20.02.2019
* Top 5: Sophie Kinsella – Parte 2! ♥

Ei, Gente! :) Há um tempinho, fiz um post sobre cinco livros favoritos da Sophie Kinsella (clique aqui para ler). Desde então, ela lançou outras aventuras literárias! Se você ainda não conhece essa escritora, separei para o post do dia mais cinco histórias escritas por ela. Não necessariamente são as minhas preferidas, mas tudo que é escrito pela Sophie, vale a pena embarcar. Vamos lá? Boa leitura para vocês!

Top 5 - Sophie Kinsella - Parte 2 - PJCrédito da imagem: Pequena Jornalista

1. À procura de Audrey 
Sinopse: Audrey é uma adolescente de 14 anos, que tem uma vida comum. Até que um dia, começa a sofrer bullying no colégio. O que parecia ser só uma implicância “inocente”, acaba mudando radicalmente a rotina da nossa protagonista. Resultado? Ela não consegue mais voltar ao colégio, sente pânico quando tem que encarar alguém desconhecido e se esconde atrás de um óculos escuros, faça chuva ou faça sol. Seu diagnóstico: transtorno de ansiedade social e generalizada, além de episódios depressivos. Mas aos poucos, Audrey começa a se recuperar com a ajuda da Dra. Sarah, que passa desafios como gravar um documentários e ir até o Starbucks. Ela também conta com uma ajudinha extra do amigo do seu irmão: o Linus. O que era uma conversa fora dos “padrões” vira uma relação incrível, que afeta todos da história. ♥
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, viu? Mas ele tem um significado especial, pois tem dedicatória da Sophie. E fala de um assunto bem importante: bullying, mas de uma forma leve. Quem quiser saber mais, clica aqui para ler a resenha.

2. Becky Bloom ao resgate 
Sinopse: Becky Bloom está em uma missão de resgate. Hollywood se mostrou cheia de surpresas, encrencas e confusões. Mas agora ela, a família e seus melhores amigos estão a caminho de Las Vegas dentro de um trailer. Nossa protagonista fará tudo que estiver ao seu alcance para descobrir o que há por trás do sumiço do seu pai e do marido de Suze. Afinal, por que ele precisa tanto ajudar o seu velho amigo Brent, que por sinal ninguém sabe por onde anda? Becky sabe que sua tarefa não é nada fácil, mas está disposta a fazer o que for preciso para desvendar todo esse mistério, inclusive colocar em prática o plano mais audacioso de todos os tempos. Mas será que a estratégia mirabolante irá servir para salvar sua família e seus amigos? As brigas são constantes e os obstáculos são muitos,  mas a gente sabe: ela não desiste tão fácil. ;-)
Observação da Pequena: Eu acho que é o último da série da Becky e deu um apertinho no coração. A história é um pouco previsível, mas é tão divertida quanto os outros livros. Quem quiser saber mais, mas sem spoiler, só clicar aqui.

3. O segredo de Emma Corrigan 
Sinopse: Emma Corrigan tem alguns segredinhos… Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.
Observação da Pequena: Eu li tem um tempinho e ri tanto com esse livro. Essa leitura é especial por dois motivos: primeiro porque vai ter filme e segundo porque no bate-papo com leitores na Bienal do Rio  (2015), a autora contou um pouco como foi a inspiração para criar essa história. Ela disse que estava em um metrô e ele parou, aí teve a brilhante ideia da personagem Emma. Foi algo assim!

4. Minha vida não tão perfeita
Sinopse: Cat Brenner tem uma vida perfeita! Ela mora em um flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil mara no Instagram. Mas ela não conta a real que está por trás disso tudo. Por exemplo? Ela até mora em um flat, mas em um quartinho minúsculo com pessoas bem peculiares. Seu trabalho na agência de publicidade é burocrático e nem tão legal. E o dia a dia que ela compartilha em ser perfil, não reflete exatamente a realidade. Ah! Outro detalhe: seu nome verdadeiro é Katie. Porém, um dia, seus sonhos se tornarão realidade, né? Bom… A vida dela vira de cabeça para baixo, quando a chefe Demeter, bem-sucedida, a demite. Daí, ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset, sua cidade natal. Enquanto busca um emprego, Cat (ou Katie) decide ajudar o pai e a madrasta no novo negócio deles: transformar uma fazenda em um glamping (camping de luxo). Só que é justamente nesse local, que a nossa protagonista tem a oportunidade de ficar cara a cara com a sua ex-chefe. Será que ela vai finalmente colocar a megera no seu devido lugar ou mudar de opinião? Afinal, ter uma vida (não tão) perfeita assim é ruim? *mistério* ;-)
Observação da Pequena: Acho que todos os personagens da Sophie me lembram um pouco a Becky, mas dá para ver a essência de cada um, como da Katie. Eu amo essa história e ela é bem atual. Para conferir a resenha, é só clicar aqui.

5. Mas tem que ser mesmo para sempre?
Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro. Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência. Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)
Observação da Pequena: Foi o último livro da Sophie que li e amei cada página. É uma história que todos os casais deveriam ler. Vai por mim! Para saber mais, tem resenha nesse post

***

É isso, gente. Já leu algum? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! Ah! Todos os livros são do Grupo Editorial Record, ok? Só o primeiro que é de outro selo: Galera Record.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Conhecendo Sophie Kinsella!

Fan Page ♥ Instagram 


2
19.09.2018
* PJ Leu: Mas tem que ser mesmo para sempre? ♥

Ei, Gente! :) Vamos de dica literária hoje? Dessa vez, a resenha do mais recente livro da minha escritora gringa favorita: Mas tem que ser mesmo para sempre?, de Sophie Kinsella, publicado pela Record. Se você ama chick-lit e a Sophie, não pode deixar de ler essa história repleta de surpresas. Vamos lá? 

PJ Leu - Mas tem que ser mesmo para sempreLivro: Mas tem que ser mesmo para sempre? | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: cinco livros!

Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro.

Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência.

Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)

Minha opinião: Todo casal deveria ler essa história.  Acho que os romances durariam mais, tipo, uns 68 anos hahaha. O amor seria menos descartável. Mas vamos lá… Sylvie e Dan tem tudo que um casal protagonista tem de ter no livro da Sophie: carisma, cenas e diálogos divertidos. São gente como a gente e eu adoro isso nas histórias dela. A Sylvie me lembrou um pouco a Becky (Delírios de Consumo), mas com algumas diferenças. Ela é doidinha e faz cada plano mega hilário, mas digamos que é um pouco mais pé no chão. Dan, confesso que fiquei com um pouco de raivinha, mas a gente entende no final. As gêmeas são uns amores…. E os vizinhos? Os melhores! Já a mãe dela, vive um pouco numa bolha, mas não é cruel. O pessoal do trabalho? Sra. Kendrick virou a minha ídola.

No meio da leitura, achei que as coisas teriam um outro rumo. Principalmente, com o sobrinho da chefe dela. Mas digamos que curti. Sem spoiler, juro! E Mary? Quase julguei, mas deu tudo certo! E o pai? Esse sim é cheio de surpresas. Nessa hora, a história fica meio tensa, mas é bom para ver que nem nos livros a vida é um mar de rosas. Nem mesmo com as pessoas que mais amamos no mundo. Vamos para o desfecho? Sensacional e a presença do médico, foi a melhor! E para variar, aprendi muito com o livro. Principalmente, aproveitar um dia de cada vez. Não importa se é para sempre, se é temporário, o importante é ir aos poucos, sem colocar muita pressão. Ah! E se a gente não mudar, nada muda! Às vezes, é preciso encerrar ciclos, para iniciar outros tão melhores quanto. A vida é repleta de desafios e no final, esse Projeto Surpresa do casal valeu cada susto! ;-)

Por fim, sobre a capa: achei bem fofa! O título? Até tem a ver, mas não sei, achei meio grande, mas é só um mero detalhe. Mega recomendo a leitura!

Já leu? Conta o que achou! Ainda não? Fica a dica!

Beijo, Carol. 

Para ler: PJ Leu – A luz que perdemos

Fan Page ♥ Instagram 


1
25.07.2018
* Dia do Escritor pede Radar Literário PJ! ♥

Ei, Gente! :) Hoje é um dos dias mais fofos do ano: Dia Nacional do Escritor! Para comemorar, trouxe algumas novidades recentes sobre algumas escritoras, que ocupam o topo dos meus autores favoritos: Sophie Kinsella e Fernanda França! Ok, a primeira é lá de fora, mas quem se importa, né?

Radar Literário PJCrédito das Imagens: Pequena Jornalista

Para começar, a Fernanda França vai marcar presença na Bienal do Livro, no dia 4 de agosto, sábado. Iei! Nem acredito que vou matar a saudade dela! Então, anotem aí na agenda: das 18h às 19h, no estande da Editora Planeta autografando. E a partir das 20h às 22h, na Arena Cultural vai rolar um encontro com fãs e escritores de romance contemporâneo e hot. Para mais detalhes, só clicar aqui.

Preparados para a próxima notícia? Um dos livros da Sophie Kinsella, “Os segredos de Emma Corrigan“, vai virar filme. A história literária conta sobre Emma, que em uma viagem turbulenta de avião, acaba revelando todos os seus segredos a um estranho. Porém, esse homem é ninguém menos do que o novo presidente da empresa onde trabalha. Lembro que no encontro com a Sophie na penúltima Bienal do Rio, ela contou que teve essa ideia quando ficou parada no metrô em Londres. Quem vai interpretar a protagonista é Alexandra Daddario, não conheço a atriz, mas pelo que eu li, foi uma boa escolha. Já pode contar os dias para estreia do filme, que ainda não tem data hahaha? ;-)

Por fim, mas não menos importante, Nicholas Sparks promete nos fazer chorar mais uma vez com o seu novo livro “Almas Gêmeas“, publicado pela Arqueiro (parceira do blog). Sim, ele também tem lugar cativo no meu coração de leitora. ;-) O lançamento (mundial) é no dia 16 de outubro, mas já está em pré-venda e com um brinde exclusivo: um lindo chaveiro de carta, que nem a capa da história. Para garantir já o seu, é só clicar aqui. E já adianto um pouco sobre a sinopse: Hope Anderson namora o mesmo homem há seis anos, sem perspectiva de casamento. Quando seu pai é diagnosticado com ELA, Hope resolve passar uma semana na casa de praia da família, na Carolina do Norte, para pensar nas difíceis decisões que precisa tomar em relação ao próprio futuro. Tru Walls, nunca esteve nos Estados Unidos, até receber uma carta de um homem que diz ser seu pai biológico, convidando-o a encontrá-lo numa casa de praia na Carolina do Norte. Intrigado ele aceita e faz a viagem. Quando os dois estranhos se cruzam na praia, nasce entre eles uma ligação imediata. O que vai acontecer? Só lendo! Ansiosa? Imaginaaaa! 

prevenda_almasgemeasCrédito da Imagem: Arqueiro

É isso, pessoal. :) Gostaram das novidades? Espero que sim! E tem recadinho para todos os escritores: obrigada pelas histórias incríveis! Aprendo com todas, sem exceção. Vocês merecem todo o meu carinho, gratidão e admiração. Espero um dia fazer parte desse “lado escritor” também. 

Beijos, Carol.

Para ler: Top 5 – Fernanda França

Fan Page ♥ Instagram


1
28.05.2018
* Top 5: Livros com pegada teen! ♥

Ei, Gente! :) Quem ama embarcar em uma história YA (Young Adult)? Não sei vocês, mas eu adoro esses livros de jovens adultos. Sempre tiro uma lição, me divirto e me emociono horrores! Pensando nisso, separei cinco livros com essa pegada mais teen. Não sei ao certo se todos se encaixam nesse gênero, mas já dá para perceber a ideia. Espero que gostem das indicações. Bom post! 

Post PJ - Top 5 - YACrédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Para todos os garotos que já amei (Jenny Han – Editora Intrínseca) 
Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu para os cinco garotos que já amou. As cartas são sinceras, ela não reprime nada. Escreve tudo o que sente, sem joguinhos. Na vida real, ela jamais diria tudo isso a eles. Até que um dia, alguém envia essas cartas aos destinatários. Resultado? A vida amorosa da protagonista vira de pernas para o ar!
Observação da Pequena: Sabe aquele livro amor? É esse! Desse gênero, é um dos meus preferidos. Ah! Tem mais dois, que ainda não consegui ler. E em julho, se eu não me engano, a Netflix vai liberar o filme inspirado nessa história literária. Para saber mais sobre o que achei do romance da Jenny, é só clicar aqui 

2. Os diários de Carrie (Candance Bushnell – Editora Record) 
Sinopse: Um livro que conta o começo de tudo da história de Carrie, aquela de Sex and The City. Sua adolescência, sua família, amigos, amores e como ela foi parar em NY. Também descobrimos como ela se tornou escritora e outros segredos.
Observação da Pequena: São dois livros que abrem os diários de Carrie, mas esse é o meu favorito. Inclusive, amo a série que teve inspirada nele. Mega recomendo, principalmente, se você é fã da icônica série Sex and The City.

3. Amy & Matthew (Cammie McGovern – Galera Record) 
Sinopse: Matthew sabia quem era Amy, mas não fazia a menor diferença! Afinal, ele também sabia quem eram várias outras pessoas e nem por isso era amigo delas. Amy vivia numa cadeira de rodas, não conseguia verbalizar com ninguém. Só com a ajuda de um computador, ela conseguia se expressar. Porém, mostrava para os outros que era feliz o tempo todo. Até o dia em que Matthew disse a Amy tudo o que pensava sobre sua eterna fachada de felicidade. Sendo assim, Amy viu que era exatamente disso que precisava. Durante um período, Amy seleciona alguns “amigos” para ter ajuda extra na escola (pegar livros, colocá-la no carro e tal). A partir daí, Amy e Matthew viram inseparáveis e ela acaba descobrindo que ele também precisa de ajuda (tanto quanto ela). E quando a relação, que começou com uma amizade, se transforma em outra coisa que nenhum dos dois esperava e nem sabem definir, eles percebem que tudo foi dito…. exceto o que mais importava. ;-)
Observação da Pequena: É um dos livros (com essa pegada) mais intensos que já li, mas com uma escrita leve e com personagens bastante ricos. Eu amei e mega recomendo! Quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

4. Confissões de uma garota excluída mal-amada e um pouco dramática (Thalita Rebouças – Editora Arqueiro) 
Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para a casa dos avós em Copacabana (RJ), pois com a crise o pai perdeu o emprego e eles tiveram que sair do lindo apartamento na Barra da Tijuca. Resultado? Sua vida virou de cabeça para baixo! Ela perdeu sua privacidade e sua referências. A parte boa foi se livrar do antigo colégio, onde sofria bullying devido ao seu jeitinho peculiar de ser. O problema é que a nossa protagonista está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola e sem conhecer ninguém. Seus maiores medos: de ser excluída novamente, de não fazer amigos e sofrer com tudo isso! Tetê é uma garota divertida, bem-humorada e que adora cozinhar. Porém, está muito mal. Será? Acontece que uma das características dela é ser (um pouco) dramática! Afinal, no primeiro dia de aula as coisas já parecem um pouco diferentes. Ela já conheceu na prática a palavra amigo! Enfim, com o tempo, ela vai descobrir que sair da zona de conforto e enfrentar seus medos é a única maneira de ser feliz. :)

Observação da Pequena: Tetê nos representa, ao menos, em algum momento da vida. Amei essa história criada pela Thalita Rebouças e recomendo a todos, sem exceção. Solte o lado adolescente que existe em você ou relembre! Quem quiser saber mais, só clicar aqui.

5. À procura de Audrey (Sophie Kinsella – Galera Record) 
Sinopse: Audrey é uma adolescente de 14 anos, que tem uma vida comum. Até que um dia, começa a sofrer bullying no colégio. O que parecia ser só uma implicância “inocente”, acaba mudando radicalmente a rotina da nossa protagonista. Resultado? Ela não consegue mais voltar ao colégio, sente pânico quando tem que encarar alguém desconhecido e se esconde atrás de um óculos escuros, faça chuva ou faça sol. Seu diagnóstico: transtorno de ansiedade social e generalizada, além de episódios depressivos. Mas aos poucos, Audrey começa a se recuperar com a ajuda da Dra. Sarah, que passa desafios como gravar um documentários e ir até o Starbucks. Ela também conta com uma ajudinha extra do amigo do seu irmão: o Linus. O que era uma conversa fora dos “padrões” vira uma relação incrível, que afeta todos da história.
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, mas é Sophie Kinsella, né? Então, não poderia ficar de fora desse Top 5. Além disso, tem umas lições bem bacanas. Quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

***

É isso, gente!  Claro, que a lista vai além. Quem tiver mais indicações, é só acrescentar nos comentários. E quem já leu algum desses, conta o que achou. ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Top 3 – livros caninos!

Fan Page ♥ Instagram   


0
16.08.2017
* {Beda 16} – PJ Leu: Minha vida não tão perfeita! ♥

E a dica literária do dia é Minha vida não tão perfeita, da autora queridinha (por mim) Sophie Kinsella. O livro, que foi publicado pela Record, fala sobre um tema bem atual: afinal, será que a vida daquela pessoa é tão maravilhosa quanto imaginamos? Espero que gostem e boa resenha! 

PJ Leu - Minha vida não tão perfeitaLivro: Minha vida não tão perfeita | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Cat Brenner tem uma vida perfeita! Ela mora em um flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil mara no Instagram. Mas ela não conta a real que está por trás disso tudo. Por exemplo? Ela até mora em um flat, mas em um quartinho minúsculo com pessoas bem peculiares. Seu trabalho na agência de publicidade é burocrático e nem tão legal. E o dia a dia que ela compartilha em ser perfil, não reflete exatamente a realidade. Ah! Outro detalhe: seu nome verdadeiro é Katie.

Porém, um dia, seus sonhos se tornarão realidade, né? Bom… A vida dela vira de cabeça para baixo, quando a chefe Demeter, bem-sucedida, a demite. Daí, ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset, sua cidade natal. Enquanto busca um emprego, Cat (ou Katie) decide ajudar o pai e a madrasta no novo negócio deles: transformar uma fazenda em um glamping (camping de luxo).

Só que é justamente nesse local, que a nossa protagonista tem a oportunidade de ficar cara a cara com a sua ex-chefe. Será que ela vai finalmente colocar a megera no seu devido lugar ou mudar de opinião? Afinal, ter uma vida (não tão) perfeita assim é ruim? *mistério* ;-)

Minha opinião:  O que falar desse livro? É aquele tipo de leitura leve, divertida e que carrega muitas verdades atuais. Tipo? A parte que a gente não conta por trás das fotos “perfeitas” e como julgamos as pessoas de forma errada. Às vezes aquela chefe, nem é tudo o que aparenta e pode surpreender se dermos uma chance. Nem toda atitude é por mal. Mas ainda bem que vem a vida e mostra a realidade para a gente.

Gostei muito da forma como a autora contou a história e dos personagens que ela inventou. A Katie é uma comédia e bem gente como a gente! Me lembrou um pouco a Becky Bloom e dá para ver direitinho a evolução dela no decorrer dos capítulos. A Demeter é surpreendente, o pai e a madrasta são as melhores pessoas. O Alex? De arrancar suspiros! As amigas do trabalho? Prefiro não comentar para não dar spoiler.

O final me pegou de surpresa, mas achei bem criativo. Aliás, cada página te prende. Por maior que seja a história, é o tipo de livro que a gente devora em poucos dias e abraça quando chega ao fim.  E como sempre: tirei lições bem valiosas. A proposta do livro, pelo que eu entendi, não é mostrar que você não pode tirar foto de tal coisa e postar, mas acho que é ser um pouco mais verdadeiro. Não viver tanto de aparência! A vida pode ser boa, claro, porém contratempos acontecem com todo mundo e tudo bem.

Enfim, amei. Já li muitos livros da autora, mas esse ganhou um lugarzinho especial no meu topo dos preferidos.  Destaque também para a capa e o título. Eles têm tudo a ver com a trama.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo!

Beijos, Carol.

 Para ler: Nossa música 

Fan Page ♥ Instagram 


5

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019