26.08.2015

Ano passado embarquei numa história, que era tipo a bíblia do desapego. Não se apega, não é um livro que ajuda muito, gente! Ai recentemente a autora Isabela Freitas, lançou a continuação: Não se iluda, não. Vou contar as minhas impressões e dar um pouquinho de spoiler (mentira, só a sinopse mesmo ;p). Vamos lá? 

Sinopse:  Nesta continuação, Isabela está determinada a realizar o sonho de ser uma escritora. Para começar, resolve criar um blog para contar um pouco da sua vida e decide não revelar a sua identidade. Mas nos “intervalos”, óbvio que o protagonista “amor” não ia faltar. Durante algumas semanas, Isabela viaja para a Bahia com seus melhores amigos: Amanda e Pedro, sua insuportável prima Nataly e seu irmão. Na viagem, conhece um cara incrivelmente lindo e fofo. O homem que ela pediu a Deus… se não fosse por um pequeno detalhe (que eu não vou contar, claro). A partir dessa aventura pela Costa do Sauípe, Isa tem muitos desafios, entre eles: a escrita, o blog com vários acessos e a nada simples atração por um amigo. Afinal de contas: homens precisam realmente agir como o famoso “príncipe encantado”? Uma dica: leia novamente o nome do livro! ;-)

PJ Leu - Não se iluda nãoEditora: Intrínseca

Minha opinião: Gostei muito da história e anotei vários conselhos que achei nas páginas. As 20 regras no começo, caíram como uma luva! Achei o desenrolar bem bacana, mas confesso que esperava um pouco mais. Talvez um desfecho clichê, mas entendo que o título não faria muito sentido se a história terminasse do jeito que imaginei. Mas o final não foi ruim não. Fora isso, aprendi várias coisinhas (como sempre). Uma totalmente peculiar, mas vou levar para o resto da vida: está triste? Coloca funk, que passa! (a melhor parte do livro!!!) Ai têm aquelas lições fofas e que as ficções sempre dão um jeitinho de mostrar mais uma vez como as coisas funcionam: tem gente que é babaca e não tem jeito! Mas algumas pessoas, realmente podem surpreender. Por vários motivos elas agem de maneira estranha, mas é só dar um tempo ao tempo, que tudo se encaixa. Todo mundo carrega na bagagem cicatrizes, que por mais que estejam “fechadas”, dói se tocar encostar um pouco. ;’)

Em relação à escrita, a Isabela mandou muito bem. Devorei mais rápido o primeiro, mas indico essa leitura também. Talvez, eu tenha lido em fases diferentes. Acho que isso faz muita diferença. Mudando de assunto: a capa de agora é muito mais fofa! Vários corações!!! ♥♥♥♥ Ah! Amei o fato da personagem querer ser escritora. Sempre quando esbarro com uma protagonista literária assim, meu sonho ganha um empurrão extra. E, gente! Sempre acho que a autora e a personagem são bem parecidas. Para mim, a história real se mistura com a do livro. Mas vai saber, né? ;-) Ahhhhh!!!! Quanto ao triângulo amoroso, mudei de preferido mil vezes. E até agora estou na dúvida!!

unnamed (13):-)

Quem ainda não leu: anota na listinha de “próximos livros”! Já embarcou? Conta a sua opinião, mas sem revelar a história toda, claro. ;-)

Beijos,
Carol.

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 Comentários