16.11.2021
* PJ Leu: Amor & Gelato! ♥

Ei, Gente! :) A segunda leitura do Clubinho do PJ foi um dos livros mais fofos que eu li esse ano: “Amor & Gelato“, da autora Jenna Evans Welch. Querem saber mais? Preparei uma resenha, que tem só um pouquinho de spoiler, mas só em alguns detalhes para mostrar o diferencial. Mas vou sinalizar! Vamos lá? ♥

Livro: Amor e Gelato | Autora: Jenna Evans Welch | Editora: Intrínseca
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Lina vai passar o verão em Florença. Mas o único motivo da viagem é atender um pedido da mãe: conhecer, finalmente, o seu pai.

Durante essa viagem, ela recebe um diário, escrito pela mãe quando era mais nova e passou uma temporada na Itália. A cada página, uma descoberta.

E no meio de tantos registros, tem o Ren, um novo amigo, com quem divide segredos desse diário, gelatos e passeios pelos pontos turísticos. A cada visita, um caminho que a levará a saber tudo sobre a sua família, amor e a si.

Opinião da Pequena: Essa leitura foi uma surpresa incrível. Eu já tinha o livro, mas acabou se perdendo e coloquei na pilha de doações. Mas como as meninas do Clubinho sugeriram, acabei comprando novamente. E mega valeu a pena!

POSSÍVEL SPOILER

*

*

Crédito da Imagem: Pinterest

É uma história leve, divertida e com detalhes bem diferentes de tudo que a gente já leu por aí. Para começar, o local onde a protagonista fica “hospedada”: em um cemitério! Mas não é um livro de terror e afins. Juro hahaha! Os apelidos dos personagens são tirados das sílabas do meio. Por exemplo: Carolina e Lorenzo. Como não amar esses pequenos detalhes?

*

*

SEM SPOILER…

Crédito da Imagem: Pinterest

E por mais que a gente imagine o que vai acontecer, a autora nos prende através de uma escrita que não dá para largar um minuto sequer. Dessa vez, foi difícil seguir o cronograma da leitura coletiva, porque a gente queria ler mais e mais. Teve até leitora tirando o pé do acelerador, de tanto apego que criou pela história!

Encontramos personagens apaixonantes e outros que a gente tem vontade de jogar gelato e a sorveteria inteira na cara. Aliás, temos várias sensações lendo o diário junto com a Lina e o Ren. E, às vezes, até dava para confundir quem era a mãe e a filha, de tão iguais que elas são!

Howard é simplesmente perfeito! Mas não vou falar muito para não correr o risco de dar muito spoiler. A cada ponto turístico, a gente acrescenta um lugar no nosso roteiro imaginário por Florença. Tudo é bem amarradinho, em compensação a sensação é de que toda a história passa, pelo menos, em um ano. E quando a gente percebe a realidade, leva um choque. Eu levei hahaha. Então, tudo é intenso, mas nada que incomode. Não me incomodou! :)

Com detalhes, na medida certa, a autora conseguiu fazer com que a gente viajasse com ela pelos cenários do livro. Dava para imaginar direitinho cada capítulo! Até ter a mesma recepção de não saber falar italiano, a gente tem com a Lina. Tudo bem que, em alguns casos, eu senti falta de uma nota de rodapé ou um glossário.

A capa é perfeita e a vontade de tomar sorvete é real. Mas com o frio desse Rio de Janeiro (não tô reclamando), acabou não rolando. Amei o começo! Ri, fiquei desesperada e suspirando no meio. No final? Chorei e abracei a história. Aliás, duas lições: a gente ganha um outro significado de pai e cuidado para quem você entrega a correspondência hehehe!

Nosso Date Literário!
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Feliz que a autora vem para a Bienal desse ano. E feliz que tem meio que uma continuação, mas os livros (“Amor e Sorte” e “Amor e Azeitonas”) são independentes, pessoal. Pode ler separado! :)

A premissa é clichê, mas a forma como tudo é abordado rende reviravoltas maravilhosas! Recomendo e muito! Aliás, meninas do Clubinho: obrigada pela companhia. Quer participar da próxima leitura coletiva? Só entrar aqui para participar. Vamos começar no sábado, dia 20, e vamos ler: Amar é Relativo, da Sophie Kinsella.

É isso, pessoal. No mais, podem opinar à vontade! Para comprar o box dos livros, só clicar aqui. Lembrando que comprando através desse link, você não paga nada a mais por isso, mas ajuda muito o PJ a crescer. ^^

Beijos, Carol.

Post Antigo: Clubinho de Leitura Coletiva do PJ
Fan Page ♥ Instagram


11
21.09.2021
* PJ Leu: Um novo capítulo para o amor! ♥

Ei, Gente! :) Mais uma história da coleção “Romances de hoje“, da Editora Arqueiro (parceira do blog). Dessa vez, eu li junto com as meninas, do Clube de Leitura Coletiva do PJ: Um novo capítulo para o amor, da Jenny Colgan. Vamos lá? Boa resenha. ♥

Livro: Um novo capítulo para o amor | Autora: Jenny Colgan| Editora Arqueiro
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Zoe é uma mãe solo que batalha diariamente para sustentar a si mesma e o seu filho de 4 anos, Hari, em Londres. Porém, as coisas precisam mudar quando ela se depara com algumas questões, incluindo as financeiras.

Até que a tia do garotinho, sugere que os dois se mudem para a Escócia, com o objetivo de gerenciar uma pequena livraria e tomar contar de algumas crianças. Isso pode ser o início de uma grande mudança, mas…

Ela não imagina os obstáculos que irá encontrar e se questiona: será que essa mudança veio a calhar mesmo? ;-)

Opinião da Pequena: Quando eu sugeri essa história na 1ª Leitura Coletiva do PJ, sabia que não era continuação de “A pequena livraria dos sonhos“, da mesma autora, mas não imaginava que fosse um livro mais tenso. Talvez, seja o mais pesado até agora da coleção “Romances de hoje”.

Isso não significa que seja uma leitura ruim, ok? Pelo contrário. Temos personagens fortes, intensos e inspiradores. Outros dão muita raiva, mas a medida que vamos conhecendo, tentamos entender o que tem por trás, por exemplo, de uma criança que só se alimenta de torradas e o que tem em uma biblioteca particular.

Encontramos temas bem necessários, como transtornos mentais e o desafio de ser mãe solo, entre outras questões da maternidade. Um mix de sentimentos nos acompanha do início ao fim. Cada capítulo, flui. Porém, em alguns momentos, a história pede que o leitor descanse um pouco. A escrita da Jenny continua incrível e como as meninas do clube falaram, algumas partes parecem que foram criadas para cutucar de leve o leitor.

Hari é o meu personagem favorito e o Patrick idem. Zoe também! Mesmo aos trancos e barrancos, ela vai e faz. E o amor dela pelos livros, é impressionante e nos faz amar ainda mais esse mundinho literário. Em breve, um post sobre histórias que a gente encontra nessas páginas. Ah! A gente mata a saudade da Nina, mas em contrapartida, a gente vê um outro lado da moeda. Talvez, se você não tiver lido essa outra história em que ela é a protagonista, valha a pena embarcar e conhecer uma outra Nina.

Um pouquinho do nosso encontrinho online (faltando algumas meninas)!
Foi incrível, meninas! ♥♥

O Ramsay dá medo, porém, vale dar uma chance. Mary? A mesma coisa, que a propósito nos deixa com o coração na mão. E confesso que torci para um outro casal, porém, vale sair da zona de conforto. Sobre as lições que eu tirei: a gente aprende o quão desastroso pode ser um mundo de achismos e julgamentos, sem saber do que realmente se trata. As mudanças podem acontecer, com quem a gente menos espera. E quando alguém lê, portas se abrem.

Amei a parte que a Jenny “invade a história”. Achei bem diferente. E destaque para a capa linda, mas preciso dizer ela e o título dão uma leveza, que talvez dê uma outra impressão ao futuro leitor dessa história. No mais, recomendo a leitura.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. ;-) Ah! Quer fazer parte do próximo grupo? Em breve, mais informações. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Capas Gringas x Capas Brasileiras
Fan Page ♥ Instagram 


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021