24.05.2021
* 5 curiosidades sobre Chick Lit! ♥

Ei, Gente! :) Posso começar a semana, separei cinco curiosidades sobre chick lit. Espero que gostem! Mas se não for do seu interesse, dê uma chance ou passe para alguém que ama esse tipo de livro. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Eu não sabia, mas tudo indica que um dos livros pioneiros do gênero foi “O diário de Bridget Jones“, da Helen Fielding (que não li…. Absurdo, eu sei hahaha). Alguns sites falam que foi em 1998, outros em 1999. 1997, 1996… Digamos, então, que foi na década de 90. :)

2. Hoje em dia, eu vejo muitas editoras publicando histórias de chick lit. Uoba! \o/ Mas uma que lança livros desse estilo com frequência e há séculos, é a Editora Record, incluindo títulos da diva Sophie Kinsella.

3. Mas afinal o que é esse gênero? Eu vejo como histórias sobre mulheres no mundo moderno, com uma escrita leve e tem um toque (sutil ou não) de comédia. Aborda sobre romance, mas vai além: dá para tirar lições valiosas sobre vida profissional, relacionamento abusivo, luto, entre outros. A única diferença é a forma como elas são entregues ao leitor.

Crédito da Imagem: Amazon

4. Eu sei que a gente já tem referência de autoras gringas, como Lauren Weisberger e Marian Keys. Mas no Brasil, temos outras tão incríveis quanto, como Renata Lustosa, Teca Machado, Laura Conrado, Fernanda França, Leila Rego, Carina Rissi (que ainda não li #posteiesaicorrendo hahaha), entre outras.

5. O termo urgiu na década de 80, nos EUA, e era o nome de uma matéria sobre literatura feminina da Universidade de Princeton. Esse nome tem uma carga bem negativa, meio que falando que não é uma leitura de verdade e tals. Mas eu me sinto muito bem falando que eu adoro ler “chick lit”. Acho que o tem de mudar mesmo é o preconceito. Não gostar, ok, mas julgar como uma leitura rasa: aí não! ;)

Eu & a Minha Coleção P-E-R-F-E-I-T-A da Sophie Kinsella.
Crédito da Imagem: @lou.click

****

É isso, pessoal. :) Minhas fontes foram de alguns sites e blogs, como Livros & Fuxicos, Wikipédia e Oficina de Escrita.

Ah! A intenção do post é mostrar um pouco mais sobre chick lit, viu? E tentar diminuir o preconceito que, infelizmente, existe. Mas não há problema nenhum em não gostar desse tipo de livro. O ruim é quando a gente escuta que não está lendo de verdade. :) Porém, acho que aos poucos isso está mudando!

E você: ama chick lit ou passa? Dicas sempre são bem-vindas e para ler mais posts sobre o assunto, corre lá na caixinha de busca, que tem muito post sobre esse gênero que eu amo (Jura, Pequena? hahaha)! No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Por que eu leio chick lit?
Fan Page ♥ Instagram 


3
21.05.2021
* Bingo Chick lit: Qual você já leu? – Versão Sophie Kinsella! ♥

Ei, Gente! :) Acho que todo leitor do PJ sabe quem é a minha autora gringa favorita, né? Mas se você é novo por aqui, eu conto. A Sophie Kinsella, conhecida também pelo seu nome verdadeiro “Madeleine Wickham” (fico chocada com essa informação sempre hahaha), que me fez amar esse universo de chick lit.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Ela é o tipo de escritora que eu tenho vontade de ler até a listinha de mercado escrita por ela. Enquanto isso, eu leio os livros hahaha. A saga da Becky Bloom foi o pontapé inicial. Menina de 20 me mostrou que comédia romântica literária não tem nada de leitura rasa. E os outros só ressaltaram essa constatação hahaha.

Mas também tem história para crianças e adolescentes. Então, para o post do dia, eu trouxe um estilo de bingo literário de todos os personagens que já conheci dela. Porém, alguns eu ainda não embarquei ou não lançou no Brasil. Enfim, vamos lá? ♥

  • Checklist: Sophie Kinsella!

1. Os Delírios de Consumo de Becky Bloom
2. Becky Bloom – Delírios de Consumo na Quinta Avenida
3. As listas de casamento de Becky Bloom
4. A irmã de Becky Bloom
5. O chá de bebê de Becky Bloom
6. Mini Becky Bloom
7. Becky Bloom em Hollywood
8. Becky Bloom ao resgate
9. Os delírios de Natal de Becky Bloom
10. Menina de 20

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

11. O segredo de Emma Corrigan
12. Samantha Sweet, executiva do lar
13. Lembra de mim
14. Fiquei com o seu número
15. À procura de Audrey
16. Minha vida (não tão) perfeita
17. Mas tem que ser mesmo para sempre?
18. Te devo uma
19. A fada mamãe e eu
20. Drinques para três

****

A maioria dos títulos tem resenha aqui no blog. Ah! Vou compartilhar a versão para Stories lá no meu insta. Ai quem quiser pode brincar. :)

Aliás, gostaram desse tipo de post? Estou pensando em preparar mais postagens com outras autoras desse gênero literário. O que acham? Podem opinar à vontade.

E me conta: Qual livro dessa lista você já leu e amou (ou um que leu e não curtiu)? Qual acrescentaria?

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: 5 autoras para quem curte a Sophie Kinsella
Fan Page ♥ Instagram 


4
10.09.2020
* Tag: Uma comédia romântica, por favor! ♥

Ei, Gente! :) Como vocês sabem, eu não dispenso um chick-lit e a Kaka, do Rainhas da Pechincha, também não. Então, decidimos criar em conjunto uma TAG para mostrar todo o nosso amor por esse gênero literário e afins. O nome é: Uma comédia romântica, por favor. Vamos lá? ♥

1. Melhor par romântico: 
Carol: Charlie e Dan (O Diabo ataca em Wimbledon).
Kaka: Becky e Luke (Livros da Becky Bloom).

2. Personagem mais embuste: 
Carol:
Ryan (Te devo uma).
Kaka: Dillon O’Hara (Uma noite com Audrey Hepburn).

3. Melhor local fictício:
Carol:
A redação da revista The Plunge é o primeiro local que surgiu na minha cabeça (A vingança veste Prada).
Kaka: A casa de Lina, na Itália (Amor & Gelato).

4. Chick Lit que precisa de lencinho: 
Carol:
Menina de 20.
Kaka: Teto para Dois.

5. Melhor personagem amigo da protagonista:
Carol
: Eu ia colocar Susie, mas vou colocar um que eu gostei recentemente, que foi a Piper (O Diabo ataca em Wimbledon).
Kaka: Susie, amiga da Becky Bloom.

Crédito da Imagem: Kaka

6. Protagonista que mais se identifica:
Carol:
Mel (Confissões de uma Terapeuta).
Kaka: Becky Bloom (Vocês sabem os nomes dos livros, né? hahaha).

7. Um chick lit com a primeira letra do seu nome (ou blog):
Carol:
Corra, Abby, Corra!
Kaka: Não conheço nenhum!

8. Personagem que queria trazer para a vida real:
Carol:
A Becky (Os delírios) e a Mel (Malas, Memórias e Marshmallows) .
Kaka: Sadie, a tia avó da Lara (Menina de Vinte).

9. Uma autora que estoura o limite do seu cartão:
Carol:
Sophie Kinsella.
Kaka: Sophie Kinsella.

10. Comédia romântica que todo mundo ama e você não (ou vice-versa): 
Carol:
Não gostei de “As joias de Manhattan”.
Kaka: Não gostei de “Um presente da Tiffany” e “O Navio das Noivas”. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

***

É isso, pessoal. Gostaram? A gente espera que sim. :) Aliás, quem quiser responder, fica à vontade, ok? Vamos amar ler as respostas de vocês. Ah! A maioria tem resenha aqui no blog ou lá no Rainhas. Só buscar na caixinha de pesquisa. E quem tiver indicação de chick-lit de autoras nacionais, seremos eternamente gratas. ^^

Beijos, Carol e Kaka.

Post Antigo: TAG Dramática
Fan Page ♥ Instagram  


10
20.04.2020
* PJ Leu: As joias de Manhattan! ♥

Ei, Gente! :) Para começar a semana, separei uma dica literária que mistura comédia romântica e crime: As joias de Manhattan, da autora Carmen Reid. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: As joias de Manhattan | Editora: Editora Bertrand Brasil | Autora: Carmen Reid
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros

Sinopse: As três irmãs Jewel saíram do Texas para NY em busca de uma vida perfeita. Porém, o sucesso na cidade que nunca dorme não acontece da noite para o dia. Até que depois de alguns coquetéis, Em, a irmã mais nova, tem um plano genial: roubar joias de um leilão, vendê-las e viver feliz para sempre!

A ideia parece incrível, pelo menos para Em… Mas Sapphire e Amber sabem que nem tudo sai conforme o script ideal. Principalmente, quando não se tem experiência no mundo do crime e a vida amorosa incluem riscos e um detetive, no qual a irmã mais velha namora.

Opinião da Pequena: Eu amei a capa e a premissa desperta uma curiosidade gigante. Em contrapartida, confesso que não foi um dos melhores livros que já li na vida. Talvez, o momento atual não tenha ajudado muito, porém, não sei ao certo o que houve.

Não é que a história tenha sido ruim. Ontem fiquei, praticamente, o dia todo lendo e bastante curiosa para saber o que ia acontecer com o crime do ano, digamos assim. Mas na maior parte, a leitura ficou arrastada e por pouco, não desisti. Entretanto, já tinha lido coisas positivas e eu não quis deixar para lá.

Resultado? Rende algumas risadas e alguns personagens cativam. Jack é um bom partido e tive algumas suspeitas em relação a ele. Em relação a outros caras: acertei na mosca! Quanto às irmãs: a Amber é a mais legal. Já a Sapphire achei meio apagada e a Em que dá uma leve emoção na leitura. Meio doida de pedra, mas quem não tem uma irmã/amiga assim, né? Ah! Queria que a mãe tivesse aparecido mais!

Outro destaque vai para o começo de cada capítulo, onde aparecem mini diálogos e tal. A princípio, não dá para entender. Mas se eu entendi direito, no final tudo se encaixa e é bem legal a ideia da escritora. :) Também quero destacar a relação da Amber com o pai. Ela contando para o Jack é bem emocionante, mesmo com os contratempos que a gente fica ciente depois. E amei os cenários escolhidos para contar cada parte do livro! Principalmente, Genebra e NY.

No mais, muitas coisas ficaram confusas, mas não sei mesmo se eu que não estava concentrada de fato. Enfim, tive a sensação também que o desfecho foi meio corrido. Contudo, o final é fofinho e se encaixa bem no gênero comédia romântica.

***

É isso, pessoal. Vale lembrar que essa é a minha opinião, viu? Sempre é válido embarcar (se a história te chamou atenção) e tirar a sua própria conclusão. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Menina de 20
Fan Page ♥  Instagram


6
17.03.2020
* Top 5: Livros Chick-lit para embarcar durante a quarentena! ♥

Ei, Gente! :) Uma das coisas que a gente pode fazer durante a quarentena é embarcar em histórias literárias. Em momentos assim, eu prefiro ler coisas que deixam o dia a dia mais leve (mas vai do gosto de cada um, ok?). Caso você seja assim ou conheça um amigo que pensa do mesmo jeito, continue lendo esse post hahaha.

Então, digitei lá no site da Amazon livros da categoria “Comédia Romântica” (chic-lit) e os cinco primeiros que apareceram (um eu pulei porque era um kit hahaha) viraram o top 5 da vez! Então, vamos lá? Boa leitura. ♥

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Para começar, apareceu “Teto para dois“, que foi um dos livros que eu mais amei embarcar no ano passado. Um romance onde dois completos estranhos dividem o mesmo quarto, porém, em turnos diferentes! Se quiser saber mais, é só clicar aqui. Ah! A autora é a Beth O’Leary e a Editora é Intrínseca. :)

O segundo que apareceu na listinha foi da Carina Rissi, autora brasileira que sou louca para ler. Amor Sob Encomenda, da Verus Editora. Esse não apareceu no Top 5 que fiz da autora aqui, mas olha essa capa? E resumindo fala sobre a Mel, uma personagem totalmente focada na profissão. Até que vê seu namorado comprando uma aliança, porém, para outra. E o pior: sua empresa é contratada para o cerimonial do dito cujo! Acho que vou embarcar assim que terminar os chic-lit que tenho em casa e ler pelo Kindle mesmo.

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

O terceiro foi um da Sophie Kinsella: O segredo de Emma Corrigan, publicado pela Record. ♥ Eu amo essa autora e sou mega suspeita! Esse livro virou filme (que ainda não consegui assistir, já que não foi para os cinemas) e não tem resenha no PJ, porque eu li há séculos. Mas imagina: você está dentro de um avião e tem certeza de que o mesmo vai cair… Daí, resolve contar os seus segredos mais absurdos para o passageiro ao lado… Porém, o carinha é o seu futuro chefe! Já dá para imaginar o que aguarda, né? Então, fica a dica!

O penúltimo que apareceu é também da Carina Rissi, só que dessa vez: Procura-se um marido, da Verus Editora. Fala sobre Alicia, que é excluída da herança porque o avô acha que ela não é madura o suficiente. Entretanto, pode receber só depois de casada! Eu acredito que esse livro vá aparecer na minha listinha de favoritos. E vocês?

E a Sophie surgiu nessa categoria pela segunda vez também com uma das minhas personagens favoritas da vida: Becky Bloom, ao resgate (da Record). Eu amei essa história e jurava que era o desfecho, mas ainda bem que eu estava enganada. Quem quiser saber mais, só correr aqui. ♥

***

Espero que essas dicas ajudem a passar esse tempo em casa de um jeito bom. E ler realmente distrai, vai por mim! Mas é aquilo que eu falei, segue o seu gosto. Livro é o que não falta e resenhas literárias aqui no PJ também! E caso você ainda não tenha esse hábito, fiz um post ano passado com alguns conselhos. Só clicar aqui!

Ah! Quem já escolheu as leituras para esses dias, me conta? No mais, podem opinar à vontade. :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Top 5 – Sophie Kinsella – Parte 2
Fan Page ♥ Instagram 


6

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021