03.11.2022

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é “A travessia de Greta James“, da Jennifer E. Smith. Publicado pela Editora Arqueiro (parceira do blog), é um dos melhores livros que embarquei esse ano. Vamos à resenha? Boa leitura. ♥

Livro: A Travessia de Greta James | Autora: Jennifer E. Smith | Editora: Arqueiro
Nota: 5 livros 
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Greta James é uma estrela da música bem famosa. Sua primeira fã? A mãe, Helen, cujo o rosto brilhava em meio ao público dos shows que ela fazia. Mas nem todos deram o seu aval para seguir em frente com essa carreira. Por exemplo, seu pai, Conrad, não via futuro.

A protagonista sempre tentou mostrar que ele estava errado, porém, após a morte súbita de sua mãe e pouco antes de lançar seu segundo álbum, ela desmorona no palco e o vídeo viraliza. Para escapar da humilhação, ela aceita acompanhar Conrad em um cruzeiro até o Alasca.

Uma história de luto, fama, amor e família. Uma viagem onde descobertas acontecem para ela e todos a sua volta, incluindo o nerd e historiador Ben Wilder, que também enfrenta um grande baque na sua vida!

Observação da Pequena: Quando eu pedi esse livro, confesso que não levava muita fé nele. Porém, não criar expectativa me fez encontrar uma das melhores histórias literárias que embarquei esse ano!

A cada capítulo, a gente vai se surpreendendo com a narrativa e a forma como autora nos conduz nessa travessia tão importante. Com leveza, o leitor acompanha as descobertas de todos os personagens, principalmente as de Greta e Conrad. Uma relação que vai se desenrolando e dá um quentinho no coração a cada encontro “sem jeito” deles. Mas rola um nervosinho também hahaha.

Adorei o irmão dela e mesmo não aparecendo tanto, ele foi fundamental na história. Os amigos dos pais também merecem destaque. E o show particular das baleias foi incrível imaginar! Não sou muito fã de barco (ou melhor “navio”, entendedores entenderão hahaha), mas deu vontade de embarcar em um cruzeiro.

Greta me conquistou aos poucos e mostrou como estrelas da música são gente como a gente! E Helen é a melhor mãe literária, incluindo Conrad que é o típico pai que não dá o braço a torcer, mas tem um coração que não cabe dentro dele!

O romance que tem no livro é bem sutil e já fiquem imaginando vários “depois” da última troca literária. Por mais caras como o Ben.

Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Anotei vários trechos e tirei lições valiosas. Para começar, o luto vai além da saudade do ente querido. Ele traz coisas boas, como o autoconhecimento e a reaproximação com pessoas tão importantes quanto aquelas que se foram. E na vida não precisamos de situações fáceis, mas é importante que a cada “show” a gente se divirta, na medida do possível. E se tiver alguém com um cartaz, melhor ainda!

Recomendo muito a leitura! Para todos, sem exceção. Aliás, quero ler “Moby Dick” para ontem!

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Compre “A Travessia de Greta James” pelo meu link de associados (isso ajuda muito o blog ^^). No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Não se esqueça de Paris
Skoob ♥ Instagram

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 Comentários