05.08.2019
* PJ Leu: A casa dos novos começos! ♥

Ei, Gente! :) Para tirar o pó do blog, trouxe uma dica literária: A casa dos novos começos, da autora Lucy Diamond. O livro faz parte de uma série de “Romances de Hoje“, publicada pela Editora Arqueiro. É uma história que aquece o nosso coração, de um jeito leve e inspirador. Vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - A casa dos novos começosLivro: A casa dos novos começos | Editora: Arqueiro | Autora: Lucy Diamond
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Uma terrível descoberta leva Rosa a largar uma carreira de sucesso em Londres e, num impulso, recomeçar a vida como sous-chef em Brighton. O trabalho é árduo e estressante, mas a distrai. Bem, pelo menos até ela conhecer a adolescente emburrada que mora no apartamento ao lado, que a faz questionar suas escolhas. Já Georgie, se muda para o Sul com o namorado, Simon, atrás de uma incrível oportunidade… para a carreira dele. Mas está determinada a ser bem-sucedida como jornalista e faz de tudo para trabalhar para uma revista local. A princípio, a cidade parece recebê-la de braços abertos, mas não vai demorar muito até ela se meter em várias enrascadas. Por fim, mas não menos importante, temos Charlotte, que após uma grande tragédia, passa as noites isolada em seu novo apartamento. Mas graças a Deus, tem Margot, uma senhorinha que mora no último andar, tem outros planos para ela (e que planos!!). Querendo ou não, Charlotte, terá de encarar o mundo real e suas incríveis possibilidades. Então, quando as três se conhecem, a esperança renasce, uma amizade surge e um novo e energizante capítulo se inicia!

Minha opinião: Ele é mais intenso que “A pequena livraria das sonhos“, mas sem dúvida, é o meu preferido dessa série de livros, até o momento!  Amei tanto, que fiquei com uma resseca literária daquelas. A construção de capítulo, a forma como a autora conta cada história, é surpreendentemente boa. Que escrita! Te prende, te ensina e, por incrível que pareça, não dá para sacar o que vai acontecer logo de cara. E eu amo clichê, mas ficar sem saber no que vai dar, dá um frio bom na barriga, sabem?

Todas as protagonistas são maravilhosas! Cada uma traz consigo, histórias que nos fazem notar que recomeços são sempre bem-vindos. Todos os capítulos mexem com a gente, de uma maneira leve, intensa e reconfortante. E a gente aprende muito com cada uma e, claro, com personagens secundários, como a hilária Margot. Aliás, prestem atenção nessa senhorinha e no seu lema de que, às vezes, é bom não usar a tal da sabedoria o tempo todo. Talvez essa filosofia de vida, deixe a gente mais leve, arriscando, sem se cobrar tanto. E calhou muito essa lição no meu momento de vida atual e, dentre tantas, foi a que mais amei!

Quanto as protagonistas: Rosa se superou e teve aquela vingança perfeita e um final incrível. Quem diria! Charlotte, deu a volta por cima e mostrou que é preciso recomeçar todos os dias e, se tiver um príncipe real, melhor ainda. Georgie? A história da anterior me fez chorar, mas os capítulos finais dela, nossa me fizeram soluçar. Relacionamentos são difíceis e uma segunda chance, em alguns casos, deve ser considerada. Confesso que julguei, mas ao final das últimas páginas fiquei sorrindo de orelha a orelha. Não é necessariamente o que eu imaginava, mas quando terminei a leitura, entendi direitinho. Afinal, todos cometem erros e ser radical não leva a nada! Obrigada, Lucy, por ter me tirado da zona de conforto!

67817060_404145843785081_3824834459178369024_nAlguns dos melhores trechos!

Ah! Claro, que nem  tudo são flores e, senti falta de algumas explicações mais detalhadas (digamos assim) no caso da Charlotte. Amei o Nate, a vizinha emburrada e tudo que ela e sua família trouxeram para a Rosa. A administradora e seu filho são chatos, porém, ótimos hahaha. E Georgie é uma das melhores jornalistas. Aliás, me inspirou muito! E o que falar da capa? Traduz o livro e o deixa ainda mais inesquecível. No mais, só lendo para absorver um dos romances mais incríveis que já embarquei! Recomendo e MUITO! ♥

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Álbum de Casamento

Fan Page ♥ Instagram


1
29.07.2019
* Evento: Ana Soares + Josefina Rosa Cor! ♥

Ei, Gente! :) Recentemente, fui conferir o lançamento de uma collab com uma marca de acessórios, do Rio, que eu simplesmente amo: Josefina Rosa Cor A Ana Soares, consultora de moda e blogueira das antigas, criou uma coleção  chamada “Liberte suas cores“. São peças inspiradas nas cartelas das 4 estações do ano, porém, totalmente atemporais!

67334871_473886523157800_6745779530356490240_nCrédito das Imagens: Pequena Jornalista e Marketing Josefina Rosa Cor 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

O evento foi bem legal e tive o prazer de conversar um pouquinho com a Ana. Vamos conferir? ;-)

1. Conta um pouco sobre o processo de criação dessa collab: 
R: Eu já estava querendo fazer algo relacionado a acessórios, por serem mais democráticos. E eu sempre flertei com a marca e, sem saber, era recíproco. Então, eles me chamaram para participar de uma entrevista para a revista deles e surgiu a ideia de criar algo junto. Isso tudo no final do ano passado e no início desse ano, começamos. Eles trouxeram algumas ideias de acessórios que já tinham e que achavam interessante! Eu queria algo muito versátil, que combinasse com qualquer look, situação e estilos diferentes.

2. E como você escolheu essas cores? 
R: Através da análise cromática sazonal expandida, método que uso na minha consultoria. Um estudo baseado nas 4 estações do ano! Aliás, cada estação tem uma paisagem, onde há uma paleta de cores e que um grupo específico de pessoas, com características físicas, combina com aquelas cores. Ou seja, há mais harmonia com a sua coloração pessoal. Então, por exemplo, tem gente, que tem mais a ver com as cores de primavera (quente, vibrante) e por aí vai!

67273408_339506356971151_3900287873403846656_nCrédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista

3. Falando em cores, o que todo mundo deveria saber e seguir? 
R: Análise de cores não é para limitar e, sim, mostrar possibilidades. Tem a ver com harmonia, impacto que tal cor vai causar no nosso rosto. A gente tem de analisar o subtom da nossa pele (a epiderme). Então, pessoas de tons de pele diferentes, podem sim ter a mesma cartela. Você não vai gostar de tudo, mas vai entender qual é a cor que você tem mais afinidade e investir nela, criando, por exemplo, um armário mais colorido, mas sem deixar de ser harmônico.

4. Como estamos no inverno, qual é a cor não pode faltar?
R: Azul marinho, que a propósito é uma cor que combina com todo mundo, que é até melhor do que preto.

67371668_657408121427483_3076594771884507136_nFavoritos!
Crédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista

5. Curiosidades: 
– Algumas peças da coleção achamos que encaixaria em uma estação, mas acabou encaixando em outra.
– A Ana Soares é inverno!
– E a pequena que vos bloga: outono. Falando nisso, a peça que eu comprei, não era a minha estação, mas segui o conselho da Ana e levei a que eu mais gostei! Afinal, não tem regra. Você pode usar o que quiser, o autoconhecimento é só para ajudar e não limitar!

67744233_440710673439615_215615149329874944_nCrédito da Imagem e Montagem: Pequena Jornalista

Considerações finais: amei conhecer de pertinho a coleção. Algumas peças, não combinam muito com o meu estilo, que são acessórios mais delicadinhos. Porém, consegui achar peças do meu gosto, como a pulseira, que comprei e vou usar muito! Então, sim, a coleção agrada a todos! Pontinho para a collab, então! ;-) E os preços são bem em conta, se compararmos com outras lojas. A minha foi R$ 59,00 se eu não me engano.

E, pessoal, não é um publipost, viu? Foi um convite da assessoria de imprensa da marca (obrigada, meninas) e como gosto muito da Josefina, resolvi compartilhar com vocês! E, podem deixar, quando for, sempre vou sinalizar. =) Ah! E muito obrigada pela atenção, Ana (o blog dela é esse aqui) ! Quem quiser saber mais sobre tudo, é só clicar aqui.

É isso, pessoal. Vocês já conheciam a coleção? Podem opinar à vontade! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Evento Melissa

Fan Page ♥ Instagram


2
25.07.2019
* Dia do Escritor: livros que quero ler e escritores que quero conhecer! ♥

O blog me permite coisas incríveis e uma delas é ter contato com alguns escritores nacionais Aliás, escritores são as pessoas mais acessíveis do mundo. Sério, nunca vi um de nariz em pé. Pelo contrário! Por isso, nesse Dia do Escritor gostaria de agradecer e desejar as melhores histórias, sempre. Vocês me inspiram muito, principalmente, meu lado escritora (que é um dos meus maiores sonhos)! Bom, mas como nem tudo são flores, ainda tenho o sonho de conhecer alguns autores nacionais, como Camila Fremder e, quem sabe um dia, Martha Medeiros. Paulo Coelho está na minha listinha, Maurício de Sousa também. E por que não Pedro Bandeira? ;-)

67484017_348688792711463_6315442894131953664_nCrédito da imagem: Pequena Jornalista 

Falando em escritor nacional, óbvio que para o dia de hoje, separei cinco livros que estou ansiosa para embarcar, mas acho que só vou conseguir comprar na Bienal do Livro (aliás, Kindle está na minha lista porque eu preciso ler Romance Concreto). Então, vamos lá?

– Romance Concreto (Aimee Oliveira – Amazon Brasil)
Sinopse: O que um chiuaua não-adestrado, uma loja sendo demolida, o demolidor da loja em questão e Olivia Liveretti têm em comum? Isso mesmo: nada. Principalmente porque o tal demolidor se encontrava completamente coberto de cimento e grosserias. Sendo assim, quando esses quatro elementos se reúnem, numa tarde nublada de segunda-feira, algo estranho acontece. E continua acontecendo à medida que Olivia Liveretti passa a conhecer as razões pelas quais Jonas Caruso continua a demolir a sua querida loja de quinquilharias apesar de seus protestos.  A “Kinki quinquilharias e afins” nunca mais será a mesma. E Olívia também não.
Observação da Pequena: Aquele livro que me fez mudar de opinião sobre Kindle e desejar muito, só para embarcar nesse chick-lit!

– Esse turu turu (Raffa Fustagno – Fora da Caixa)
Sinopse: 1994. O ano em que começa a história da Leah. Uma adolescente da zona sul do Rio de Janeiro, de quase 15 anos, que ao mudar de escola se encanta de imediato por Lucas, o irmão de sua mais nova melhor amiga. São tantas as complicações nessa idade, que além de nunca ter beijado ninguém antes, lidar com uma paixão não correspondida não é exatamente o que ela precisa. Entre cartas para seu amor e seus desafetos – que jamais deveriam ser lidas em voz alta-, e eventos marcantes que ocorreram nesse ano, a trama é embalada por músicas da sua dupla preferida, Sandy e Junior. Aventure-se nesse mundo romântico, talvez nem tanto, e seja levado de volta ao passado com uma trilha sonora de fazer todo mundo pular.
Observação da Pequena: Tem Sandy e Junior no meio, né? Preciso! =)

– O meu melhor (Martha Medeiros – Planeta Livros)
Sinopse: Martha Medeiros completa 25 anos escrevendo crônicas semanalmente publicadas por jornais em todo o país.Para celebrar este aniversário, ela selecionou as 100 crônicas de maior sucesso em toda a sua carreira.
Observação da Pequena: Torcendo para ela lançar esse livro na Bienal. \o/

– Confidências de uma ex-popular (Ray Tavares – Galera Record))
Sinopse: Renata Vincenzo vê seu mundo virar de cabeça para baixo quando seus pais a colocam num internato católico. Possessa e nada disposta a construir novos laços de amizade por conta das frustrações do passado, ela se vê, de repente, perdida. Sem largar sua essência, a garota se equilibra entre lidar com o desprezo constante dos alunos do colégio, recusar as investidas do presidente de um grupo misterioso e, nesse meio, administrar seu interesse por um aluno em particular. Será que Renata vai conseguir superar seu passado e iniciar uma nova jornada mostrando uma nova versão de si mesma – ou insistirá em seus velhos erros?
Observação da Pequena: Tem cara de ser bem leve e repleto de lições.

– As férias da minha vida (Clara Savelli – Intrínseca) 
Sinopse: É sobre a história de três amigas, que embarcaram em um resort no Caribe. Na bagagem, lembranças, descobertas e paixões inesquecíveis. Um mês de sol, praia, partidas de vôlei e tranquilidade… A República Dominicana era a descrição perfeita do paraíso. No entanto, o universo parece ter outros planos, que envolvem surpresas, reviravoltas e, quem sabe, até um novo amor.
Observação da Pequena: Teve lançamento recentemente, mas não consegui ir. Tem cara de ser bem lindo e aquele livro que a gente vai suspirar muito e tirar várias lições!

67274074_370481766999370_6642066360899731456_nCrédito das Imagens: Saraiva e Amazon Brasil 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

Por fim, mas não menos importante. Vou falar um pouco de uma das autoras nacionais que ocupa o topo da minha lista de favoritos: Fernanda França! Tive até a honra de ser leitora beta. Ela é uma das pessoas mais queridas que conheço e me faz um bem danado cada livro que leio da Fê! Muito obrigada por ser tão incrível e por cada parágrafo escrito. 

67324690_2376703512656088_7147636728067522560_nCrédito da imagem: Pequena Jornalista

E aqui vai uma outra listinha com outros escritores nacionais (alguns estão na minha listinha de preciso ler também): Teca Machado, Paula Pimenta, Rê Lustosa, Laura Conrado, Thati Machado, Fred Elboni, Thalita Rebouças, Bruna Vieira, Matheus Rocha, entre outros! Aliás, deem chance a autores nacionais. Sério! A gente tem muita qualidade no quesito escritor brasileiro. E a gente precisa prestigiar esses verdadeiros heróis. Afinal, um livro é capaz de salvar uma vida sim. 

É isso, pessoal. Gostaram? Podem opinar à vontade!
Ah! Me indiquem autores nacionais também, ok? Aliás, quem vocês querem ver aqui no PJ Entrevista? =)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Pequena Escritora – Dicas

Fan Page ♥  Instagram


0
24.07.2019
* Top 5: Nas quartas usamos rosa! ♥

Ei, Gente! :) Quarta-feira é o dia oficial da cor rosa. Aliás, esse foi o maior ensinamento do filme “Meninas Malvadas“, né? Então, para o post de hoje selecionei cinco itens que estou desejando nessa cor e com a tonalidade (mais clarinha) que eu mais amo. Vamos lá? ♥  

Top 5 - Rosa - PJ - 1Crédito das imagens: Pinterest e Instagram The Beauty Box 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista
♥ 

Confesso, que apesar de amar rosa, nunca fui muito de usar essa cor nas roupas. Mas hoje em dia, eu adoro. E fiquei apaixonada por essa jardineira que achei no Pinterest! Dá um toque bem fofo, né? Outro item que estou querendo muito é esse perfume da Miss Dior (meu favorito) para levar na bolsa. Fora que a embalagem é apaixonante! A roupa, eu não sei onde a gente encontra, mas o perfume, vi que na The Beauty Box tem. ;-)

Top 5 - Rosa - PJ - 2Crédito das imagens: Grupo Editorial Record, Meg & Meg e Bee Mine
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

E se roupa nem sempre aderi, livros com capa rosa sempre me chamam atenção e se for de uma das minhas autoras favoritas, melhor ainda, né? Muito ansiosa para ter em mãos a nova história da Sophie Kinsella: Te devo uma, que já falei inúmeras vezes no blog. É da Record e lança em agosto! ;-) Também já declarei por aqui que sou a louca da papelaria e eu amo coisinhas rosa desse universo. Fiquei apaixonada por esses planejamentos semanais e diários, da Meg & Meg e, apesar de não usar muito, eu estou morrendo de amores por esse grampeador ROSA, da Bee Mine. Sério, essas lojinhas online me deixam com vontade de gastar tudo e mais um pouco!

***

É isso, pessoal. E vocês? Amam esse tom rosinha bebê? E o que mais chamou a atenção e quer passar no cartão o quanto antes? Enfim, podem opinar à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Coleção Cadernos e Blocos!

Fan Page ♥  Instagram


1
23.07.2019
* Para assistir: O Rei Leão! ♥

Ei, Gente! :) Finalmente, a resenha sobre um dos filmes mais esperados do ano: O Rei Leão! Aquela história que faz a gente relembrar a nossa infância, cantar todas as músicas e chorar litros. Vamos lá? Pega a pipoca, o guaraná que a sessão já vai começar. 

2901026.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Bom, acho que todo mundo já sabe do que se trata a história, né? E o live-action, apesar de algumas diferenças, é bem fiel ao desenho que marcou a infância de muitos! ;-) Mas antes de falar o que eu achei, algumas observações: assisti ao filme legendado e em 3D. Confesso, que histórias infantis, eu prefiro a versão dublada, mas não me arrependi não. Eu até estava pensando em ver novamente, mas eu chorei tanto, que não sei se quero um repeteco hahaha.

E o que eu achei? No geral, bem maravilhoso. Mas na minha humilde opinião, essa versão é pesadinha. Mesmo sendo a Disney, não é um filme totalmente leve! Acho que o desenho, por ser mais colorido, dá uma vibe diferente. E, claro, que a gente cresce e encara a história de uma outra maneira. Então, talvez esse detalhe tenha ajudado nessa sensação. Quanto às cenas, preparem-se! A gente consegue matar a saudade das clássicas e ter certeza, por exemplo, que nunca vamos superar a morte do Mufasa. A abertura aquece o coração, o pôr do sol é a coisa mais linda e as músicas não saem da nossa cabeça. Dá vontade de cantar todas, sem exceção, junto. E a minha preferida: O que eu quero mais é ser Rei!

5323834.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Mas como nem tudo são flores, senti falta de uma cena icônica com o Rafiki, que rende uma das lições mais valiosas de Rei Leão! No mais, algumas partes não são idênticas, mas não deixaram um vazio não. Pelo menos para mim! Os envolvidos arrasaram! E acho que os detalhes, como os insetos e tal, ficaram mais visíveis quando a gente assiste em 3D. Então, fica a dica!

Sobre os personagens: gente, é perfeito! Por mais que seja computação, é tão real. O Simba é maravilhoso, o Mufasa é sem palavras! Timão e Pumba são os melhores. Aliás, foram os personagens que ficaram mais legais nessa versão. E o Scar me deu mais medo. Na animação, eu lembro que até achava ele “engraçadinho”. O Zazu é lindo e amei a Beyoncé dando voz a Nala! Destaques para as hienas, que ficaram bem assustadoras!

nullCrédito das Imagens: Adoro Cinema

Enfim, gente! É um live-action que vale a pena assistir, mesmo com os poréns. E, assim, uma dica: se tiver criança, acho que talvez ela goste mais do desenho. =) Eu juro que queria dar mais detalhes, mas fico com medo de dar algum spoiler, por mais que a gente conheça a história de cor e salteado.

E você? Já assistiu? Pode opinar à vontade! Ainda não? Recomendo! E leva lencinho, porque se tem uma coisa que eu comprovei, além de Hakuna Matata ser o melhor lema, é que o meu canal lacrimal tem vontade própria. Por isso, não sei se embarco mais de uma vez hahaha. 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Filmes infantis que eu amo!

Fan Page ♥  Instagram


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019