21.08.2021
* Beda 21 – Para assistir: Diários de Intercâmbio! ♥

Ei, Gente! :) Essa semana, foi bem corrida e estressante. Ao mesmo tempo em que o blog completava 12 anos, eu estava doidinha com outros trabalhos freelas e uma prova de inglês. Então, tudo o que eu queria ontem, era ficar deitada, assistindo algo bem leve e que o meu lado de riso solto voltasse com tudo! :’)

Eis que o noivinho fez a escolha certa: Diários de Intercâmbio, um filme nacional bem leve e fofinho. Tá disponível na Netflix! Peguem a pipoca e o refri, que a sessão PJ vai começar! ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

A história é a seguinte: Barbara e Taila são amigas que trabalham no aeroporto do Rio de Janeiro e decidem fazer intercâmbio nos EUA. Uma é doida para viajar para fora, a outra fica com pé atrás, já que não é muito fã dos Estados Unidos. Mas embarcam nessa, sem imaginar os desafios que vão enfrentar. Woodstock é o destino! Aprender inglês era ideia, rever amores também! Na bagagem, aprendem outras coisitas a mais que não estavam nos planos. ;-)

E o que eu achei? De início, a gente só ri. Depois, vai aprendendo, rindo, suspirando, acha algumas coisas estranhas… Mas, sério! É ótimo para lavar a alma e matar a saudade de viajar. As coisas vão acontecendo em um ritmo bom, com personagens divertidos e que mostram a importância de ir atrás dos sonhos e se aventurar. Tudo bem amar o seu país, mas explorar o mundo não faz mal algum.

Crédito da Imagem: Observatório do Cinema

A Taila, na minha humilde opinião, roubou a cena. Ela é hilária e a gente só ria. Com o inglês fajuto, a implicância dela com os EUA e o amor por nióbio hahaha. Quanto a Barbara, ela nos dá uma aula do que não falar em uma entrevista de visto americano ;p. E ela se arrisca, sem medo de ser feliz.

No mais, é um filme que faz pensar no sonho de morar fora. Tudo poderia ser tão mais fácil. A gente entende que é importante defender o país, mas a sensação é que parece um crime querer explorar o mundo. Sem fazer mal a ninguém. Só viver a vida em busca de boas oportunidades!

Acho que o desfecho poderia ser um pouco diferente de um “quarteto” amoroso. No mais, Lucas é bem fofo, Brad e apesar da família da Taila ser meio doida, acho que eles tem um bom coração. Mas a filha, meu Deus! Porém, sem spoiler. Juro!

Crédito da Imagem: Epipoca

Já a família da Barbara é bem rígida, mas surpreende e eu to apaixonada pela criança. Já sei qual canção de ninar vou cantar para a minha filha quando eu for mãe hahaha. As aulas de inglês são divertidas, algumas coisas não acredito que aconteceriam na vida real… Mas é filme! E cumpriu direitinho o papel dele: fazer a gente sonhar, independente de qualquer coisa.

Ah! Amei a trilha sonora, virei fã da Thati Lopes e a Larissa Manoela, sei que divide opiniões, mas eu sempre me divirto com as histórias que ela faz parte. Enfim… Têm lições, analogias com intercâmbio. Faz a gente terminar o dia com chave de ouro. Recomendo!

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Um dia de chuva em NY
Fan Page ♥ Instagram   


1
04.03.2021
* TBT Pipoca: As Patricinhas de Beverly Hills! ♥

Ei, Gente! :) E a dica do dia para o TBT Pipoca é: As Patricinhas de Beverly Hills, um filme de 1995. Fui longe dessa vez, né? hahaha. Vamos lá? Boa sessão! ♥

Crédito da Imagem: Globoplay

Para quem não conhece a história, segue um resuminho da sinopse: Cher é uma adolescente que mora Beverly Hills. A sua vida é repleta de roupas, amigas, conversas e amores. Entre shoppings, encontros, festas e aulas do colégio, ela tem de lidar com a chegada do enteado de seu pai: Josh, que tem uma visão mais dura da realidade. ;-)

Acho que durante muito tempo da minha infância/adolescência, esse filme estava no topo das minhas histórias favoritas. ♥ Taxado como muito fútil, eu até entendo, mas prefiro achar que é aquela comédia que distrai, faz suspirar e rir.

Crédito da Imagem: Jovem Pan

Acho bem divertida a premissa e o ritmo das cenas. Alguns momentos são mais legais do que outros, mas todos marcaram. Quem nunca teve o sonho de ter o armário da Cher e passear com ela e a Dionne pelas ruas de Beverly Hills? Sempre quis juntar funcionários na escolha, como a protagonista, mas não rolou hahaha. E queria ter a coragem de enviar um buquê de flores para mim mesma em plena aula!

A Cher é meio mimada, claro. Mas não é totalmente culpa dela e, sim, das circunstâncias da vida. E apesar dessa característica, acho ela mega fofa. Olha o que ela fez pela Tai, né? Falando nisso, dá um aperto no coração quando vejo esse filme hoje em dia: a atriz Brittany Murphy já faleceu e, se eu não me engano, ela começou lá.

Crédito da Imagem: Omelete

Quanto ao Josh? Ele é meu crush muito antes do ator ser o boy da Phoebe, de Friends ou o Homem-Formiga hahaha. Aliás, apesar de ser meio estranho o desfecho dele e da Cher, na época eu gostei. Aliás, o final é tão perfeito, que dá um quentinho no coração!

Enfim, é um filme que vale o repeteco um milhão de vezes. Ansiosa pelo reboot da história, que vai ser no formato de série. Enquanto não lança (pelo que eu pesquisei não tem data), dá para ver a versão original na Netflix, Amazon Prime e Telecine Play. ;-)

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Agora me contem: já assistiram ou não é da época de vocês? No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol

Post Antigo: Dia Internacional da Mulher
Fan Page ♥ Instagram  


3
25.02.2021
* TBT Pipoca: De repente 30! ♥

Ei, Gente! :) Essa semana, vi no Insta do Hugo Gloss uma foto com dois atores que eu adoro: Jennifer Garner e Mark Ruffalo, relembrando o casal fictício Jenna e Matt, do clássico filme “De repente 30“. Então, pensei: por que não falar dessa história que marcou várias pessoas? Peguem a pipoca e o refri, que a sessão (TBT) pipoca vai começar. ♥

Crédito da Imagem: The Movie DB

Para começar, segue aquele clássico resuminho da sinopse: Jenna não é popular e seu único amigo é o Matt. Para tentar conquistar popularidade, ela decide dar uma grande festa no seu niver de 13 anos. Mas tudo vira de cabeça para baixo e a protagonista decide fazer um pedido… Virar adulta! E não é que o sonho se torna realidade? Porém, nem tudo sai como ela imagina.

Esse filme é de 2004 e é um dos mais divertidos da vida. ♥ Quem nunca esperou completar 30 anos para colocar uma legenda “#derepente30”? hahaha. Brincadeirinha! A história vai bem além.

Crédito da Imagem: Ré Menor

Nem tudo que a gente deseja é um mar de rosas quando vira realidade. O homem dos sonhos pode virar um completo estranho e a melhor amiga pode ser uma cobrinha por trás dos bastidores de uma revista. E, talvez, a vida profissional não seja tudo aquilo. Por fim, o carinha que esteve sempre lá pode ter encontrado outro caminho…

Mas como é filme, tudo pode acontecer, né? Incluindo pó mágico, cenas divertidas de uma adolescente no corpo de uma adulta, tentando flertar com um garoto no restaurante hahaha (a melhor parte). E músicas antigas que fazem a gente querer dançar e fazer uma festa do pijama igualzinha.

Crédito da Imagem: Sobre Filme

É uma história que arranca risadas, suspiros… Fala da família, de amigos e do primeiro amor. Mostra o quanto a gente tem de ter cuidado com os nossos desejos e aproveitar cada segundinho. Meio clichê, mas totalmente real.

De repente 30 está na minha listinha de filmes que marcaram a minha adolescência e, até hoje, eu me emociono com a cena da casinha de boneca e todo o desfecho. Adoro os looks da Jenna, principalmente, da versão adulta. ♥

Crédito da Imagem: Metro Jornal

Ainda não viu? Recomendo. Já? Vale o play quantas vezes quiser. Bem que poderia ter uma remake, né? Fica a dica aí, Netflix e afins hahaha. No mais, podem opinar à vontade.

Por fim, a foto que inspirou esse post. :)
Crédito da Imagem: Mark Ruffalo

Ah! Pesquisei e vi que está disponível na Apple TV, Claro TV e Looke. Se alguém souber de mais algum streaming, é só falar. :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: TBT Pipoca – O Diabo veste Prada
Fan Page ♥ Instagram  


3
04.02.2021
* TBT Pipoca: Os delírios de consumo de Becky Bloom! ♥

Ei, Gente! :) Separei mais um filme para o nosso TBT Pipoca da semana. Aliás, pasmem: a adaptação “Os delírios de consumo de Becky Bloom” não tinha um post exclusivo! Mas vamos mudar isso, né dona Pequena? Então, peguem a pipoca, o refri, que a sessão consumista vai começar hahaha. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Eu acredito que a maioria saiba a sinopse. Mas vou colocar um resuminho, ok? :) Rebecca Bloomwood é uma garota que ama fazer compras e seu grande sonho é trabalhar na sua revista de moda favorita. Mas os gastos vão além e a levam à falência. E quanto ao trabalho: tudo o que ela consegue é escrever para um veículo de finanças. Chega a ser contraditório e cômico, né? E quanto tudo está prestes a melhorar, nossa protagonista repensa em suas ambições e seu estilo de vida!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Vocês já estão cansados de saber que a Becky é uma das minhas personagens favoritas da vida. Sim, esse filme é uma adaptação do livro da Sophie Kinsella. Apesar de amar ler as atrapalhadas da protagonista, amei ver a personagem ganhando vida nas telonas.

Claro que no cine, o mundinho da protagonista ganhou alguns toques diferentes. E se eu não me engano, eles misturaram o livro 1 e o 2. Mas juro, não me incomodou nadinha. Pelo contrário, amei ver uma premissa que me fez amar chick lit. ♥

Achei tudo bem amarradinho. O filme tem ritmo e cada cena envolve o telespectador e não dá sono. Mesmo assistindo pela milésima vez! A gente ri e aprende lições valiosas. Não só sobre finanças, mas a importância da família e o que um lenço verde não faz na vida de uma pessoa hahaha!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Quanto à escolha dos atores: não poderia ter sido melhor, juro! A Isla como Becky é perfeita. Não imagino outra atriz fazendo esse papel. Ela captou direitinho a essência da protagonista. Também amei os pais dela, que são aquelas “pessoas” que a gente quer guardar dentro de um potinho, sabem? Luke é de arrancar suspiros e a Suzy é igualzinha hahaha. Alicia? Tão irritante quanto a do livro hahaha.

Sobre o Dereck Smeath… É a única mudança que eu faria. Ele saiu meio como vilão, mas na real não é. Afinal, a gente ama a Becky, mas ele tava fazendo o trabalho dele. De uma forma meio nada a ver, mas foi a solução que ele achou. Em contrapartida, amei cada centavo que ela colocou na sala dele hahaha.

E o que falar do final? Perfeito! A dancinha, a mini vingança, os manequins e a volta do lenço. Aliás, essa peça roubou a cena e é a melhor compra da vida. Os figurinos são extravagantes, mas não poderiam ser outros. Talvez, a roupa de madrinha do casamento. Enfim, é uma história que deixa a vida mais leve e diverte qualquer domingo de tédio!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Sim, os livros são melhores, claro. Porém, essa adaptação não deixa nada a desejar e o meu sonho é que tenha mais continuação. Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! Pelo que eu pesquisei, está disponível na Apple TV. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Green Scarf
Fan Page ♥ Instagram  


6
09.09.2020
* Para assistir: Feel the beat! ♥

Ei, Gente! :) Para o post do dia separei uma dica de filme. Recentemente, assisti: Feel the beat, na Netflix. Uma comédia bem água com açúcar e para lá de divertida. Vamos lá? Boa sessão! ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Para começar, aquele clássico resuminho sobre o que se trata a história. April é uma dançarina, que deixou a sua cidade natal para correr atrás do grande sonho chamado “Broadway”. Mas depois de uma obra do destino, as coisas não andam muito bem e ela volta para casa!

Por lá, a protagonista acaba sendo convidada a treinar um grupo de jovens dançarinos um pouco desajeitados para uma competição, que terá um importante jurado e que April quer chamar atenção. Será que vai dar certo? ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Pelo que eu vi, ele está há séculos na Netflix, mas só consegui assistir no feriado. É aquele clichê com música e dança, onde a gente não dá nada para o grupo participante e tals… Porém, vem a reviravolta e nos surpreende de forma positiva.

Mas tem um diferencial: a April não é a típica protagonista desse tipo de filme. Acredito que isso vá chamara a atenção de quem quer ver algo que fuja um pouco do óbvio! Ela é bem dura na queda e vai nos conquistando aos poucos! Nick é de arrancar suspiros e o pai dela é tão incrível. Apoia e conhece a filha que tem! Barb é inspiradora e uma comédia e o amigo da April bem maravilhoso, mas talvez um pouco forçado. Ainda não tenho uma opinião 100% formada.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Mas o elenco que conquistou mesmo o meu coração foi o dos alunos e os pais deles! Cada um dá o seu melhor mesmo e isso inspira muito! Aliás, aprendi que, às vezes, o importante não é o 1º lugar. O segundo e o terceiro também tem o seu valor. E cada vitória tem de ser comemorada, sem moderação. E o que falar do Dick? Completamente apaixonada por esse ator mirim. O melhor!! ♥

Enfim, é uma história para assistir com a família ou na sua própria companhia. A gente ri, torce e sente cada batida. Do início ao fim, prende. Mesmo com algumas cenas que dispersam um pouco. Ah! Tem inclusão e a dança final é emocionante. Amei a trilha sonora, os figurinos e o desfecho, que já esperava, mas o caminho até lá aqueceu o coração da pequena telespectadora que vos bloga. Dá vontade de sair para dançar no meio de Nova York (destaque para essa cena com uma personagem que também é destaque no filme, mesmo não aparecendo tanto) hahaha.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo muito!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – Eurovision!
Fan Page ♥ Instagram  


6

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021