02.10.2019
* PJ Leu: Teto para dois! ♥

Ei, Gente! :) O mês de setembro foi repleto de leituras incríveis e o último livro que li foi “Teto para dois“, da autora Beth O’Leary. Comprei esse romance na Bienal e valeu cada página! Além da capa chamar a atenção, o conteúdo é maravilhoso. Bem diferentão… Afinal, imagina alugar um apartamento, com apenas uma cama e dividi-la com um completo estranho? Então, vamos lá? Boa leitura! 

PJ Leu - Teto para doisLivro: Teto para dois | Editora: Intrínseca | Autora: Beth O’Leary
Crédito da imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Depois de três meses do fim do relacionamento, Tiffy finalmente sai do apartamento do ex-namorado. Agora ela precisa para ontem de um lugar barato para morar. Contrariando os amigos, ela topa um acordo bem inusitado.

Leon, por sua vez, está enrolado com questões financeiras e tem uma ideia pouco convencional: sublocar seu apartamento, onde fica apenas na parte da manhã e de tarde nos dias úteis, já que passa os fins de semana com a namorada e trabalha como enfermeiro no turno da noite. Mas existe um detalhe… O lugar tem apenas uma cama!

Sem nunca terem se encontrado pessoalmente, Tiffy e Leon, fecham um contrato de seis meses e passam a resolver as questões do dia a dia por post-its espalhados pela casa. Mas será que tudo isso resiste a um ex obsessivo, uma namorada pra lá de ciumenta, irmão preso e amigos superprotetores? ;-)

Opinião da Pequena: Eu sei. Pareço repetitiva, mas esse livro é MUITO BOM. Com letras garrafais mesmo! Foi um dos livros que mais me chamou a atenção na Bienal e não me arrependo nadinha de ter comprado. A premissa é bem boa e diferente de tudo que já li! E o melhor: a autora não deixa para colocar todos os pingos nos is só no último capítulo, sabem? Mil pontinhos para ela! 

Vamos aos personagens principais? Tiffy já passou por poucas e boas, mas é uma personagem que inspira. Sempre irreverente e de bom-humor! Fiquei imaginando cada look dela. Leon é tímido, na dele, mas é o tipo de crush literário perfeito, na medida certa. Adorei as conversas através de post-its e deu vontade de conversar com o meu namorado por esse meio também hahaha. Os amigos, colegas de trabalho, ex-namorados e atuais ganham destaque na história. Adorei os pacientes, principalmente a Holly. A família também é uma parte bem importante nesse livro! Aliás, a relação entre e o Leon e o irmão é incrível. E o que falar do Mo? Se eu não tivesse a minha terapeuta, iria querer me consultar com ele :)!

A autora trata de assuntos bem importantes, como relacionamento abusivo, de uma forma que faz o leitor refletir. Nada se resolve como um passe de mágica e isso faz a diferença! É tudo com muita delicadeza e certa leveza. Acho que traz proximidade entre os personagens e os leitores! Se você passa por isso, já passou ou conhece alguém que passe, vale indicar e/ou embarcar nessa história, que não é apenas um romance digno de contos de fada!

O final é de arrancar suspiros e tem tudo a ver mesmo! Fiquei apaixonada e, digamos, que rolaram algumas lágrimas. Claro que senti falta de algumas coisas, como um desfecho mais explicadinho do irmão do Leon e a Kay que sumiu muito rápido. Mas não vou entrar em muitos detalhes para não dar spoiler, ok? Ah! O livro traz lições incríveis: o inusitado, às vezes, traz surpresas incríveis. Se permita, vá no seu tempo e sempre valorize os amigos e, claro, a família. Cada caso é um caso, óbvio, mas deu para entender.

Enfim, não sei se esqueci de mencionar algo, mas de uma coisa eu sei: POR FAVOR LEIAM ESSE LIVRO! E já leu esse livro? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo MUITO! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Não se esqueça de Paris

Fan Page ♥ Instagram 


1
05.08.2019
* PJ Leu: A casa dos novos começos! ♥

Ei, Gente! :) Para tirar o pó do blog, trouxe uma dica literária: A casa dos novos começos, da autora Lucy Diamond. O livro faz parte de uma série de “Romances de Hoje“, publicada pela Editora Arqueiro. É uma história que aquece o nosso coração, de um jeito leve e inspirador. Vamos lá? Boa resenha! 

PJ Leu - A casa dos novos começosLivro: A casa dos novos começos | Editora: Arqueiro | Autora: Lucy Diamond
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Uma terrível descoberta leva Rosa a largar uma carreira de sucesso em Londres e, num impulso, recomeçar a vida como sous-chef em Brighton. O trabalho é árduo e estressante, mas a distrai. Bem, pelo menos até ela conhecer a adolescente emburrada que mora no apartamento ao lado, que a faz questionar suas escolhas. Já Georgie, se muda para o Sul com o namorado, Simon, atrás de uma incrível oportunidade… para a carreira dele. Mas está determinada a ser bem-sucedida como jornalista e faz de tudo para trabalhar para uma revista local. A princípio, a cidade parece recebê-la de braços abertos, mas não vai demorar muito até ela se meter em várias enrascadas. Por fim, mas não menos importante, temos Charlotte, que após uma grande tragédia, passa as noites isolada em seu novo apartamento. Mas graças a Deus, tem Margot, uma senhorinha que mora no último andar, tem outros planos para ela (e que planos!!). Querendo ou não, Charlotte, terá de encarar o mundo real e suas incríveis possibilidades. Então, quando as três se conhecem, a esperança renasce, uma amizade surge e um novo e energizante capítulo se inicia!

Minha opinião: Ele é mais intenso que “A pequena livraria das sonhos“, mas sem dúvida, é o meu preferido dessa série de livros, até o momento!  Amei tanto, que fiquei com uma resseca literária daquelas. A construção de capítulo, a forma como a autora conta cada história, é surpreendentemente boa. Que escrita! Te prende, te ensina e, por incrível que pareça, não dá para sacar o que vai acontecer logo de cara. E eu amo clichê, mas ficar sem saber no que vai dar, dá um frio bom na barriga, sabem?

Todas as protagonistas são maravilhosas! Cada uma traz consigo, histórias que nos fazem notar que recomeços são sempre bem-vindos. Todos os capítulos mexem com a gente, de uma maneira leve, intensa e reconfortante. E a gente aprende muito com cada uma e, claro, com personagens secundários, como a hilária Margot. Aliás, prestem atenção nessa senhorinha e no seu lema de que, às vezes, é bom não usar a tal da sabedoria o tempo todo. Talvez essa filosofia de vida, deixe a gente mais leve, arriscando, sem se cobrar tanto. E calhou muito essa lição no meu momento de vida atual e, dentre tantas, foi a que mais amei!

Quanto as protagonistas: Rosa se superou e teve aquela vingança perfeita e um final incrível. Quem diria! Charlotte, deu a volta por cima e mostrou que é preciso recomeçar todos os dias e, se tiver um príncipe real, melhor ainda. Georgie? A história da anterior me fez chorar, mas os capítulos finais dela, nossa me fizeram soluçar. Relacionamentos são difíceis e uma segunda chance, em alguns casos, deve ser considerada. Confesso que julguei, mas ao final das últimas páginas fiquei sorrindo de orelha a orelha. Não é necessariamente o que eu imaginava, mas quando terminei a leitura, entendi direitinho. Afinal, todos cometem erros e ser radical não leva a nada! Obrigada, Lucy, por ter me tirado da zona de conforto!

67817060_404145843785081_3824834459178369024_nAlguns dos melhores trechos!

Ah! Claro, que nem  tudo são flores e, senti falta de algumas explicações mais detalhadas (digamos assim) no caso da Charlotte. Amei o Nate, a vizinha emburrada e tudo que ela e sua família trouxeram para a Rosa. A administradora e seu filho são chatos, porém, ótimos hahaha. E Georgie é uma das melhores jornalistas. Aliás, me inspirou muito! E o que falar da capa? Traduz o livro e o deixa ainda mais inesquecível. No mais, só lendo para absorver um dos romances mais incríveis que já embarquei! Recomendo e MUITO! ♥

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! ;-)

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – Álbum de Casamento

Fan Page ♥ Instagram


3
20.06.2019
* PJ Leu: A pequena livraria dos sonhos! ♥

Ei, Gente! Aproveitando o feriadão? Espero que sim! Aliás, hoje foi dia de terminar uma leitura que deu dó de chegar ao fim: A pequena livraria dos sonhos, da Jenny Colgan. O livro que foi publicado pela Arqueiro, faz parte do projeto “Romances de hoje“. É uma história encantadora e que faz a gente amar ainda mais esse mundo dos livros! Vamos lá? Boa resenha. 

IMG_8996Livro: A pequena livraria dos sonhos | Editora: Arqueiro| Autora: Jenny Colgan
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas, afinal, ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Porém, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, nossa protagonista não tem ideia do que fazer. Então, se depara com um anúncio de classificados de uma van, que te chama atenção e tem um clique: por que não transformá-la em uma livraria volante e transformar vidas em cada lugar por onde passar. Seu primeiro destino: um vilarejo em Terras Altas, na Escócia. Por lá, descobre um mundo de aventuras, romances e talvez, o seu verdadeiro lar doce lar.

Minha opinião: Todo mundo sabe que eu amo chick lit e quando descobri esse novo projeto da editora Arqueiro, fiquei muito ansiosa para embarcar nas histórias. E esse foi o livro que mais me despertou curiosidade. Afinal, livros que falam sobre livros, normalmente, são incríveis e esse é um dos melhores. Sem mencionar a capa maravilhosa, né?

Mas vamos lá: esse é o 1º livro da autora que eu embarco e achei a escrita dela deliciosamente leve e doce, como a Sophie Kinsella descreveu. Bem do jeitinho que eu gosto! A premissa é interessante, principalmente, para quem é leitor assíduo. É quase impossível não ter vontade de comprar uma van e transformá-la numa livraria e correr para a Escócia. Algumas partes, eu tive a sensação de que a escritora teve de resolver de última hora, mas é só um mero detalhe diante de tantos capítulos, que prendem a nossa atenção. Fiquei apegada e eu não queria terminar de jeito nenhum!

E a gente, de cara já se identifica com a Nina. Ela é pequenina, sonhadora e bem girl power, de um jeito único. Uma protagonista que, sem dúvida, inspira. Profissionalmente e emocionalmente.  Ah! Destaque para os livros que são citados no decorrer das páginas, conhecia muitos e fiquei bem feliz. Me sinto um peixinho fora d’água quando não sei de nenhum e olhem que eu leio bastante! Sobre alguns personagens: Lennox é o meu atual crush literário e a Surinder é mega amiga e pé no chão.

No mais, tiramos várias lições e a paixão pelo mundo literário só aumenta. Fato que não existe essa história de não gostar de ler. E se alguém tem essa sensação, calma, que a Nina vai achar o livro ideal para você.  Pode acreditar, ele existe! E como livros aproximam, de um jeito ou de outro, né? É nítido isso na Pequena Livraria dos Sonhos. E mais um detalhe: bem que histórias literárias poderiam dar em árvores, né? Amei essa parte.

É isso. Recomendo muito essa história, que vale cada parágrafo escrito! 

Já leu? Conta o que achou! Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Mas tem que ser mesmo para sempre?

Fan Page ♥ Instagram 


3
25.03.2019
* PJ Leu: Um verão na Itália! ♥

Ei, Gente! :) Para quem gosta de romance ou deseja embarcar em uma história literária mais romântica, de arrancar suspiros, a dica é: Um verão na Itália, da autora Carrie Elks. Publicado pela Verus Editora, é um daqueles livros que a gente tem vontade de colocar em um potinho, mas com algumas ressalvas. Enfim, vamos lá? Boa leitura!

PJ Leu - Um verão na ItáliaLivro: Um verão na Itália | Editora: Verus | Autora: Carrie Elks
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 3 livros!

Sinopse: Cesca Shakespeare chegou ao fundo do poço. Depois de escrever uma peça de teatro premiada que acabou em desastre, o bloqueio criativo se instalou sem previsão de ir embora. Seis anos mais tarde ela acabou de perder mais um emprego pavoroso e está prestes a ser despejada de seu apartamento. Pior ainda, suas irmãs não fazem ideia de como sua vida vai mal. Assim, quando o seu padrinho lhe arruma uma temporada de verão em uma villa italiana, sem ter de pagar nada por isso, Cesca concorda, meio a contragosto, em ir para lá e tentar escrever uma nova peça. Isto é, antes de descobrir que a casa pertence a seu arqui-inimigo: Sam Carlton.

Quanto a ele, mais uma vez se depara com o seu nome em todas as manchetes pelas razões erradas. O galã de Hollywood decide correr para um lugar que possa se esconder e nada melhor do que a villa italiana de sua família. Só que quando chega lá, descobre que não está sozinho e terá de enfrentar o seu passado. No começo, a raiva se instala e depois uma atração entre os dois surge. Mas afinal: será que a história entre Cesca e Sam é apenas um caso de verão arrebatador ou um amor de todas as estações? ;-)

Minha opinião: Sabe aquele meme que tem um leitor de fora só observando os dois protagonistas que se odeiam, porém, está na cara que ambos vão se apaixonar? Esse livro é o próprio! A gente só observa a Cesca e o Sam e o desenrolar dessa história de verão. ;-) Falando nisso, o enredo é clichê e confesso que desejei alguma reviravolta mais chamativa, porém… Me apaixonei do mesmo jeito e desejei guardar o livro em um potinho, viajar para a Itália e me hospedar na villa, claro.

A autora é bem detalhista e alguns capítulos, digamos, que são bem picantes! Mas também tem muita parte fofinha, tipo na hora da quebra de bloqueio de escrita da Cesca! Foram as minhas cenas favoritas. Sobre os outros personagens, alguns são de extrema importância e mereciam mais destaque, como o padrinho e as irmãs. Outros? Não faço a mínima ideia de como pararam ali. Falando nisso, amei a Gabi e a mãe do Sam. Espero vê-las, nem que seja um pouquinho, nos próximos livros (sim, vamos ter mais quatro pelo que eu entendi)! E o casal protagonista? Conquista, principalmente, o Sam. Por incrível que pareça, achei ele um pouco mais maduro que a Cesca. Porém, é óbvio que os dois amadurecem bastante!

Resumindo, o romance é de arrancar suspiros, mas com algumas ressalvas. Vale a leitura para tirar a sua própria conclusão. E palmas para a capa linda, é uma das minhas preferidas da vida! No mais, amei a escolha do cenário do livro e, de um modo geral, a história. Também não posso esquecer de uma das lições mais importantes que tirei: as nossas atitudes muitas vezes valem mais do que as consequências.

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! 

Beijos, Carol.

Post Antigo: Uma noite com a Marilyn Monroe

Fan Page ♥ Instagram


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019