20.07.2021
* PJ Leu: Tudo nela é de se amar! ♥

Ei, Gente! :) Uma das metas desse ano era ler mais poemas. E eis que li o primeiro do ano: Tudo nela é de se amar, da Luciene Nascimento (autora brasileira). Publicado pela Sextante (parceira do blog), é um livro que traz palavras de uma jornada da mulher negra. Boa resenha! ♥

Livro: Tudo nela é de se amar | Autora: Luciene Nascimento | Editora Sextante
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Poemas e poesias que mostram como a autora compreende a sua identidade. Palavras sobre autoestima, posicionamento, saúde mental e muito mais. Um livro com temas que abrem caminho para todos, com estrofes leves e singelas ilustrações.

Opinião da Pequena: A minha meta era ler, ao menos, um livro desse gênero esse ano. E sério, mega me inspirou para embarcar em outros poemas.

O que eu mais gostei é que os temas não são tão simples, mas através das palavras da autora, o pesado virou leve, na medida do possível. Foi uma nova forma de entender o racismo e o motivo dele ser tão prejudicial. A forma como ele descreve um black power de uma criança é linda e todas tinham de ter a simples ideia de como o seu “travesseiro” as leva para perto do céu. Só lendo para entender!

A maioria dos poemas é seguida de um texto explicativo e ilustrações que fazem todo o sentido. Falando nessa parte do cabelo ainda, me identifiquei com o pensamento dela: não há regras, ou melhor, há! Respeitar o seu desejo, independentemente da referência que a gente tem.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Adorei as inspirações em forma de senhorinhas no ponto de ônibus. Também é um convite para quem ama escrever e quer escrever mais. Com amor!

Algumas partes, fiquei meio confusa, perdida. Talvez por não ser a minha realidade. Mas espero conseguir, cada vez mais, fazer a minha parte para que a mudança seja real.

Também acho que é um livro perfeito para deixar na mesa de cabeceira e ir absorvendo palavra por palavra. Aos poucos! No mais, queria anotar quase todas as páginas para voltar depois e ler novamente o que trouxe leveza e reflexão.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

O título é lindo e tem tudo a ver com o conteúdo! Recomendo. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica e pode comprar aqui no meu link.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Minha História
Fan Page ♥ Instagram  


3
08.07.2021
* Para conhecer a escrita dos autores (nacionais)! ♥

Ei, Gente! :) Sabem uma forma de conhecer autores nacionais? Ler antologias, com diferentes temáticas. Volta e meia, vejo um lançamento desse tipo no Brasil. E acredito que seja uma ótima maneira de apoiar a literatura brasileira e ter uma ideia se pode curtir um livro daquele escritor.

Então, para o post de hoje, selecionei cinco livros com histórias de vários autores brasileiros em um único lugar. Alguns já li, outros estão na minha listinha. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. Blogueiras.com
Mini Sinopse: Oito histórias de oito protagonistas, com uma paixão pelo mundo da blogosfera e afins. Sonhadoras, amam compartilhar interesses e fazer novos amigos. Falam sobre livros, música, comportamento e/ou viagem. No meio do caminho, descobrem que esse universo da internet tem mais a oferecer do que imaginam.
Escritoras Presentes: Thati Machado, Larissa Azevedo, Mari Scotti, Mariana Mortani, Thays M de Lima, Adrielli Almeida, Teca Machado e Raffa Fustagno
Observação da Pequena: Como eu amo essa capa, gente! Tem mais detalhe aqui nesse post. ♥

2. Vozes Negras
Mini Sinopse:
Um livro e quatro contos de mulheres duplamente silenciadas, tanto pelo gênero quanto pela cor. Histórias que reivindicam o protagonismo e autoras que narram a trajetórias de personagens que estão em busca de seus ideais e, claro, da representatividade.
Escritoras Presentes: Pétala Souza, Isa Souza, Flor Priscila, Maria Ferreira e Amanda Condasi
Observação da Pequena: Por mais livros que abordem a representatividade com seriedade e leveza. Tem resenha aqui.

3. O Livro Delas
Mini Sinopse:
Do sobrenatural ao chick lit, passando por romance, aventura, drama e denúncia social, a coletânea agrada desde os leitores jovens adultos aos mais velhos. Em comum, o talento das nove autoras para contar belas histórias.
Escritoras Presentes: Bianca Carvalho, Carolina Estrella, Chris Melo, Fernanda Belém, Fernanda França, Graciela Mayrink, Leila Rego, Lu Piras e Tammy Luciano.
Observação da Pequena: Um absurdo… Tenho na estante, com algumas dedicatórias lindas, mas ainda não li. Quero ler!!!!!

4. Notificação Preferida
Mini Sinopse:
Antigamente, nosso coração batia muito forte quando o paquera mandava uma carta. Muitas coisas mudaram, mas todo mundo ama quando aquela notificação tão aguardada aparece.
Escritores Presentes: Guilherme Cepeda, Larissa Azevedo, Dêner B. Lopes, Tiago Valente, Mari Scotti, Raul Felipe Sennger, Thimi Allegro, Naila, Barboni Palú, Teca Machado, Nathália Novikovas, Samyra Matt e Matheus A. Monteiro.
Observação da Pequena: Meu coração sempre fica quentinho com carta. Mas notificações também despertam uma emoção sem tamanho. Inclui na minha listinha e vocês?

5. De Repente Adolescente
Mini Sinopse:
A chegada da adolescência… Esse é o tema dessa antologia, com contos divertidos, honestos, emocionantes, que fazem rir e refletir sobre essa fase que o controle quase não faz parte do dia a dia.
Escritores Presentes: Camila Fremder, Clara Alves, Iris Figueiredo, Jim Anotsu, Julie Dorrico, Keka Reis, Luly Trigo, Olívia Pilar, Socorro Acioli e Vitor Martins
Observação da Pequena:
Quase comprei hoje, mas vou esperar um pouquinho. Amei a capa e a premissa vai render boas lembranças, acredito! Fora que tem autores aí que preciso conhecer a escrita, como a da Iris, da Luly, da Clara e do Vitor. :)

***

Enfim, gente! :) Claro, que tem outras antologias. Inclusive, a minha professora de escrita (a Fê) publicou que em breve vai entrar em pré-venda um de poesias: Poetas Negras Brasileiras, organizado pela Jarid Arraes. Quem quiser saber mais, fique de olho no Insta dela.

No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Entrevista – Thati Machado
Fan Page ♥ Instagram 


2
19.05.2021
* PJ Leu: Conto – Posso contar contigo, mãe? ♥

Ei, Gente! :) Duas autoras que mostraram na prática como é bom ler um conto: Fernanda França e Leila Rego. Aliás, a dica do dia era para eu ter lido há um tempinho, mas só consegui embarcar no finde do Dia das Mães, que a propósito tem tudo a ver com o tema abordado. O nome é: Posso contar contigo, mãe?, disponível na Amazon. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Conto: Posso contar contigo, mãe? | Autoras: Fernanda França e Leila Rego| Amazon
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Josefa e Jane são mãe e filha e também cumprem o papel de avó e mãe. Com a chegada de mais uma criança na família, a história mostra de uma maneira delicada e singela como lidar com receios, novas descobertas. Um conto que aquece o coração.

Opinião da Pequena: Se você está buscando uma história breve, mas que diz muito, sugiro a leitura desse conto. Já conhecia a escrita das duas autoras e mais uma vez valeu a pena!

Ainda não sou mãe, mas sou filha. E esse conto me deu vontade de mandar um milhão de mensagens para a minha mamys (um dos apelidos dela hahaha) falando que ela pode contar comigo e saber da reciprocidade conforta muito esse mundo que é uma caixinha de surpresas.

Devorei as páginas e quando dei por mim, o final chegou. Acabou bem rapidinho :(. Adorei Dona Josefa e o seu jeito irreverente. Jane tem um coração de ouro! Aliás, os homens dessa história não ficam para trás. E a relação da Gisele e da Olivia é literalmente de irmandade.

Algumas partes eu fiquei com o coração na mão, esperando o pior. Mas digamos que deu tudo certo! Outras, talvez eu ainda não compreenda e acho que não me identifiquei justamente por isso. E amor de mãe é uma coisa de outro mundo. E de filha não fica para trás. O de avó? Os tempos eram outros, mas o sentimento de amar tem a mesma força e importância.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

“Posso contar contigo, mãe?” é um conto que traz mensagens lindas. A minha favorita é que a maternidade é um grande mistério, em contrapartida é uma grande magia. Olhando por esse ângulo, dá um quentinho no coração quando o desejo de cumprir esse papel dá lugar para um medo surreal.

Recomendo, gente! Ah! E uma notícia, tudo indica que em breve vamos ler um livro que se passa nesse mesmo universo. Isso acalmou a curiosa que habita em mim hahaha. Aliás, eu acho que todos os contos poderiam virar livros… E vocês?

Já leu? Conta o que achou. :) Ainda não? Clica aqui para baixar o seu. Ele está disponível no Kindle Unlimited. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Um filme de nós dois
Fan Page ♥ Instagram


1
14.05.2021
* PJ Leu: Faça o amor ser fácil! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é “Faça o amor ser fácil“, da autora brasileira Thamires Hauch. Publicado pela editora Opala, o livro dá dicas reais de como lidar com esse sentimento. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Faça o amor ser fácil | Autora: Thamires Hauch| Editora: Opala
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4,5 livros

Sinopse: Crescemos acreditando que se relacionar é algo fluido, intuitivo, naturalmente descomplicado. Qualquer comportamento que saia desse pressuposto já acusa que há algo errado – conosco ou com o outro. O resultado disso é um misto de expectativas irreais com frustração. ⁣

Seria muito mais fácil se nos fosse ensinado, desde criança, que existem pessoas reais, com bagagens, medos, anseios e, claro, qualidades. Os dragões que cospem fogo não são nada além de nós no ponto alto de nossos próprios traumas. ⁣

Este livro é para todos que desejam compreender como é possível se relacionar de forma mais independente, forte e inteligente. ⁣

Opinião da Pequena: Quando soube que a autora, a editora e a LC Agência de Comunicação tinham aberto uma seleção para fazer parte de uma ação literária desse livro, não pensei nem duas vezes. :) E não é que fui selecionada? Yay!

A capa me chamou atenção de primeira e o título despertou muito a minha curiosidade. Afinal, o amor traz inúmeras características positivas, mas não é tão simples quanto parece e nem precisa ser tão difícil quanto imaginamos.

A escrita da Thamires é fluida e a gente sente que está em uma terapia literária a cada capítulo. Mas não são palavras impossíveis de colocar na prática, sabem? Aliás, queria ter lido na minha adolescência. Teria evitado lágrimas e amores frutos da minha imaginação hahaha. Porém, ler agora me deu a sensação de que toda experiência é válida e ensina!

O que eu mais gostei é que ela não coloca ninguém como vilão, mas todo mundo, sem exceção, possui bagagens, medos, sonhos, qualidades, defeitos… Claro, que há casos e casos. Temos muitos livros do mesmo tema, mas esse é o diferencial na minha humilde opinião!

É um livro que fala sobre empoderamento feminino e relacionamento amoroso. Em contrapartida, muitas vezes me peguei refletindo sobre diversas relações. Seja no quesito de amizade, família e, até mesmo, comigo. Falando nisso, a gente percebe mais uma vez o quão valioso é o amor próprio! Ele não tem esse destaque por acaso, sabem?

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Adorei a história do motorista do Uber, o poema, os amores líquidos e confesso que tive medo de responder algumas perguntas hahaha. Mas deu tudo certo! Tive uma nova perspectiva sobre dependências afetivas, rejeição e vou parar por aqui, que não quero dar spoiler. :)

E destaque para o tamanho dele. Cabe na bolsa, na cabeceira e em vários momentos da vida. Seja solteira, enrolada, namorando, casada, esperando o crush literário e qualquer estado civil. Enfim…

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! No mais, podem opinar à vontade. E muito obrigada pela confiança, meninas (Thamires, LC Agência Comunicação e Editora Opala). Ah! Esse post é parceria, mas contém a minha opinião sincera, ok?

Por fim, obrigada namô por tornar o amor mais fácil, mesmo nos dias mais difíceis… E gente, a minha vida amorosa nunca foi perfeita e nem é, mas saber que o real é melhor do que o imaginário faz a diferença!

Quem quiser ler, é só clicar aqui. Para conhecer a Thamires, clica aqui. Outros títulos da Opala e trabalhos da LC, corre aqui e aqui.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Por um amor, todos os dias!
Fan Page ♥ Instagram   


4
22.04.2021
* TBT Literário: Depois Daquela viagem! ♥

Ei, Gente! :) O TBT da semana vai ser literário. Um livro que marcou a minha adolescência e que guardo até hoje: Depois daquela viagem, da autora brasileira Valéria Piassa Polizzi.

Livro: Depois Daquela Viagem | Autora: Valéria Piassa Polizzi | Editora: Ática
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Valéria é uma jovem que adora se divertir com amigos. Têm as dúvidas que a maioria tem na fase adolescente, como “ficar” ou namorar. A descoberta da sexualidade, o terror do vestibular, entre outras questões. Mas com uma diferença: ela contraiu AIDS depois de um relacionamento que começou em uma viagem, aos 16 anos de idade.

É um livro de não ficção, onde a autora conta a sua história real de uma forma leve e tocante. Em algum momento, o leitor vai se identificar e aprender algo para a vida toda!

Opinião da Pequena: Eu li esse livro quando eu tinha uns 15 anos ou um pouco mais. Não lembro de tudo com detalhes, mas sei que foi uma das primeiras histórias literárias que marcou com um assunto “adulto”.

Me assustou a forma como ela descreveu a sua primeira relação sexual (sem camisinha). Eu torcia para nunca encontrar alguém como o dito cujo. E foram as primeiras informações, de uma maneira leve e necessária, que tive sobre a realidade de uma pessoa com AIDS.

É impressionante como passou mais de 10 anos e muito preconceito ainda rola em torno dessa doença. Acho que mais do que tudo que o vírus HIV significa, o preconceito é uma das coisas que mais deve incomodar. Como ela mesmo diz no livro “pior do que ter AIDS” é “fingir que não tem AIDS”.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

No mais, a escrita é leve, informal e em muitos momentos “divertida”. É impossível não se identificar com alguma comparação da Valéria. Aliás, faz com que a gente queira ser amiga dela. Também aborda sobre a amizade, família e viagens.

Enfim, é um livro que aquece, deixa o leitor pensativo e que ensina muito. E faz a gente ver que pode evitar tudo isso, porém, se conhecer alguém com essa doença ou você for essa pessoa, não dê as costas para ela. Dê cinco minutinhos e entenda a sua história, sem julgamentos.

Eu tenho muita vontade de reler. E fiquei feliz em saber que a escritora está bem e mega ativa. E que “Depois Daquela Viagem” tem marcado outras gerações. Se você ainda não leu, eu recomendo. Independente da sua idade! ♥

***

Gostaram do TBT Literário? Podem opinar à vontade. :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Coisas para fazer antes dos 30!
Fan Page ♥ Instagram 


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021