10.06.2020
* Um amor em forma de chaveiro! ♥

Ei, Gente! :) No post-ajuda do Dia dos Namorados, falei que eu ficava feliz até com um chaveiro. E não estou mentindo! Essa minha paixão, guardada a sete chaves, existe mesmo e para comprovar isso,…. O post de hoje é mostrando alguns que fazem parte da minha coleção e outros fofos que encontrei por aí. Vamos lá? ♥

Crédito da Imagem e Montagem: Pequena Jornalista

Para começar, vocês sabiam que as civilizações antigas consideravam chaveiros como um pequeno tesouro pessoal? (Eu mega entendo hahaha) Aliás, pelo que eu li, só nos anos 20 que essa opção certeira de souvenir ganhou popularidade. Por aqui, eu amo ganhar esse mimo de viagem e comprar para mim e para as pessoas especiais também (desde sempre)!

Tenho alguns preferidos da minha coleção! Por exemplo, esse do Starbucks (comprei em uma das lojas aqui no Rio há alguns anos), que uso apenas como enfeite. Amo esse de Natal (ganhei de brinde em uma livro da Sophie Kinsella) e a Princesa da Disney (que comprei lá) por mais que esteja suja, não jogo fora por nada nesse mundo. Aliás, com ela, tenho mais dois chaveiros. Um do meu signo chinês que meu namorado me deu e um da Harrods, que ganhei da mamys! O da Torre Eiffel é clássico e esse de mini caderno (comprei na Haikai) não tenho coragem de usar hahaha. ♥

E para não morrer de amores sozinha, selecionei seis chaveiros que entraram para a minha wishlist. Quanto mais fofo, divertido e autêntico, melhor! Vejam só.

Crédito das Imagens: Bee Mine, Lubi e Amo Fofurices
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Eu fico apaixonada pelos chaveiros que a Jess, da Bee Mine, disponibiliza. Esse rosa é lindo, mas quando fiz a minha última comprinha, acabei levando outro hahaha. Uma hora eu volto e levo você também, ok, rosinha? E esse de cachorrinho, da Lubi? Meu coração não aguenta!! E destaque para esse de Lhama, que é a coisa mais fofa da vida e que vende na Amo Fofurices!

Crédito das Imagens: Papelote, Via Mia e
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Chaveiros personalizados também são fofos. Alguns acham meio sei lá, mas eu acredito que seja uma ótima forma de mostrar que lembrou da pessoa. Amei esse da Papelote com o meu nome hahaha. Aqueles originais são mega bem-vindos. Adorei essa criatividade da Via Mia! Por fim, mas não menos importante achei a coisa mais fofa essa dupla para casais, amigos e tal que amam cinema. Aliás, esse da Imaginarium, é o meu favorito de todos! ♥

Alguns são mais em conta, outros nem tanto. Mas o que vale é a lembrança! Um chaveiro pode carregar muitas histórias. Seja da pessoa que presenteou, do local que você comprou, entre outras. Agora me contem: vocês são apaixonadas por esse item ou estou sozinha nesse mundo hahaha? No mais, podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para pensar – Viajar
Fan Page ♥ Instagram   


10
09.06.2020
* PJ Leu: Como quase namorei Robert Pattinson! ♥

Ei, Gente! :) Depois de uma eternidade, finalmente terminei de ler “Como quase namorei Robert Pattinson“, da autora brasileira Carol Sabar. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: Como quase namorei Robert Pattinson | Disponível na Amazon| Autora: Carol Sabar
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros

Sinopse: Aos 19 anos, Duda é literalmente viciada na saga Crepúsculo. Através de um perfil secreto na internet, ela se comunica com outras fãs de Crepúsculo que, assim como ela, estão totalmente convencidas de que não há garoto no mundo que valha um dente canino do vampiro Edward Cullen. Em Nova York, onde ela faz planos mirabolantes para conhecer pessoalmente Robert Pattinson, o ator que interpreta o vampiro nos cinemas. Mas, após um incidente com seus únicos (e insubstituíveis!) livros da saga, Duda entra em verdadeiro surto de desespero. Só que ela não espera conhecer Miguel Defilippo, seu vizinho na ilha de Manhattan, que é a cara do ator Robert Pattinson!!

Opinião da Pequena: Sabe aquela leitura que te deixa nostálgica? Então… ;-) Para quem não sabe, há um tempinho o Robert Pattinson era pauta certa aqui no blog! Eu era fã da saga e 100% #teamedward. ♥ Talvez por isso, o título desse livro tenha despertado o meu interesse, mesmo que tardio. Tudo bem que eu acho que a Pequena de 10 anos atrás iria amar mais essa história, mas a Carol de agora entendeu completamente a Duda!

O livro é bem divertido e a protagonista tem um quê de Becky Bloom, que eu adorei. Achei o enredo criativo e os outros personagens carismáticos. Só não curti o Agarradinho e o Pablo era o meu preferido. Meio que virei a casaca nessa leitura. Acho que ele tinha um lado meio Jacob, mas não vou dar spoiler hahaha. Miguel é meio estranho, mas entendo a sua admiradora secreta.

Confesso que achava que ia devorar o livro em poucos dias, mas me enganei. Não é que a história seja ruim e a escrita da Carol deixe a desejar. Pelo contrário! Gêneros assim pedem que os capítulos ganhem uma floreada, digamos assim. Mas é que foi além da conta, sabem? Pelo menos para mim! Daí, a leitura acabou ficando arrastada. Por pouco não desisti!

Ah! Como não sou mais a doida pelo dito cujo, acho que esse fato pode ter ajudado nesse detalhe não tão positivo. Contudo, foi um livro que me trouxe boas lembranças e fiquei muito feliz em algumas partes, que não posso mencionar… Se não vai rolar spoiler! Mas qualquer fã de carteirinha adoraria estar na pele da Eduarda Maria (eu amei esse nome hahaha).

No mais, não é uma história de reviravoltas, mas que surpreende em alguns pontos. Outros ficam confusos! A protagonista aprende muito, até mesmo com o seu fanatismo e, claro, no inglês. Mas a sua essência continua intacta. Adorei o cenário (NY) e queria que os pais tivessem aparecido mais. Destaque para a vizinha surda e a capa. ;-)

Enfim, deu saudade da época de Crepúsculo, mas provavelmente não voltaria a ler os livros. Porém, talvez role uma sessão nostalgia e eu coloque o meu namorado para assistir todas as adaptações cinematográficas hahaha! #brincadeirinha ;p E vale lembrar que é sempre importante ler (caso tenha rolado interesse) e tirar a sua conclusão.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Rob Call me!
Fan Page ♥ Instagram   


8
08.06.2020
* Wishlist literária de niver! ♥

Ei, Gente! :) Dia 17 de junho é o meu niver e aqui está a tradicional (in)direta para amigos e família: a minha wishlist literária hahaha! ♥ Vamos lá? Bom post!

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. A adorável loja de chocolates de Paris (Jenny Colgan – Arqueiro)
Sinopse:
Anna Trent é supervisora numa fábrica de chocolate. Mas isso não quer dizer que ela saiba fazer chocolate. Por isso, quando um acidente muda sua vida e Anna tem a chance de ir trabalhar numa tradicional loja em Paris, ela tem certeza de que vão descobrir que é uma fraude. Mas com um pouco de sorte, muita paciência e a ajuda dos novos amigos, o exuberante Sami e o galanteador Frédéric, Anna vai descobrir mais sobre o verdadeiro chocolate – e sobre si mesma – do que jamais sonhou.
Observação da Pequena: Como admiradora da série Romances de hoje, da Editora Arqueiro (eterna parceira do blog), eu preciso ler o livro físico e acrescentá-lo na minha linda coleção. Fora que une duas coisas que eu amo: chocolate e Paris!

2. A prometida (Kiera Cass – Seguinte)
Sinopse:
Quando o rei Jameson se declara para a Lady Hollis Brite, ela fica radiante. Afinal, a jovem cresceu no castelo de Keresken, competindo com as outras damas da nobreza pela atenção do rei, e agora finalmente poderá provar seu valor. Porém, Hollis logo percebe que estar ao lado dele significa ser um simples enfeite e ao conhecer Silas tudo fica ainda mais confuso.
Observação da Pequena: Eu devorei a série “A seleção”, escrita pela Kiera. E acho que vou amar esse livro também! Pelo menos a capa me conquistou de primeira. Não me decepcione, por favorzinho hahaha.

3. Amo(res) Verdadeiro(s) (Taylor Jenkins Reid – Paralela)
Sinopse:
Emma Blair casou com seu namorado do colegial, Jesse, quando tinha vinte anos. Juntos, eles construíram uma vida diferente das expectativas de seus pais e das pessoas de sua cidade natal, Massachusetts. Sem perder nenhuma oportunidade de viver novas aventuras, eles viajam o mundo todo, curtindo a vida ao máximo. Mas, em vez do tradicional “e viveram felizes para sempre”, uma tragédia separa os dois, no dia do seu aniversário de um ano de casamento. Ela volta para sua cidade natal e, depois de anos de luto, reencontra um velho amigo, Sam, que lhe mostra ser, sim, possível se apaixonar novamente. E quando os dois ficam noivos? Jesse é encontrado vivo.
Observação da Pequena: Eu li um livro da Taylor e fiquei apaixonada pela escrita dela. Achei o livro bem intrigante e estou louca para saber o final!

4. Minha história (Michelle Obama – Objetiva)
Sinopse:
Em suas memórias, Michelle Obama convida os leitores a conhecer seu mundo, recontando as experiências que a moldaram — da infância na região de South Side, em Chicago, e os seus anos como executiva tentando equilibrar as demandas da maternidade e do trabalho, ao período em que passou no endereço mais famoso do mundo. Com honestidade e uma inteligência aguçada, ela descreve seus triunfos e suas decepções, tanto públicas quanto privadas, e conta toda a sua história, conforme a viveu — em suas próprias palavras e em seus próprios termos. Reconfortante, sábio e revelador, Minha história traz um relato íntimo e singular, de uma mulher com alma e consistência que desafiou constantemente as expectativas — e cuja história nos inspira a fazer o mesmo.
Observação da Pequena: Já namorei muito esse livro nas livrarias e mais do que nunca acho que embarcar na história da Michelle vai me ensinar muito a transformar a minha.

5. Todo mundo que vale a pena conhecer (Lauren Weisberger – Record)
Sinopse:
Bette Robinson mora em um cubículo, tem um emprego “semiescravidão” em um banco de Manhattan e um chefe detestável. Cansada de ter uma vida entediada aos 27 anos, ela resolve agir impulsivamente e pedir demissão. Com influencia de um tio colunista social, consegue um emprego dos sonhos em uma das maiores agências de eventos de Nova York. Agora sua principal função é ir a boates frequentadas por celebridades. A badalação de Manhattan vai dar um novo rumo à vida da jovem, de uma hora para outra ela está nas colunas de fofoca, arruma um namoro de reputação duvidosa e sua vida pessoal vira um desastre.
Observação da Pequena: Esse é um livro que está na minha listinha há séculos! Adoro a escrita da autora e acho que esse não vai me decepcionar. Assim espero. ♥

***

Muito cara de pau essa Pequena, né? ;-) Mas é tudo uma brincadeirinha, com um fundinho de verdade hahaha.

Aliás, foi bem difícil selecionar apenas 5 livros. Quando eu me toquei, queria todos e mais um pouco! Muitos ficaram de fora e outros eu vi que dava para ler pelo Kindle Unlimited. Ainda bem!

É isso, pessoal. Me contem se já leram algum ou se acrescentaram na listinha de desejo de vocês também! ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Wishlist de Niver – 33 primaveras!
Fan Page ♥ Instagram   


8
05.06.2020
* TAG Literária: Eu nunca! ♥

Ei, Gente! :) Essa semana assisti uns dois vídeos no Youtube com aquela brincadeira “Eu nunca” e aqui em casa, rolou um no Tik Tok na versão Pet. Daí, eu pesquisei e vi que tinha a literária também. Então, resolvi responder essa TAG no post do dia. Vamos lá? ♥

1. “Eu nunca li isso” (Um livro que você não leu, mas que aparentemente todo mundo já):
R: Os livros “Cinquenta tons de cinza“. Não tenho nada contra, mas é que o gênero literário não faz muito o meu estilo de livros.

2. “Eu nunca li algo tão maravilhoso” (O seu livro favorito):
R: Tenho alguns na minha listinha, mas um que eu li tem um tempinho e que é um amor de livro (e nunca vi resenha dele) é “Não se esqueça de Paris“.

3. “Eu nunca imaginei que conseguiria terminar isso” (Um livro ou uma série que você não curtiu, mas foi até o fim):
R:Antes de partir”… Foi um pouco decepcionante para mim! :(

4. “Eu nunca vou terminar isso” (Um livro ou uma série que você abandonou):
R: Tentei começar uma vez “Melancia“, mas desisti no meio do caminho. Porém, tenho vontade de começar novamente e ir até o fim!

5. “Eu nunca vou me arrepender de ter lido isso” (Um livro que você leu por recomendação de alguém e acabou gostando):
R: Estou tentando dar respostas de livros que não apareceram em outras TAGs que respondi, mas o único que vem na minha cabeça é a série “A Seleção“.

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

6. “Eu nunca faria isso” (Um personagem que tomou alguma decisão ou fez coisas que você não concorda/faria):
R: É difícil julgar, mas acho que não faria muita coisa que a Faye (do livro “A Gaiola de Ouro“) fez.

7. “Eu nunca quero ter que admitir que li isso” (Um livro que você tem vergonha de ter lido ou de ler em locais públicos):
R: Eu sou uma eterna adolescente de 15 anos assumida. Mas alguns eu fico no meu pensamento “tomara que ninguém veja a capa”. Tenho 33 anos e quanto estou lendo aquela bem teen, bate uma leve timidez. Por exemplo, agora estou lendo “Como quase namorei Robert Pattinson” hahaha!

8. “Eu nunca li algo tão fofo” (Um livro que tocou seu coração):
R: São tantos, mas vou falar de um que li resenha hoje e tem um tempinho que não o menciono aqui no blog…. “Teto para dois”! Vale cada página.

9. “Eu nunca ri tanto” (Um livro que te fez rir alto):
R: Como não pode faltar livro da diva Sophie Kinsella, tem um que rendeu boas gargalhadas também…. “Fiquei com o seu número“!

10. “Eu nunca teria sobrevivido minha infância sem ter lido esse livro” (Um livro favorito da sua infância):
R: Eu não lembro o nome do livro, mas sei que quando eu era criança, eu amava uma história que tinha um cachorrinho, uma minhoca. Já tentei caçar nas livrarias, Google, mas não acho o dito cujo. E mamys não lembra. Aí, às vezes, rola aquele pensamento se não foi fruto da minha imaginação hahaha!

Crédito das Imagens: Amazon
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

É isso, pessoal. A maioria dos livros (que eu li) tem resenha no blog. Só buscar na caixinha de pesquisa, ok? :) Ah! Quem quiser responder, fique à vontade. E eu vi essa TAG no blog Livro Lab.

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: PJ Leu – Não se esqueça de Paris
Fan Page ♥ Instagram    


15
04.06.2020
* PJ News – Junho: novidadinhas do amor! ♥
Em: PJ News

Ei, Gente! :) Mais um post com algumas novidades. Aliás, junho é o meu mês favorito. Tem niver da pequena que vos bloga, Dia dos Namorados e uma dose de frio. Enfim, separei alguns lançamentos e espero que gostem. Vamos lá? ♥

Para começar: o novo livro que faz parte da série “Romances de hoje“, da Editora Arqueiro. Dessa vez, Jenny Colgan conta a história da “(A) Adorável loja de chocolates de Paris“.

Mini sinopse: Anna Trent é supervisora numa fábrica de chocolate, mas não significa que ela saiba fazer o doce. Só que um acidente faz com que ela vá trabalhar numa tradicional loja em Paris. Mesmo com a sensação de que é uma fraude, a protagonista vai contar com a ajuda de novos amigos, incluindo Sami e Frédéric.” Louca para ler, gente. Acho que esse vou comprar físico, porque amo essa série, Paris e chocolate. Quem quiser saber mais, só correr aqui.

Outro lançamento é do Telecine Play, que a partir do dia 8 de junho vai disponibilizar o filme lindo “Extraordinário“. Sério, vale cada cena! Aliás, já rolou resenha aqui no PJ. ;-)

Crédito das Imagens: Amazon e Adoro Cinema
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Já rolou um post com algumas sugestões de presentes para o Dia dos Namorados, mas vi ontem uma dica que teve de entrar nesse post: Chama de amor, da Banca do Bem. É um box com ideias para aquecer o coração e esquentar a relação. E como todos os produtos da loja, o kit vira uma máscara de proteção para dentistas do Projeto Apolônias, que auxilia mulheres vítimas de violência doméstica. ♥

Também selecionei as canecas da Capitonê, que conheci através da Jess, da Bee Mine. Essa “Exausta” é perfeita hahaha! Fica a dica para quem quiser me presentear no meu niver hahaha (brincadeirinha, com fundo de verdade). Por fim, mas não menos importante, para acompanhar o friozinho, a Ophelia criou lindos moletons!! Quero um de cada e vocês? Também estou aceitando de aniversário. ;p

Crédito das Imagens: Banca do Bem, Capitonê, Loja Ophelia
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

É isso, pessoal. :) Dessa vez, eu senti dificuldade de fazer essa seleção, mas acho que saiu um post legal. E me contem: qual lançamento vocês amaram e não vão perder por nada ou vai entrar na wishlist? No mais, podem opinar à vontade!

Ah! E aqui vai um recadinho: amo essas coisinhas, porém, espero que esse mês o amor se multiplique também. Que a gente consiga ser mais solidário e ter empatia, de verdade! No fim, é o que vale. ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Mais um moletom, por favor!
Fan Page ♥ Instagram     


10

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020