29.08.2023

Ei, Gente! :)

Do dia 1 até 10 de setembro vamos receber mais uma edição da Bienal do Livro no Rio de Janeiro. Muito ansiosa para esse momento! Porém, apesar de amar esse evento, sei que se a gente não colocar algumas coisas na prática, pode significar perrengue literário na certa.

Então, para ajudar a evitar ou amenizar situações chatas, separei cinco coisas que aprendi durante esses anos que venho acompanhando de pertinho a Bienal. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Anotar os livros que deseja levar para casa e comparar os preços antes é fundamental para não sair gastando inconscientemente. Em contrapartida, às vezes, por mais que em outro lugar esteja mais em conta, nem sempre é possível garantir outras coisinhas valiosas, como dedicatória da autora no seu exemplar e, de quebra, foto com ela. Então, coloque na balança e veja se não vale a pena abrir exceções.

2. Tudo organizado? Ok, porém, imprevistos acontecem. Uma fila maior do que você achou vai tá lá, alguém não muito legal pode tentar estragar esse momento… Mas lembre-se de ir com o espírito: tá na chuva é para se molhar. Aproveite cada segundinho e tenta não se estressar por tão pouco, mesmo que a vontade seja de falar umas poucas e boas hahaha!

3. Vá com um look confortável, principalmente, no quesito sapato. A gente anda muito! Não esqueça da garrafinha d’água e de levar um lanche na mochila. Até porque Bienal e fila são sinônimos hahaha! Então, nem é apenas por ser mais cara a comida por lá e, sim, que as filas são quilométricas para comprar um simples pão de queijo hahaha.

4. Sim, o tema “fila” vai aparecer muito por aqui hahaha. Porém, por mais chato que seja ficar em pé e esperando, tente aproveitar o momento para conversar com quem está na frente ou depois de você. Trocar marcadores nessa hora é bem legal, principalmente, se você é influencer literário. A gente sai com lembranças bem divertidas e o tempo de espera até passa mais rápido.

5. Não deixe para depois o que você pode fazer agora. Já falei muito “depois tiro foto”, “depois não sei o que”… Claro que há casos e casos, mas deixar tudo para um outro momento, pode bagunçar e acabar não rolando. Então, viu um autor andando por aí e quer falar com ele? Vai lá! Viu um espaço e quer registrar? Registra e se tiver vazio ou não tão cheio, melhor ainda.

***

Memórias Bienal
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Enfim, são muitos aprendizados! Resumindo: divirta-se, mesmo que algo não ocorra como o previsto. Não seja tão tímido, os autores estão lá para te receber e nunca vi algum sendo antipático. Faça um roteiro e veja o que não pode perder de jeito nenhum. Se não conseguir ir, pois mora em outro Estado, entre no Insta da Editora ou do autor e veja se ele não vai estar na sua cidade em algum outro dia.

Se for viável, compre seu ingresso pela internet. Se conseguiu credencial, fique feliz e se sinta importante porque isso é fruto do seu trabalho. Se não, saiba que isso não significa que o seu insta é ruim ou algo parecido, nem sempre dá para entender os critérios. Já fui aprovada algumas vezes, mas já recebi inúmeros nãos também. Então, não desanime, por mais difícil que seja.

Ah! Veja os transportes que te atendem melhor. Vai de Uber ou outro app? Geralmente, há um ponto que eles estão permitidos entrar e os guardas podem te ajudar. Veja se não tem ônibus que te leve até o evento e seja mais próximo da sua casa ou de outro ponto mais viável.

É isso, pessoal. Provavelmente esqueci de falar algo, mas aí vou falando em outros posts ou no Insta do PJ. Tem alguma dica? Não esqueça de compartilhar! No mais, pode opinar à vontade.

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Primeiras Impressões – Bienal do Livro!
Skoob ♥ Instagram

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 Comentários