21.08.2023

Ei, Gente! :)

Vocês sabem que suspense não é o meu gênero favorito. Mas sempre que eu decido embarcar em algum thriller, normalmente, termino a leitura rapidinho. Isso porque eu sou mega curiosa e quero saber logo o desfecho.

Então, dessa vez li “A empregada“, da Freida McFadden. Publicado pela Arqueiro (parceira do blog), é um livro repleto de surpresas e que estou em choque até agora hahaha. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: A empregada | Autora: Freida McFadden | Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 297 (livro físico) | Nota: 4 livros
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Todos os dias, Millie limpa a casa de Nina e Andrew Winchester de cima a baixo. Pega a filha deles na escola. Prepara refeições deliciosas para a família toda antes de poder se recolher e enfim comer o próprio jantar, sozinha em seu quarto minúsculo e claustrofóbico no sótão.

Quando Nina passa a sujar todos os cômodos de propósito só para vê-la limpar e conta mentiras atrás de mentiras, ela tenta não perder a cabeça. Também faz de tudo para ignorar quando a sua “patroa” tortura psicologicamente o marido, que parece cada dia mais fragilizado.

Fingir não perceber é o mínimo, afinal, com seu passado problemático, acredita que ela tem de agradecer por esse emprego. Porém, ao olhar dentro dos lindos e doces olhos de Andrew e ver o seu nítido sofrimento, Millie não consegue deixar de imaginar como seria a vida sem a Nina e sua filha estranha.

Opinião da Pequena: Quando a Arqueiro lançou esse livro, confesso que nem passou pela minha cabeça pedir. Mas a cada comentário que eu via, a curiosidade aumentava. Então, decidi acrescentar nos pedidos do mês.

Eu sei que é suspense, não é de terror e nem tem nada sobrenatural. Mas eu me impressiono fácil e fico tendo pesadelos ao ler uma história desse estilo. Então, uma amiga topou ler junto comigo. Duas medrosas, comentando cada capítulo seria mais tranquilo. Fora que a companhia dos nossos maridos foi essencial. Deus me livre ler sozinha em casa a noite hahaha!

Obrigada mesmo por ler junto, Juju. Só assim mesmo para eu sair da minha zona de conforto literária hahaha. Mas agora vamos ao livro: merece todos os comentários que vi. Começando pela premissa que é bem intrigante. A escrita da autora flui muito e o fato dos capítulos serem curtinhos, a gente nem sente. A cada parte, fica mais sinistra e a curiosidade aumenta na mesma proporção.

Eu criei várias teorias e fiquei chocada com cada reviravolta. Uma pegada “Garota Exemplar” e mostra como pessoas podem ser cruéis por tão pouco! E sério NUNCA NUNQUINHA pretendo morar em uma casa com sótão. DEUS ME LIVRE MESMO!

E gente mais uma vez: eu fico perplexa com a cabeça dos autores que escrevem histórias do gênero. Sério, dá um pouco de medo mesmo. Não sei se vai ter continuação, acho que tem até pontos que poderiam ser explorados, mas se não tiver, tudo ficou amarradinho. A mãe de Andrew MEU DEUS. E destaque para o jardineiro e o policial.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Enfim, é um livro que me assustou, mas a escrita é boa e os mínimos detalhes são muito bem bolados. Plot Twist é apelido! Quem curte suspense, saiba que essa é uma leitura obrigatória. Aliás, tão instigante quanto “A gaiola de ouro” e com um desfecho de ficar de queixo caído.

Recomendo para quem gosta do gênero ou quer se aventurar em outros estilos literários. Aliás, garanta o seu exemplar através do meu link de associado. E para quem já leu, conta o que achou. No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Thriller Psicológico
Skoob ♥ Instagram

Crédito da imagem: Pequena Jornalista
carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comentários