25.02.2019
* And the Oscar goes to… ♥

oscar 2019

Ei, Gente! Ontem rolou a 91ª edição do Oscar Não sei se curti muita a ideia de não ter um apresentador fixo dessa vez, mas a noite foi repleta de prêmios merecidos (na minha humilde opinião), discursos que vão ficar para a história e apresentações maravilhosas! Daí, trouxe alguns dos meus momentos favoritos dessa principal premiação do cinema. Vamos lá? Bom post! ;-)

Para começar, o start da noite ficou por conta da apresentação do Queen, que mandou muito bem. Até assistir ao filme sobre o Freddie Mercury, não sabia que gostava das músicas hahaha. Aliás, curti a história e, apesar de não ser o meu favorito, achei merecida a vitória do Rami Malek para melhor ator. E falando em show… Como não amar Lady Gaga e Bradley Cooper cantando Shallow? Claro que a gente gostaria de que a ficção se transformasse em realidade, mas não dá para esquecer que ele é casado e que a mulher dele merece respeito, né? Eu acredito que só exista amizade entre os dois mesmo, mas se ele não tivesse casado e tal eu mega apoiaria o casal! 

adam-lambert-e-brian-mayCrédito da Imagem: Site G1 

lady-gaga-e-bradley-cooper-cantam-shallow-no-oscar-1551064321756_v2_900x506
Crédito da Imagem: Entretenimento UOL

Falando na Gaga, o que foi o discurso dela na hora de ganhar o prêmio de canção original, gente? Perfeito para anotar no caderninho e tentar ao máximo praticar no dia a dia!  E já que o assunto é esse, achei o discurso da Olivia Colman bem espontâneo e fofo ao ganhar a estatueta de melhor atriz. Não era a minha favorita (hahaha), mas as suas palavras ganharam o meu carinho, mesmo que eu não tenha gostado do filme “A Favorita”.

52755209_1664673103678974_1875842510014644224_nCrédito da Imagem: Jana Magalhães

53419753_978994258972889_6805515017841016832_n
Crédito da Imagem: Just Jared

E o prêmio mais importante da noite: melhor filme, ficou por conta da apresentação da maravilhosa Julia Roberts. Eu amei o vestido pink Elie Saab! Caiu mega bem nela, não acham? Falando em look, o meu favorito do red carpet foi o da Emilia Clarke. Achei bem fofo esse longo Balmain, com brilho na medida certa. Não sei se a cor foi a escolha mais certa para os experts em moda, porém, gostei do resultado. Acho que coube direitinho, já que ela não estava lá para receber um possível prêmio e tal. Também gostei de outros modelitos, mas esses dois mereceram destaque aqui no blog. ;-)

52642983_1298211543665916_6229967019102437376_n

52783854_397742107685574_1522620800409010176_nCrédito das Imagens: Just Jared

Por fim, mas não menos importante: Green Book ganhando o melhor filme! Sei que tem gente que não curtiu nada essa vitória e, até entendo alguns motivos que sei mais por alto. Entretanto, eu amei a história e a sensação que ela me trouxe. Me mostrou que precisamos ainda mudar a realidade sobre racismo e desigualdade, mas de uma forma leve. Fiquei bem feliz e torci demais

52940699_249828359270579_3158158945319649280_nCrédito da Imagem: Just Jared

É isso, gente! Esse foi o meu “And the Oscar goes to…” hahaha. E o de vocês? Podem opinar à vontade! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Playlist – And the Oscar goes to…

Fan Page ♥  Instagram 


2
22.02.2019
* PJ Leu: Lendo de cabeça para baixo! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é Lendo de cabeça para baixo, da autora Jo Platt. O chick lit, publicado pela editora Fábrica 231, consegue distrair o leitor com uma história leve e divertida, fazendo com que os problemas do mundo real fiquem de lado um pouco. Enfim, vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - Lendo de cabeça para baixo - 1Livro: Lendo de cabeça para baixo | Editora: Fábrica 231 (Selo da Editora Rocco) | Autora: Jo Platt
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: quatro livros!

Sinopse: Rosalind Shaw tem 30 anos e foi abandonada no altar sem nenhuma explicação. Ela mergulha em uma forte depressão que a impele a praticamente não sair de casa, largar o emprego e passar quase todos os dias em frente à TV. Preocupados, sua família e seus amigos se revezam para cuidar dela. Passados alguns meses, sem sequer manter regulares os seus banhos, Ros, por sugestão do amigo Tom, resolve deixar o centro da cidade e começar uma vida nova na pequena St. Albans, onde se torna coproprietária de uma loja de livros usados e antigos. Nesse cenário, trabalhando na companhia de três novos amigos (Andrew, Georgina e Joan), ela tenta voltar a ser a pessoa que sempre foi: feliz, confiante e divertida. Porém, quando tudo parece estar se encaixando, chega o seu novo vizinho Daniel com a seguinte notícia de que matou sem querer o seu porquinho da índia!

Minha opinião: Confesso, que comprei essa história mais pelo título, porém, o conteúdo que a gente encontra nos capítulos são tão deliciosos de embarcar, que valeu a pena julgar o livro pela capa. Rosalind (Ros) é a típica protagonista de chick lit, mega carismática, divertida, gente como a gente e tem uma mente fértil, que meu Deus (mega me identifiquei hahaha). Por mais clichê que seja, esses são ingredientes essenciais junto a uma boa temática, que conquistam o leitor logo de cara.

Não há enrolação e os diálogos deixam a gente querendo saber mais e mais. Aliás, no começo é meio rebuscado, mas depois me acostumei e amei. E deu muita vontade de ler tudo de uma vez só, mas o sono impedia e aí bateu também aquele medo clássico “como vou viver sem história depois?” hahaha. Fiquei muito na dúvida entre dois personagens que poderiam fazer par romântico com a Rosalind. A autora soube prender por esse ponto também e eu adorei como a gente aprende que sim, existe amizade entre homens e mulheres, de verdade. Ah! E os três funcionários da loja são incríveis e dão um toque a mais nessa história, que é leve e para lá de divertida. Daniel é o meu mais novo crush literário e Andrew não fica atrás. E o que falar da família da nossa protagonista? Maravilhosos também! Celia e a mãe são as melhores! Palmas para a George (Georgina) e Joan.

Fiquei muito feliz como todos os que mais aparecem no livro cresceram e aprenderam. Realmente, nada acontece por acaso e tudo acaba se encaixando. Ah! E quem a gente menos espera, surpreende de uma forma bem positiva. Aliás, adorei o casal Tom e Amy! E como nem tudo são flores, apesar de ter amado muito essa leitura, confesso que o fim veio com uma pequena dose de decepção. Curti tudo, porém, queria mais detalhes de alguns casais secundários, sabem? Mas fica a dica para a escritora: que tal uma história só para um casal mega fofo, que não posso citar nomes, para não dar spoiler.

Enfim, pessoal. É isso. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Mega indico! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Adulta sim, madura nem sempre!

Fan Page ♥ Instagram  


4
21.02.2019
* Decor: prateleiras + livros! ♥

Blog Pequena Jornalista - Decor

Prateleiras e livros: dupla ideal para quem ainda não conseguiu montar uma biblioteca digna de A Bela e a Fera. Eu tenho algumas espalhadas no meu quarto, mas sabe aquela vontade de mudar a carinha delas ou apenas arrumar as histórias de um outro jeito? Estou com esse desejo, gente! Daí, fui procurar algumas inspirações no Pinterest e me apaixonei por essas cinco imagens. Não sei se vai rolar uma mudança que demanda muito dinheiro, mas acho que vai me ajudar na criatividade e dar um novo ar para o digníssimo quarto de leitora. Vamos lá? Bom post para vocês! ;-)

PJ - Prateleiras - 2Crédito das imagens: Pinterest 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista 

Tem de ter livros, óbvio. Mas misturar objetos de decoração com histórias literárias deixam o ambiente mais bonito, né? Não precisa de inúmeros itens, mas um ou outro e que tenham a ver com as obras que estão lá, dão um outro toque. Por exemplo, o livro é de viagem? Vale colocar aquele souvenir de destino “x” junto. Essa segunda inspiração confesso que achei meio bagunçadinha, mas gostei da ideia de ter futuramente prateleiras mais longas, sabem? Daí evita amontoar um monte de livros até o teto hahaha. Também adorei misturar com plantas, flores e tal. Aliás, reparei que a maioria das imagens tinha um vaso com flor e afins. 

PJ - Prateleiras - 1Crédito das Imagens: Pinterest
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

A primeira é a minha preferida. Adorei a organização e as prateleiras em si. Vou super me inspirar, gente! E quando rolar, vou buscar uma bem parecida. A ideia de colocar um quadrinho também me agrada muito. A segunda achei bem fofa. Não sei se o abajur (a luminária, sei lá hahaha) tem muita utilidade lá em cima, mas talvez a intenção seja apenas decorar mesmo. E nessa imagem, meio que deu ideia de colocar aqueles livros que “sobraram” com itens de decor, sabem? Por fim, mas não menos importante, amei muito essas três estantes com esse “suporte” para o livro não cair da ponta da prateleira. As minhas, por exemplo, eu sempre tenho que comprar mais de um suporte ou fazer com que ele não caia de algum jeito. Meio que tem um “vácuo”. Essa inspiração é a minha segunda favorita! Simples, linda e útil!

***

É isso, gente! Não sei se essa semana consigo pôr em prática as ideias, mas até semana que vem, sim. Daí, vou compartilhar tudo no Instagram (@pequenajornalista). E se alguém tiver outras sugestões e tal, fiquem à vontade! E me contem também como é a estante de vocês e tal. ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Decor – Home Office

Fan Page ♥ Instagram 


3
20.02.2019
* Top 5: Sophie Kinsella – Parte 2! ♥

Ei, Gente! :) Há um tempinho, fiz um post sobre cinco livros favoritos da Sophie Kinsella (clique aqui para ler). Desde então, ela lançou outras aventuras literárias! Se você ainda não conhece essa escritora, separei para o post do dia mais cinco histórias escritas por ela. Não necessariamente são as minhas preferidas, mas tudo que é escrito pela Sophie, vale a pena embarcar. Vamos lá? Boa leitura para vocês!

Top 5 - Sophie Kinsella - Parte 2 - PJCrédito da imagem: Pequena Jornalista

1. À procura de Audrey 
Sinopse: Audrey é uma adolescente de 14 anos, que tem uma vida comum. Até que um dia, começa a sofrer bullying no colégio. O que parecia ser só uma implicância “inocente”, acaba mudando radicalmente a rotina da nossa protagonista. Resultado? Ela não consegue mais voltar ao colégio, sente pânico quando tem que encarar alguém desconhecido e se esconde atrás de um óculos escuros, faça chuva ou faça sol. Seu diagnóstico: transtorno de ansiedade social e generalizada, além de episódios depressivos. Mas aos poucos, Audrey começa a se recuperar com a ajuda da Dra. Sarah, que passa desafios como gravar um documentários e ir até o Starbucks. Ela também conta com uma ajudinha extra do amigo do seu irmão: o Linus. O que era uma conversa fora dos “padrões” vira uma relação incrível, que afeta todos da história. ♥
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, viu? Mas ele tem um significado especial, pois tem dedicatória da Sophie. E fala de um assunto bem importante: bullying, mas de uma forma leve. Quem quiser saber mais, clica aqui para ler a resenha.

2. Becky Bloom ao resgate 
Sinopse: Becky Bloom está em uma missão de resgate. Hollywood se mostrou cheia de surpresas, encrencas e confusões. Mas agora ela, a família e seus melhores amigos estão a caminho de Las Vegas dentro de um trailer. Nossa protagonista fará tudo que estiver ao seu alcance para descobrir o que há por trás do sumiço do seu pai e do marido de Suze. Afinal, por que ele precisa tanto ajudar o seu velho amigo Brent, que por sinal ninguém sabe por onde anda? Becky sabe que sua tarefa não é nada fácil, mas está disposta a fazer o que for preciso para desvendar todo esse mistério, inclusive colocar em prática o plano mais audacioso de todos os tempos. Mas será que a estratégia mirabolante irá servir para salvar sua família e seus amigos? As brigas são constantes e os obstáculos são muitos,  mas a gente sabe: ela não desiste tão fácil. ;-)
Observação da Pequena: Eu acho que é o último da série da Becky e deu um apertinho no coração. A história é um pouco previsível, mas é tão divertida quanto os outros livros. Quem quiser saber mais, mas sem spoiler, só clicar aqui.

3. O segredo de Emma Corrigan 
Sinopse: Emma Corrigan tem alguns segredinhos… Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.
Observação da Pequena: Eu li tem um tempinho e ri tanto com esse livro. Essa leitura é especial por dois motivos: primeiro porque vai ter filme e segundo porque no bate-papo com leitores na Bienal do Rio  (2015), a autora contou um pouco como foi a inspiração para criar essa história. Ela disse que estava em um metrô e ele parou, aí teve a brilhante ideia da personagem Emma. Foi algo assim!

4. Minha vida não tão perfeita
Sinopse: Cat Brenner tem uma vida perfeita! Ela mora em um flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil mara no Instagram. Mas ela não conta a real que está por trás disso tudo. Por exemplo? Ela até mora em um flat, mas em um quartinho minúsculo com pessoas bem peculiares. Seu trabalho na agência de publicidade é burocrático e nem tão legal. E o dia a dia que ela compartilha em ser perfil, não reflete exatamente a realidade. Ah! Outro detalhe: seu nome verdadeiro é Katie. Porém, um dia, seus sonhos se tornarão realidade, né? Bom… A vida dela vira de cabeça para baixo, quando a chefe Demeter, bem-sucedida, a demite. Daí, ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset, sua cidade natal. Enquanto busca um emprego, Cat (ou Katie) decide ajudar o pai e a madrasta no novo negócio deles: transformar uma fazenda em um glamping (camping de luxo). Só que é justamente nesse local, que a nossa protagonista tem a oportunidade de ficar cara a cara com a sua ex-chefe. Será que ela vai finalmente colocar a megera no seu devido lugar ou mudar de opinião? Afinal, ter uma vida (não tão) perfeita assim é ruim? *mistério* ;-)
Observação da Pequena: Acho que todos os personagens da Sophie me lembram um pouco a Becky, mas dá para ver a essência de cada um, como da Katie. Eu amo essa história e ela é bem atual. Para conferir a resenha, é só clicar aqui.

5. Mas tem que ser mesmo para sempre?
Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro. Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência. Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)
Observação da Pequena: Foi o último livro da Sophie que li e amei cada página. É uma história que todos os casais deveriam ler. Vai por mim! Para saber mais, tem resenha nesse post

***

É isso, gente. Já leu algum? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! Ah! Todos os livros são do Grupo Editorial Record, ok? Só o primeiro que é de outro selo: Galera Record.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Conhecendo Sophie Kinsella!

Fan Page ♥ Instagram 


2
19.02.2019
* Beleza PJ: últimos produtinhos que comprei! ♥

Ei, Gente! :) Há séculos não falo sobre beleza aqui no blog, né? Apesar de não ser um tema frequente, eu amo e adoro ler e assistir vídeos sobre. Então, quero realmente falar mais sobre o assunto no blog esse ano! Para começar, seguem quatro produtinhos que comprei recentemente e vou dar meus pitacos. Vamos lá? Bom post!

PJ - Beleza - Últimos - 1

Comprei esses dias o protetor labial, da Nivea, mega recomendado pela Camila Coutinho (Garotas Estúpidas), o Amora Shine. Não sei realmente se ele hidrata e tal, mas o seu diferencial é o brilhinho lindo que fica. Diferente dos outros, sabem? E a fragrância é bem boa. Antigamente, o meu favorito era o de morango, mas tudo indica, que esse vai ocupar o topo.  Obrigada pela dica, meninas do grupo “Blogando com Amor”. Aliás, encontrei esse no Rio, na Droga Raia, do Shopping Leblon. ;-)

Ainda nessa linha de boca e tal, quem me conhece sabe que não sou muito de usar batom. Mas a Niina Secrets lançou uma cor linda com a M.A.C ano passado, que eu tive que comprar. Não apenas por adorar o seu trabalho, mas porque realmente é uma tonalidade que eu adoro: nude lindo! Essa comprinha virou uma das favoritas da vida. Ah! Não sei se realmente fica bem em qualquer pessoa, já escutei algumas falando que não gostaram do resultado, porém, vai de gosto mesmo e eu amei.

PJ - Beleza - Últimos - 2

Nessa imagem, juro que dei o meu melhor para mostrar as cores desses dois produtinhos. Foi uma tentativa frustrada hahaha, mas acho que dá para ter uma ideia. O mais clarinho é o protetor labial e o mais forte é o batom da Niina. ;-)

51851958_394452667786403_4107174064345317376_nCrédito das Imagens: Pequena Jornalista

E o que falar sobre essa base Hello Happy, da Benefit? Confesso que comprei mais pela embalagem, afinal, como não amar? Mas gostei dela, viu gente? Para quem curte uma cobertura leve, fica a dica. Ela é bem ralinha, mas o efeito natural me agradou bastante. Não acho que cubra todas as imperfeições, porém, para o dia a dia está bem ok, na minha humilde opinião. Comprei lá fora e mesmo convertendo, foi mais barato. Aqui não é tanto, mas quem quiser, é só comprar na Sephora. A minha cor é a 1. ;-) Por fim, uma história triste sobre um corretivo, mas que tem um final feliz. Soube na loja da M.A.C, que não vão mais fabricar o meu queridinho Select Cover-Up NW25 (veja aqui). Fiquei bem arrasada e tive que correr atrás de outro. Daí, achei esse da Urban Decay: o Naked Skin, cor light warm. Não é o meu preferido da vida, mas aos poucos estou me acostumando. Ele cobre bem as olheiras, a durabilidade é boa e o produto está durando! Ainda não substituiu o da M.A.C, mas quem tiver sugestões, estou aceitando.

É isso, gente! :) Não sou nenhuma Lu (Chata de Galocha) e tal, mas espero ajudar em algo, nem que seja apenas para matar a curiosidade. E quem já usou algum desses produtos, pode opinar à vontade. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Últimos favoritos de beleza

Fan Page ♥ Instagram 


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019