20.03.2018
* PJ Leu: Um beijo à meia-noite! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária do dia é Um beijo à meia-noite, da autora Eloisa James. O livro, que foi publicado pela editora Arqueiro (parceira do blog), é uma releitura de um clássico infantil: Cinderela. Para quem ama conto de fadas, é uma ótima pedida. Vamos lá? Boa resenha para vocês! 

PJ Leu - Um beijo à meia noiteLivro: Um beijo à meia-noite | Editora: Arqueiro | Autora: Eloisa James
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível e irritante. A atração entre eles é imediata, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo.

Minha opinião: Cinderela é uma das histórias que mais gosto da Disney e embarcar em uma releitura desse conto de fadas foi uma das escolhas mais certeiras desse ano no aspecto literário. A leitura não fluiu de primeira, mas quando foi: não quis largar e só larguei porque o trabalho me chamava e a vida social também hahaha. Um beijo à meia-noite tem um monte de referência à história original, como se espera, mas tem o seu toque único, sabem? Quando eu falar desse livro, vou lembrar dele por si só. Os personagens clássicos estão na pele de novas “pessoas”, que me conquistaram tanto quanto. Principalmente a madrinha! Henry é uma das minhas personagens favoritas. Quando ela surgiu na história, tudo ficou mais divertido! Gostei dos conselhos dela e da forma como olha para a vida. Prestem atenção nela! O príncipe Gabriel é de suspirar e a “Cinderela” é bem girl power. Os diálogos entre os dois são instigantes! Ah! Adorei a cara nova que ela deu para a irmã da Kate e os cachorrinhos. Ah! Wick também merece destaque!

O epílogo é o melhor. Gostei da visão da autora, da escrita dela e como construiu cada capítulo. Nada muito mimimi, sem enrolação e direto ao ponto! Embora, em alguns momentos eu tenha ficado um pouco confusa. É tanto personagem, tanta menção de outras coisas que aconteceram no passado e tal em uma só página, que acabei me perdendo. Então, em algumas partes: eu boiei totalmente. Mas acho que nada de muito importante. E sabe o sapatinho de cristal que aparece na capa? Tem um outro rumo, que é legal também! Digamos que esse livro é um conto de fadas adulto, mas sem perder a magia da nossa infância, que é fundamental. Fiquei com medo do fim, mas foi surpreendente, de forma positiva. Enfim, se você gosta da história da Cinderela, vale a pena embarcar nessa leitura. Lembrando que esse livro faz parte de uma série, com outros contos, como A Bela e a Fera, que a Eloisa James escreveu.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! 

Beijos, Carol.

Para ler: Sonhos em Flor 

Fan Page ♥  Instagram


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018