28.08.2019
* Comprinhas de papelaria na Liberdade e outros! ♥

No último fim de semana, fui para a terra da garoa E uma das coisas que mais amo em São Paulo é o bairro Liberdade. Afinal, lá encontramos papelarias com produtos bem fofos! Dessa vez, eu tentei ser bem controlada e busquei por coisas que não encontro com tanta facilidade aqui no Rio de Janeiro. Mas calma! Nesse post também têm dois itens em homenagem aos 10 anos do blog. Enfim, vamos morrer de amores comigo? ;-)

Para começar, vocês sabem do meu amor por adesivos. Daí, andando por acaso na Liberdade, dei de cara com a Fancy Goods, uma lojinha que já estava querendo conhecer há séculos. Fiquei louca pelos adesivos e comprei os que mais amei, principalmente esse das carinhas. Cada um custou R$ 9,00! E aí, depois fui na clássica Haikai e lá eu quase surtei com esse kit de capinha para lápis, que por mais que seja uma frescurinha, é tão linda, que não teve como deixar para lá. Essa comprinha custou R$ 11,50 e rendeu uma pequena blogueira feliz! =D

PJ - Comprinhas Liberdade - 1Crédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista 

Um dos meus objetivos na Liberdade era comprar um novo chaveiro. Daí, na Haikai encontrei esse de caderno. Sério! Impossível ser mais a minha cara, né? E até dá para usar as folhinhas, porém, por motivos de peninha, não vou hahaha. Esse custou R$ 12,50 e achei um preço bem ok!  Voltando para a Fancy Goods, lá encontrei algumas opções de papel de carta lindas! Levei para casa esse modelo, com envelope e adesivos. Achei tão anos 90, que não resisti hahaha. Saiu por R$ 13,50 e achei bem tranquilo o valor. E agora um item aleatório: finalmente, encomendei um bloquinho do Pequena Jornalista. Fiz a arte com a Rê Lustosa e a impressão lá na 360 Imprimir! Fiquei bem feliz com o resultado e fiquem de olho que vai rolar sorteio desse bloquinho lá no Instagram do PJ. ;-)

PJ - Comprinhas Liberdade - 2Crédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista 

E falando no niver do blog, encomendei para o primeiro sorteio que está rolando lá no Insta um planner de futuras compras de livros, da lojinha da Rê Lustosa. Achei bem fofinho e óbvio que comprei um para mim também. =) E as últimas comprinhas na Liberdade foram essa mini caneta com várias cores (Que não lembro o valor) e uma washi tape dourada (R$ 9,90) para fechar os pacotes do Brechó (Ainda não segue? Têm vários desapegos literários por lá: @um_mundo_de_brecho). Ambas foram na Haikai! 

PJ - Comprinhas Liberdade - 3
Crédito das Imagens e Montagem: Pequena Jornalista 

É isso, pessoal. Gostaram? Podem opinar à vontade! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Últimas comprinhas de papelaria

Fan Page ♥ Instagram   


1
01.07.2019
* PJ Leu: Confissões de uma terapeuta! ♥

Ei, Gente! Nada melhor do que começar o mês com uma indicação de um livro, que aquece nosso coraçãozinho e faz a gente amar ainda mais chick lit, né? O PJ Leu da semana é “Confissões de uma terapeuta“, da autora Rê Lustosa. Vamos lá? Boa leitura! ♥ 

PJ Leu - Confissões de uma terapeutaLivro: Confissões de uma terapeuta | Editora: Lura | Autora: Renata Lustosa 
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Melissa Belinque é uma garota planejada. Muito planejada. Apaixonada por seu melhor amigo e formada em psicologia, ela é uma terapeuta especializada em relacionamento, porém, nunca esteve em um. E o que fazer quando, numa reviravolta do destino, Mel descobre que uma de suas pacientes está completamente apaixonada (e é recíproco) justo pelo mesmo boy que ela? Bom, nossa protagonista terá de correr atrás do prejuízo e impedir que o grande amor de sua vida e seus planos mega certos sejam passados para trás!

Minha opinião: Chick lit, muitas vezes, é dito como uma leitura rasa, apenas uma distração! Nada contra um livro ser apenas uma distração, mas esse gênero, normalmente, me ensina tantas coisas, que acho bem injusto sofrer preconceito literário. E “Confissões de uma terapeuta” é assim: leve, divertido e cheio de aprendizados! Bom, pelo menos para mim. Amei que a autora conseguiu abordar questões como ansiedade, TOC, bullying e quilinhos a mais de um jeito sério, mas sem perder a leveza que o tipo de história pede. Acho que entra muito mais na cabeça do leitor, sabem?

Mas vamos aos personagens? Começando pela nossa protagonista Mel. É quase impossível não se identificar com ela e descobrir que a gente não está sozinha nesse mundo. Ela é incrível! Mesmo a gente querendo ter uma conversa digna de Dr. Julio (outro personagem incrível) com ela. É bem visível o crescimento dela no decorrer dos capítulos. E eu amo isso! A Alana é aquela paciente que dispensamos, mas pessoas assim tendem a nos ensinar muito. E a protagonista foi bem profissional e não deixou atrapalhar muito a sua paixonite na hora de cada sessão.  A Pati é bem doidinha fofa, o Rafa meio sei lá e o Leo é o meu atual crush literário. Digamos que foi amor à primeira vista! E a sua segunda paciente é a melhor de todas. Prestem atenção nessa garotinha também, que dá muitos tapas (do bem) na sociedade! E amei a estilista e suas palavras que vão ficar para a vida “você pode usar o que você quiser, querida”.  Iolanda não apareceu muito na história, mas foi aquela personagem que marcou! E a mãe da Mel na palestra? Compete muito sério com a mamy da Becky Bloom e a minha hahaha. Rendeu ótimas risadas e conversas bem maravilhosas!  A-D-O-R-E-I!

No mais, o contexto é bem bom e prende a gente do início ao fim! A escrita da Rê é deliciosa! É impossível querer largar a leitura no meio do capítulo. A construção da história foi muito bem bolada e amei as sacadas da Mel e suas observações. Destaque também para o nome de cada capítulo e a diagramação. Deu um toque a mais! E, claro, que o conteúdo é repleto de lições. O que eu mais aprendi foi sobre aqueles planos, que a gente cisma e não deixa de lado por nada nesse mundo. Vi que é bom ser organizada, ter tudo na mente. Mas na dose certa, se não o plano “B”, vira plano meio, desculpa o termo, de b de “babaca” (como a própria Mel diz). Às vezes, é bom deixar a vida fluir. Porém, isso não significa que você deve ficar sentada no sofá sem fazer nada, ok? Talvez, um equilíbrio entre a protagonista e a mãe dela, seja uma boa forma de levar o dia a dia! E outro aprendizado é que uma atitude muda tudo, prova viva é a relação da Melissa com a sua secretária.

E, gente! Quem fica meio assim com psicólogo, psiquiatra e tal… Leiam esse livro! É um investimento que a gente faz para a nossa saúde mental! E, obrigada, Rê, por abordar esse tema tão bem! Enfim, é o típico livro que faz a gente amar a capa, mas quando embarca, faz o leitor abraçar a história bem apertado. Falando nisso, o final é simplesmente lindo! Dá uma ressaca literária, mas a certeza de que esse chick lit vai seguir com a gente para todos os outros capítulos da nossa vida, é certeira, viu? “Confissões de uma terapeuta” é sobre amor, amizade, profissão (que a propósito faz a gente não desistir, mesmo que seja bem difícil), planos e outros temas que volta e meia podem aparecer na corrida do nosso livro real. Sem dúvida, entrou para a minha listinha de favoritos. 

PJ Leu - Confissões de uma terapeuta - TrechoCrédito da imagem: Pequena Jornalista

É isso, pessoal. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo muito!

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Entrevista – Rê Lustosa

Fan Page ♥  Instagram


4

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019