29.05.2020

Ei, Gente! :) Já compartilhei alguns posts sobre a quarentena e tal. Mas dessa vez, resolvi escrever um pouco sobre como estou me sentindo, o que tenho feito, lições que estou tirando, essas coisas. Então, vamos lá? Boa leitura! ♥

Crédito da Imagem: Mari Ilustra

Minha quarentena não está sendo diferente da sua. Claro, em alguns aspectos, com certeza. Mas assim como eu, você nunca passou por uma pandemia. E como toda novidade, essa assusta! É surreal o poder de um vírus, que a gente nem pode enxergar. Porém, a sensação que eu tenho tido ultimamente é que as coisas estão fluindo melhor, sabem? Daí vem a primeira lição: tudo é questão de adaptação! Não que eu não enlouqueça às vezes, mas deu para entender hahaha. ;-)

E esse isolamento social me fez (re)descobrir novos vícios. Tipo? Tô igual uma senhorinha jogando buraco online e confirmando aqui em rede nacional que o robô que joga comigo tem a petulância de burlar as regras. Ufa! Falei. Também tenho cumprido direitinho a minha função de leitora assídua e olhem só: o Kindle virou o meu melhor amigo. Quem diria, né? Perdi as contas da quarentena e volta e meia confundo terça-feira com quarta-feira. Estou a louca do Skin Care e no quesito alimentação, tô de boa. Sem me cobrar muito! Aliás, eu tô com fome e vocês?

Sobre a política brasileira, na minha humilde opinião, sempre foi uma palhaçada. E, por incrível que pareça, cada dia fica pior. Longe de tomar algum partido, acreditem: não acredito em nenhum. Mas o que era para ser uma questão de saúde virou ao avesso e é desanimador e triste! Só espero que as pessoas que têm empatia pelo próximo, sobressaiam no meio dessa pandemia. Aliás, fica o meu muito obrigada para quem tá dando o seu melhor todos os dias. Pessoas comuns, da saúde, profissionais da alimentação, motoboys e tal.

Crédito da Imagem: Bia Pof

Falando nisso, tenho pensado muito na questão do julgamento. No comecinho do isolamento, eu tenho que confessar: ficava na varanda olhando para baixo e julgava cada pessoa, carro que passava na rua! Teve uma vez que vi um comercial (atual) do Luciano Huck e pensei “como ele gravou?”. Mas levei uma chamada da minha irmã e vi que cada um tem uma necessidade e não cabe a gente julgar e apontar o dedo. A gente nunca sabe o que o outro tá passando. Então, agora tô tentando olhar mais para o pôr do sol do que para a avenida. Fica a segunda lição então! ♥

No mais, a minha rotina tá sendo simples. Acordo, trabalho um pouco, fico de preguiça, leio, tiro foto, jogo buraco, faço posts, visito blogs. Arrumo a casa, lavo a louça (é uma terapia, mas que dói as costas hahaha), minha irmã faz a comida. Ainda não tive coragem para arrumar os armários, mas em compensação minha estante de livros tá linda e a minha escrivaninha idem. Tentei fazer meditação, mas no primeiro momento que a professora disse para largar os meus pensamentos, todos apareceram na mesma hora. Talvez eu dê uma segunda chance!

Crédito da Imagem: Ilustra Gabs

Tenho visto jornal, mas dou preferência aos jornalistas que passam seriedade com leveza. São muitos profissionais bons, gente! ;-) E, sim, troco uma notícia por uma live com autor, incluindo, Sophie Kinsella, Lauren Graham e Jenny Colgan. Vejo filme, séries e mesmo à distância, meu namô, quando não está aqui, é a minha companhia. Tô morrendo de vontade de tomar frappuccino e nunca tive ideia de quanto uma máscara coça e deixa a gente com falta de ar. Mas é importante usar, ok? Limpar todas as compras? Está aí uma coisa que nunca imaginei, porém, até que estou me acostumando.

E sabem quando a minha ficha caiu? Quando eu tive que atender o moço da farmácia de máscara. Foi uma das piores sensações do mundo! Ontem aconteceu de novo e olha que não foi tão estranho!! E eu não sei vocês, mas como uma hipocondríaca de carteirinha, já achei um milhão de vezes que estava com corona. Porém, não existe só essa doença no mundo. A gente tem de ficar ligado, mas lembrar que outras podem aparecer no meio desse caos. Já fiquei com asma, sinusite, resfriado e, até infecção urinária tive. E tudo passou! Não é julgando, mas só mostrando que neurose pode piorar tudo!

Por fim, faça a sua parte. O que der para fazer! Têm dias que vão ser mais dramáticos, outros tristes e muitos, assim espero, calmos. E a terceira lição: infelizmente, não temos o controle das atitudes dos outros. Ah! Talvez você erre em alguma coisa. Mas é importante agir com consciência e saber que se um deslize ocorrer, tá tudo bem. Dê o seu melhor e seja o que papai do céu quiser. Cuide você. Da sua saúde mental! Cuide do próximo. Tenha empatia e respeito, por você e pelo outro!

Crédito da Imagem: Rê Lustosa

Bateu um desespero? Normal. Tem uma frase que o Dr. Drauzio Varella disse em uma entrevista, que sempre me acalma: nenhuma pandemia dura para sempre. Vai passar! ♥

Ah! Se tiver que sair, saia com cuidado. Se puder, fique em casa. E mantenha a esperança e a fé! E aproveito para agradecer os blogs, que estão me fazendo companhia. Tá sendo incrível ver tanto cantinho incrível. Obrigada por cada comentário e ideia! Mais do que nunca, a blogosfera está sendo essencial na minha rotina!

Acho que deve rolar outro post contando lições e tal. Por isso que eu coloquei “parte 1”. Enfim, espero que gostem e podem opinar à vontade.

Crédito da Imagem: Naniape

Beijos, Carol.

Post Antigo: Pequena Escritora – Felicidade!
Fan Page ♥ Instagram   

carol

leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 Comentários

  • Olá, Carol.
    Lendo relatos como o seu que vejo que todo mundo está passando pleas mesmas coisas hehe. Poderia ser minhas as suas palavras. Menina quantas vezes achei que estava com o tal vírus e já começava a sentir os sintomas hehe. E já briguei no grupo da família por politica, já voltei até a jogar Candy Crush kkk. E vamos indo que um dia a vida volta ao normal.

    Prefácio

  • Que lindo, com certeza o que essa pandemia vai deixar de bom no final das contas é que todos vamos aprender várias coisas e olhar para o mundo e para as pessoas, atitudes e tudo mais de forma diferente. Principalmente, aprender a viver o presente. Um momento de cada vez.
    Parabéns por tudo que já se permitiu aprender até agora, eu também estou aprendendo muitas coisas, principalmente sobre mim mesma :)

  • Oi, Carol!
    Que post mais lindo e necessário ♥
    Confesso que nesses últimos dias eu dei uma pirada. Excesso de notícias, medo do futuro e a ansiedade de ficar presa dentro de casa contribuíram pra tudo isso :P
    Mas é como você mesma disse, vai passar! Acho que a lição mais importante que vou tirar desse tempo reclusa, é que não importa o quanto nós tentemos, não dá pra controlar tudo!
    O Kindle virou o meu melhor amigo também nesse tempo haha. E já dei uma diminuída com as notícias e com o jornal.
    Se Deus quiser, logo logo tudo isso vai passar!

    Beijos!
    Estante Bibliográfica

  • É um momento muito complicado mesmo. Eu estava seguindo minha rotina de ler e fazer coisas que eu tinha que fazer. A gente tá tendo de se adaptar as novas formas de viver, tendo muitos cuidados para não se contaminar. Confesso que passei as duas últimas semanas sem me ligar muito nas notícias. Minha vida nos últimos dias ficou um pouco de cabeça para baixo, mas os motivos são bons (eu que surto mesmo quando as coisas saem do meu controle). Eu espero que isso tudo passe logo, só isso.

    Estou de volta com o blog! Não deixe de visitar e comentar por lá <3

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

  • Oláaa Carol, tudo bem?
    Primeiramente eu cheguei aqui no finalzinho do post e pensei: ” Como é que esse post incrível não ta com 100 comentário já? ” hehhe , guria que post gostoso de ler, eu adorei de verdade!

    As ilustrações foram as melhores escolhas, certeza!

    Bom, partindo do princípio, tudo é questão de adaptação, essa frase nunca fez tanto sentido na minha vida, agora que voltei a trabalhar percebo que é no dia a dia que vamos nos adaptando a usar máscaras, limpar tudo com álcool varias vezes ao dia, a troca de máscaras e roupas durante o expediente (lá onde eu trabalho temos um tempo pra usar a mesma máscara e roupa, depois tem que trocar ) enfim. Eu não jogo mas minha namorada ta viciada em buraco e reclama dos robôs também hehhe.
    No início eu era a chata que julgava todo mundo na rua mas depois aprendi a olhar o por do sol e meu instagram ficou cheio de fotos <3
    Pensei em fazer meditação mas aqui não deu muito certo também, o que rolou muito foi um troca troca de móveis, mudei toda casa mexendo aqui e ali, muita leitura, muito blog, voltei a escrever e realmente, a blogosfera fez um bem danado pra mim.
    A máscara coça, deixa sem ar e por experiência própria de quem trabalha com máscara, dói a orelha, guria, eu chego em casa e meu maior alivio é tirar a máscara. heheh

    Por fim, sigo com a mesma frase do Drauzio: nenhuma pandemia dura para sempre. Vai passar! ♥

    Um beijo, se cuidem muito!
    http://www.20-primaveras.blogspot.com

  • Sem dúvidas, Carol!
    adorei sua postagem e sabe, realmente existem dias mais difíceis que outros
    é estranho como a gente se acostuma às coisas que inicialmente são tão sufocantes pra gente de primeira vista, né?
    Sabe outra coisa ,Carol, toda vez que eu preciso sair e volto pra casa, eu acho que to com falta de ar. No dia seguinte passa, mas acho que é tudo isso, sabe?
    Esses dias acabei ficando mais em mim, mas ja to sentindo a necessidade de ficar mais leve de novo… um dia de cada vez! e isso tudo vai passar

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

  • Essa pandemia está me trazendo várias lições também, somos muito privilegiadas por poder parar um pouco e pensar no que estamos fazendo, no que somos, nas lições da vida. Tem gente que não tá tendo isso, e tem gente que, mesmo em casa, precisa travar lutas diárias, como a antirracista. Tenho estado entre ficar bem, trabalhando e estudando, e surtando às vezes, normal. Acredito que a política nunca esteve pior, mas não foi por falta de aviso, né. Mesmo com muitos erros anteriores, o país não beirava a uma ditadura tão iminente quanto no período ditatorial de fato. Mas enfim, é preciso se informar também, pra não cairmos na ignorância que muitos caíram em 2018. Espero que os dias melhorem, para todos aqueles que estão sofrendo ou padecendo neles agora.

  • Oi, Carol.
    Essa pandemia realmente me deu mais tempo para refletir em certas coisas na minha vida. Acho que de certa forma ninguém está 100% e precisamos todos ter paciência e respeito uns com os outros e esse é o principal.
    Desejo de coração que sempre fique bem.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

  • Oi Carol.
    Olha eu de novo por aqui. kkkkk
    Esse isolamento social está sendo difícil, complicado e muito desgastante, mas como tudo na vida, tem também o seu lado bom.
    Minha rotina é praticamente a mesma, já que trabalho em casa em home office há quase quatro anos. No mais estou me adaptando e aprendendo com as circunstâncias.
    Como você disse, cada um de nós se adapta de um jeito e não devemos mesmo julgar ninguém.
    Vamos passar por isso e sairmos mais fortes. Vai passar amiga.
    Bjus

  • Te entendo meditação pra mim eu não consigo porque eu insisto em afastar os pensamentos, mas eles voltam toda hora e a minha mente fica uma bagunça. haha
    Também tenho sentido que os dias estão melhores acho que realmente é adaptação. A blogsfera também ta se tornando rotina pra mim passei a manhã de domingo fazendo 4 posts rs e consegui super rápido.
    Beijos!
    Pam Lepletier

  • Jogar buraco online, super me identifiquei kkkkkkkkk. Tenho jogado bastante, tanto buraco, quanto tranca kkkkkkk.
    Mas é como disse, um dia de cada vez e torcer para que logo acabe!
    Ah, use os esmaltes da Risqué e me mostra depois! ^^

    Beijo.
    Cores do Vício

  • OI Carol, a gente se adapta sim, mas eu tenho sentido que estou perto do meu limite a cada semana. Mas o bom é que a semana passa e vejo que o me limite aumentou um pouco. Eu tenho trabalhado muito, muito mesmo. Por um lado isso é bom porque faz sentir o dia passar rápido e sendo útil. Por outro lado acho que o dia passou rápido demais e não foi tão útil assim porque trabalhei muito (acho que vou copiar o texto desse comentário para colocar no meu posta da semana, kkk). Tenho lindo e os livros físicos têm sidos meus bons companheiros. Ah… essa nossa política… lamentável e vergonhosa. Tipo vexame em rede mundial (não se contata em passar em rede nacional). Triste para nós. Mas vamos focar nas pessoas que querem fazer o bem e estão agindo com responsabilidade, né? Melhor assim. Nossa, atender as pessoas de máscara é muito estranho mesmo. O que mais me incomoda é esse sentir medo das pessoas. Muito ruim essa sensação. Mas vamos aprendendo, aumentando os nosso limites, fazendo a nossa parte e acreditando que vai passar.
    beijos
    Chris

    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

  • carol

    Silvana: Fico muito feliz que se identificou. E o meu namô também voltou a jogar candy crush hahaha. E nem fala, sempre fico por um triz para brigar com algumas pessoas da família. Mas no final, vejo que realmente não vale a pena. ♥
    Monique: Muito feliz com o seu comentário. Sim, essa pandemia vai deixar muitas lições e quem se permitir, vai aprender muito. :)
    Laura: Eu fiquei tão feliz com o seu comentário. Obrigada de coração! E, sim, a gente não tem controle mesmo. E viva o Kindle e que bom que está melhor! ♥
    Thais: Por aqui também estão rolando alguns surtos, mas aí nada como um dia após o outro, né? E fiquei feliz que voltou com os posts!! :)
    Isabel: Sim, mas aos poucos vamos nos adaptando e acredito que vá passar. ♥
    Malu: Muito obrigada mesmo pelo seu comentário mais incrível. Se cuida, viu? E nossa, já escutei falar isso da orelha. Espero que façam algum modelo que incomode o menos possível. E eu mega concordo com a sua namorada. A gente tem que reclamar com esse aplicativo aí hahaha. E me senti acolhida que não era a única que julgava hahaha. Sim, melhor olhar para cima e registrar paisagens incríveis. Enfim, vai passar. :)
    Pam: Você não está sozinha hehehe. E toda vez que chega alguma encomenda, meu psicológico fica “será que está infectado?”. Mas acho que aos poucos a gente se acostuma e tomando as medidas que estão ao nosso alcance, o risco é menor! E um dia de cada vez. Vai passar! ♥
    Jennifer: Sim, há várias lutas e a gente tem que fazer o que estiver ao nosso alcance para ajudar. E vai passar e temos de colocar em prática o que aprendemos diariamente e aos poucos! :)
    Vanessa: Sim. Um dia de cada vez e paciência é a palavra-chave! Também desejo isso para a gente. ♥
    Lia: Oba!! Volta sempre hehehe. E, sim, a gente tem que fazer a nossa parte e tentar não julgar ninguém, porque se não fica ainda mais difícil. :)
    Pam: Que orgulho. Viva a blogosfera. Acho que esse é um dos pontos mais positivos! E obrigada por compartilhar isso da meditação, me senti acolhida hahaha. ♥
    Pathy: Hahaha vou tentar jogar tranca também. E menina preciso tomar vergonha na cara e pintar as minhas unhas hahaha. E vai passar! Obrigada pelo comentário. :)
    Chris: Sim, a gente fica bem confusa, né? Mas vai lidando com um dia de cada vez. E livros sempre são ótimos companheiros. ♥