12.11.2021
* 5 Motivos para ler: A Troca! ♥

Ei, Gente! :) Com esse climinha de fim de ano, trouxe cinco motivos para embarcar em um dos melhores livros que li em 2021: A Troca, da maravilhosa Beth O’Leary. Vamos lá? Bom post! ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Um chick lit que fala de luto, mas de uma maneira leve e que faz a gente sentir acolhido e, de quebra, o leitor acolhe as personagens também.

2. O crush literário foge do comum e nos conquista através de sacadas maravilhosas. Faz a gente prestar atenção ainda mais nas entrelinhas de um livro.

3. Poderia ser uma história clichê, mas a maneira como as coisas são construídas, faz a diferença.

4. Lágrimas rolam? Sim, não vou mentir. Porém, muitos capítulos nos enchem de esperança e risos.

5. Faz você querer ler Agatha Christie e querer “Eileenar” depois da leitura! ;-)

Crédito da Imagem: Amazon

***

Enfim, é um livro que na minha humilde opinião merece todo esse “bum” que tem! E se depender de mim, acho que sempre vai ser um dos meus favoritos da autora. Até mais que “Teto para dois” (mas esse eu também amei).

Ah! Dependendo do ponto de vista, uma notícia boa: essa história vai virar filme! Só não sei exatamente quando hehehe. ;-) Agora me contem: quem já leu? No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Teto para dois
Fan Page ♥ Instagram 


4
14.10.2021
* PJ Leu: Canção da Mudança! ♥

Ei, Gente! :) Ainda em homenagem ao Dia das Crianças, trouxe uma resenha bem especial hoje: Canção da Mudança, um livro ilustrado com o poema da Amanda Gorman, que recebi da Editora Intrínseca (obrigada ^^). Vamos lá? ♥

Livro: Canção da Mudança | Autora: Amanda Gorman | Editora: Intrínseca
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: A posse do presidente Joe Biden foi marcada pela participação da poetisa Amanda Gorman, que declamou o poema “The Hill We Climb“.

Junto com as ilustrações de Loren Long, as doces e inspiradoras palavras dela. viraram um livro ilustrado perfeito para o público infantil. Ideal para mostrar a importância de um mundo mais inclusivo.

Opinião da Pequena: Quando eu recebi essa edição da Intrínseca, fiquei apaixonada. Que capa linda e título inspirador. Não conhecia a poetisa (e ativista também) e confesso que nem cheguei a assistir a posse do Biden. Mas lendo o livro, imagino o quão emocionante deve ter sido.

É uma leitura infantojuvenil, mas nada impede do poema ser lido por outros públicos (eu li hahaha). A autora Amanda e o ilustrador Loren conseguiram transformar as páginas em um sopro de esperança. Para todos!

Com muita delicadeza, a mensagem é de que para o mundo ser diferente, é necessário a ajuda de cada pessoa. Uma atitude, um olhar, podem render a mudança que a gente tanto espera.

Crédito da Foto do Livro: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Acredito que uma sementinha da música da menina, que aparece em todas as páginas, possa ser plantada nos leitores. Enfim, eu amei cada trecho (“O mundo precisa de mim para ser diferente“) e a primeira ilustração é a minha favorita!

Não sei ao certo, mas acho que se for ler com uma criança mais velha, vale ler em conjunto com ela. Tem uma linguagem acessível, em contrapartida, uma explicação a mais é sempre bem-vinda.

Achei fofo, com uma mensagem que aquece o coração e é o típico livro que pode mudar uma história, mesmo que seja nos mínimos detalhes! Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Tudo nela é de se amar
Fan Page ♥ Instagram  


5
11.10.2021
* Vai começar: o Clube de Leitura Coletiva do PJ! ♥

Ei, Gente! :) Amanhã (12.10) é feriado e dia também de começar a 2ª Leitura Coletiva do PJ. Yay! Qual livro foi escolhido? “Amor & Gelato“, da Jenna Evans Welch.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

E como vai funcionar essa edição? Vamos ler um capítulo por dia (de 12 de outubro até 09 de novembro). A intenção é de que a leitura seja leve e sem pressa! No meio da história, vamos ter um date literário para “discutir” o que lemos. E quando encerrar o último capítulo, outro encontro online. Para saber as datas certinhas, só ficar de olho no grupo.

Deve ser pelo WhatsApp, Zoom ou algum outro meio. Mas, claro, está totalmente liberado falar muito sobre aquele capítulo do dia no WhatsApp. Só não vale spoiler (então, é bom seguir o cronograma direitinho ♥) hehehe.

Para participar, é só entrar no link do grupinho aqui. E no segundo encontrinho, vamos ter sorteio, mimos e escolher a próxima leitura. Porém, já adianto: deve ser o novo livro da Sophie Kinsella (Amar é Relativo). Mas podem sugerir à vontade alguma obra fofa e repleta de aprendizados.

Quais são os benefícios? Bom, para começar: ter com quem conversar sobre a história. Um leitor acaba incentivando o outro! Para quem deseja criar o hábito de leitura, um capítulo por dia pode ser um ótimo começo. Fora o pessoal que a gente acaba conhecendo através dos livros!

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Pode abandonar? A ideia é ler até o final, em contrapartida, o importante é que seja um momento prazeroso do seu dia. Tenta não desistir de primeira, mas se perceber que não está rolando mesmo, sem problemas, viu? Mas avisa para a gente no grupinho e estou à disposição por lá também!

Por fim, a sinopse de Amor & Gelato:

“Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar um último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na famosa paisagem da Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados americanos da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetônicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, o que Lina mais quer é ir embora correndo dali.

Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoções, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração…”

Crédito da Imagem: Amazon

Quem vem?? ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Lições Inesperadas sobre o amor
Fan Page ♥ Instagram


2
19.04.2021
* PJ Leu: Adultos! ♥

Ei, Gente! :) Para terminar a semana, separei uma dica literária: Adultos, de Emma Jane Unsworth. Um livro que tem tudo a ver com a atualidade! Vamos lá? Boa leitura. ♥

Livro: Adultos | Autora: Emma Jane Unsworth | Editora: Intrínseca
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 2,5 livros

Sinopse: Jenny McLaine parece estar com tudo, afinal, trabalha para uma revista online descolada, tem uma casa própria e namora um fotógrafo famoso.

Nas redes sociais, provavelmente, as pessoas acreditam que a vida dela é um mar de rosas. Mas a realidade é bem caótica. Ela passa por dramas que vão desde uma legenda perfeita até a quantidade certa de emojis.

Mas o hábito de compartilhar tudo traz algumas consequências, como um término e algumas amizades ficam abaladas. E para completar, ela vai ter de conviver novamente com a mãe novamente. Enfim, aos 35 anos de idade, a protagonista precisa, mais do que nunca, aprender a lidar com as incertezas do futuro. :)

Opinião da Pequena: Quando eu vi esse livro, imaginei ser uma leitura excêntrica e que não tivesse muito a ver comigo. Mas quando eu li a sinopse, me apaixonei. Enquanto não chegou, não sosseguei. Aliás, obrigada pelo presente, namô. ♥

Para começar. a Jenny narra cada capítulo, que a propósito são bem curtos. Pontinho extra para a autora. :) É uma história que causa identificação entre a personagem e o leitor. Na parte do celular, nem se fala. Amei a sacada das legendas do Instagram. A parte do croissant é hilária hahaha. É como diz o ditado, quem vê post, não vê corre (ou algo assim hahaha).

Foi uma leitura que me prendeu e me surpreendeu em alguns momentos. Ri bastante! Mas em certas partes, me senti totalmente perdida. É uma mistura de sensações, sabem? Um universo do qual me identifico, mas algumas coisas achei meio fora da minha realidade.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Temas importantes são abordados e de uma forma que parece vida real, como o dilema de “ser mãe ou não”. Triste algumas vezes, mas acho que pode ajudar muitas pessoas. Até mesmo relacionamentos! :) E quanto ao clássico “Ter 35 anos e não saber muito o que tá fazendo da vida” é ideal para quem tá quase chegando lá. Me senti menos sozinha, mesmo sabendo que a protagonista é fictícia (eu acho).

Sobre os outros personagens: a mãe dela no começo, achei bem doidinha! Mas acho que na real ela é a melhor amiga da Jenny. Os conselhos sobre o celular, por exemplo, são bem verdadeiros. Quanto ao boy fotógrafo, não sei opinar hahaha. E a influenciadora da história, eu acho que ela que era obcecada e não o contrário. Mas sem muitos detalhes para não dar spoiler.

Sobre a Kelly, preciso dizer que me decepcionei um pouco, em contrapartida, a relação das duas me ajudou com algumas questões de amizades que eu tenho. Não curti muito a parte de festas e tal. Mas talvez eu seja careta hahaha. E, claro: aprendi lições, como “ter coragem para mudar o que pode ser mudado, e um terapeuta para aceitar o que não pode”. É tão o meu dia a dia esse trecho hahaha.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Enfim, rendeu boas gargalhadas. Lições sobre trabalho, família, amigos e a vida no geral. Não consegui entender tudo, mas o saldo até que foi positivo. Talvez em outro momento eu absorva melhor. Por isso, indico sim. Jurava que era meio chick lit, mas tal só um pouquinho mesmo.

Ah! E quanto à capa, traduz bem a vida de adulto, mesmo não entendendo muito o propósito do cachorro nela. Mas posso ter perdido alguma coisa no meio da leitura hahaha. :)

Já leu? Conta o que achou. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Garota, pare de mentir para você mesma!
Fan Page ♥ Instagram   


4
16.02.2021
* PJ Leu: Não é errado ser feliz! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é “Não é errado ser feliz“, da Linda Holmes. Um romance que aborda temas que fazem o leitor sentir que não está só. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Não é errado ser feliz | Autora: Linda Holmes | Editora: Intrínseca
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4,5 livros

Sinopse: Evvie Drake raramente sai de casa, mesmo um ano após a morte do marido. Todos na cidade acreditam que ela ainda está passando pelo processo de luto, inclusive o seu melhor amigo Andy.

Enquanto isso, Dean, amigo também do Andy, é um ex-arremessador que está passando por uma fase bem ruim na sua carreira. Para ficar longe de tudo que faz mal, ele acaba se mudando para o apartamento anexo à casa de Evvie.

Quando se conhecem, os dois combinam de ela não perguntar nada sobre beisebol e ele de não tocar no assunto do falecido marido dela. Mas será que ambas as regras serão quebradas? ;-)

Opinião da Pequena: Para começar, achei a premissa bem interessante. Parece que a gente já viu algo parecido, mas ao mesmo tempo não, sabem? Nunca tinha lido nada da autora e adorei a forma como ela escreve e constrói os capítulos.

Evvie é uma personagem que traz inúmeros aprendizados. E a sua evolução é natural, sem forçar a barra. Dean segue o mesmo ritmo! No começo, eu já imaginava o que ia acontecer. Mas criei algumas suposições e não acertei hahaha. Andy é aquele amigo que a gente quer trazer para a vida real.

É uma história que envolve o leitor (pelo menos me envolveu), mas não é aquela leitura que devorei. Porém, a culpa é do cansaço e é bom ler com calma. Não embarcar só por embarcar. Não compreendi muito bem o desfecho. A última frase não fez muito sentido para mim. Mas gostei de como as coisas terminaram no geral.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

O título super combina com o conteúdo e a capa igualmente! É leve, trata de assuntos que muitas vezes julgamos, mas a gente pensa: não é porque a pessoa morreu que virou santa. Tem muita coisa por trás dos bastidores que a gente nunca imagina!

Fala sobre relacionamento abusivo, mas aquele psicológico e que aparece nos mínimos detalhes. Que fere do mesmo jeito! Fala sobre a importância de cuidar da saúde mental. Fala sobre recomeços e desfechos. Família e amigos! Muitas vezes, senti que a história foi feita para mim no quesito amizade. A vida muda o tempo todo e não ser mais a primeira pessoa que aquele amigo liga, dói. Porém, isso não significa que tudo acabou. É só uma nova fase e que o tempo faz a gente se acostumar.

Metáforas de terapia super fazem sentido. Pelo menos a do alicate para tirar do dente fez! E algumas reações são como a gota d’água. Aliás, destaque para a Monica e a Dra. Talco. Mas todos os personagens tiveram a sua importância, até mesmo, o vilão da história e todos os pais, os fofos e os sem noção hehehe.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Enfim, adorei o livro e fez diferença na minha vidinha! Tudo se ajeita, aos poucos. A gente não precisa se expor 100%, mas entender o que tá rolando é importante. Não dá para acerta sempre. Ah! Terapia e um doguinho são ótimas prescrições! E ler “Não é errado ser feliz” também, mesmo com algumas ressalvas. ♥

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Não esqueça de Paris
Fan Page ♥  Instagram 


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021