que eu leio chick-lit?
Fan Page ♥ Instagram 


5
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021