27.01.2021
* Top 5 literário: Taylor Jenkins Reid! ♥

Ei, Gente! :) Para o top 5 literário da vez, selecionei histórias de uma autora gringa que sempre encontro nas livrarias: Taylor Jenkins Reid. Quer dizer, não ela, mas os livros dela hahaha. Enfim, vamos lá? Bom post. ♥

Para começar, queria dizer que o meu primeiro contato com ela, foi incrível. “Em outra vida, talvez?” entrou para a minha listinha de favoritos. É um romance bem com a cara de chick-lit e com uma pegada de realidade paralela, mas de forma leve e divertida. Já a segunda vez em que eu embarquei em uma história dela… Fuén! :( “Amor(es) Verdadeiro(s)” não me prendeu tanto o quanto imaginei e foi uma leitura bem arrastada! Mas acho que sou uma exceção, porque escuto todo mundo falando bem hehehe. Acontece, né?

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Confesso, que depois do segundo livro, tento não criar muitas expectativas com os outros. Mas acho que como uma história me conquistou 100%, vale a pena dar uma chance! Por isso, esses três estão na minha listinha. Vejam só:

1. Depois do sim (Editora Paralela)
Sinopse:
Lauren e Ryan chegam à conclusão de que não estão felizes juntos. Mas o fim, pode ser o começo. Um ano diferente, mas com aprendizados importante para ambos se conhecerem de verdade (mais do que imaginam).
Observação da Pequena: Pela sinopse, acho que é o tipo de livro que eu vou curtir. Aliás, foi um dos últimos que vi na livraria e quase coloquei no carrinho. Fico meio assim, porque algo lembra “Amor(es) Verdadeiro(s)”, mas acho que esse ano rola a leitura dele.

2. Os sete maridos de Evelyn Hugo (Editora Paralela)
Sinopse:
Lendária estrela de Hollywood, Evelyn Hugo sempre esteve sob os holofotes. Agora, prestes a completar oitenta anos e reclusa em seu apartamento no Upper East Side, a famigerada atriz decide contar a própria história (ou sua “verdadeira história”). Monique Grant, jornalista iniciante, ficou com essa missão e logo vai perceber que nada é por acaso.
Observação da Pequena: Acho que esse é um dos livros mais famosos da autora. Confesso, que a curiosidade bate mais pela fama dele, mas acredito que eu possa me surpreender. Olha eu criando expectativas hahaha!

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

3. Daisy Jones e The Six (Editora Paralela)
Sinopse: Todo mundo conhece Daisy Jones & The Six. Nos anos setenta, dominavam as paradas de sucesso, faziam shows para plateias lotadas e conquistavam milhões de fãs. Eram a voz de uma geração, e Daisy, a inspiração de toda garota descolada. Mas no dia 12 de julho de 1979, no último show da turnê Aurora, eles se separaram. E ninguém nunca soube por quê. Até agora.
Observação da Pequena: Esse também é bem famoso, mas nunca me atraiu muito. Em contrapartida, a informação de que a narrativa é escrita através de entrevistas fictícias, me chamou muita a atenção!

***

É isso, pessoal. :) Lição do dia: tentar não apostar todas as fichas de leitora, mas sempre dar chances. Cada história pode mexer de um jeito com a gente! Agora me contem: vocês já leram algo Taylor?

Beijos, Carol.


4
14.08.2020
* Beda 14 – PJ Leu: Amor(es) Verdadeiro(s)! ♥

Ei, Gente! :) E o PJ Leu da vez é Amor(es) Verdadeiro(s), da autora Taylor Jenkins Reid. Um romance que me encheu de expectativa e eu não vou falar muito agora para não dar spoiler da resenha. Então, vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro:Amor(es) Verdadeiro(s) | Editora: Paralela | Autora: Taylor Jenkins Reid
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 2 livros

Sinopse: No dia do aniversário de um ano de seu casamento, Emma recebe uma notícia de que o helicóptero em que Jesse (seu marido) estava caiu. Apesar de não encontrarem o seu corpo, ele é declarado como morto.

Anos se passam e ela resolve dar uma nova chance ao amor. Logo seu coração bate pelo amigo de adolescência, o Sam. Uma nova vida começa e uma Emma também.

Mas tudo muda novamente quando uma ligação inesperada toca: é Jesse, que foi encontrado e está de volta. Agora ela terá de descobrir o que fazer quando a vida te oferece dois amores!

Opinião da Pequena: Sabe aquele livro que você está louca para devorar? Essa era a minha expectativa! Porém, a partir do momento em que Jesse volta, a leitura desandou e, na maioria das páginas, eu só consegui sentir raiva dos personagens e a todo momento pensava em abandonar a história.

Mas calma! Não é que o livro seja ruim. Pelo contrário! A premissa é muito boa e faz o leitor pensar o que faria no lugar da Emma, do Jesse e Sam. Todos os sentimentos são compreensíveis e eu não queria estar na pele deles. A escrita da Taylor é incrível e continuo querendo ler os livros dela.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
♥ 

Só que apesar disso tudo, os personagens centrais não me cativaram. Sem querer julgar, mas já julgando, a sensação que eu tive era de que tudo virou meio que uma competição para alguns dos envolvidos. Por mais que não fosse a intenção! E algumas atitudes me decepcionaram e virou um bololô, que nem sei explicar.

A parte boa é que a leitura rende quotes incríveis e que fazem a gente refletir. Tipo as atitudes dos nossos pais e a relação com outros familiares. Aliás, a irmã da Emma, que deu o start do x da questão e o que foi maravilhoso na minha opinião. Também aprendemos que as pessoas mudam e algumas simplesmente não se encaixam mais e que tá tudo bem. Um término não significa que outra história não possa começar e não invalida todo o amor que você sentiu.

Li em uma resenha pela blogosfera que não há vilão nessa história. E não deixa de ser verdade. Só queria que o caminho tivesse sido diferente, sabem? Ainda bem que o final foi como imaginei, mas como eu estava meio cansada da leitura, nem consegui sentir tanta emoção. Apesar de ter quase caído umas lágrimas em alguns trechos dos últimos capítulos.

E falando em lado bom do livro… É incrível olhar a paixão da Emma que surge aos poucos pelo mundo literário. Isso pode ser um incentivo para quem tem preguiça de ler e cisma que não gosta dessa atividade. Aliás, a Livraria Blair está na minha listinha de livrarias fictícias que eu queria visitar. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Enfim, a leitura não funcionou muito comigo. Mas eu jamais falaria para tirá-lo da listinha. Cada livro bate de um jeito em cada leitor. Sempre é válido tirar a sua conclusão, viu? Quem sabe, apesar de eu não ter o costume de embarcar em histórias repetidas, faça mais sentido para mim no futuro.

Então, sim: eu recomendo a todos! Só não cria MUITO EXPECTATIVA. Caso você tenha. ;-) No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Em Outra vida, talvez?
Fan Page ♥ Instagram 


6
09.10.2018
* PJ Leu: Em outra vida, talvez? ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é: “Em outra vida, talvez?“, da escritora Taylor Jenkins Reid. Publicado pela Record, o livro me ganhou pela capa, mas o conteúdo é tão mara, que a gente fica triste quando acaba. Gera uma ressaca literária (no sentindo bom) daquelas hahaha! Enfim, vamos lá? Boa resenha para vocês! 

PJ Leu - Em outra vida talvezLivro: Em outra vida, talvez? | Editora: Record | Autora: Taylor Jenkins Reid
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: cinco livros!

Sinopse: Hannah Martin tem quase 30 anos e ainda não encontrou seu lugar no mundo. Ela já morou em Boston, Washington, Portland, Seattle, Austin, Nova York e agora está de volta a Los Angeles. Ela acha que é em sua cidade natal, perto de Gabby, sua melhor amiga, que vai conseguir superar uma grande decepção amorosa e, finalmente, colocar a vida nos trilhos. Para comemorar a mudança, resolve reunir velhos amigos em um bar.

E é lá que encontra um antigo amigo, ex-namorado: Ethan. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Em universos paralelos, conhecemos as duas possíveis escolhas. Ambas com desdobramentos diferentes, mas que fazem parte dela e ensinam o leitor que a vida é feita de escolhas. Boas e ruins, que podem mudar completamente o destino de cada personagem. O resultado? Só lendo mesmo! 

Minha opinião: A capa é linda e o conteúdo mais incrível ainda. No começo, dá a sensação de que a gente vai se perder. Cada capítulo é dedicado ao desdobramento de cada escolha da noite “D”. Mas dá para acompanhar direitinho. É incrível, como uma simples decisão, muda todo rumo de uma vida. Fiquei pensando: será que em uma vida paralela, estou levando dias totalmente diferentes? Talvez, por esse motivo, a gente tenha a sensação, às vezes, de “conheço aquela pessoa de algum lugar” e por aí vai. Mas vai saber… ;p!

Amei e devorei esse livro, como não devoro uma leitura há séculos. Os personagens são incríveis e cada um tem uma importância nas duas vidas da Hannah. Achei bem bacana que em uma das escolhas, conhecemos o valor da família da nossa protagonista. Às vezes, a forma de demonstrar o amor é diferente do que imaginamos, mas continua sendo amor. E o que seria trágico, a autora soube construir uma história apaixonante. Alguns momentos de raiva. Outros só de suspiro!

É um daqueles livros que a gente gostaria de ser amiga da protagonista e queria filme, mas sem mudar nada, ok produção? hahaha =) E, aos poucos, alguns personagens se cruzam e tudo se encaixa. São assuntos relevantes e que nos ensinam, principalmente, que nenhuma escolha é à toa. Tudo tem o lado bom! Amei todos os amigos e familiares que rondam cada página. A família da Gabby é a mais fofa e Ethan é o meu preferido, mas o enfermeiro não fica de fora.

Recomendo e muito a leitura, que a propósito é leve, divertida e que faz a gente suspirar do começo ao fim! E o título? Tudo a ver com o que encontramos nos capítulos. Louca para ler mais livros dessa escritora. Nunca te pedi nada, Record, entre outras editoras do Brasil. ;-)

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! 

Beijos, Carol.

Para ler: Poesia que transforma 

Fan Page ♥ Instagram 


4

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021