31.05.2022

Ei, Gente! :)

Já faz um tempinho que não indico uma série por aqui, né? Dessa vez, a escolhida foi “Love Life“, que está disponível no HBO Max.

Vamos lá? Bom post. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Para começar, segue um resuminho do que se trata a história da primeira temporada. Em 10 episódios, conhecemos a jornada dos relacionamentos de Darby, que sonha em conhecer a tal da pessoa certa. Cada cena, mostra como todas as pessoas que nos relacionamos, independente do tipo de relacionamento, têm importância em nossas vidas e ajudaram a construir quem somos hoje. ♥

Eu amei. Que saudade eu estava de uma série levinha, divertida e com vários ensinamentos nas entrelinhas. Já tinha escutado falar, mas não tinha dado muita importância. Até que a The, do Fashionismo, indicou semana passada no Instagram e decidi assistir.

O boy assistiu comigo e nós dois gostamos, principalmente, porque nada fica em aberto. Tudo é amarradinho e temos mais uma vez a sensação de que tudo acontece na hora certa. Nem antes e nem depois. E ninguém aparece no nosso dia por mero acaso. Parece clichê, porém, mais do que nunca tive a certeza disso. ;-)

A Anna Kendrick arrasa muito. Ela dá a leveza que a história pede, sem deixar o lado divertido (na medida certa). Amei a escolha dela para interpretar a Darby. Os amigos, a mãe também são fundamentais. Destaque para a Sarah. Doidinha, mas é aquela amiga que a gente quer ter por perto, mesmo que as coisas mudem.

Crédito da Imagem: Cine Click

Têm coisas que são bem previsíveis, mas há vários elementos surpresas que prende a gente do início ao fim. Tem um ritmo bom, algumas cenas (um pouco) picantes e outras que fazem a gente rir e refletir sobre tudo. Não apenas no quesito romance, mas na família, nos amigos.

A evolução da Darby é nítida, porém, ela não perde a sua essência. E quando a mesma fala: meu Deus, quando me olho no espelho é penso quem é essa adulta (não com essas palavras, mas é mais ou menos isso)…. Me identifiquei completamente. Fora o jeito de sempre querer agradar todos e tal.

A narradora também merece destaque. Alguns relacionamentos dão vários sinais de que aquilo não tem futuro. Mas por algum motivo é fundamental viver. Nossos pais têm histórias que marcam e muitas vezes isso influencia no dia a dia com eles. Mas estar aberto para entender, tanto o lado deles quanto o nosso, é essencial.

Crédito da Imagem: Papel Pop

A maturidade ajuda muito em todos os aspectos. Em contrapartida, a gente sempre pode aprender. Aliás, os aprendizados não podem parar. O desfecho não era o que eu esperava, mas pensando bem: acho que é bem nesse estilo que acontece na vida real.

E um aprendizado: foco nas relações que te trazem paz. E isso não significa que tenha de ser 100% perfeito. Longe disso, viu? No mais, eu amei. Me trouxe uma leveza ao lado de uma pessoa que eu sempre quis, mas apareceu de um jeito que eu não imaginava. Ainda bem! ♥

Crédito da Imagem: Série Maníacos

Destaque para os looks da protagonista e a cena final é bem típica de quando perguntam “quando você percebeu que deu certo?” hahaha. E os episódios não passam de 50 minutos e a gente nem sente. Tem um toque de “Sex and the City” junto com “Emily em Paris“, mas tudo bem pouquinho. E se passa em Nova York.

Ah! Tem a segunda temporada, porém, ainda não assisti. Achava que era com os mesmos personagens, mas não. E sim: eu recomendo! Para assistir com os amigos, na sua companhia ou com alguém que te faça suspirar de alegria. ;-) E acho que vou parar por aqui, porque tenho medo de dar spoiler sem querer hahaha.

Já viu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – Emily em Paris – 1ª Temporada
Fan Page ♥ Instagram 

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 Comentários