11.06.2021
* 5 romances fofos! ♥

Ei, Gente! :) Em homenagem ao Dia dos Namorados, separei cinco histórias que mostram o amor na sua versão: arrancando suspiros fofos e mantendo aquela esperança de que amar vale a pena sim. Vamos lá? ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Contemporâneo
Livro: Os segredos da felicidade (Lucy Diamond)
Por quê? Eu poderia citar vários. A minha lista é infinita! E a cada ano que passa, ela só aumenta. Mas esse foi o mais recente que li e juro, é de arrancar suspiros e renova as esperanças. Para saber mais, tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

2. Juvenil
Livro:
Para todos os garotos que já amei (Jenny Han)
Por quê? Acho que livros adolescentes quase sempre mostram um amor mais inocente, fofinho. Às vezes, bem sofrido. Mas quando você lê um pouco mais velha, rende ótimas lembranças e um pensamento de “faria tudo de novo”. E esse é tão queridinho! Queria morar dentro desse livro e do filme também. Não li todos dessa série, porém, pretendo um dia ler. :) (Tem resenha aqui)

Crédito da Imagem: Amazon

3, Ilustrado
Livro:
Uma história entre nós (Isa G.)
Por quê? É um mini livro ilustrado e com palavras de uma artista nacional que eu adoro: a Isa (@amargoemeio). Da lista, talvez seja o mais poético. Que dói um pouco, mas tudo faz sentido e toca a alma! Resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

4. Curtinho
Conto: Um filme de nós dois (Fernanda França e Leila Rego)
Por quê? Cada história que eu embarco desde o começo da quarentena, eu fico pensando nos dias atuais e como a maioria dos livros não retratam. Mas nunca ninguém ia imaginar, né? Esse conto dessas duas escritoras (nacionais) incríveis mostra um pouco do amor nesta fase de isolamento social. De forma leve, divertida e que traz uma esperança que MEU DEUS. E fora que esse conto tem um detalhe bem especial: fui leitora beta! Para saber mais, só clicar aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

5. Chick Lit
Livro:
Fiquei com o seu número (Sophie Kinsella)
Por quê? Essa categoria eu também poderia indicar um milhão de histórias. Esse livro da Sophie não é tão falado, mas conversando com uma amiga esses dias, deu uma saudade! Fiquei lembrando como começou o meu amor por emoticons hahaha. Saudade, Sam e Poppy. ♥ (Não tem resenha, mas se quiserem um TBT Literário, eu faço)

Crédito da Imagem: Amazon

***

É isso, pessoal. Espero que o Dia dos Namorados, independente do seu estado civil, seja doce, leve e sem cobranças. Sei que é bem fácil falar, mas acreditem: o amor não acontece antes e nem depois. Acontece na hora certa! Levei um tempinho para saber disso e agora que eu sei, agradeço muito. Aliás, feliz dia namô! Te amo mais que todas as comédias românticas juntas. ♥♥♥♥♥

Tem alguma sugestão de romance fofo? Deixa nos comentários. No mais, pode opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Dia dos Namorados – Expectativa X Realidade
Fan Page ♥ Instagram  


6
22.02.2021
* Top 5: Romances contemporâneos! ♥

Ei, Gente! :) Romances literários abrangem vários gêneros. Do chick lit ao de época, passando pelo drama até o contemporâneo. É tanta opção, que às vezes me confundo hahaha!

Mas para o post do dia, trouxe cinco livros que retratam bem o o último estilo que falei. Não chega a ser uma comédia romântica clássica, em contrapartida, é quase isso. São leituras leves, mas com um toque mais de drama. Tem humor, mas não é o ponto forte, digamos assim.

Uma coleção que resume bem o que eu tô falando é a “Romances de hoje“, da Editora Arqueiro. ;-) Enfim, vamos ao top 5 da vez? Que acho que vai dá para entender melhor hahaha. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
(Lou Click) ♥

1. Daqui a cinco anos (Rebecca Serle – Paralela)
Sinopse:
Dannie Kohan sabe onde quer estar daqui a cinco anos. O emprego no escritório de advocacia dos sonhos, o noivado com o namorado, entre outros planos. Até o dia em que acorda e percebe que está em uma realidade diferente. Mas quando desperta novamente, tudo volta ao normal e acredita que só foi um sonho! Quatro anos e meio depois, ela vê o cara misterioso daquela página da sua vida e tem uma surpresa nada agradável.
Observação da Pequena: Uma escrita que prende e um romance que chama atenção! Não é uma protagonista que me identifiquei, mas que me ensinou bastante. Tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

2. Paris para um e outros contos (Jojo Moyes – Intrínseca)
Sinopse:
São dez pequenas amostras da escrita de Jojo Moyes! Um fim de semana em Paris, um assalto em uma joalheria, uma mulher que passa o dia inteiro com sapato de outra pessoa e um shopping lotado na época do Natal. E em “Lua de mel em Paris”, que fecha a coletânea, Jojo Moyes brinda os leitores com um reencontro com as personagens do best-seller “A garota que você deixou para trás”.
Observação da Pequena: Ótima opção para quem quer conhecer a escrita da autora e se deliciar em situações cotidianas. Tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

3. Não se esqueça de Paris (Deborah McKinlay – Globo Livros)
Sinopse:
Eve Petworth vive reclusa em sua casa na Inglaterra. Ela divide seu tempo entre os livros, a culinária e os preparativos para o casamento da sua única filha, Izzy. Jackson Cooper é um bem-sucedido escritor norte-americano que passa por uma crise existencial. Em um rompante de coragem, Eve decide escrever uma carta para Jackson, um de seus autores preferidos, elogiando uma passagem de uma de suas obras. Apesar de estar acostumado com o assédio das fãs, algo na carta de Eve a conquista, e uma longa troca de correspondência se inicia entre eles. À medida que se conhecem, Jackson, cede à curiosidade e decide marcar um encontro com Eve.
Observação da Pequena: É o típico romance que aborda temas sérios, mas de um jeito leve. Porém, com um tom diferente de uma comédia romântica. Tem drama, cartas e Paris! Tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

4. A casa dos novos começos (Lucy Diamond – Arqueiro)
Sinopse:
Rosa larga a carreira de sucesso em Londres e, num impulso, recomeçar a vida como sous-chef em Brighton. Já Georgie, se muda para o Sul com o namorado, Simon, atrás de uma incrível oportunidade… para a carreira dele. Charlotte, que após uma grande tragédia, passa as noites isolada em seu novo apartamento. Mas graças a Deus, tem Margot, uma senhorinha que mora no último andar, tem outros planos para ela. Então, quando as três se conhecem, a esperança renasce, uma amizade surge e um novo capítulo começa.
Observação da Pequena: O meu livro favorito da coleção “Romances de Hoje”. É intenso, emocionante e que faz a gente ficar com ressaca literária. Tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

5. Não é errado ser feliz (Linda Holmes – Intrínseca)
Sinopse:
Evvie Drake raramente sai de casa, mesmo um ano após a morte do marido. Dean, é um ex-arremessador que está passando por uma fase bem ruim na sua carreira. Para ficar longe de tudo que faz mal, ele acaba se mudando para o apartamento anexo à casa de Evvie. Quando se conhecem, os dois combinam de ela não perguntar nada sobre beisebol e ele de não tocar no assunto do falecido marido dela. Mas será que ambas as regras serão quebradas? ;-)
Observação da Pequena: Foi o 2º livro que li esse ano e entra nessa categoria. Lembra um pouco “Não se esqueça de Paris”, mas claro, em outras condições. Tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Amazon

**

Acho que é isso, pessoal. Espero que tenha dado para entender o gênero que eu quis destacar no blog hoje. Se alguém tiver alguma descrição melhor, fica à vontade, viu? :) E dicas de livros assim são sempre bem-vindas!

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Teto para dois
Fan Page ♥ Instagram 


3
16.02.2021
* PJ Leu: Não é errado ser feliz! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é “Não é errado ser feliz“, da Linda Holmes. Um romance que aborda temas que fazem o leitor sentir que não está só. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Não é errado ser feliz | Autora: Linda Holmes | Editora: Intrínseca
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4,5 livros

Sinopse: Evvie Drake raramente sai de casa, mesmo um ano após a morte do marido. Todos na cidade acreditam que ela ainda está passando pelo processo de luto, inclusive o seu melhor amigo Andy.

Enquanto isso, Dean, amigo também do Andy, é um ex-arremessador que está passando por uma fase bem ruim na sua carreira. Para ficar longe de tudo que faz mal, ele acaba se mudando para o apartamento anexo à casa de Evvie.

Quando se conhecem, os dois combinam de ela não perguntar nada sobre beisebol e ele de não tocar no assunto do falecido marido dela. Mas será que ambas as regras serão quebradas? ;-)

Opinião da Pequena: Para começar, achei a premissa bem interessante. Parece que a gente já viu algo parecido, mas ao mesmo tempo não, sabem? Nunca tinha lido nada da autora e adorei a forma como ela escreve e constrói os capítulos.

Evvie é uma personagem que traz inúmeros aprendizados. E a sua evolução é natural, sem forçar a barra. Dean segue o mesmo ritmo! No começo, eu já imaginava o que ia acontecer. Mas criei algumas suposições e não acertei hahaha. Andy é aquele amigo que a gente quer trazer para a vida real.

É uma história que envolve o leitor (pelo menos me envolveu), mas não é aquela leitura que devorei. Porém, a culpa é do cansaço e é bom ler com calma. Não embarcar só por embarcar. Não compreendi muito bem o desfecho. A última frase não fez muito sentido para mim. Mas gostei de como as coisas terminaram no geral.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

O título super combina com o conteúdo e a capa igualmente! É leve, trata de assuntos que muitas vezes julgamos, mas a gente pensa: não é porque a pessoa morreu que virou santa. Tem muita coisa por trás dos bastidores que a gente nunca imagina!

Fala sobre relacionamento abusivo, mas aquele psicológico e que aparece nos mínimos detalhes. Que fere do mesmo jeito! Fala sobre a importância de cuidar da saúde mental. Fala sobre recomeços e desfechos. Família e amigos! Muitas vezes, senti que a história foi feita para mim no quesito amizade. A vida muda o tempo todo e não ser mais a primeira pessoa que aquele amigo liga, dói. Porém, isso não significa que tudo acabou. É só uma nova fase e que o tempo faz a gente se acostumar.

Metáforas de terapia super fazem sentido. Pelo menos a do alicate para tirar do dente fez! E algumas reações são como a gota d’água. Aliás, destaque para a Monica e a Dra. Talco. Mas todos os personagens tiveram a sua importância, até mesmo, o vilão da história e todos os pais, os fofos e os sem noção hehehe.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Enfim, adorei o livro e fez diferença na minha vidinha! Tudo se ajeita, aos poucos. A gente não precisa se expor 100%, mas entender o que tá rolando é importante. Não dá para acerta sempre. Ah! Terapia e um doguinho são ótimas prescrições! E ler “Não é errado ser feliz” também, mesmo com algumas ressalvas. ♥

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Não esqueça de Paris
Fan Page ♥  Instagram 


3
30.04.2020
* Top 5: livros que amei, mas não fiz resenha! ♥

Ei, Gente! :) Eu sempre fui uma leitora assídua, mas quando criei o PJ, não falava sobre livros (pois é, absurdo, eu sei hahaha). Ou seja? Muitas histórias ficaram de fora! Daí, na hora de montar a minha estante virtual no Skoob, descobri várias leituras que poderiam ter virado uma resenha aqui no blog. Então, selecionei 5 delas e vou contar um pouquinho sobre. Vamos lá? ♥

Crédito das Imagens: Estante Virtual e Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. Os homens com quem não me casei (Janice Kaplan – Editora Record)
Sinopse:
Após o marido de Hallie Pierpont dispensá-la, um pensamento curioso invade sua mente: por onde andarão os homens com quem ela não se casou? Eric tornou-se milionário e ocupa a 255º posição na lista da Forbes. Barry agora é conhecido como Rav Jon Yoma Maharishi, um líder espiritual que se dedica a meditação. Já Kevin é fotógrafo submarino, e está trabalhando no último filme de Angelina Jolie. Junte-se a Hallie e descubra se valeu a pena ela não levar esses homens para o altar…
Observação da Pequena: Eu li há seculos esse livro e a única coisa que lembro bem era de ter chorado de tanto rir. Vocês sabem que eu não costumo ler livros repetidos, mas esse eu tenho vontade. :) Aliás, achei essa história para vender só na Estante Virtual. Então, fica a dica para quem se interessar.

2. O casamento de mentirinha de Kate Simpson (Mina Ford – Editora Record)
Sinopse:
Depois do fim traumático de seu namoro, Katie Simpson precisa desesperadamente do apoio de seus amigos. Mas justo na hora eles estão mais preocupados com os próprios problemas. Todos estão ocupados demais para pensar em Katie, até que ela resolva se casar. Será apenas um truque para atrair novamente a atenção deles? Ou ela está mesmo disposta a levar o plano até o fim?
Observação da Pequena: Sabe aquele livro que você se arrepende profundamente de ter emprestado? Então! Esse é o típico chick-lit que vale cada capítulo. Não lembro de muita coisa, mas o pouco que guardo na memória arrancou muitas risadas e aprendizados sobre amor e amizade.

3. A dieta das chocólatras (Carole Matthews – Editora Bertrand Brasil)
Sinopse:
Lucy Lombard achava que sua felicidade estava garantida ao lado de Aiden, seu namorado e chefe lindo, desejado por todas as mulheres. Até o dia em que pegou o amado na cama com outra. Pelo menos, um consolo: ela não é a única desesperada. Autumn ainda não tomou coragem para apresentar o novo namorado para os pais. Nadia não acredita mais nas desculpas dadas pelo marido para esconder o vício da jogatina. Chantal continua tentando salvar o casamento, embora de um jeito um tanto quanto inusitado. Portanto, está decretado: essa é uma EMERGÊNCIA CHOCOLATE!
Observação da Pequena: Nunca comi tanto chocolate lendo um livro. Sério! Leia esse livro com uma caixinha de bis ou outra guloseima. A leitura fica deliciosa e rende bons momentos ao lado das quatro amigas, repletas de histórias que a gente se identifica, nem que seja em alguns pontos. Quero muito ler o primeiro da série para conhecer como tudo começou. Aliás, o nome do 1º é esse “O clube das chocólatras”.

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. O atlas do amor (Laurie Frankel – Editora Paralela)
Sinopse:
Ninguém sobrevive à maternidade sem aliados – principalmente quando se está em meio a um curso de pós-graduação. Por isso, apesar de descobrir no fim de um semestre que está grávida e de ser abandonada pelo namorado sete anos mais novo, Jill ainda pode se imaginar sortuda quando suas duas melhores amigas imediatamente se prontificam a ajudá-la a criar Atlas, o bebê. Então, ela e as amigas se mudam para uma casa maior, arranjam um cachorro e montam uma programação sem intervalos. Mas é claro que tudo acaba se complicando…
Observação da Pequena: Foi uma leitura bem rapidinha. Leve, divertida e que a gente fica apaixonada pelo Atlas! Vale cada palavras! é um dos livros mais fofos e com a capa mais linda! Esse foi indicação de uma amiga da facul, a Mary. Obrigada, amiga!

5. Anna e o beijo francês (Stephanie Perkins – Novo Conceito)
Sinopse:
Anna Oliphant não quer se mudar para Paris. Porém, seu pai, um famoso escritor norte-americano, decidiu enviá-la para um colégio interno na Cidade Luz. Então, ao chegar lá, ela conhece Étienne St. Clair, um rapaz inteligente, charmoso e bonito, que além de muitas qualidades, tem uma namorada…Anna e Étienne se aproximam e as coisas ficam mais complicadas. Será que um ano inteiro de desencontros em Paris terminará com o esperado beijo francês? Ou certas coisas simplesmente não estão destinadas a acontecer?
Observação da Pequena: Livros estão repletos de frases que marcam, né? E esse é o dono de um dos trechos que levo para a vida “Eu desejo o que for melhor para mim”. Algumas coisas me irritam no Étienne, mas são coisas que acontecem. De resto, amei cada página! E essa capa é a nova, a que eu eu tenho é a antiga, que é muito mais fofa, na minha humilde opinião! ♥

***

É isso, pessoal. Me contem: já embarcaram em alguma dessas histórias? No mais, podem opinar à vontade. :) Ah! E aproveitem para me adicionar no Skoob. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: TBT Literário – 5 livros
Fan Page ♥ Instagram 


7
02.10.2019
* PJ Leu: Teto para dois! ♥

Ei, Gente! :) O mês de setembro foi repleto de leituras incríveis e o último livro que li foi “Teto para dois“, da autora Beth O’Leary. Comprei esse romance na Bienal e valeu cada página! Além da capa chamar a atenção, o conteúdo é maravilhoso. Bem diferentão… Afinal, imagina alugar um apartamento, com apenas uma cama e dividi-la com um completo estranho? Então, vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - Teto para doisLivro: Teto para dois | Editora: Intrínseca | Autora: Beth O’Leary
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Depois de três meses do fim do relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bem inusitado.

Leon, por sua vez, está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional: sublocar seu apartamento, onde fica apenas na parte da manhã e de tarde nos dias úteis, já que passa os fins de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Mas existe um detalhe… O lugar tem apenas uma cama!

Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Tiffy e Leon, fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as questões do dia a dia por post-its espalhados pela casa. Mas será que tudo isso resiste a um ex obsessivo, uma namorada pra lá de ciumenta, irmão preso e amigos superprotetores? ;-)

Opinião da Pequena: Eu sei. Pareço repetitiva, mas esse livro é MUITO BOM. Com letras garrafais mesmo! Foi um dos livros que mais me chamou a atenção na Bienal e não me arrependo nadinha de ter comprado. A premissa é bem boa e diferente de tudo que já li! E o melhor: a autora não deixa para colocar todos os pingos nos is só no último capítulo, sabem? Mil pontinhos para ela! 

Vamos aos personagens principais? Tiffy já passou por poucas e boas, mas é uma personagem que inspira. Sempre irreverente e de bom-humor! Fiquei imaginando cada look dela. Leon é tímido, na dele, mas é o tipo de crush literário perfeito, na medida certa. Adorei as conversas através de post-its e deu vontade de conversar com o meu namorado por esse meio também hahaha. Os amigos, colegas de trabalho, ex-namorados e atuais ganham destaque na história. Adorei os pacientes, principalmente a Holly. A família também é uma parte bem importante nesse livro! Aliás, a relação entre e o Leon e o irmão é incrível. E o que falar do Mo? Se eu não tivesse a minha terapeuta, iria querer me consultar com ele :)!

A autora trata de assuntos bem importantes, como relacionamento abusivo, de uma forma que faz o leitor refletir. Nada se resolve como um passe de mágica e isso faz a diferença! É tudo com muita delicadeza e certa leveza. Acho que traz proximidade entre os personagens e os leitores! Se você passa por isso, já passou ou conhece alguém que passe, vale indicar e/ou embarcar nessa história, que não é apenas um romance digno de contos de fada!

O final é de arrancar suspiros e tem tudo a ver mesmo! Fiquei apaixonada e, digamos, que rolaram algumas lágrimas. Claro que senti falta de algumas coisas, como um desfecho mais explicadinho do irmão do Leon e a Kay que sumiu muito rápido. Mas não vou entrar em muitos detalhes para não dar spoiler, ok? Ah! O livro traz lições incríveis: o inusitado, às vezes, traz surpresas incríveis. Se permita, vá no seu tempo e sempre valorize os amigos e, claro, a família. Cada caso é um caso, óbvio, mas deu para entender.

Enfim, não sei se esqueci de mencionar algo, mas de uma coisa eu sei: POR FAVOR LEIAM ESSE LIVRO! E já leu esse livro? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo MUITO! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Não se esqueça de Paris

Fan Page ♥ Instagram 


6
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021