19.03.2018
* Top 5: livros que estão completando niver na lista de não lidos! ♥

Ei, Gente! :) Leitor que é leitor tem uma lista quilométrica de livros para ler, mas que até o momento, estão na pilha de espera. Com um pequeno detalhe: há alguns anos eles estão lá. Sim, você comprou e deixou lá. E se você não passa por essa situação, manda a dica aí, porque to precisando hahaha. Então, o top 5 do dia são cinco histórias que estão completando quase uma década no meu quarto (exagero meu hahaha). Porém, pretendo ler ainda esse ano SEM FALTA. Se vou conseguir? Oremos hahaha! Bom post!

Top 5 - Livros guardados na minha estante - PJCrédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

1. Como eu era antes de você (Jojo Moyes – Editora Intrínseca) 
Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.
Desculpa (sincera) da pequena: Já lançaram o segundo e o terceiro livro dessa série e nada da Pequena ler o primeiro. Até vi o filme e fiquei ainda mais empolgada, porém, ainda não rolou. Comprei o livro na Bienal de 2016 e… #fuén novamente! Já ganhei até o segundo, porque a minha amiga jurava que eu já tivesse embarcado na história. Enfim, sempre digo que no próximo mês vou ler, mas aí aparecem outros e espero que em abril (de 2018) eu consiga. Atualizo vocês!

2. Poder Extra G (Thati Machado – Editora Alto Astral) 
Sinopse: Nina não é uma mulher de tipos. E não apenas por causa dos seus noventa e dois quilos. Nina tem atitude e amor-próprio. Talvez não nessa ordem, mas quem se importa? Ao namorar Marco, ela achava que estava subindo mais um degrau rumo ao topo de sua autoestima. É claro que alguns sinais lhe alertavam do contrário, só que o ego pode ser bastante ensurdecedor quando nos convém. Depois de se dar conta da farsa que era o seu relacionamento, Nina deixa sua vida em São Paulo e parte rumo a Buenos Aires, para um mês regado a argentinos sedutores e muito doce de leite. Ela só não esperava que o país dos hermanos pudesse lhe trazer muito mais do que uns quilinhos extras.
Desculpa (sincera) da pequena: Eu comprei esse livro na tarde de autógrafos com a Thati (em 2016 mesmo) e sei que é o tipo de leitura que vou amar. Mas acabaram entrando outros na frente e esse ano, a história da Nina não me escapa. Assim espero!

3. Corra, Abby, Corra (Jane Costello – Editora Record) 
Sinopse: Aos 28 anos, Abby acaba de fundar a própria empresa de web design, e sua rotina parece consumir todo o seu tempo. Ela não tem a menor ideia de quando foi a última vez que deu um beijo apaixonado. E o pior: mal tem tempo para comer, malhar então… nem pensar. Mas quando sua melhor amiga a convida para participar de um clube de corrida, a jovem empresária encontra uma motivação: Oliver, charmoso e bem-sucedido médico que parece estar interessado em suas investidas. Seu primeiro dia de corrida, entretanto, não acaba como imaginou e ela jura que nunca mais vai correr. Até o dia em que sua assistente Heidi revela ser portadora de esclerose múltipla. A partir daí, Abby vê nas corridas uma forma de arrecadar fundos para a pesquisa da cura para a esclerose. Só que ela precisa de muito fôlego para gerenciar a empresa, lidar com sua operadora de seguro para arcar com o prejuízo de um motoqueiro que ela atropelou por acidente, e ainda conquistar o Dr. Sexy. Mas o que Abby não imagina é que pode estar correndo atrás do homem errado…
Desculpa (sincera) da pequena: Toda vez que leio essa sinopse, eu penso: por que cargas d’água ainda não li? Amo a autora e é a típica chick lit que sei que vou suspirar, amar, anotar vários trechos em post-its e por aí vai. MAS ESSE ANO VAI. JURO, JURADINHO! Me cobrem!

4. Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca (Ique Carvalho – Editora Sextante) 
Sinopse: A vida de Ique Carvalho era tranquila e parecida com a de muitos jovens de Belo Horizonte, sua cidade natal. Ele morava com os pais e os irmãos, era apaixonado pela namorada e trabalhava na agência de publicidade da qual era sócio. Suas impressões sobre o cotidiano iam para o blog The Love Code, onde podia dar vazão ao seu talento para escrever. Até que, em 2013, dois fatos fizeram tudo virar de ponta-cabeça. Na mesma semana, seu namoro teve um fim traumático e o pai recebeu o diagnóstico de uma doença degenerativa grave, que o mataria aos poucos. Sem chão e em meio a um turbilhão, foi no blog que encontrou refúgio para expressar seus sentimentos. Os textos fortes e genuínos acabaram viralizando, popularizando o site e dando a Ique milhares de fãs e seguidores. Suas palavras possuem o incrível dom de ser, ao mesmo tempo, simples e profundamente verdadeiras, traduzindo o que há de mais puro e desejável no amor.
Desculpa (sincera) da pequena: Conheci o Ique na última Bienal e sério: que cara! Só escuto falar bem do livro e eu preciso embarcar urgentemente! Sempre bom ler livros que falam de amor, de uma forma realista. Vou chorar? Vou! Já me alertaram. Mas acho que vale cada palavrinha. Com certeza vai rolar resenha por aqui e quem sabe uma entrevista com ele também. * dedinhos cruzados *

5. 9 minutos com Blanda (Fernanda França – Editora Rai) 
Sinopse: Todos os dias, depois de brigar com o despertador que dá apenas nove minutinhos a mais de sono, Blanda se depara com a seguinte situação: ela está quase sem dinheiro, desempregada e sua única companhia é o gato Freddy Krueger. Bom, não exatamente, já que ela namora um cara chamado Max, que nunca realmente assumiu o relacionamento. Max é folgado, não trabalha e também não faz muita questão de conseguir um emprego, mas é justamente com ele que Blanda se vê prestes a dizer “aceito”. Em uma confusão envolvendo muito estresse, a porta giratória de um banco e uma calcinha pink, Blanda conhece alguém que pode mudar sua vida. Mas será que a realidade pode virar um conto de fadas?
Desculpa (sincera) da pequena: É o livro de estreia da Fê, né? Uma das minhas autoras favoritas da vida! Ainda não li pelo mesmo motivo: passaram outros na frente, mas vou resolver isso. Prometo! Ah! Infelizmente, acho que não está vendendo mais em livrarias. Se eu não me engano, a Editora Rai fechou. Mas o meu exemplar, encontrei nessas feiras de livro em shopping, sabem? Então, fica a dica, quem quiser embarcar nessa leitura também. 

**

É isso, pessoal. Agora me contem: qual o top 5 de vocês de livros que não saem da pilha de próximos? Podem desabafar. Vocês não estão sozinhos hahaha! Acredito muito também que cada livro, a gente embarca na hora certa. Então, talvez a leitura ainda não tenha rolado por esse motivo! Ou seja só uma desculpa para comprar mais e mais sempre hahaha. Vai saber, né? ;p

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Fernanda França

Fan Page ♥ Instagram

 


0
05.03.2018
* Oscar 2018: livros que inspiraram alguns filmes + Resuminho! ♥

Ei, Gente! :) Ontem rolou a 90ª edição do Oscar e, claro, que isso merece um post especial. Então, resolvi contar sobre cinco livros que inspiraram filmes, que levaram para casa alguma estatueta na noite  ou apenas foram indicados em alguma categoria. Afinal, independente do resultado, acho que só a indicação já é uma grande honra! Vamos lá? Boa leitura para vocês! 

Post Oscar 2018 - Livros - PJCrédito das Imagens: Saraiva
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. A Forma da Água (Guillermo Del Toro e Daniel Kraus – Editora Intrínseca) 
Sinopse: Richard Strickland é um oficial do governo dos Estados Unidos enviado à Amazônia para capturar um ser mítico e misterioso cujos poderes inimagináveis seriam utilizados para aumentar a potência militar do país, em plena Guerra Fria. Dezessete meses depois, o homem enfim retorna à pátria, levando consigo o deus Brânquia, o deus de guelras, um homem-peixe que representa para Strickland a selvageria, a insipidez, o calor — o homem que ele próprio se tornou, e quem detesta ser.  Para Elisa Esposito, uma das faxineiras do centro de pesquisas para o qual a criatura é levada, representa a esperança, a salvação para sua vida sem graça cercada de silêncio e invisibilidade. Richard e Elisa travam uma batalha tácita e perigosa!
Observação da Pequena: Foi o grande vencedor da noite de ontem! Não era uma dos meus favoritos, mas também não fiquei triste! Nas telonas, a história é repleta de magia e nas páginas, promete ser um suspense misturado com contos de fada e terror. Quem gosta desses três elementos, acho que é uma grande pedida. ;-)

2. Mudbound – Lágrimas sobre o Mississippi (Hillary Jordan – Editora Arqueiro) 
Sinopse: Ao descobrir que o marido, Henry, acaba de comprar uma fazenda de algodão no Sul dos Estados Unidos, Laura McAllan, uma típica mulher da cidade, compreende que nunca mais será feliz. Apesar disso, ela se esforça para criar as filhas num lugar inóspito, sob os olhos vigilantes e cruéis de seu sogro.Enquanto os McAllans lutam para fazer prosperar uma terra infértil, dois bravos e condecorados soldados retornam do front e alteram para sempre a dinâmica não só da fazenda, mas da própria cidade. Jamie, o jovem e sedutor irmão de Henry, faz Laura de repente renascer para a vida, enquanto Ronsel, filho dos arrendatários negros que trabalham para Henry, demonstra uma altivez que não será aceita facilmente pelos brancos da região. De fato, quando os jovens ex-combatentes se tornam amigos, sua improvável relação desperta sentimentos violentos nos habitantes e uma nova e impiedosa batalha tem início na vida de todos.
Observação da Pequena: Não levou para casa nenhum estatueta, mas sem dúvida, foi uma das apresentações mais lindas do Oscar. Apesar de ser uma história bem pesada, era um dos meus favoritos e fiquei triste que não foi indicado ao melhor filme, mas acontece. A leitura não é uma das minhas prioridades do momento, mas se algum dia rolar de ler, conto para vocês. Enquanto isso, confira o que achei (aqui) da adaptação cinematográfica. 

3. Dunkirk – A história real por trás do filme (Joshua Levine – Editora Harper Collin’s) 
Sinopse: 
Em 1940, no porto francês da cidade de Dunkirk, mais de 300 mil tropas Aliadas foram salvas da destruição pelas mãos da Alemanha Nazista, em uma extraordinária evacuação pelo mar. Esta é a verdadeira história de soldados, marinheiros, pilotos e civis envolvidos no resgate de 90 dias que se tornou uma lenda. Agora, a história que o primeiro-ministro britânico Winston Churchill descreveu como um “milagre” é narrada pelo autor best-seller Joshua Levine, incluindo entrevistas com veteranos e sobreviventes. Contada do ponto de vista de quem estava na terra, no ar e no mar, o livro “Dunkirk” é um relato dramático da derrota que levou à vitória da guerra e preservou a liberdade de gerações por vir.
Observação da Pequena: 
Não acho que faça o meu tipo de leitura, mas quero assistir ao filme, que levou alguns prêmios para casa. ;-)

4. O Touro Ferdinando (Munro Leaf – Editora Intrínseca) 
Sinopse:
Um clássico infantil, que foi publicado, originalmente, em 1938. Conta sobre o touro Ferdinando, que tem mais de 80 anos de idade, mas continua em boa forma.  Apesar de seu tamanho e sua força, não tem interesse em lutar nas touradas. Tudo que ele quer é cheirar as flores e ficar quietinho no seu canto, mas às vezes o mundo à nossa volta não compreende aqueles que são diferentes da maioria.
Observação da Pequena: Eu sei que um dos grandes vencedores foi “Viva: a vida é uma festa”, mas eu ainda quero assistir muito a esse filme, que tem cara de ser repleto de mensagens incríveis. Fora que é uma forma de prestigiar grandes pessoas dessa indústria, como o diretor Carlos Saldanha. Assim que eu assistir, conto aqui também. E, claro, alguém duvida que o livro também fará parte da minha estante? 

5. A Bela e a Fera (Elisabeth Rudnick – Editora Universo dos Livros) 
Sinopse: 
A história todo mundo conhece, né? Mas para resumir: esse livro é sobre a Bela, que é apaixonada por livros e tem um ponto de vista único, comparado com a sua vizinhança. Ai o destino a coloca no caminho da Fera e seu misterioso castelo… O resto, a gente já sabe!
Observação da Pequena: Essa edição é do filme live action, que concorreu a categoria de melhor figurino. Não levou. Fiquei triste, mas não achei injusto! Louca, desde sempre, para ter essa edição linda na minha estante. ;-)

***

Em relação ao resuminho, vamos lá! Eu amei a abertura do Oscar, com um estilo meio de cinema antiguinho, sabem? O apresentador Jimmy Kimmel foi bem, na minha humilde opinião. A brincadeira dele sobre a gafe do ano passado, que entregaram a estatueta para o filme errado, foi bem engraçadinha. Mas a melhor reação foi da Jennifer Lawrence zoando a Emma Stone! 

hbz-jlaw-emmastone-index-1520214487Crédito da imagem: Cosmopolitan 

Quanto aos looks, gostei de vários. Mas a Lupita divou com esse Versace! Ela nunca decepciona, né? 

lupita-nyongo-danai-gurira-shine-on-red-carpet-at-oscars-2018-01Crédito da imagem: Just Jared

Sobre as apresentações… Amei as das músicas: This is me (Filme: O Rei do Show) e Mighty River (Filme: Mudbound). Não levaram a estatueta, mas ficaram marcadas como as melhores, pelo menos para mim! Por fim, o que foi o pessoal invadindo uma sala de cinema? Eu ia morrer com o Ansel jogando cachorro quente hahaha!

DXfntFyU8AEw7dSCrédito da imagem: Twitter do Jimmy Kimmel 

É isso, gente! Post ficou meio grandinho, mas é Oscar, né? Merece! E podem opinar à vontade: já leram algum livro da listinha? Falando nisso, tem outros que inspiraram mais filmes! E os melhores momentos do Oscar? Quais foram? Comentem!! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Quatro  filmes do Oscar que assisti

Fan Page ♥  Instagram


1
01.03.2018
* Top 5: Fernanda França! ♥

Ei, Gente! E o top 5 da semana é de uma das minhas autoras brasileiras favoritas: Fernanda França Quem ainda não conhece, corre para ler algum desses livros, por favor. Principalmente quem ama escrita leve, divertida e com lições que valem ouro. Vamos lá? Bom post! :)

Top 5 - Fernanda França - PJCrédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

1. Malas, Memórias e Marshmallows 
Sinopse: Às vezes, o fim de algo pode ser apenas um novo começo. Após ser despedida do trabalho no dia de seu aniversário, Melissa Moya conhece Theodoro Brasil, seu vizinho, dando início a uma nova amizade que vai permitir que a jovem jornalista realize seu maior sonho: viajar pelo mundo afora. Então, Mel embarca no projeto “América sobre rodas”, uma aventura por diversas regiões dos Estados Unidos, deixando para trás sua gata, Lady Gaga, sua família e seus amigos. Máquina fotográfica na mão, notebook debaixo do braço, Melissa vai acabar percebendo que a vida surpreende a cada momento, principalmente quando o assunto é o amor verdadeiro.
Observação da pequena: É um dos meus livros preferidos da vida e foi o meu primeiro contato com a Fê. A capa é linda e o conteúdo é incrível. Aliás, contei sobre o que achei dessa história aqui.

2. Bolsas, Beijos e Brigadeiros 
Sinopse: Melissa é uma jovem jornalista, que vive de escrever suas deliciosas aventuras por belas e curiosas cidades do mundo. Passando por uma nova fase profissional, Mel viaja à Europa em busca de cenários para as suas matérias e também de suas raízes italianas. Em meio a essa instigante jornada, nossa protagonista precisa lidar com a distância de seus familiares queridos, principalmente de sua mãe— grávida de um lho temporão —, e os misteriosos sumiços de seu namorado, Théo. Afinal, o que será que ele tanto esconde?
Observação da pequena: É a continuação de Malas, Memórias e Marshmallows, mas é uma leitura independente. Porém, indico ler esse depois do outro. Se você morre de vontade de conhecer a Europa, matar a saudade de algumas cidades ou pegar dicas, é uma leitura ideal. E tenha uma panela de brigadeiro a sua disposição, pois dá muita vontade de comer. Prefiro o primeiro livro, mas esse tem a sua magia e lições valiosas tanto quanto o outro. E, por favor, Fê: uma história para o Luca! Ah! Tem resenha sobre aqui.

3. 9 Minutos com Blanda
Sinopse: Todos os dias, depois de brigar com o despertador que dá apenas nove minutinhos a mais de sono, Blanda se depara com a seguinte situação: ela está quase sem dinheiro, desempregada e sua única companhia é o gato Freddy Krueger. Bom, não exatamente, já que ela namora um cara chamado Max, que nunca realmente assumiu o relacionamento. Max é folgado, não trabalha e também não faz muita questão de conseguir um emprego, mas é justamente com ele que Blanda se vê prestes a dizer “aceito”. Em uma confusão envolvendo muito estresse, a porta giratória de um banco e uma calcinha pink, Blanda conhece alguém que pode mudar sua vida. Mas será que a realidade pode virar um conto de fadas?
Observação da Pequena: É o livro de estreia da Fê, mas acreditam que eu ainda não consegui embarcar? Porém, está na minha listinha de livros que preciso ler ainda esse ano!

4. O Pulo da Gata 
Sinopse: Maggie May ama os animais e exerce sua profissão de veterinária com paixão. Mas seu maior sonho é casar com tudo que uma mulher romântica tem direito: vestido branco, cerimônia religiosa, festa com todos os seus amigos e parentes, lua de mel… O noivo nem importa muito, desde que seja alto. Apesar de jovem tem 23 anos , ela faz de tudo para se casar e age como se fosse uma solteirona desiludida. Não é a toa que está na sua quinta tentativa, mas está confiante de que Felipe, que ela conheceu num site de encontros, a tornará, enfim, feliz. Só que as estrelas, que tudo veem lá de cima, não têm tanta certeza assim. Nem Eric, o comediante gato que ela conhece por acaso, no dia do seu primeiro encontro físico com Felipe.
Observação da Pequena: Um livro doce, mas sem deixar de ser real. Está na 3ª pessoa, mas me conquistou tanto quanto os outros. Indico muito e destaque para a capa. Posso querer me casar com um vestido assim? Tem resenha dele aqui.

5. O Livro Delas 
Sinopse: Do sobrenatural ao chick-lit, passando por romance, aventura, drama e denúncia social, a coletânea agrada desde os leitores jovens adultos aos mais velhos. São 9 autoras e 9 histórias e uma delas é da Fê!
Observação da Pequena:  Está na minha listinha há séculos, mas ainda não rolou a leitura. Assim que eu embarcar, conto para vocês também. E acho que é um bom livro para quem quer conhecer um pouco a Fernanda e outras autoras brasileiras também. ;-)

***

É isso, pessoal. Me contem: já embarcaram em alguma história dela? O que acharam? Ah! Quer saber um pouco mais sobre ela? Já rolou entrevista aqui no PJ. E espero fazer outras indicações de livros da Fê em breve. De verdade, quem ama chick-lit e afins, ela é uma das melhores autoras na minha humilde opinião! Sem falar que é uma querida e mega acessível com os leitores. 

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Livros & Paris

Fan Page ♥ Instagram


3
21.02.2018
* Top 5: Livros & Paris! ♥

Ei, Gente! :) Não sei vocês, mas tenho uma mania literária: quando entro em uma livraria e vejo o nome “Paris” na capa ou algo que remeta à cidade luz, o livro já entra para a minha listinha de “preciso comprar/ganhar“.  Quando tem esse lugar no meio, é quase impossível que o conteúdo seja ruim, na minha humilde opinião. Então, se alguém também tem esse toque parisiense literário, selecionei cinco livros que quero ler para ontem ou apenas ter em casa mesmo para decorar a minha estante. Vamos lá? Bom post! 

Top 5 - Livros e Paris - PJCrédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. 30 Jours à Paris (Carol Pio Pedro – Editora Letramento) 
Sinopse: É um livro de inspirações para uma viagem autêntica, que apresenta diversas opções de lugares que vão das esquinas retratadas nos cinemas à esquinas e recônditos da Cidade Luz. O livro se constitui em um compilado de informações na mesma vertente do blog da autora que leva o mesmo nome. Em suas visitas anuais, Carol explora todos os cantos da cidade e enxerga  a beleza nas diferentes formas que ela se apresenta, indo muito além dos cartões postais, circuitos turísticos, museus, pontes e igrejas.

Observação da Pequena: Um dia, pretendo visitar novamente essa cidade linda e incrível com os olhos da minha xará e conhecer cada cantinho que ela cita no livro. A capa é a coisa mais lindo e mega aceito de presente, ok, mãe, irmã e namorado? ;-)

2. Reencontro em Paris (Danielle Steel – Grupo Editorial Record)
Sinopse:
Aos 50 anos, a famosa atriz Carole Barber decide dar um tempo na carreira de atriz e embarca para Paris, cidade onde morou durante uma época muito importante de sua vida, para começar uma jornada de autoconhecimento e, quem sabe, enfim, escrever seu primeiro romance, um antigo sonho. Mas, assim que coloca os pés na capital francesa, ela é vítima de uma grande tragédia. Uma explosão causada por um ataque terrorista a deixa entre a vida e a morte. A notícia de que a famosa estrela de Hollywood é uma das vítimas do atentado logo vem à tona, e a imprensa e os paparazzi não dão um minuto de trégua à família. Além disso, um homem misterioso passa a rondar o hospital tentando visitar a mulher que um dia amou e que nunca esqueceu. Então um milagre acontece: Carole acorda, porém sem nenhuma lembrança de quem ela é.

Observação da Pequena: Há séculos não leio algo da autora e acho que esse livro vai ser um reencontro cheio de suspiros e aprendizados. Fora que a capa é linda! ♥

3. Aconteceu em Paris (Molly Hopkins – Editora Novo Conceito)
Sinopse: 
Evie Dexter quer fazer carreira como guia de turismo. Determinada como é, e cheia de coragem por causa de um ou outro drink, ela logo começa a “melhorar” seu currículo. E consegue um ótimo emprego: acompanhar turistas por toda Paris. Agora é só uma questão de se firmar como profissional demonstrando o seu melhor. Mas os vinhos franceses são tão gostosos… E seu tutor, Rob, é irresistível e, digamos, um pouco controlador. Apaixonada, descomedida e com um imenso coração, essa história nos apresenta uma protagonista, que promete arrancar gargalhadas do leitor.

Observação da Pequena: Confesso que a capa me conquistou mais do que a sinopse, mas já me falaram muito bem desse livro. E tem Paris no meio, né gente? Vale dar uma chance, assim espero! ;-)

4. A livraria mágica de Paris (Nina George – Grupo Editorial Record)
Sinopse: 
O livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma. Em seu barco livraria, ele vende romances como se fossem remédios. Infelizmente, o único sofrimento que não consegue curar é o seu: a desilusão amorosa que o atormenta há 21 anos, desde que a bela Manon partiu enquanto ele dormia. Tudo o que ela deixou foi uma carta que Perdu não teve coragem de ler. Até um determinado verão, tudo muda e leva Monsieur Perdu a abandonar a casa na estreita rua Montagnard e a embarcar numa jornada que o levará ao coração da Provence e de volta ao mundo dos vivos.

Observação da Pequena: Tem dupla mais perfeita que essa? Paris e livraria! Impossível não gostar de uma história com esses dois elementos, né? Assim espero hahaha. Enfim, esse livro está na minha listinha há séculos e pretendo ler ainda esse ano! 

5. A Parisiense (Inès De La Fressange e Sophie Gachet – Editora Intrínseca)
Sinopse: 
Quais são os segredos do bom gosto parisiense? Inès de la Fressange, ícone da elegância na França, conta o que aprendeu sobre estilo e beleza durante décadas de experiência na indústria da moda. Além disso, dá conselhos de como se vestir com o encanto das parisienses e sugere um guarda-roupa a partir de apenas sete itens básicos e bons acessórios.  Suas fontes preferidas para verdadeiros achados e soluções de vestuário, beleza e decoração, são acompanhadas por fotografias de moda. O livro também conta com endereços secretos de lugares foras do circuito turístico e com a colaboração da jornalista Sophie Gachet.

Observação da Pequena: Esse eu já tenho, mas confesso que está mais decorando o meu quarto. Porém, em uma próxima viagem para Paris, vou devorá-lo junto com o primeiro livro desse top 5. ;-)

***

É isso, pessoal. Gostaram? Espero que sim! Claro que a lista de livros com Paris no meio, é infinita. Inclusive, já resenhei algumas histórias aqui no PJ. Só procurar na caixinha de busca. Mas esses são os que pretendo embarcar futuramente. Agora me contem o Top 5 de vocês dessa ou de outra cidade tão encantadora quanto. E no mais, podem opinar à vontade! ^^

Beijos, Carol. 

Para ler: Je T’aime, Paris

Fan Page ♥ Instagram


1
30.01.2018
* Top 5: Marian Keyes! ♥

Ei, Gente! :) O “top 5” da semana é de uma autora mega queridinha por muitos: Marian Keyes, que escreveu o clássico “Melancia“, entre outras histórias que caem como uma luva para quem ama chick-lit. Então, se você ama esse tipo de leitura ou está em busca de livros assim, esse post é para você. Vamos lá? 

Top 5 - Marian KeyesCrédito das imagens: Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Casório (Bertrand Brasil) 
Sinopse: Lucy Sullivan, de 26 anos, vai se casar. Ela que divide o apartamento com as amigas, não tem dúvidas de que, dentro de poucos meses, estará entrando na igreja durante uma linda cerimônia. Só falta um pequeno detalhe: o noivo! Mas Lucy, que nem ao menos tem um namorado e nunca foi muito bem-sucedida no amor, confia piamente nas previsões de sua cartomante e iniciará uma busca incessante (e hilariante) por um bom partido: ele só precisa ser bonito, inteligente e não lembrar em nada o seu pai.

Minha opinião: Sabe aquela leitura divertida e que te prende? É essa! Foi o meu primeiro contato com a autora e eu amei. Infelizmente, na época que eu li, nem escrevia resenha para o blog e acho que nem tinha o blog ainda. Mas se quiserem resenha por aqui, me avisem! ;-)

2. Um Bestseller para chamar de meu (Bertrand Brasil)
Sinopse: Um livro que fala sobre os bastidores do mundo do livro de forma divertida e reviravoltas inesperadas. Jojo é a personagem focada, com olhos bem atentos às nuvens para não errar o plano de voo, mas como nada é perfeito… ela acaba se apaixonando por um dos seus chefes; justamente o casado. Lily Wright ainda está colhendo os frutos de seu romance de estréia. Contudo, seu segundo livro parece que se nega a sair de sua cabeça, e o prazo de entrega… vai para o espaço. Acontece que Lily ouviu os conselhos do ‘amor da sua vida’ e gastou quase todo dinheiro na compra de uma casa. E agora? Para completar, tem Gemma Hogan, que é organizadora de eventos, era a melhor amiga de Lily, até se apaixonar pelo amor da sua vida, que coincidentemente (ou não) é o mesmo do de sua melhor amiga. Gemma cuida da mãe recém-abandonada pelo marido e leva uma vida social sem grandes emoções. Gemma e Jojo acabam trabalhando juntas.

Minha opinião: Foi o meu segundo contato com a autora e apesar de ter gostado bastante, achei que a autora enrolou um pouco no decorrer da história. Mas o livro traz um monte de lições e deliciosas risadas sobre os bastidores literários, amizade e muito mais. Marcou uma das melhores viagens e se alguém quiser resenha mais completa, é só me falar também. ;-)

3. Melancia (Bertrand Brasil)
Sinopse: 
Claire tinha tudo o que sempre quis na vida: um marido que ela idolatrava, um ótimo apartamento, um bom emprego. Mas, no que seria uma data muito especial em sua vida, o dia do nascimento da sua filha, James anuncia que a está deixando por uma vizinha com quem tem um caso há mais de seis meses. Com o coração partido, uma bebê recém-nascida e um corpo pós-parto para o qual ela mal consegue olhar, ela decide ir para a casa dos pais, em Dublin. Lá, recebendo os cuidados de sua excêntrica família, Claire avalia os prós e contras de um casamento de três anos e começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. Até que o ex-marido reaparece, forçando-a a tomar uma decisão, que, de uma maneira ou de outra, mudará sua vida mais uma vez.

Observação da Pequena: Eu comecei a ler, mas abandonei… Porém, acho que quando tentei embarcar, não era o momento certo, sabem? (vocês também passam por isso??) Então, esse livro está na minha listinha de metas literárias para esse ano. Afinal, é um clássico da autora, né? ;-)

4. Sushi (Bertrand Brasil)
Sinopse: Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego ‘fabuloso’ não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado – mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como ‘Princesa’, a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria. Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade – e não pela primeira vez – de beijar um sapo?

Observação da Pequena: Sempre quando vou na pilha da Marian Keyes, esse livro me chama a atenção.  Me lembrou um pouco o último romance da Sophie Kinsella: Minha vida não tão perfeita. Então, também está na minha listinha! ;-)

5. Férias (Bertrand Brasil)
Sinopse: Rachel Walsh tem 27 anos, calça 40, namora Luke Costello, um homem que usa calças de couro justas. E é amiga – pode-se mesmo dizer muy amiga – de drogas. Até que a sua vida vai para o Claustro – a versão irlandesa da Clínica Betty Ford. Ela fica uma fera. Afinal, não é magra o bastante para ser uma toxicômana, certo? Mas, olhando para o lado positivo das coisas, esses centros de reabilitação são cheios de banheiras de hidromassagem, academia e artistas semifissurados (ao menos ela assim ouviu dizer). De mais a mais, bem que já está mesmo na hora de tirar umas férias. Rachel encontra mais homens de meia-idade usando suéteres marrons e sessões de terapia em grupo do que poderia supor a sua vã filosofia. E o pior é que parecem esperar que ela entre no esquema! Mas quem quer abrir as janelas da alma, quando a vista está longe de ser espetacular? Cheia de dor-de-cotovelo, ela busca salvação em Chris, um Homem com um Passado. Um homem que pode dar mais trabalho do que vale… Rachel é levada da dependência química para o terreno desconhecido da maturidade, passando por uma ou duas histórias de amor.

Observação da Pequena: Tenho uma amiga que fala tão bem desse livro, que sempre quando esbarro com ele nas livrarias da vida, anoto na minha listinha mental de próximas leituras.

***

É isso, pessoal. Claro, que se tratando da Marian Keyes, a lista de livros é imensa. Confesso, que meu único pé atrás é que acho que ela não vai direto ao ponto e enrola um pouco. Mas talvez eu tenha que parar de julgar esse ponto e apenas me divertir com essas três histórias que ainda não embarquei. Ah! E me contem: qual é o top 5 de vocês da autora? 

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Julia Quinn 

Fan Page ♥ Instagram


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020