25.10.2014
* PJ Leu: Drinques para Três! ♥
Oi, Gente! 
E a dica literária do dia é Drinques para Três, da autora Madeleine Wickham, mas conhecida por seu pseudônimo Sophie Kinsella. O livro conta a história de três amigas: Roxanne, Maggie e Candice. No primeiro dia de todo mês, as três se encontram no Manhattan Bar para fofocar sobre a rotina do trabalho na revista Londoner e conversar sobre tudo o que acontece em suas vidas. Quer dizer, quase tudo, pois todas escondem grandes segredos. ♥

Por exemplo, Maggie é uma editora bem-sucedida, ela e o marido acabaram de se mudar para uma linda casa de campo. Tudo parece feliz e dentro dos eixos, mas por trás disso há uma mulher que esconde uma grande insegurança: a maternidade. Já Roxanne é a mais bem-resolvida do grupo. Trabalha como freelancer viajando pelo mundo para escrever matérias e mantém um relacionamento de anos com o “Sr. Casado com filhos”. 
Candice é uma jovem doce, com um grande talento para a escrita. Em uma noite no bar, ela reconhece uma das garçonetes, Heather, sua amiga na infância. E esse encontro traz à tona algo que ela julgava ter ficado no passado. Motivada a recompensar Heather por uma injustiça cometida pelo seu pai, Candice decide ajudá-la arrumar um bom emprego, chamá-la para morar em sua casa (totalmente de graça), entre outras coisas. Porém, ela não imagina que essas atitudes podem resultar em sérias consequências, como abalar para sempre a amizade do trio.
Livro: Drinques para Três
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Record
*Crédito da Foto: Pequena Jornalista
Quando eu li a sinopse, jurava que a minha personagem preferida seria a Candice. Porém, achei ela bem burrinha e um pouco patética. Imagino a culpa que ela carregou durante anos, mas tudo tem limite. O romance que ela vive foi mega esperado por mim, mas quando finalmente aconteceu não gostei do desenrolar da história não. Sobre a Heather, a minha antipatia só não foi maior porque eu odiei a Candice. Entretanto, o final dela foi irritante. Mas comparando com o mundo real, infelizmente coisas assim acontecem o tempo todo. 
A Roxanne é a prova viva que por trás de toda segurança e tal, sempre tem algum segredinho, tipo uma defesa, sabem? Um sentimento que a pessoa foge mesmo. Achei bem interessante o desfecho que a autora deu para ela e para o “Sr, Casado com filhos”. Aliás, desconfiei de vários caras, mas passei longe. Ah! E eu senti uma invejinha da vida dela de “sou freelancer, viajo pelo mundo e ainda ganho para escrever sobre isso, chupem essa manga”. Nada mal, né? 
Me surpreendi muito com a Maggie. Adoraria ser amiga dela na vida real e tomar uns bons drinques. Acho que quando eu engravidar, vou sentir na pele essas inseguranças. Mas que mãe de primeira viagem não sente, né? Em relação ao marido dela, no começo rolou uma raivinha e desconfiei dele, mas depois me apaixonei por ele e, claro, pela baby. A sogra me irritou e achei ela muito sem noção, porém depois entendi as atitudes dela. Acho que é a sogra que eu pedi a Deus hahaha. Enfim, são os meus personagens preferidos do livro. ♥
Gente, Drinques para Três não é o meu livro preferido. Mas também não é o pior do mundo! Alguns capítulos são bem chatinhos, mas outros são bonitinhos. No final, rola uma lição bem bacana sobre amizade. Enfim, uma ótima distração para o fim de semana. 
Podem opinar à vontade! ^^
Um beijo, 
Carol. 
Todo mundo  já curtiu a Fan Page do blog? 
Podem sugerir, criticar e por aí vai! 
Ainda não curte? Clica, clica! ♥

3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017