29.09.2021

Ei, Gente! :) Um dia desses, eu estava dando uma olhadinha no Insta e vi um comentário falando que a gente deve ler livro bom. Pelo que eu entendi, isso era sinônimo de que a gente tinha de ser mais seletivo e não ler qualquer coisa. Acredito que cada um pode ter a sua opinião e o respeito sempre tem de prevalecer. E isso não significa concordar ou discordar! Calma, eu explico mais. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

O mundo, cada vez mais, anda colocando estereótipos e sem tolerância alguma. Aquela opinião, do início desse post, me deu nervoso, confesso. Mas a pessoa tem o direito dela. Deixei o arroba para lá e resolvi refletir. Continuo não concordando e talvez um dia, eu mude de ideia. Porém, espero sempre ter em mente o seguinte pensamento:

Leia o que você tem vontade. O que te faz feliz e não faz mal ao próximo! Talvez chick lit não seja tão culto quanto obras da literatura clássica brasileira. Mas acredite: muitas vezes, um livro da Sophie Kinsella me salvou de episódios de ansiedade, de pensamentos que me deixavam para baixo. Livros que não são reconhecidos foram a minha melhor terapia. Companhias quando me encontrava sozinha!

Tudo é válido. Escritas salvam. Seja thriller, romance de época ou um poema. Não tenha preconceito. Tenha preferência, mas não diminua. Isso não incentiva a leitura, isso exclui. E a intenção não é essa.

Apoie o seu gênero favorito. Mas acima de tudo, apoie os livros. Autores. Famosos, iniciantes. Aspirantes! De Norte a Sul, Leste a Oeste. Brasil, EUA, Europa, China… Apoie a leitura. Ensine! Cultive! Dê livros. Doe livros. Escreva livros. Indique livros. Fale de livros….

Eu acredito no poder das palavras que a gente encontra dentro desses livros, independente do que se trata. E, sim, existem livros bons para mim. E os que não curto tanto. E para vocês, a mesma coisa. Mas não acho justo a gente meio que rotular, sabe? Esse tipo de livro é bom. Esse não!

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Enfim, é isso. Viva todos os gêneros literários! :) Lembrando que esse tema do post do dia é diferente quando a gente não curte muito tal história do livro e tal. Mas que fique claro, que todas histórias, eu sempre acho ´válido cada leitor tirar a sua própria conclusão.

No mais, podem opinar à vontade. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Por que eu leio chick lit?
Fan Page ♥ Instagram 

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 Comentários

  • Oi Carol,
    Eu acho que a resposta à pergunta do título é que tudo é relativo, existem experiências diferentes, e não há um padrão que diga o que realmente é bom ou ruim dentro da literatura. Quanto a existir um gênero bom e outro não, acho que isso é balela e super concordo com você, tudo é válido e com certeza eu reviraria os olhos se lesse esse mesmo comentário com o qual você se deparou no Instagram, haha.
    Beijo!

  • Olá…
    Eu acho que a gente tem que ler livro bom sim… livro que seja bom pra gente! Assim como você, livros da Sophie Kinsella já me ajudou muito, ou seja, ele foi bom pra mim, e isso vale pra qualquer outro gênero que vem sofrendo preconceito por aí.
    Não tenho muita paciência pra fiscais de leitura, acho que a gente vem de um país que nem incentiva a leitura, então, já somos guerreiros o suficiente, né? Meu lema é incentivar a leitura, independente se o leitor lê clássicos, gibis, chick lits, hots, ou seja lá o que for!
    Agora, por favor, não meche com meus romances, por favor :) <3

    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

  • carol

    Emerson: Oba. Que bom! Boa semana também! :)
    Leslie: Exatamente. Cada um tem uma experiência e isso que importa! ♥
    Diane: Falou tudo, Di. O importante é ler o que faz bem para a gente. E viva os nossos romances! :)