03.09.2009
Mês novo pintando por aí! E com ele, novos caminhos. Bom, pelo menos para mim.
Para quem não sabe, sou recém-formada em Jornalismo. Trabalhei quase um ano numa assessoria de moda, mas como é uma empresa nova não fui contratada e, infelizmente, segunda foi o meu último dia.
Sem dúvidas, aconteceram muitas mudanças nessa minha caminhada pela empresa. Andei de metrô, conheci Niterói e São Cristovão (é eu não conhecia… rs), agora sou expert em “Nossa Senhora de Copacabana”, levei esporros e elogios, aprendi muito sobre o mundinho da moda. Porém, o que aconteceu de melhor por lá foi o reconhecimento.
Na minha despedida, ganhei flores, cartão e bolinho. Fiquei muito orgulhosa. Sinal de que eu fiz um bom trabalho (apesar de ter errado muito) e que as portas sempre vão estar abertas. Obrigada por tudo Paralaxe Comunicação (Ana, Mariano, Mary, Karina, Daniela, Vale, Estelinha e Gêmeos)! Torço muito por vocês! E quem sabe um dia eu volto? Tomara que sim :)
De fato, estou muito feliz. Porém com aquela sensação de “e agora?”. Nessas horas sempre tem alguém para te confortar. Os clichês aparecem de formas variadas, mas sabe aquele que mexe com você de um jeito diferente?
Um amigo quando percebeu que eu estava triste e desanimada me mandou dois links do youtube. Os vídeos eram de uma formatura com o discurso de Steve Jobs. Quando começou, pensei: “mais um discurso com frases feitas de uma pessoa que venceu na vida, mesmo com todas as dificuldades”. Na verdade, era isso mesmo. Porém, com algo a mais: o verdadeiro espírito de como devo encarar essa nova fase.
Durante essa cerimônia, Steve conta três histórias que dizem respeito ao amor, perda, ao velho clichê: “nada acontece por acaso”, recomeço e morte. Adorei todas, apesar de achar que é muito mais fácil na teoria do que na prática. Mas, de fato, se você entende o sentido de uma “lição”, já é meio caminho andado.
Sem dúvidas, o meu medo não sumiu. Ainda apavora a sensação de ter que recomeçar, de arrumar um novo emprego, ter que me acostumar com ele, a entrevista, o possível “não”, o possível “sim”. Tenho medo de tantas coisas. Eu sei que eu estou rodeada de energia positiva, porém no final, tudo depende de mim. Eu tenho que correr atrás. Mas, vamos lá. Afinal, a jornada de uma pequena jornalista está apenas começando. E pretendo segui-la com o tal espírito: “Fique com fome, fique tolo”.
Para finalizar o post, seguem os vídeos ;)

Xoxo,Pequena

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10 Comentários

  • Lucas

    Um Amigo = PRESENTEEEE !!! =P uahuhahuahuahuuhahua sabia q vc ia gostar amore !!! até pq eu penso bem assim…nada como um recomeço….vc vai ver ;-)

    mtos beijos !!! =***

  • Renata Sodré

    Escreveu lindamente. E a prova de que você escreve bem está aí. Passando do Top Fashion Bazar para um texto mais denso, mais intimista. Tudo o que você disse aí, amiga, eu já tinha te dito. Mas quando estamos tristes, os clichês nos parecem banais demais. Não fazemos por mal, é algo normal em qualquer ser-humano. Mas se alguns clichês são clichês é porque a maioria deles são verdade!

    Todas as rupturas machucam, todas as mudanças nos dão uma sensação de vazio, de receio pelo desconhecido, mas você vai ver como coisas muito boas virão. Um novo (re)começo virá! E lembre-se que cada degrau nos leva mais adiante…
    Você é uma ótima jornalista, amiga. Se eu fosse editora de uma revista, te contratava djááá!!!

    Ótimo texto.

  • Oi Carol,
    Primeiro parabéns pela jornada que você seguiu! Realmente, o reconhecimento é o melhor presente nessas horas.
    Agora é correr atrás e enfrentar essas etapas que você citou no post, mas sempre com a cara e a coragem, lembrando do quanto você foi eficiente e reconhecida e que, portanto, pode seguir em frente para qualquer caminho desde que queira e se esforce!

    Adorei que você foi lá no blog e, mais ainda, que vc é amiga da Pri!!! Já adicionei vc tbm!!!
    Bjão e boa sorte pra nós!!!

  • Estou precisando tbm do significado dessa frase: "Fique com fome, fique tolo" preciso para um trabalho da faculdade.
    Obrigado! Aguardo resposta ate amanha.