28.04.2020
* 5 coisas que aprendi com o BBB 20! ♥

Ei, Gente! :) Hoje acordei com aquela nostalgia. Parece que foi ontem que começou a icônica edição do BBB 20 e, num passe de mágica, chegou ao fim. E eu sei que subestimamos esse tipo de programa, mas dessa vez, o reality acrescentou sim muito na vida do telespectador. Talvez, se não fosse o isolamento social, nada disso teria o menor sentido, mas independente do motivo: teve muito ensinamento e selecionei alguns para o post do dia. Então, vamos lá? ♥

Crédito da Imagem: Petit Abel

1. Por mais que a gente não queira, sempre estamos julgando. Seja algum participante do BBB, alguém na rua nessa quarentena ou a gente mesmo. Aliás, acho que sou a minha maior juíza. E isso rende muito assunto na terapia e quando eu tiver alguma conclusão, conto para vocês hahaha. ♥

2. Não dá para ser coerente o tempo todo. Uma hora, a gente acaba caindo em contradição. Mas sabem de uma coisa? Tá tudo bem, de verdade. Isso é mais comum do que imaginamos. É impossível ser certinho o tempo todo e ter essa noção faz parte do nosso amadurecimento.

3. Não teve um participante nessa edição que não fez alguma coisa errada. Teve uma hora que eu pensei: Meu Deus, não dá para torcer para ninguém se eu levar tudo ao pé da letra. Claro que há erros e erros, porém, não dá para exigir perfeição do próximo. Nem mesmo em um reality! ;-)

4. A gente se subestima muito. Aliás, a cada prova do líder, paredão e tananam, minha irmã me falava: você é muito parecida com a Manu. Tentei levar como um elogio, mas vi que é uma crítica construtiva. Assim como a Manu, eu preciso acreditar mais em mim, de verdade. Sem mimimi, juro!

5. Uma das frases mais marcantes dessa temporada e que quero praticar mais é: Eu esqueço as coisas ruins que me falaram, mas nunca esqueço as coisas boas! Ela foi dita pela Thelminha, que a propósito não era a minha favorita, mas depois conquistou um lugar na minha final perfeita. ♥

Crédito da Imagem: Petit Abel

É isso, Gente! Têm outros aprendizados e observações, mas acho que esses são os principais mesmo. :) Amei a final e pela primeira vez a gente não sabia ao certo quem iria ganhar e isso é tão legal, né? Vou morrer de saudade desse trio, totalmente imprevisível, mas admirável. Obrigada, Manu, Rafa e Thelminha (mega merecida a vitória). ♥

Ah! E não é que a vida imitou a arte? A gente aprendeu muito com eles sobre confinamento. Só espero que a final da vida aqui fora chegue o mais rápido possível e a gente não fique confinado nas nossas casas por muito tempo. No mais, parabéns a todos envolvidos (inclusive minha amiga Carol ♥). Foi incrível mesmo e muito importante.

E obrigada pela companhia Lulu (minha irmã) e namô. Agora me contem: assistiram BBB? Gostaram? Podem opinar à vontade! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Entrevista – Erika Lazary (BBB)
Fan Page ♥  Instagram


9
27.04.2020
* Kindle: qual é o meu veredito? ♥

Ei, Gente! :) Quem acompanha o blog, sabe que eu comprei um Kindle na última Bienal do Livro. Desde então, está nos meus planos fazer um post sobre o que eu achei. Agora chegou o momento! Para o post do dia, trouxe algumas observações e o meu veredito sobre o e-reader. Então, vamos lá? Boa leitura! ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

– Para começar, a minha maior motivação para comprar o e-reader foi a possibilidade de ler histórias que não foram publicadas na versão física. Falando nisso, sempre dou prioridade para esses livros. Mas em tempos de isolamento social, esse aparelho está ajudando bastante, já que é mais difícil comprar livro novo nas livrarias.

– Sabe aquela preguicinha de levantar o tempo todo da cama para ligar e desligar a luz do quarto na hora de ler? A luz “natural” do Kindle facilita muito a vida nesse sentido. Mas, atenção! Não sei até que ponto pode fazer mal à vista, então, vale lembrar que todo cuidado é importante.

– Você acaba ganhando mais espaço na sua casa, mesmo que o seu coração de leitora seja igual à coração de mãe: sempre cabe mais um hahaha. E as suas mãos ficam livres durante a leitura, aí não tem aquele perigo de se mexer, fechar e perder a página que você estava.

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

– Quanto à bateria: ela é bem boa mesmo, gente! E apesar de preferir o do livro físico, o papel do Kindle realmente lembra muito o do tradicional. Achava que era mito, mas não. E quanto aos valores, são bem mais em conta. Fora que na Amazon, por exemplo, a gente tem aquele serviço do Kindle Unlimited (que posso falar depois).

– Ainda tenho que aprender muito sobre esse aparelho, mas o lado não tão bom é que a gente não tem a possibilidade de usar marcador de livro. E sei que é possível fazer marcações, mas como não sei mexer, na hora de fazer uma resenha (ou querer só lembrar) não consigo pegar de forma rápida um trecho que gostei ou um nome de uma personagem que não lembro.

***

Quanto ao meu veredito: o e-reader não substitui o livro físico de forma alguma. Mas pode ser sim um ótimo complemento para enriquecer ainda mais a sua vida de leitor. Ele tem pontos negativos e positivos e hoje, sem dúvida, não faço mais cara feia para ele! Amo o tradicional, mas estou adorando o novo. Traz inúmeros benefícios e se você tem a oportunidade de tê-lo, indico sim. ♥

Ah! O meu modelo é o Paperwhite 10ª geração e a única coisa que não posso fazer é ler em uma banheira, por exemplo hahaha. Mas de resto traz todos os benefícios dos mais avançados, como a luz, quantidade de e-book e tal. ;-)

É isso, gente! Podem opinar à vontade e qualquer dúvida, estou aqui!

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Romance Concreto
Fan Page ♥ Instagram  


14
24.04.2020
* PJ Leu: Conto – Segredos do meu coração! ♥

Ei, Gente! :) Nunca fui muito de ler conto, mas só essa semana já li dois. Acho que está fluindo melhor nessa quarentena, vai saber hahaha. Então, para o post do dia trouxe uma nova resenha literária: Segredos do meu coração, da autora Fernanda França! Vamos lá? Boa leitura. ♥

Conto: Segredos do meu coração | Editora: Amazon | Autora: Fernanda França
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros

Sinopse: Oz é tudo o que Hermes Timoteo conhece do mundo. Ele trabalha como lenhador, embora sua paixão seja realizar esculturas em madeira. Allegra nasceu e mora em Saul, um pequeno lugar escondido por magia onde se encontram os curandeiros que atendem todos os habitantes de Oz. Em uma de suas viagens, os dois se conhecem e o improvável acontece.

Opinião da Pequena: A Fernanda França é a minha escritora brasileira favorita. Amo a escrita dela e como as suas histórias são conduzidas. Sempre me ensinam e marcam a minha vida de leitora! E eu estava com uma saudade de ler algo escrito por ela.

Então, quando soube desse conto, coloquei na minha listinha de próximas leituras. Porém, confesso que fiquei com um pouco de receio, afinal, dessa vez, ela saiu da sua zona de conforto e se instalou em outro tipo de gênero. Mas logo na primeira página, vi que a sua essência permanecia intacta. :)

É um conto bem curtinho, porém, intenso. Não devorei em um dia, como o último que postei aqui. Mas absorvi cada batida do coração do protagonista Tim (Hermes Timoteo). Aliás, para quem ama O Mágico de Oz, vai adorar essa versão do Universo antes de Oz, que conta com um dos personagens mais icônicos: o Homem de Lata. Também tem bruxa e tal! ;-)

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

No mais, é fantasia e fez total sentido para mim cada parte desse conto. Tirei lições, como: o amor incondicional realmente é um dos mais bonitos, mesmo que as algumas escolhas não favoreçam a todos, digamos assim. E amei o conceito de felicidade da Allegra e como a mesma vive seus dias. Inspira a gente, até mesmo, em tempos de isolamento social.

Destaque para a avó da Alegra e as irmãs do Tim. Aliás, a história do relógio é sensacional e rende um dos melhores trechos desse conto. Nosso protagonista também é inspirador e, a propósito, ele é a prova literária de como o amor pode mudar a gente por completo e no melhor sentido da palavra.

O final dá uma dó, mas ao mesmo tempo, traz esperanças. Enfim, o desfecho é feito com chave de ouro, ou melhor, com um sapatinho vermelho icônico! ;-) E eu vou parar por aqui, porque não quero dar spoiler.

Ah! Não sei ao certo se vai virar livro, mas queria dizer que adoraria que virasse. Aliás, contos estão tendo esse efeito em mim. Quero que tudo vire um milhão de páginas hahaha.

***

É isso, pessoal. Quem já leu, me conta. Quem ainda não, fica a dica! ♥

Ah! A Fernanda França lançou essa história no mesmo tempo que a Leila Rego lançou “O outro lado da muralha”, que também acontece antes de Oz. E acho que vou embarcar nesse conto no finde e semana que vem conto para vocês. Quem quiser ler os dois, é só clicar aqui e aqui. ;-)

Beijos, Carol.

P.S: esse post é uma parceria, mas a opinião é sincera e de coração! ^^

Post Antigo: PJ Leu – O pulo da gata
Fan Page ♥  Instagram 


15
23.04.2020
* 10 fatos sobre a pequena leitora que vos bloga! ♥

Ei, Gente! :) Sabia que hoje é o Dia Mundial do Livro? Já expliquei nesse post uma das tradições mais legais sobre essa data. Daí, hoje eu resolvi contar sobre 10 fatos que talvez você não saiba sobre a pequena leitora que vos bloga! ♥

Pequena Leitora ♥

1. Têm alguns clássicos que eu nunca embarquei. Tipo? Jane Austen e O Pequeno Príncipe (mas sei por alto do que se tratam). E o primeiro livro que marcou foi “Depois daquela viagem”.

2. O pai da minha irmã, o Tio Dalmo, foi uma das pessoas que mais me incentivou a ler. Toda semana eu tinha que pegar um livro na biblioteca. E a minha mãe que me deu um combo cheio de livros da Sophie Kinsella. Então, o meu amor por essa autora é culpa da mamys hahaha.

3. A primeira resenha que fiz no PJ foi “Menina de 20”, que a propósito é o meu livro favorito da Sophie Kinsella. Não ficou mil maravilhas, mas ficou bonitinho hahaha. E em 2014 que o blog virou oficialmente “literário”.

4. O primeiro livro que esqueci por aí foi “Eleanor & Park”, no aeroporto internacional do Rio de Janeiro. Desde então, rolam vários esquecidos da pequena por aí hahaha.

5. Não sou do tipo de leitora que devora em poucos dias (só às vezes) o livro e não consigo ler dois ao mesmo tempo. Ah! E eu não sou do tipo que relê uma história, mas acho que embarcaria novamente no livro “O melhor lugar do mundo é aqui”.

Crédito da Imagem: Pinterest ♥

6. Sou do team livro físico, mas na última Bienal comprei um Kindle e estou começando a gostar e ver os benefícios. Mas nada substitui tocar no papel, ir na livraria e ter uma estante repleta de histórias.

7. Sou bem medrosa, então passo longe de livros de terror e suspense pesadão. Mas confesso que, às vezes, bate umas curiosidades… Porém, sei que a noite não vou conseguir dormir, aí deixo para lá hahaha.

8. Meu gênero favorito da vida: chick-lit. Aliás, as minhas autoras favoritas são Sophie Kinsella e Fernanda França. E eu sou apaixonada por “A menina que roubava livros” e não empresto por nada nesse mundo.

9. A primeira pessoa que topou responder as perguntinhas literárias do PJ foi a Teca Machado, que também é book blogger. E, desde então, muitas entrevistas rolaram no bloguinho.

10. Há séculos fiz uma conta no Skoob, mas nem dei bola. Daí, semana passada, fiz uma nova e eu finalmente montei a minha estante, que particularmente está linda hahaha. E, descobri que desde 2002 eu li 213 livros! Aliás, quem quiser, me segue lá: Skoob da Pequena.

Reprodução Skoob ♥

É isso, gente! :) Agora me contem algum fato literário curioso sobre vocês! No mais, podem opinar à vontade.

Beijos, Carol. ♥

Post Antigo: Dia Mundial do Livro 2018
Fan Page ♥  Instagram


12
22.04.2020
* Post-ajuda: como economizar nas comprinhas online! ♥

Ei, Gente! :) Confesso que apesar de adorar a era digital, sou muito da presencial. Mas em tempos de isolamento social é preciso se adaptar e olhar para as coisas de um outro jeito! Por exemplo, eu amo um shopping. Passear pelas livrarias, experimentar roupas, testar canetas e por aí vai. Mas sei que agora não é o lugar mais seguro! Então, a cada dia que passa, estou me rendendo às compras online.

E não é que tem sido uma boa experiência? Principalmente, no quesito financeiro. Aliás, há diversas maneiras de economizar e levar muita coisa da sua wishlist por um valor bem mais em conta! Pensando nisso, separei algumas dicas que encontrei e dei alguns pitacos também. Então, vamos lá? ;-)

1ª dica: Planeje a compra!
Observação da Pequena: Às vezes, eu compro por impulso. Ainda mais quando o tédio bate na porta. Porém, planejar é a melhor forma de adquirir aquilo que realmente deseja e não sair gastando à toa. Isso evita estresses e cartões de crédito estourados hahaha. Aliás, uma coisa que faço muito, até mesmo mentalmente, é uma wishlist para checar se aquilo realmente estava na listinha!

2ª dica: Pesquise!
Observação da Pequena: Um dos benefícios da blogosfera é saber se tal produto, seja de skincare ou um livro, é bom mesmo. Claro, cada um tem a sua opinião, mas a gente sempre tem aqueles influenciadores confiáveis. Então, pesquisar antes ajuda muito a fazer uma boa compra! E também pode ser por outros meios, através de conversas com amigos, redes sociais da marca e etc.

3ª dica: Compare valores!
Observação da Pequena: Antigamente, eu achava a maior besteira do mundo. Porém, hoje eu sei que não é pão-durice. Pelo contrário! Claro, que há casos e casos. Mas se não é nada urgente e pode esperar essa comparação, vale a pena. Compare valores, veja em sites, fale com quem comprou recentemente algum item parecido. Isso serve para qualquer nicho que você queira comprar! Aliás, esse foi o meu maior aprendizado durante a última black friday.

4ª dica: Frete e qualidade!
Observação da Pequena:
Recentemente, entrei numa loja online e um produto estava bem baratinho, mas o preço do frete estava quase o dobro dele. Aí, vi que a promoção era furada. Ou seja, preste bastante atenção nele. Porque, às vezes, a gente acha que está arrasando e, na verdade, a economia é zero. Mas em tempos de quarentena, a gente acaba sendo mais flexível, pois não tem muito jeito.

Outra coisa: uma frase que minha mãe sempre fala é que o barato, às vezes, pode sair muito caro. Então, preze por um preço bom, mas que obviamente tenha qualidade. Tanto o produto, quanto o atendimento!

5ª dica: Cupom de Desconto
Observação da Pequena:
Sabe o momento em que você vai fechar uma compra e dá uma dó quando não preenche a lacuna “cupom de desconto“? Fico mal, gente hahaha.

Mas aí entra a última dica desse post: Cupom Válido, um site que reúne todos os cupons para você ganhar aquele descontinho mara ao fechar o carrinho no e-commerce!

Sério, gente! A lista de lojas parceira é imensa e têm para todos os gostos e necessidades. Vi cupom da Amazon, desconto no Submarino, na Travessa, Livraria Cultura, Kalunga, Uatt, no Carrefour, Outback, na Cobasi, Marisa, Sephora, entre tantas outras.

Ah! E não é preciso fazer cadastro, mas caso queira receber os melhores códigos, fique à vontade para cadastrar o seu e-mail e receber a newsletter deles. ♥

***

É isso, pessoal. :) Agora me contem: mais alguma dica? Podem acrescentar nos comentários. No mais, desejo a todos boas compras durante essa quarentena e em outras épocas também! ^^

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


10

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020