10.04.2024

Ei, Gente! :)

E o PJ Leu da semana é De repente adulta, da Sarah Turner. Aliás, foi a nossa segunda leitura do ano do Clubinho. E, sim, mais uma vez caímos em uma pegadinha, achando uma coisa e era outra totalmente diferente hehehe.

Então, vamos lá? Boa resenha.

Livro: De repente adulta | Autora:  Sarah Turner | Editora: Verus
Número de Páginas: 346 (livro físico) | Nota: 2 livros
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Beth nunca se prendeu a nada. Ela largou mais empregos e relacionamentos do que é capaz de lembrar e ainda dorme em seu quarto de infância na casa dos pais. Não que ela não queira crescer – é que, até agora, o único compromisso que conseguiu estabelecer foi com os drinques de sexta-feira no pub de sempre.

Até que a vida dela vira de cabeça para baixo quando a sua irmã e seu cunhado sofrem um grave acidente de carro, e Beth agora é a guardiã legal dos sobrinhos, sendo uma adolescente. Como nunca foi responsável por ninguém, ela se vê totalmente perdida.

Mesmo com ajudas extras, como a de seus pais, do vizinho Albert e de seu melhor amigo Jory, ela está determinada a não desistir. Afinal, chegou mais do que a hora de virar adulta.

Opinião da Pequena: A ideia do Clubinho é sempre embarcar em leituras leves e divertidas, né? Mas como já contei algumas vezes para vocês, acontece da gente cair em algumas pegadinhas. E dessa vez, a capa e a sinopse nos enganou direitinho, principalmente, a capa.

Nas primeiras páginas, a sensação é de que vai ser uma comédia o livro, mesmo com a tragédia que acontece na vida dos personagens. Mas assim que a Beth descobre tudo, o leitor descobre também que a história não é tão leve quanto parecia ou que a gente imaginava. :'( Aliás, mais de uma pessoa preferiu abandonar a leitura.

Porém, no decorrer dos capítulos a gente torce para que seja um livro de superação e que a autora aborde o tema de maneira leve, na medida do possível. A escrita dela é perfeita, juro! Mas a construção dos personagens, principalmente, da protagonista não rolou. Ao menos para mim e para a maioria das meninas do Clubinho.

É uma história de superação, porém, de um jeito meio pesado e que faz a gente sentir raiva de quase todos, incluindo da Beth e até do amigo dela, o Jory. A princípio, até me coloquei no lugar dela, mas depois a impressão que fica é de que ela não se esforça de fato e gosta realmente da vida que levava e não quer abrir mão, sabem? E não tem muita evolução!

Algumas coisas são jogadas e ficam meio que no ar. O que poderia ter plot twist dos bons, ficou meio sem sentido. Ok, talvez eu esperasse muito e tivesse criado uma expectativa que não era para criar, mas sei lá.

MAS CALMA! Apesar da história não ter me conquistado, alguns pontos mexeram comigo de forma positiva. Por exemplo, quando a protagonista reflete sobre algumas coisas nada a ver que ela se preocupava antes de tudo acontecer, fez muito sentido para mim. E o discurso dela no começo sobre o Doug é um dos melhores e para a gente levar para a vida real. :’)

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

E o Albert é o melhor vizinho literário da vida e o Ted dá mais leveza aos capítulos. E mesmo com muitas ressalvas, o finalzinho até que aqueceu o meu coração. O desfecho deixa muita coisa em aberto, talvez tenha uma continuação ou a autora deixou a gente imaginar o que acontece. Sei lá! Talvez, na vida real tudo demore mais, porém, imaginei coisas mais exatas, sabem? Ficar em cima do muro, meio que decepcionou!

Enfim, como sempre digo: recomendo a leitura para tirar a sua própria conclusão, mas só não espere um chick lit que trate de assuntos mais delicados de forma leve. O leitor meio que enfrenta essa fase ao mesmo tempo com os personagens! Porém, tira lições valiosas. Lembrando que um livro que não foi 100% bom para mim, pode ser para você. ;-)

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica e não esquece de adquirir o seu exemplar de “De repente adulta” pelo meu link de associado. Ninguém paga nada a mais por isso e ajuda muito o PJ. No mais, pode opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Quase um romance
Skoob ♥ Instagram

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentários