24.04.2015
Por Teca Machado
Vou falar uma coisa para vocês. Ser noiva é uma delícia, mas é
difícil, cheio de pequenos e grandes dramas que você nem achava que ia ter.
Quando você pensa em organizar um casamento, lembra só das partes legais, como
provar docinhos, ensaiar a dança do casal, escolher um lugar lindo para a
cerimônia e experimentar vestidos. Mas nem só dessas delícias vive uma
organização de casamento, tem um monte de coisas chatas para resolver.
Eu fiquei noiva em agosto do ano passado (Comentei sobre esse momento
de filme aqui) e já em setembro, logo que cheguei da viagem que estava fazendo,
comecei a ver tudo para o casamento. Em novembro já estava fechado data, local,
buffet, cardápio, cerimonial, foto, filme, decoração, som, luz, doces,
vestidos, padrinhos, bem-casado e mais algumas coisas. Ah, estava super me
achando a noiva biônica. Em menos de três meses eu tinha um casamento todinho
pronto. Doce ilusão, tinha tanta mais coisa por trás disso ainda!
Aí vieram os detalhes, que levam tempo e não tem tanto destaque:
Viu o contrato dos manobristas? Quem mandou escolher um lugar que não
tem estacionamento por perto.
Pagou o Ecad? Não, nem pensei nisso.
E as forminhas dos doces? É um papel, que absolutamente todo mundo vai
jogar fora, mas é importante pensar nisso, fora que super caro.
Os porta-guardanapos também são responsabilidade minha? Sério? Cor e
material? Nem tenho ideia!
Minha irmã desenhou o vestido das damas-de-honra (Tenho “só” sete
crianças para entrar no altar), mas eu preciso escolher as cores, os tecidos, o
tamanho do rodado da saia. Muito grande ou mega grande? Eu, definitivamente,
não sei escolher pano.
O site do casamento está pronto? Quase!
Já fez lista de presentes? Não, ainda falta muito tempo. Ou, peraí,
não falta muito tempo mais!
Organizou o Chá-Bar? Mais ou menos, estou sem tempo. Mas está quase aí
já, é semana que vem!
Fechou a lista de convidados? Nem me fale, esse é o meu pesadelo
constante.
Escolheu seu cabelo e maquiagem? Hum… Escolhi, mas não tenho certeza
quanto a isso.
Entrou com os papeis do cartório? É… Não?
Todos os Save The Dates entregues e enviados pelo correio? Sim, isso
eu fiz! Tá, e agora, já começou a fazer isso em relação aos convites? Ah, não,
de novo nããããão.
Comprou a gravata dos padrinhos? Não, você acha que é fácil achar 20 gravatas
iguais e ainda mais da cor que eu quero?
Com qual carro você vai para o casamento? Definitivamente não pensei
sobre isso. E quem vai dirigir? Sei lá.
Fora que tem mais um monte de detalhes que não vi ainda que estão só
acumulando. Isso porque eu tenho um noivo extremamente participativo, que me
ajuda de uma maneira que nunca vi noivo nenhum ajudar (Obrigada, Caio! O que eu
faria sem você? :*).
Para “piorar” a minha lista de coisas a fazer, vou me mudar para
Brasília após o casamento, então estou organizando de longe minha casa nova
(que nunca na vida vai caber o tanto de tranqueira e roupa que eu tenho).
É, gente, a expressão “a rapadura é doce, mas não é mole, não” nunca
fez tanto sentido para mim. Mas, confesso, que tem sido uma delícia e não tenho
feito muito drama em relação ao casamento. Nada de “noivazilla” por aqui, pelo
contrário, sou tranquila até demais, a ponto de irritar o noivo, que diz que eu
não estou preocupada com nada. Imagina se além de Drama Queen fosse Drama Queen
Noivazilla
? Aí tenho certeza que ninguém ia me aguentar e provavelmente meu
noivo ia me jogar da ponte.
Faltam menos de 3 meses e eu ainda não surtei. Vamos ver se continuo
assim até lá.
***
O Projeto Drama Queen é uma parceria entre os blogs Casos, Acasos e Livros e Pequena Jornalista. Todas as quintas-feiras têm um texto novo sobre
algum drama da vida, sempre com exagero e bom-humor. Quer participar? Mande um
texto bem dramático para projetodramaqueen@gmail.com.
Teca Machado. 
Autora do romance chick lit I Love New York, Teca Machado é uma devoradora de livros e filmes desde 1988 (Ok, mentira, desde 1994, quando aprendeu a ler). Alguém que compra livros pela capa, chora até com propaganda de margarina, é apaixonada por trailers, tem gostos mais adolescentes do que meninas de 14 anos, sonha com dinossauros e com o Bon Jovi, dá risada de si mesma, canta alto e dança no carro e pretende ser autora de Best Sellers. ;-)  * Dona do Blog Casos Acasos & Livros
carol

leia também

    * Contém (vários) dramas! – Projeto Drama Queen #41! ♥
    * Um caso de amor: A gravidade e eu – Projeto Drama Queen #40 (Por Teca Machado)! ♥

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

21 Comentários