20.04.2020
* PJ Leu: As joias de Manhattan! ♥

Ei, Gente! :) Para começar a semana, separei uma dica literária que mistura comédia romântica e crime: As joias de Manhattan, da autora Carmen Reid. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: As joias de Manhattan | Editora: Editora Bertrand Brasil | Autora: Carmen Reid
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros

Sinopse: As três irmãs Jewel saíram do Texas para NY em busca de uma vida perfeita. Porém, o sucesso na cidade que nunca dorme não acontece da noite para o dia. Até que depois de alguns coquetéis, Em, a irmã mais nova, tem um plano genial: roubar joias de um leilão, vendê-las e viver feliz para sempre!

A ideia parece incrível, pelo menos para Em… Mas Sapphire e Amber sabem que nem tudo sai conforme o script ideal. Principalmente, quando não se tem experiência no mundo do crime e a vida amorosa incluem riscos e um detetive, no qual a irmã mais velha namora.

Opinião da Pequena: Eu amei a capa e a premissa desperta uma curiosidade gigante. Em contrapartida, confesso que não foi um dos melhores livros que já li na vida. Talvez, o momento atual não tenha ajudado muito, porém, não sei ao certo o que houve.

Não é que a história tenha sido ruim. Ontem fiquei, praticamente, o dia todo lendo e bastante curiosa para saber o que ia acontecer com o crime do ano, digamos assim. Mas na maior parte, a leitura ficou arrastada e por pouco, não desisti. Entretanto, já tinha lido coisas positivas e eu não quis deixar para lá.

Resultado? Rende algumas risadas e alguns personagens cativam. Jack é um bom partido e tive algumas suspeitas em relação a ele. Em relação a outros caras: acertei na mosca! Quanto às irmãs: a Amber é a mais legal. Já a Sapphire achei meio apagada e a Em que dá uma leve emoção na leitura. Meio doida de pedra, mas quem não tem uma irmã/amiga assim, né? Ah! Queria que a mãe tivesse aparecido mais!

Outro destaque vai para o começo de cada capítulo, onde aparecem mini diálogos e tal. A princípio, não dá para entender. Mas se eu entendi direito, no final tudo se encaixa e é bem legal a ideia da escritora. :) Também quero destacar a relação da Amber com o pai. Ela contando para o Jack é bem emocionante, mesmo com os contratempos que a gente fica ciente depois. E amei os cenários escolhidos para contar cada parte do livro! Principalmente, Genebra e NY.

No mais, muitas coisas ficaram confusas, mas não sei mesmo se eu que não estava concentrada de fato. Enfim, tive a sensação também que o desfecho foi meio corrido. Contudo, o final é fofinho e se encaixa bem no gênero comédia romântica.

***

É isso, pessoal. Vale lembrar que essa é a minha opinião, viu? Sempre é válido embarcar (se a história te chamou atenção) e tirar a sua própria conclusão. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Menina de 20
Fan Page ♥  Instagram


6

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021