02.09.2014
* PJ Leu: A Lista de Brett! ^^
Assim que eu cheguei de viagem, corri para a livraria para comprar A Lista de Brett, primeiro romance da autora Lori Nelson Spielman. Uma das leituras mais leves que eu já li esse ano. Dei um tempinho de Jogos Vorazes (às vezes eu faço isso) e embarquei nessa história. Vamos embarcar na resenha também? Espero que gostem! ;-)
Brett Bohlinger parece ter tudo na vida, mas por obra do destino acaba de perder a sua adorada mãe. E para a sua surpresa, ela deixou no testamento a seguinte ordem: para receber sua parte na herança, Brett precisa completar em um ano uma lista de sonhos, que escreveu quando era uma adolescente. Deprimida e de luto, ela não consegue entender a decisão de sua mãe. Afinal, aos trinta e quatro anos suas ambições e desejos mudaram. Alguns sonhos exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira e outros parecem impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus antigos e doces sonhos. E surpreendentemente descobre que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados. ♥
Cantinho da Leitura! ♥ 
*Crédito da foto: Pequena Jornalista*
– Livro: A Lista de Brett
– Editora: Verus Editora Ltda.
– Trechos:  “Mas, independente do resultado, saiba que o amor é a única coisa sobre a qual você nunca deve chegar a um meio-termo.” / “Trazendo de volta aquela garota audaciosa que você era. Você critica a sua mãe por ter sido covarde, mas não é nem um pouco diferente. Você quer realizar aqueles desejos, eu sei que quer, mas tem medo demais de assumir os riscos. Vá fazer aqueles sonhos se tornarem realidade, B.B. Faça acontecer! Agora!” / “A pista na qual estou agora pode ser mais lenta, e o cenário nem de perto é tão glamouroso, mas, pela primeira vez em anos, estou apreciando a viagem.” / “Não faça coisas ruins. Sempre faça coisas boas” / “Haverá outro céu, meu amor.”
Sabe aquelas histórias que mexem com você por completo? A Lista de Brett fez isso comigo! Quando somos adolescentes temos sonhos tão simples e que resultam em uma vida extraordinária. Daí quando crescemos, por a vida exigir muito, acabamos deixando de lado nossos mais profundos desejos. Mas são justamente nessas fases ruins que somos empurradas para resgatar sonhos do fundo do baú e realizá-los de coração aberto. Esse livro trouxe à tona antigos sonhos, me mostrou novos e percebi que por mais que demore um pouco e seja difícil realizar item por item, principalmente no quesito vida amorosa, uma hora a gente consegue. Como diz a mãe da Brett: “Haverá outro céu, meu amor”. ♥
Ah! Três detalhes que merecem destaque: atenção para o capítulo 24 (lindo e emocionante), as cartas da mãe e, assim como a história, a capa é linda.
Já leu? Pode opinar à vontade! Não? Corre para a livraria! ;-)
Um beijo, C. 

10

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017