29.06.2020
* PJ Leu: O que acontece em Londres! ♥

Ei, Gente! :) E a última dica literária do mês é: O que acontece em Londres, da Julia Quinn. O livro, publicado pela Arqueiro (parceira do blog), é o segundo da trilogia “Bevelstoke“. Vamos lá? Boa leitura! ♥

Livro: O que acontece em Londres | Editora: Arqueiro | Autora: Julia Quinn
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Há um boato de que Harry Valentine matou a própria noiva. Olivia Bevelstoke não acredita nisso, porém, por via das dúvidas, acha melhor espioná-lo, já que o rapaz é o seu mais novo vizinho! Tudo a postos: encontra um lugar perto da janela do quarto e se esconde atrás da cortina. Logo descobre um homem intrigante e que, sem sobra de dúvida, está tramando algo com o seu chapéu e inúmeros papeis.

Mas nem tudo é o que parece: Sir Harry, na verdade, trabalha para o Departamento de Guerra inglês, traduzindo documentos vitais para a segurança nacional. Não é um espião, mas já passou por treinamentos para ser um e logo de cara percebe que a sua vizinha está o observando!

Mas chega à conclusão de que ela é só uma bisbilhoteira e descobre também que a jovem está sendo cortejada por um príncipe russo suspeito de conspirar contra a Inglaterra. Ou seja? Querendo ou não, agora ele vai ter de espioná-la e talvez essa missão represente uma paixão, que nenhum dos dois imagina. ;-)

Opinião da Pequena: A Olivia é uma das minhas personagens favoritas do primeiro livro da trilogia. Então quando li que a história seria dela, tive de embarcar, né?

Para começar: a premissa! Achei bem divertida. É clichê, mas ao mesmo tempo não é, sabem? Claro que a gente imagina, de cara, o que vai acontecer. Mas a forma como tudo é contado que faz a diferença, mesmo com algumas ressalvas. A escrita da Julia Quinn tá bem intacta e faz a gente suspirar por mais um romance de época.

Harry e Olivia são protagonistas dos melhores diálogos. Desde o comecinho do relacionamento até o clímax, mas não vou dar spoiler! Amei ele por conta do nome (sou dessas hahaha) e o jeito meio intrigante conquista de cara. Olivia não é a personagem que mais me identifiquei, porém, é aquela amiga que eu queria ter na vida. Aliás, ela não é leitora voraz de livro, mas ama um jornal e acho que tem futuro para entrar no mundo dos leitores hahaha.

Achei o Sebastian bem maluquinho e o príncipe russo me lembrou um pouco o Gaston. Por falar nele, seu guarda-costas me surpreendeu! As cenas de um tal livro (que amei a criatividade do nome) são hilárias e eu soltei a minha imaginação. A rixa entre o Harry e o vulgo Gaston rende boas risadas e alguns trechos dão raiva. Queria que alguns personagens aparecessem mais, tipo a Mary, os irmãos e tal… Porém, fiquei feliz que a gente teve atualizações do livro 1.

Enfim, eu adorei a história e suspirei muito! Algumas partes esperava mais e achei alguns capítulos do meio para o final meio confusos e resolvidos de uma forma muito rápida. Minha cabeça fez um bolôlô, sabem? Mas aí vieram as últimas páginas e achei tão incrível, que quase tudo fez sentido! Enquanto o primeiro teve um dos casamentos mais sem graça, esse teve um pedido maravilhoso!!

Ah! A capa é linda e é uma das minhas favoritas! Falando nisso, eu fiquei imaginando os figurinos e os penteados da Olivia. Acho que é isso! Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – História de um grande amor
Fan Page ♥ Instagram


0
11.02.2020
* PJ Leu: História de um grande amor! ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é: História de um grande amor, da Julia Quinn, diva dos romances de época. A capa é linda e o conteúdo é engraçado, cativante e de arrancar suspiros. Vamos lá? Boa resenha! ♥

Livro: História de um grande amor | Editora: Arqueiro | Autora: Julia Quinn
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 4 livros

Sinopse: Aos 10 anos, Miranda Cheever já dava claro sinais de que a beleza não fazia parte de suas características no futuro. Desde então, sempre imaginava o seu destino como a solteirona da sociedade! Porém, o atraente visconde de Turner (e irmão de sua melhor amiga Olivia), deu o recado e disse que quando a mesma crescesse, seria tão bonita quanto já era inteligente. Essas simples palavras a fizeram cair de amores por ele!

Os anos passaram e ele acertou em cheio: ela se tornou uma linda mulher, porém, por conta de acontecimentos implacáveis, Turner (ou Nigel, que era como sua mãe chamava), virou um cavalheiro solitário e amargo. Mas nem mesmo essas características marcantes fizeram com que a nossa protagonista mudasse o sentimento que nutria por ele, desde o dia em que o mesmo a viu e previu o seu futuro!

E, sim, Miranda irá fazer qualquer coisa para salvar a vida de Turner e que esse amor, impossível ou não, não escape dela! :)

Opinião da Pequena: Julia Quinn nunca nos decepciona, né? E esse primeiro livro da trilogia Bevelstoke, é aquele que arranca suspiros! A história nos envolve de um jeito, que é quase impossível não sentir o amor, a raiva e todos os sentimentos que os personagens sentem na pele durante cada página.

A escrita é divertida e sagaz! Os diálogos entre Miranda e Turner são maravilhosos e adoro a resposta de cada um. Destaque também para a Olivia, que é uma das melhores personagens da vida! É aquela amiga, que todo mundo deveria ter. Ah! Fiquei apaixonada pelos avós da Miranda e os queria para mim!

O livro segue aquele caminho bem clichê, mas com toques que só a Julia Quinn sabe dar. Tudo acontece na hora certa e não é um livro que a gente fica “putz, ainda nisso”. Segue um ritmo perfeito para quem ama romance de época e quem ainda não caiu de amores, vai se apaixonar por História de um grande amor!

Mas sem querer dar spoiler e não vou entrar em muitos detalhes, foi o casamento mais sem graça da vida, mesmo sabendo que a história pedia. Porém, nunca um nascimento foi tão angustiante e lindo! Os dois últimos capítulos me deixaram bem emotiva! Acho que algumas coisas passaram sem muita explicação e alguns capítulos são bem picantes, mas com aquele ar de inocência e malicioso ao mesmo tempo! Para quem curte hot leve, acho que vai aprovar!

Eu amei que a Miranda é uma leitora voraz e odiei o vendedor de livro! Muito triste como era o tratamento à mulher, mesmo naquela época, em alguns aspectos! E acho que é impossível não terminar o livro querendo escrever diários. Aliás, esse conselho do Turner, fez com que ele se tornasse meu crush literário atual, mesmo com algumas atitudes nada a ver no decorrer da história!

Por fim, mas não menos importante, a capa é uma das mais lindas!! Que a Arqueiro sempre valorize capas com ilustrações assim. Acho que super combinou!

***

Ah!! Esse livro eu li em parceria com a Editora Arqueiro, mas também li porque é a primeira história de um projeto lindo que estou participando: Livros Viajantes! Eu e algumas meninas do mundo literário escolhemos um livro para viajar pelo país! O próximo destino fica aqui no Rio de Janeiro, mas ele vai conhecer MG, RS, BA, SP e por aí vai! :) Assim que terminar essa grande viagem, conto com mais detalhes. E não sei vocês, mas estou me sentindo naquele filme/livro Jeans Viajante, sabem?

É isso, gente! Quem já leu, conta o que achou. Ainda não? Recomendo! E já participou de algum projeto parecido? Pode opinar à vontade!! ^^

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – O Duque e Eu
Fan Page ♥ Instagram


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020