14.09.2015

Adivinhem: o que a pequena blogueira que vos bloga saiu catando pela Bienal do Livro para postar aqui? Ahá! Acertou quem falou: capa! ♥ Essa parte do livro sempre me chama atenção. Se a história aparentemente é boa e tem um “cartão de visitas” lindo de morrer, eu compro. Mas se o livro não parece ser legal (na minha opinião), mas a capa é de tirar o fôlego: tiro pelo menos uma foto para recordar hahaha.

Para esse post, selecionei dez capas que eu amei esbarrar pelos corredores do Rio Centro, local onde aconteceu o evento aqui no RJ. Espero que gostem. ;-)

Capas Bienal -1

Quatro capas que morri de amores, porém acabei deixando lá. Tirando essa terceira (“Um momento de meditação”), queria levar os outros três livros para casa. As histórias me chamaram atenção, porém meu lado menos consumista não me deixou passar o cartão de crédito #fuén hahaha. A da bicicleta (“Quando o vento sumiu“) é a coisa mais fofa. Adorei as cores! A primeira (“Dez coisas que aprendi sobre o amor“) dá uma sensação de paz, mas ao mesmo tempo: vamos refletir. E a quarta (“Tudo que se perde. Tudo que se ganha“): sou gorda, amo melancia hahaha! Brincadeira, achei bem fofinha. Ah!!! Essa 3ª, eu achei linda e bem jornalista, sabem? Mas o assunto não me chamou atenção. 

Capas Bienal -3

Desde o primeiro dia que vi a capa do novo livro da Fernanda França (“O pulo da gata“), me apaixonei. Mas ao vivo, consegue ser mais linda ainda. Esses dois corações e o eclipse (que parece uma lua, mas é um eclipse), têm tipo glitter, sabem? Ah! E a autora contou que quando a gente embarca na história, entendemos cada parte da capa. Ansiosa para ler (esse livro trouxe para casa!!). E seguindo a cor azul, que eu amo, encontrei esse livro de colorir do Pequeno Príncipe (“O pequeno livro de colorir do príncipe“). Tão lindo, mas deixei para algum leitor sortudo. Ainda estou com o Jardim Secreto para colorir aqui, então, não quis comprar ainda. 

Capas Bienal -2

Gente. O que é essa capa do livro “Uma curva no tempo“? Fiquei namorando, flertando e tal, mas como a história não me chamou tanta atenção (no momento), não levei. Mas está no meu Top 5 de capas mais lindas desse ano. ;-) Já a segunda foto (“Um ano inesquecível“)… Bom, como a história parece ser tão fofa quanto a capa, levei.  Uma das coisas que mais me encanta na vida: nuvens! Amo ficar na janelinha do avião, observando. O medo desse transporte aéreo passa na hora haha. Esse livro (“No início não havia Bob“) foi um dos últimos que fotografei na Bienal. Nem cheguei a ler a sinopse, mas depois vou pesquisar direito  e, quem sabe, comprar. Por último, mas não menos importante: a capa mais linda do livro “Becky Bloom em Hollywood“. E aparece, pela primeira vez, a carinha da nossa consumista preferida. Como disse uma menina na fila para a Sophie autografar (depois conto como foi esse momento lindooooo ^^), a capa é a cara da personagem. Pura verdade, né? É o tipo de livro que ela levaria para enfeitar a casa! Levei a outra capa, que segue a mesma linha dos outros livros da série, mas se rolar uma promoção nessas livrarias da vida, quem sabe. 

***

Gostaram da seleção? Podem opinar à vontade. ;-) Ah! Quem foi na Bienal: quais foram as capas que vocês mais gostaram? Contem aí.

Beijos, Carol. 

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 Comentários

  • Guria, se eu te contasse quantas vezes fiquei querendo um livro pela capa…
    Aqueles estilo antigão de capa dura então, com as letras todas desenhadas, sempre me deixam babando, hahaha
    Esses que tu fotografou são todos lindos, mas amei demais a capa de Becky Bloom <3 minha série favorita da vida!
    Beijos!