18.04.2018
* {Beda 18} – Minhas tatuagens! ♥

Ei, Gente! :) E o post de hoje é um assunto que, por incrível que pareça, eu amo: tatuagem! Sempre quis fazer uma, mas o medo me impedia. Até que em 2013, numa conversa com a minha irmã, eu resolvi colocar a coragem para jogo e decidi fazer a minha primeira. Então, passou uns 2 anos, fiz a segunda… E, aí, esse ano, fiz a minha terceira! Sou apaixonada por elas e cada uma tem um significado especial para mim. Não acho que todas têm de ter um motivo preciso, mas acredito que antes de fazer, tem de ter certeza e não apenas por impulso. Mas também não pensa muito não, porque se não a coragem vai embora. Enfim, vou contar um pouco da história de cada uma. Bom post!

Post PJ - TatuagensAs protagonistas do post!

Lacinho nas costas: Foi a minha primeira e fiz em outubro, de 2013. Como disse, sempre quis fazer uma tattoo, mas o medo não deixava. Até que um dia, em uma conversa com a minha irmã Lulu, decidimos que precisava mudar isso. Ai, ela combinou com um tatuador de confiança, decidi o desenho e a gente foi lá. Ainda tinha medo, mas no tal dia, cai de bumbum no chão e ficou tão dolorido, que a dor toda ficou concentrada no bumbum e, quando o profissional começou, não senti nadica de nada! Está aí uma boa tática, mudar o foco da dor hahaha. Brincadeirinha! ;p Esse desenho não tem um significado preciso, mas acho que lacinho me representa. Como diz uma amiga, eu sempre crio laço com as pessoas. Amo muito esse desenho e o único lado ruim é que eu não vejo todos os dias, mas é bom para quem deseja fazer uma tatuagem mais discreta.

Coração com duas patinhas no pulso direito: Sempre quis fazer um coração, mas em janeiro de 2016, perdi o meu cachorrinho… E sabe o que me deu uma levantada? A ideia de fazer uma tatuagem em homenagem ao Johnnynho. Então, em junho, fui lá fazer a minha segunda tatuagem: um coração com patinha… Mas agora com uma patinha a mais: da minha nova cachorrinha, a Jeanninha! Meio que uni o útil ao agradável. Ela é uma das minhas preferidas. Namoro todos os dias e, às vezes, tiro foto mostrando o pulso só por conta dela hahaha. Fora que sempre que a olho, lembro dos meus bichinhos que tanto amo! Ah! No pulso senti um incômodo a mais, mas durou menos de cinco minutos. E na hora de retocar, fechei o olho, mas nada insuportável.

Trevo de quatro folhas no pulso esquerdo: Meu pai faleceu dia 6 de março de 2002 e, esse ano, completou 16 anos que ele se foi. Esse dia sempre foi triste para mim, mas por destino ou simples coincidência, a tatuadora marcou o dia da minha tattoo para essa data… Então, um dia que era ruim, se tornou especial. Afinal, esse trevo é uma homenagem ao meu pai, que sempre me deu sorte e dá até hoje! Ele não era muito fã de tatuagem não, mas tenho certeza de que se sentiu feliz (assim espero, pai hahaha). E as outras folhas em formato de coração são: minha mãe e minhas duas irmãs, que me ensinam diariamente que a gente tem que correr atrás da nossa sorte também. ♥ 

***

É isso, gente! Todas eu fiz no Rio de Janeiro e gostei de cada profissional, mas essa última foi a que mais gostei: Joanna, do Studio Benartti. Excelente profissional, manda um questionário giga e que faz a gente perceber que o trabalho é sério. Mega fofa e tem um traço fininho, que para mim é fundamental. Agradeço até hoje ter visto o Instagram da The (a íntima hahaha), do Fashionismo. Conheci a Joanna por conta dela! Enfim, quem estiver procurando por uma tatuadora, mega recomendo. Ela fica lá em Botafogo, ok? E juro que não é publipost. Serviços bons a gente tem que indicar mesmo! Fica o Instagram dela: @juanitattt.

Agora me contem: pensam em fazer tatuagem? Tem alguma? Podem contar tudo nos comentários! E, sim, penso em fazer mais duas. Mas só mais para frente mesmo, aí mostro para vocês! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Favoritos de beleza!

Fan Page ♥ Instagram 


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020