30.04.2021
* Decor PJ: Uma poltrona para eu ler, por favor! ♥

Ei, Gente! :) Meio sumida, eu sei… Mas não poderia faltar um post para o último dia do mês, né? E para hoje separei um tema que eu amo falar por aqui: decoração, em parceria com o Atelier Clássico. Vamos lá? ♥

Já contei para vocês que eu tenho o costume de ler na cama, no sofá e tal… Porém, uma poltrona seria super bem-vinda também. Aquelas bem aconchegantes e que dão um outro toque na leitura e, claro, no ambiente.

Cada vez que eu entro na parte “poltrona retro“, fico imaginando o cenário perfeito para incluir na minha história real. E se você é um leitor e deseja um item desse para o seu cantinho literário, vou compartilhar algumas das minhas favoritas que encontrei no site. Afinal, não sou obrigada a morrer de amores sozinha, né? ;-)

Crédito das Imagens: Atelier Retro
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Ler em um móvel estilo divã: quem nunca sonhou? Essa primeira opção casa bem com uma sala, na minha humilde opinião. :) Mas a segunda é a minha favorita e imagino no meu quarto. E como a varanda, em dias mais fresquinhos, é um local ideal para embarcar em uma boa história, achei a terceira opção perfeita. Por fim, mas não menos importante, fiquei encantada pela quarta poltrona. Delicada e fofa, bem do jeitinho que eu gosto. E vocês? ♥

Ah! Eu gosto mais das tonalidades claras, que dão um toque moderno, mas ao mesmo tempo, algumas não perdem o ar meio retrô e que lembra vó, bisavó… Agora me contem: quem tem uma poltrona para chamar de sua? Se a resposta é “eu não”, vale dar uma olhada no atelier, que a propósito tem esse móvel para todos os gostos.

Crédito da Imagem: Pinterest

É isso, pessoal. Gostaram? Podem opinar à vontade. :)
E que o finde seja repleto de livros incríveis, no seu cantinho favorito.

Beijos, Carol ♥

Post Antigo: Luminária de chão para o cantinho literário
Fan Page ♥ Instagram  


3
03.03.2021
* O que tem na minha atual Wishlist? ♥

Ei, Gente! :) A seção que eu colocava aqui no blog todo mês com lançamentos não rola mais. Porém, eu sempre fico ligada no que vem por aí e no que está aqui há séculos hahaha. Pensando nisso, vou mostrar o que tem na minha lista de desejos atual. Vamos lá?

Crédito das Imagens: Site Estúdio Papel e Instagram Bia Pof
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para começar: eu sou a louca dos cartões. Presente que eu dou, tem de ter um cartão. Alguém ganhou algo do blog? Tem cartinha no meio. Enfim, amo esse item de papelaria e estou simplesmente apaixonada por esse da Estúdio Papel.

E como vocês sabem, sou fã do trabalho da ilustradora Bia Pof. E na sexta-feira, dia 05, vai ter novidades na lojinha. Ela já deu spoiler no Insta dela e eu quero muito os planners semanais e a minha caneca de Gêmeos (signo hahaha). Contando os minutos!

Crédito das Imagens: Amazon, Meg & Meg, John John e For Fon Fun
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Óbvio que nessa wishlist não poderia faltar livro, né? Eu tô muito ansiosa para ler “Adultos“, da Emma Jane Unsworth. Li a sinopse e é bem o estilo que eu amo: chick lit e muito mais! E amo essa capa. Ah! Eu adoro comprar nas livrarias de bairro, mas esse específico está bem mais em conta na Amazon. Então, fica a dica. ;-)

Eu tenho 34 anos na cara, mas amo sucrilho de café da manhã hahaha. E nessa tigela, acho que tudo ficaria melhor. Desejei fortemente essa novidade da Meg & Meg. Até comprei recentemente na loja, mas não rolou ainda comprar. Mas pode ser que eu peça de presente de Páscoa? hahaha.

Também dei uma olhadinha nas roupas da John John e fiquei apaixonada por esse macacão. Mais a minha cara, impossível. :) E o melhor é que usando o cupom de desconto, deixa o custo benefício mais em conta. Vale dar uma olhadinha!

Por fim, mas não menos importante: um item para todos os leitores da vida! Na lojinha do meu namorado (ForFonFun), vocês encontram essa lâmpada para leitura. Esse eu já tenho, mas precisa divulgar para vocês. Só correr nesse link! Esse produto é perfeito para ler no escuro, sem ter de levantar o tempo todo para ligar e desligar a luz do quarto. Recomendo e vale dar uma olhadinha em todos os itens. ;-)

***

É isso, pessoal. Agora me contem: qual é o item que mais amaram? E o que está atualmente na wishlist de vocês? No mais, podem opinar à vontade. ♥

Beijos, Carol.


2
10.11.2020
* 11 best-sellers de ficção – mybest Brasil! ♥

Ei, Gente! :) A mybest Brasil convidou 11 blogueiros literários para cada um compartilhar 1 best-seller de ficção favorito. E adivinhem quem está nessa listinha de convidados? Eu, a Pequena Jornalista. Yay! Fiquei tão feliz e não poderia deixar de falar sobre esse trabalho tão incrível. ♥

A minha escolha foi meio difícil, mas o primeiro que veio na minha cabeça foi: A menina que roubava livros, do Markus Zusak, publicado pela Intrínseca. Quem acompanha o blog sabe o quanto eu amo essa história e quem é novo por aqui, prepara que você vai ouvir muito sobre essa leitura hahaha.

Quanto à postagem, a gente encontra indicações, que vão do romance ao terror. E o mais legal é conhecer outros produtores de conteúdo do mundinho literário. Ah! E eu amei que teve “O ódio que você semeia” e “Extraordinário” na lista. E, claro, aproveitei para acrescentar alguns livros para ler em breve, como “Um lugar bem longe daqui” e “O morro dos ventos uivantes“.

Quer saber mais? Só correr para conferir o post completo. Sei que sou suspeita, mas para quem ama embarcar em histórias de ficção ou quer adquirir esse hábito, vale o clique. ;-) E aproveita para dar uma lida em outros posts literários da mybest Brasil.

Agora me conta um best-seller de ficção que você amou e, com certeza, entraria nessa listinha. E como eu tenho muitos na minha, seguem outros que acrescentaria.

Teto para Dois
– Marley & Eu
– O Diabo veste Prada
– Os delírios de consumo de Becky Bloom

E segue o link de cada blogger que participou desse artigo:

Amanda (Sentimento de Leitor)
Gustavo (Leitura Enigmática)
Wanderléa (Sonhos e Aventuras de amor)
Rodrigo (Leia para viver)
Ana Clara (Roendo Livros)
Emerson (Território Geek Nerd)
Kamilla (Lendo e Apreciando)
Rodrigo (Leitor Cabuloso)
Janine (Estante da Nine)
Evandro (Atraentemente)

É isso, pessoal. :) Muitos best-sellers para a gente! Podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Fan Page ♥ Instagram 


9
04.02.2019
*PJ Entrevista: autora Erika Lazary! ♥

Ei, Gente! :) E a primeira entrevista do ano está no ar. Aliás, sobre um assunto que nunca falei muito por aqui, mas amo: BBB. Hoje em dia, não assino mais o Pay Per View, porém, assisto fielmente ao programa na Globo. Já tenho os meus favoritos dessa 19ª edição, inclusive uma indicação de livro sobre o tema: Big Brother no Brasil – Estratégias de Comunicação, dos autores Erika Lazary e José Carlos Rodrigues, publicado pela editora CRV. E a Erika topou contar um pouco sobre a obra e o famoso “fogo no parquinho” (fala do nosso querido Thithi, apresentador do programa). Afinal, será que é um entretenimento válido? Então, partiu dar aquela espiadinha no resultado desse bate-papo? Bom post! ;-)

Pj Entrevista - Erika Lazary - 1Crédito da Imagem: Pequena Jornalista 

1. Conte um pouco sobre o livro, desde a ideia, a concepção e o resultado.
R: O livro surgiu de uma parceria maravilhosa com o professor José Carlos Rodrigues, que foi da minha banca de mestrado. A dissertação procurou investigar “por que o BBB fazia tanto sucesso”. Orientada pelo professor Bernardo Jablonski, aprofundei em diversas teorias da comunicação, aliando com as teorias de psicologia. Na ocasião, estudamos profundamente o BBB (5ª edição). Assistia ao programa pelo pay per view por mais de 10 horas (por dia), visitei a casa do BBB, entrevistei participantes e profissionais da Rede Globo diretamente ligados ao programa. Então, após a defesa do mestrado, o professor José Carlos sugeriu continuarmos estudando e quando o programa completou 10 anos, lançamos o livro “BIG BROTHER no BRASIL – estratégias de comunicação” (Editora CRV), analisando como foi a década do programa no Brasil.

2. O que os alunos de comunicação, entre outros cursos, podem aprender com a leitura na prática?
R: O livro tem muito conteúdo informativo, especialmente para os que se interessam por comunicação, psicologia, filosofia, teorias de massa. Analisamos a perspectiva dos telespectadores, dos participantes, do programa e, especialmente, de como se relacionam entre si, utilizando essas teorias.

Pj Entrevista - Erika - BBBCrédito da Imagem: Divulgação 

3. Afinal, o Big Brother Brasil é um entretenimento válido? Por que as pessoas criticam tanto e outras assinam até pay per view?
R: Qualquer entretenimento pode ser válido, dependendo do que cada um faz com ele. Nós aproveitamos a repercussão do programa para tentar entender como ele funcionava. E foi extremamente válido! Resultou em um livro lindo, cheio de conteúdo e reflexões. Ao longo do nosso estudo, fomos aprendendo que não é possível progredir no entendimento desta atração adotando a perspectiva de desqualificar o programa. E sabe o que mais?! Aprofundando na reflexão, a crítica azeda que leva à depreciação do programa, muitas vezes, pode esconder preconceitos amargos que na verdade se dirigem contra os telespectadores (que supostamente seriam passivos e desprovidos de senso crítico). Essa oposição que começa na crítica ao BBB é apenas uma dentre os diversos níveis de oposições que permitem ao programa atrair públicos amplos e variados.

4. Três lições estratégicas de comunicação que podemos tirar desse reality show, que está na sua 19ª edição no Brasil.
R: O livro BIG BROTHER NO BRASIL trata das relações entre telespectadores, televisão e celebridades. Tem como principal objeto um programa de televisão que se aproximou (mais que os outros) da finalidade máxima de conquistar audiência. Para isso, o Big Brother produz estranhas simbioses entre público e privado, transformando bastidores em palco e garantindo a satisfação da curiosidade sobre a intimidade alheia. O programa insinua que a democracia pode ser obtida como um passe de mágica, sugerindo que as oportunidades estejam abertas a todos. Estimula a crença na realização dos sonhos maiores de pessoas comuns, em troca “apenas” do confinamento por alguns meses e da exposição estereotipada de determinados comportamentos.

5. Anonimato ou vida pública? Até que ponto dar aquela espiadinha no “fogo no parquinho” pode ser benéfico ou trazer malefícios?
R: O que seria benéfico ou maléfico??? O que é bom para alguns, pode não ser para outros. E vai depender também do ponto de vista analisado. Mas no geral, tudo vai depender de como cada um vai receber o estímulo. O que podemos falar sobre o telespectador, é que há sempre um pensamento do tipo “o que faria diante de tal situação?”. Além disso, observar pessoas comuns dentro da “telinha” pode sustentar um desejo de vir a ser alguém famoso: “se ele está na TV, quem sabe um dia eu poderei estar também”. E, claro, o fato de estar fora da TV dá uma sensação muito confortável de ser um (suposto) juiz com todo aval de julgar sem ser julgado. Todas essas observações estão no livro e são fortemente embasadas em teorias e análises sobre a comunicação de massa.

f8A8lXyN_400x400Crédito da Imagem: Twitter Big Brother Brasil 

***

E vocês? Curtem BBB? Podem opinar à vontade! E, claro, fica a dica literária, seja estudante ou apenas um curioso sobre esse universo do Grande Irmão!
Ah! E quem quiser comprar o livro, é só clicar no site da Editora CRV ou se você for do Rio de Janeiro, pode retirar o seu exemplar com desconto (apenas para leitores do blog ^^). Para saber mais informações sobre essa segunda opção, é só enviar um e-mail para mim (pequenajornalista@pequenajornalista.com), ok? E fique de olho, que em breve teremos um sorteio lá no Insta do PJ. ;-)
E muito obrigada pela confiança e parceria, Erika! Todo sucesso do mundo!

Beijos, Carol. 

Fan Page ♥  Instagram

P.S: Esse post é um publipost! ;-) 


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021