31.12.2018
* Retrô Literária 2018! ♥

Ei, Gente! :) 2018 está chegando ao fim. Se foi um ano bom? Não tenho do que reclamar.  Afinal, um ano não precisa ser perfeito, sem defeito algum, para ser incrível. É normal que as coisas não aconteçam conforme o planejado. Mas o seu olhar que faz a diferença. Então, passei por muitos sentimentos, transformações e momentos dignos de um lindo e sábio livro. Aliás, li bastante! Não tanto o quanto gostaria, mas, a qualidade conta mais que a quantidade, né? E falando nisso, trouxe a nossa tradicional retrospectiva literária. Ao todo, foram 21 livros e um faltando pouco para terminar. Vamos lá?

Retrô literária - PJ - 2018Retrô Literária 2018
Crédito da imagem: Dessa More 

1. A casa do lago
2. Girl Boss
3. Sonhos em flor
4. Um beijo à meia-noite
5. Um dia ainda vamos rir de tudo isso
6. Coragem
7. Mais lindo que a lua
8. Estúpida, eu?
9. Os quase completos 
10. A sutil arte de ligar o foda-se
11. Procurando Gobi
12. Me poupe
13. A luz que perdemos 
14. Mas tem que ser mesmo para sempre?
15. Poesia que transforma
16. Em outra vida, talvez?
17. As melhores coisas da vida
18. Juntos para sempre
19. Uma história entre nós 
20. Um dia em dezembro
21. Vox
22. 9 minutos com Blanda (terminando)

Gostei de embarcar em cada história. Claro, que têm alguns que marcam mais, mas todos, sem exceção, nos ensinam de alguma forma. Por esse motivo também, amo tanto ler. ♥ E mesmo que todos mereçam uma estrelinha, tiveram cinco que entraram para a minha listinha de leituras favoritas da vida. Seguem os vencedores! ;-)

Retrô Literária - PJ - Favoritos - 2018
Crédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

Queria acrescentar mais, porém, esses cinco ganharam o meu coração de uma forma que nem sei expressar. Nem sempre a leitura fluiu do jeito que imaginei, porém, me fizeram abraçar o livro ao final do último capítulo e tirei lições que vão me acompanhar para sempre. Obrigada a cada autor Lembrando que tem resenha desses e de cada história que embarquei, ok? Só clicar no nome de cada livro na listinha. ;-)

E é isso, gente! Obrigada a todos que fizeram do meu ano digno de um livro que eu amo! Principalmente: mamy, irmãs, namorado, família e amigos. A cada leitor do PJ, os tímidos e aqueles que comentam em todos os posts! Obrigada aos parceiros por confiarem no meu trabalho! Que 2019 seja um ano leve e feliz, mesmo com os contratempos. E que a gente tenha muita história para embarcar. No que depender do blog, isso não vai faltar! Até ano que vem! 

Com carinho,
Carol.

Para ler: Retrô Literária 2017!

Fan Page ♥  Instagram 


0
28.12.2018
* PJ Leu: Vox! ♥

Ei, Gente! Vamos para a última resenha do ano? :) Com vocês: Vox, da autora Christina Dalcher. O livro, publicado pela Editora Arqueiro (parceira do blog), é uma história onde as mulheres só têm direito a 100 palavras por dia. Sem muito spoiler, segue o que eu achei dessa leitura tensa, mas bem necessária. 

PJ Leu - VoxLivro: Vox| Editora: Arqueiro | Autora: Christina Dalcher 
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: três livros!

Sinopse: O governo americano decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia. A Dra. Jean McClellan está em negação. Ela não acredita que isso esteja acontecendo! Mas esse é apenas o começo… Em pouco tempo, as mulheres também são impedidas de trabalhar e os professores não ensinam mais as meninas a ler e escrever. Antes, cada pessoa falava, em média, 16 mil palavras por dia, mas agora tudo mudou e em poucas palavras o público feminino pode se expressar. Mas não é o fim! Lutando por si mesma, sua filha e todas as outras mulheres que foram silenciadas, Jean vai reivindicar sua voz!

Minha opinião: Assim que contaram no encontro dos blogueiros lá na Bienal desse ano sobre essa história, fiquei mega curiosa para embarcar. Afinal, imagina isso? 100 palavras por dia! Não poder trabalhar, estudar, escrever, expressar o que você deseja. Porque não é apenas a nossa voz que é calada, é tudo, sabem? Foi uma leitura bem tensa e intensa. Bateu um medo! Não sei se chega a acontecer igualzinho, mas mesmo assim bate um alerta bem grande, ainda mais como anda a nossa política. Mas espero do fundo do coração, que nem de longe isso aconteça. Nem nada parecido!

No mais, confesso que o começo me prendeu mais. Como o decorrer da leitura foi para um lado mais ficção científica (pelo menos entendi assim hehehe), fiquei meio perdida em várias partes. Gostei de diversas atitudes da Jean e como ela não se exime de culpa, sabem? Aliás, me identifiquei em alguns momentos. Mas acho que tudo é o amadurecimento, vivenciar tal coisa. Aliás, nessa história ninguém sai ganhando. Todo mundo perde. Inclusive os homens e fiquei feliz que muitos personagens masculinos lutaram pela voz das mulheres! Palma para eles. Tirando a Jean, sua filha, eles foram os meus preferidos. E não odiei o Patrick, nem Steven.

Essa história desperta um pouco de raiva e faz com que a gente não queira se calar. Mas nada de disseminar o ódio por aí! Lutar pelo nosso, mas sem desrespeitar ninguém. Enfim, não foi o meu livro favorito do ano, até porque amo um romance (que aliás têm, na medida certa), chick-lit e afins, mas sem dúvida é um livro mega necessário. Ainda mais com as últimas notícias e tal. É uma leitura bem oportuna. Por isso, indico! ;-)

Quem já leu, conta o que achou. Mas sem spoiler, ok?

Beijos, Carol.

Para ler: PJ Leu – Coragem!

Fan Page ♥ Instagram  


0
26.12.2018
* PJ Leu: Um dia em dezembro! ♥

Ei, Gente! :) Era para essa resenha ter entrado ontem, mas com a correria não consegui postar. Mas como ainda estamos em dezembro e em clima de “boas festas“, segue o “PJ Leu” da semana: Um dia em dezembro, da autora Josie Silver. Ideal para quem ama romance e acredita no destino! Vamos lá? Boa leitura. 

Pj Leu - Um dia em dezembroLivro: Um dia em dezembro| Editora: Bertrand Brasil | Autora: Josie Silver 
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: quatro livros!

Sinopse: É quase véspera de Natal e Laurie não vê a hora de aproveitar o feriado para dar um tempo de sua rotina sem graça. Nada parece estar dando certo, já que não encontrou nem o emprego e o namorado dos sonhos. Perdida em seus devaneios, ela pega um ônibus de dois andares, em Londres, que parece demorar séculos para chegar em casa, que a propósito divide com a sua melhor amiga, a Sarah. Até que em uma parada vê um homem lindo, lendo um livro, e tem certeza de que é o homem da sua vida. Seus olhares se encontram, mas o ônibus resolve seguir viagem… Ela está decidida achá-lo de qualquer maneira, mas depois de tanto procurar com a ajuda de Sarah, acha melhor deixar para lá. Não era para ser… Até que um dia, sua amiga apresenta o novo namorado, que adivinhem: é o cara do ônibus, o Jack! O que vai acontecer com essa situação que o destino resolveu pregar? Só lendo mesmo! ;-)

Minha opinião: Sabe aquela história que você torce para nunca ter de enfrentar na vida? Nem na pele da Laurie. Nem da Sarah e nem mesmo na do Jack! Imaginem a situação? Não gosto nem de pensar na possibilidade. É o tipo de coisa que o destino prega e a culpa é simplesmente de ninguém. Mas a forma como reagirmos é que faz a diferença. Algumas partes eu fiquei meio assim com os personagens, mas a gente não tem como julgar, né? E mesmo não concordando com algumas coisinhas, gostei de como a situação se desenvolveu. Tiveram erros, acertos, brigas e pazes. Tudo na medida certa, com muito bom senso e cuidado. Fiquei tensa com a premissa, mas essa história me deu uma sensação, no final, de que nada acontece por acaso e que tudo tem jeito, mas que o tempo é fundamental. Obrigada Josie, por escrever um livro tenso, mas de forma leve. A capa é linda e o mês de dezembro ganhou ainda mais o meu coração! Quanto ao destino: ele é bem sapequinha, mas depois de embarcar em “Um dia de dezembro”, é quase impossível não acreditar nem que seja um pouquinho nele. Enfim, recomendo a leitura, gente! 

No mais, podem opinar à vontade! :) E, feliz Natal atrasado!

Beijos, Carol.

Para ler: Uma história entre nós

Fan Page ♥ Instagram 


0
22.12.2018
* Wishlist Natalina Literária do ano! ♥

Ei, Gente! :) Essa semana minha irmã me ligou perguntando: cadê a sua listinha literária desse ano? Daí, eu percebi: oba, essa wishlist funciona mesmo hahaha. Então, a pedidos, segue a clássica lista de livros que desejo ganhar de Natal Claro, que a quantidade é bem maior, mas daí o post ia ficar giga, né? Então, aos interessados, bom post hahaha. E espero que ajude de alguma forma a ter noção do que deseja ler nos próximos meses e, claro, ao mercado literário que precisa do nosso help. Então, se cada um comprar um livro para presentear alguém, com certeza será de grande ajuda! ;-)

Wishlist Literária Natalina - PJ - 2018Crédito das imagens: Saraiva e Intrínseca
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Mais que amigos (Lauren Layne – Editora Paralela) 
Sinopse: Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Observação da Pequena: A capa me ganhou, mas já li tanta coisa maravilhosa sobre esse livro, que entrou para a minha listinha. E uma comédia romântica a gente nunca dispensa, né?

2. Adulta sim, madura nem sempre (Camila Fremder – Editora Paralela) 
Sinopse: A vida adulta chega de uma hora para outra e nem sempre estamos preparados para ela. E tudo bem. Um dia você é a jovem moderna que ouve música alta e incomoda a vizinha. Num piscar de olhos é você quem está interfonando para o porteiro e reclamando, aos berros, do som da garota que mora no andar de cima. O que aconteceu? Simples: a vida adulta chegou. Quer dizer, não tem nada de simples. A vida adulta costuma chegar de uma hora para outra, sem avisar, sem um curso preparatório, sem nada. Ou pelo menos é assim que a gente se sente. E a consequência disso é muito estranhamento, reflexões e boas risadas. Saem de cena as noites agitadas e os dias sem grandes preocupações, sendo substituídos por fraldas (no caso de quem tem filho), boletos e muita paranoia com a aparência. Com observações perspicazes e bom humor, Camila nos ajuda a entender e aceitar melhor essa transição.
Observação da Pequena: Segunda vez que esse livro aparece por aqui, hein? Dica valiosa de presente hahaha. Brincadeirinha, mas não tem cara de ser mara esse livro?

3. Dando um tempo (Marian Keys – Editora Bertrand Brasil)
Sinopse: 
Conta a história de Amy, que é casada com Hugh. Aparentemente, os dois vivem o que se pode se chamar de “casamento perfeito”. Até que a morte do pai e de um grande amigo desencadeia em Hugh uma intensa crise e isso faz com que ele decida dar um tempo de tudo. Incapaz de fazê-lo mudar de ideia, Amy sabe que muita coisa pode mudar.
Observação da Pequena: Me ganhou pela capa também, mas a história tem cara de ser bem leve e cheia de reviravoltas que a gente ama.

4. Dez argumentos para você deletar agora suas redes sociais (Jaron Lanier – Editora Intrínseca)
Sinopse:
 Hoje as redes sociais são praticamente um segundo documento de identidade e não participar de determinada plataforma muitas vezes é sinônimo de total isolamento. Mas você já pensou como seria se deletasse os seus perfis na rede e levasse uma vida diferente? Jaron Lanier não tem conta em nenhuma rede social e deixa bem claro por quê, diz que evita as redes sociais pela mesma razão que fica longe das drogas. Então, através de dez argumentos poderosos e convincentes, fala o motivo de largar Instagram, Facebook e por aí vai. Segundo o autor, é uma forma de ter redes sociais dignas e aproveitar de verdade o potencial da internet.
Observação da Pequena: Amo Instagram e tal, mas achei a ideia do livro bem interessante. Assim que eu embarcar nesses argumentos, conto para vocês!

5. Aprendizados (Gisele Bündchen – Editora Best Seller)
Sinopse: 
A caminhada de Gisele Bündchen começou no Rio Grande do Sul, numa casa com cinco irmãs, jogando vôlei e resgatando cães e gatos de rua. Nessa época, a carreira dos sonhos de Gisele estava bem longe das passarelas e mais próxima das quadras de vôlei. Mas, aos 14 anos, numa viagem a São Paulo, o destino interveio e colocou um olheiro em seu caminho. Gisele se tornou um ícone, deixando uma marca permanente na indústria da moda. Porém, até hoje, poucas pessoas tiveram a oportunidade de conhecer a verdadeira Gisele, uma mulher cuja vida privada é o oposto de sua imagem pública. Em Aprendizados, ela revela pela primeira vez quem realmente é e quais ensinamentos, em seus 38 anos, a ajudaram a viver uma vida com mais significado.
Observação da Pequena: Já apareceu por aqui também e uma amiga falou tão bem desse livro, que é impossível não querer embarcar nos aprendizados da Gi, né?

6. Como se relacionar bem usando a comunicação não violenta (Thomas D’ansembourg – Editora Sextante)
Sinopse:
Um livro que oferece exemplos reais e ferramentas práticas para se expressar de maneira positiva, respeitando os próprios desejos e evitando a armadilha da agressividade ou da generosidade excessiva. Uma abordagem bem útil na resolução de conflitos entre casais, familiares, amigos e colegas de trabalho, já que encoraja o autoconhecimento e a criação de relacionamentos mais verdadeiros, íntimos e equilibrados. Adotar a “Comunicação Não Violenta” é uma ótima oportunidade para aprender a se expressar com clareza sem se anular para corresponder às expectativas, entre outros benefícios.
Observação da Pequena: Um livro bem útil para esse ano, onde a gente viu que a violência verbal rola solta real quando a gente não tem a mesma opinião. :)

48380723_2212909708761469_7724926864325607424_nCrédito da Imagem: vi que a Arqueiro compartilhou e a arte é da Samanta Flôor 

É isso, pessoal. :) Mais uma vez, espero que ajude de alguma forma e lembrem-se de dar livros nesse Natal, ok?
E quem já leu alguma dessas histórias, me conta!

Beijos, Carol. 

Para ler: Livros de Natal

Fan Page ♥ Instagram   

 


1
20.12.2018
* PJ Assistiu: Minha vida em marte! ♥

Ei, Gente! :) Que tal um filme brasileiro para esse fim de ano, hein? Assisti semana passada (pré-estreia): Minha vida em marte, com Mônica Martelli e Paulo Gustavo. Aquela história que lava a alma de tanto rir. Junta os migos, a família ou vá na sua própria companhia e boa sessão

1342547.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Para começar, vou contar um pouquinho do que se trata o filme. Fernanda está casada com Tom e os dois tem uma linda filha, a Joana, de cinco anos. Mas eles estão em uma fase de desgaste, que pode acontecer por conta do convívio de muitos anos e tal. Para superar essa crise, nossa protagonista conta com a ajuda do seu sócio e melhor amigo, o Aníbal. Com um parceiro desses é impossível não superar esse momento, que a propósito fica entre salvar o casamento ou dar um basta.

O que eu achei? Adorei a continuação de “Os homens são de marte e é para lá que eu vou“. Apesar de amar mais o primeiro filme, ri muito no cine e sai da sala com a alma lavada mesmo. Então, se você está querendo uma história leve, engraçada e que faça você horar de tanto gargalhar, é uma ótima pedida! É impossível não se identificar em alguma cena. Quando eles vão para New York e ficam fazendo a conta das compras, me identifiquei e muito. Parece que escreveram aquela cena para mim hahaha.

3548321.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

No mais, têm momentos hilários como a parte do velório, do porquinho e a do “sorry”. Têm horas que dá um aperto no coração! E outras que você nota que nada acontece por acaso. Por mais clichê que pareça, tudo tem um motivo. Viva a fossa, pode viajar, mas saia dela com a ajuda de amigos, como Aníbal. Aliás, que amigo maravilhoso. Se os meus amigos tivessem feito a apresentação no power point de motivos para não sofrer com boys que não foram legais, minha vida teria sido mais fácil. Mas se Deus quiser, não vou precisar mais \o/ hahaha!

A gente também descobre que não tem fórmula mágica para um casamento dá certo. É fazer a sua parte, conversar e torcer que seja para sempre. Mas caso não seja, não vale se arrepender. Mais uma vez: tudo tem um motivo e a vida vai além, por isso também existem os amigos e a família! Que apesar do amor ser diferente, é tão importante quanto. Confesso que o comecinho e o final me prenderam mais. No meio, em algumas partes, parece que o filme perdeu um pouco o ritmo, sabe? Então, meio que dava um cansaço, mas com as sacadas, que não são apelativas (pontinho extra), tudo voltou ao normal. Adorei e recomendo. E os atores principais: que dupla! Queremos mais filmes: sim ou com certeza? ;-)

3085649.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxCrédito das imagens: Adoro Cinema

Quanto à estreia, eu vi que era no dia 27, mas em alguns lugares dizem dia 20 e outros dia 25 de dezembro. Só confirmar na cidade de vocês e me contem depois, ok?

Beijo, Carol. 

Para ler: De repente uma família

 Fan Page ♥  Instagram


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019