04.04.2019
* Top 3: Jane Costello! ♥

Ei, Gente! :) Todo mundo sabe que a minha autora gringa favorita é a Sophie Kinsella. A segunda? Apesar de eu estar no segundo livro ainda, a Jane Costello atualmente ocupa esse lugar! ^^ Uma escrita, leve, divertida e que deixa o meu amor por chick lits ainda mais forte. Pena que ela tem pouco livro publicado aqui no Brasil. Bom, isso foi o que eu pesquisei. Não sei ao certo se ela publicou mais, porém, dando uma olhadinha no Insta dela acho que sim. Enfim, mesmo com esses “poréns”, fiz um top 3 com histórias literárias dela. Vamos lá? Bom post! 

Top 3 - Jane CostelloCrédito das imagens: Saraiva 
Crédito da montagem: Pequena Jornalista

1. Damas de Honra 
Sinopse: Quando Evie Hart, uma jovem e sonhadora jornalista, aceita ser dama de honra de Grace, sua melhor amiga, ela percebe que isso é o mais perto que conseguirá chegar do altar. Aos 27 anos, Evie nunca experimentou aquela sensação de frio na barriga, do coração parecer estar saindo pela boca ao chegar perto de alguém especial. Mesmo sabendo que relacionamentos não são seu forte – e que, por mais encantada que fique por um namorado, não consegue suportá-lo por mais de três meses. E quando Evie põe os olhos em Jack, seu mundo dá uma guinada. É amor à primeira vista. Lindo, charmoso, inteligente, bem-humorado, ele até seria capaz de fazê-la pensar em um relacionamento sério… Mas de onde saiu esse deus grego a quem nunca foi apresentada? Para decepção de Evie, Valentina, sua amiga mais deslumbrante e incrivelmente sexy está saindo com ele. Ou estava, porque Jack rapidamente deixa claro que Valentina não é dona do seu coração. Evie fica maravilhada com a perspectiva de um romance, porém, sua vida está longe de ser perfeita. Ela precisa trabalhar duro no jornal para mostrar seu valor. Enquanto isso, sua amiga de infância, Charlotte, que sempre se sentiu excluída por ser gordinha, decide mudar completamente o visual – com direito até a um namorado misterioso! E Georgia, uma amiga da faculdade, está de casamento marcado. Para completar, sua mãe anuncia que também vai se casar. De vestido verde! Como se não fosse o bastante, seu ex-namorado parece persegui-la por todos os lugares.
Observação da Pequena: Eu lembro que ganhei esse livro de várias amigas, porque digamos já fui madrinha algumas vezes hahaha. A capa e o título me chamaram atenção, mas o conteúdo é, sem dúvida, a melhor parte. Amei a história e tenho esse livro na minha pilha de livros que não dou por nada nesse mundo!

2. Corra, Abby, Corra
Sinopse: Abby nunca foi de se preocupar com hábitos saudáveis. Aos 28 anos, ela acaba de fundar a própria empresa de web design, e sua rotina parece consumir todo o seu tempo. Ela não tem a menor ideia de quando foi a última vez que deu um beijo apaixonado. E o pior: mal tem tempo para comer, malhar então… nem pensar. Mas quando sua melhor amiga a convida para participar de um clube de corrida, a jovem empresária encontra uma motivação: Oliver, charmoso e bem-sucedido médico que parece estar interessado em suas investidas. Seu primeiro dia de corrida, entretanto, não acaba como imaginou e ela jura que nunca mais vai correr. Até o dia em que sua assistente Heidi revela ser portadora de esclerose múltipla. A partir daí, Abby vê nas corridas uma forma de arrecadar fundos para a pesquisa da cura para a esclerose. Só que ela precisa de muito fôlego para gerenciar a empresa, lidar com sua operadora de seguro para arcar com o prejuízo de um motoqueiro que ela atropelou por acidente, e ainda conquistar o Dr. Sexy. Mas o que Abby não imagina é que pode estar correndo atrás do homem errado…
Observação da Pequena: Esse é o meu segundo livro da Jane e ainda não terminei, mas sério, por enquanto, é o meu favorito dela. Sério, não dá vontade de parar de ler, mas infelizmente preciso dormir e tenho outras coisas para fazer. Mas, no momento, só queria ler Corra, Abby, Corra. Assim que eu acabar, posto resenha aqui, ok?

3. Quase Casados
Sinopse: Para Zoe Moore, o dia de seu casamento foi o mais marcante de sua vida. Ou melhor, o dia em que deveria ter se casado, mas em vez disso, foi largada no altar após sete anos de namoro. Arrasada e disposta a se recuperar, ela decide se mudar de Liverpool para os Estados Unidos e trabalhar como babá. Ao chegar em Boston, ela se depara com a esperta Ruby, prestes a completar 6 anos, o adorável Samuel, que acaba de fazer 3, e o pai deles, Ryan Miller. Seu novo chefe, além de fazer uma bagunça sem precedentes e de ter um mau humor imbatível, é incrivelmente bonito. Depois de um começo um tanto decepcionante, Zoe e Ryan começam a se entender, mas ela está prestes a descobrir que recomeços podem ser mais difíceis do que esperava.
Observação da Pequena: Não sabia que esse livro era dela! Se eu não me engano quase comprei, mas como estava em uma fase meio tensa, desiludida do amor, acabei nem levando. Ou levei e troquei. Não lembro ao certo! Mas agora que descobri que é dela, vou procurar novamente e devorar. Vocês sabem, eu não resisto a um chick lit! 

***

É isso, gente! E o que falar dessas capas? Amo! ^^
Enfim… Vocês já conheciam essa autora? Se alguém souber de outro livro e tal, comenta aí, por favor. No mais, podem opinar à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Post antigo: Top 5 – Lucinda Riley

Fan Page ♥ Instagram 


1
20.02.2019
* Top 5: Sophie Kinsella – Parte 2! ♥

Ei, Gente! :) Há um tempinho, fiz um post sobre cinco livros favoritos da Sophie Kinsella (clique aqui para ler). Desde então, ela lançou outras aventuras literárias! Se você ainda não conhece essa escritora, separei para o post do dia mais cinco histórias escritas por ela. Não necessariamente são as minhas preferidas, mas tudo que é escrito pela Sophie, vale a pena embarcar. Vamos lá? Boa leitura para vocês!

Top 5 - Sophie Kinsella - Parte 2 - PJCrédito da imagem: Pequena Jornalista

1. À procura de Audrey 
Sinopse: Audrey é uma adolescente de 14 anos, que tem uma vida comum. Até que um dia, começa a sofrer bullying no colégio. O que parecia ser só uma implicância “inocente”, acaba mudando radicalmente a rotina da nossa protagonista. Resultado? Ela não consegue mais voltar ao colégio, sente pânico quando tem que encarar alguém desconhecido e se esconde atrás de um óculos escuros, faça chuva ou faça sol. Seu diagnóstico: transtorno de ansiedade social e generalizada, além de episódios depressivos. Mas aos poucos, Audrey começa a se recuperar com a ajuda da Dra. Sarah, que passa desafios como gravar um documentários e ir até o Starbucks. Ela também conta com uma ajudinha extra do amigo do seu irmão: o Linus. O que era uma conversa fora dos “padrões” vira uma relação incrível, que afeta todos da história. ♥
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, viu? Mas ele tem um significado especial, pois tem dedicatória da Sophie. E fala de um assunto bem importante: bullying, mas de uma forma leve. Quem quiser saber mais, clica aqui para ler a resenha.

2. Becky Bloom ao resgate 
Sinopse: Becky Bloom está em uma missão de resgate. Hollywood se mostrou cheia de surpresas, encrencas e confusões. Mas agora ela, a família e seus melhores amigos estão a caminho de Las Vegas dentro de um trailer. Nossa protagonista fará tudo que estiver ao seu alcance para descobrir o que há por trás do sumiço do seu pai e do marido de Suze. Afinal, por que ele precisa tanto ajudar o seu velho amigo Brent, que por sinal ninguém sabe por onde anda? Becky sabe que sua tarefa não é nada fácil, mas está disposta a fazer o que for preciso para desvendar todo esse mistério, inclusive colocar em prática o plano mais audacioso de todos os tempos. Mas será que a estratégia mirabolante irá servir para salvar sua família e seus amigos? As brigas são constantes e os obstáculos são muitos,  mas a gente sabe: ela não desiste tão fácil. ;-)
Observação da Pequena: Eu acho que é o último da série da Becky e deu um apertinho no coração. A história é um pouco previsível, mas é tão divertida quanto os outros livros. Quem quiser saber mais, mas sem spoiler, só clicar aqui.

3. O segredo de Emma Corrigan 
Sinopse: Emma Corrigan tem alguns segredinhos… Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.
Observação da Pequena: Eu li tem um tempinho e ri tanto com esse livro. Essa leitura é especial por dois motivos: primeiro porque vai ter filme e segundo porque no bate-papo com leitores na Bienal do Rio  (2015), a autora contou um pouco como foi a inspiração para criar essa história. Ela disse que estava em um metrô e ele parou, aí teve a brilhante ideia da personagem Emma. Foi algo assim!

4. Minha vida não tão perfeita
Sinopse: Cat Brenner tem uma vida perfeita! Ela mora em um flat em Londres, tem um emprego glamouroso e um perfil mara no Instagram. Mas ela não conta a real que está por trás disso tudo. Por exemplo? Ela até mora em um flat, mas em um quartinho minúsculo com pessoas bem peculiares. Seu trabalho na agência de publicidade é burocrático e nem tão legal. E o dia a dia que ela compartilha em ser perfil, não reflete exatamente a realidade. Ah! Outro detalhe: seu nome verdadeiro é Katie. Porém, um dia, seus sonhos se tornarão realidade, né? Bom… A vida dela vira de cabeça para baixo, quando a chefe Demeter, bem-sucedida, a demite. Daí, ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset, sua cidade natal. Enquanto busca um emprego, Cat (ou Katie) decide ajudar o pai e a madrasta no novo negócio deles: transformar uma fazenda em um glamping (camping de luxo). Só que é justamente nesse local, que a nossa protagonista tem a oportunidade de ficar cara a cara com a sua ex-chefe. Será que ela vai finalmente colocar a megera no seu devido lugar ou mudar de opinião? Afinal, ter uma vida (não tão) perfeita assim é ruim? *mistério* ;-)
Observação da Pequena: Acho que todos os personagens da Sophie me lembram um pouco a Becky, mas dá para ver a essência de cada um, como da Katie. Eu amo essa história e ela é bem atual. Para conferir a resenha, é só clicar aqui.

5. Mas tem que ser mesmo para sempre?
Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro. Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência. Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)
Observação da Pequena: Foi o último livro da Sophie que li e amei cada página. É uma história que todos os casais deveriam ler. Vai por mim! Para saber mais, tem resenha nesse post

***

É isso, gente. Já leu algum? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo! Ah! Todos os livros são do Grupo Editorial Record, ok? Só o primeiro que é de outro selo: Galera Record.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Conhecendo Sophie Kinsella!

Fan Page ♥ Instagram 


2
09.10.2018
* PJ Leu: Em outra vida, talvez? ♥

Ei, Gente! :) E a dica literária da semana é: “Em outra vida, talvez?“, da escritora Taylor Jenkins Reid. Publicado pela Record, o livro me ganhou pela capa, mas o conteúdo é tão mara, que a gente fica triste quando acaba. Gera uma ressaca literária (no sentindo bom) daquelas hahaha! Enfim, vamos lá? Boa resenha para vocês! 

PJ Leu - Em outra vida talvezLivro: Em outra vida, talvez? | Editora: Record | Autora: Taylor Jenkins Reid
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: cinco livros!

Sinopse: Hannah Martin tem quase 30 anos e ainda não encontrou seu lugar no mundo. Ela já morou em Boston, Washington, Portland, Seattle, Austin, Nova York e agora está de volta a Los Angeles. Ela acha que é em sua cidade natal, perto de Gabby, sua melhor amiga, que vai conseguir superar uma grande decepção amorosa e, finalmente, colocar a vida nos trilhos. Para comemorar a mudança, resolve reunir velhos amigos em um bar.

E é lá que encontra um antigo amigo, ex-namorado: Ethan. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Em universos paralelos, conhecemos as duas possíveis escolhas. Ambas com desdobramentos diferentes, mas que fazem parte dela e ensinam o leitor que a vida é feita de escolhas. Boas e ruins, que podem mudar completamente o destino de cada personagem. O resultado? Só lendo mesmo! 

Minha opinião: A capa é linda e o conteúdo mais incrível ainda. No começo, dá a sensação de que a gente vai se perder. Cada capítulo é dedicado ao desdobramento de cada escolha da noite “D”. Mas dá para acompanhar direitinho. É incrível, como uma simples decisão, muda todo rumo de uma vida. Fiquei pensando: será que em uma vida paralela, estou levando dias totalmente diferentes? Talvez, por esse motivo, a gente tenha a sensação, às vezes, de “conheço aquela pessoa de algum lugar” e por aí vai. Mas vai saber… ;p!

Amei e devorei esse livro, como não devoro uma leitura há séculos. Os personagens são incríveis e cada um tem uma importância nas duas vidas da Hannah. Achei bem bacana que em uma das escolhas, conhecemos o valor da família da nossa protagonista. Às vezes, a forma de demonstrar o amor é diferente do que imaginamos, mas continua sendo amor. E o que seria trágico, a autora soube construir uma história apaixonante. Alguns momentos de raiva. Outros só de suspiro!

É um daqueles livros que a gente gostaria de ser amiga da protagonista e queria filme, mas sem mudar nada, ok produção? hahaha =) E, aos poucos, alguns personagens se cruzam e tudo se encaixa. São assuntos relevantes e que nos ensinam, principalmente, que nenhuma escolha é à toa. Tudo tem o lado bom! Amei todos os amigos e familiares que rondam cada página. A família da Gabby é a mais fofa e Ethan é o meu preferido, mas o enfermeiro não fica de fora.

Recomendo e muito a leitura, que a propósito é leve, divertida e que faz a gente suspirar do começo ao fim! E o título? Tudo a ver com o que encontramos nos capítulos. Louca para ler mais livros dessa escritora. Nunca te pedi nada, Record, entre outras editoras do Brasil. ;-)

Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica! 

Beijos, Carol.

Para ler: Poesia que transforma 

Fan Page ♥ Instagram 


1
04.10.2018
* Top 5: Outubro Rosa – São capas rosas! ♥

Outubro rosa pede um top 5 com capas de livros dessa cor,  né?  Ok. Têm tonalidades diferentes, mas quem se importa, né? E são histórias que incluem mulheres inspiradoras, sejam personagens ou não! Amei muito esses cinco livros e mega recomendo cada leitura. Enfim, vamos lá? Bom post para você! ;-)

Top 5 - Capas Rosas - PJCrédito da Imagem: Pequena Jornalista 

1. A dieta das chocólatras (Carole Matthews – Editora Bertrand Brasil) 
Sinopse: Dicas de sobrevivência nos momentos de estresse: respire fundo, conte até três e coma chocolate. Mas quando as quatro amigas (Lucy, Autumn, Nadia e Chantal) convocam um encontro de emergência, elas pulam loga para a terceira dica e se jogam no “santuário”: Paraíso do Chocolate.
Observação da Pequena: Li tem um tempo e nessa época, ainda não fazia resenha literária no blog. Mas lembro que a história me prende e que a cada capítulo, eu acabava com uma caixa de chocolate hahaha. Essas quatro amigas são inspiradoras!

2. Falando o mais rápido que posso (Lauren Graham – Editora Record) 
Sinopse: Em Falando o mais rápido que posso, a intérprete da nossa Lorelai Gilmore faz uma retrospectiva da sua vida e compartilha histórias hilárias sobre amadurecimento, o início da sua carreira de atriz, os desafios de ser uma mulher solteira em Hollywood. Conta também sobre como é sentar em seu trailer no set de Parenthood e perguntar “Será que eu, hmmm, cheguei lá?”. Além disso, fala, em primeira mão, como foi voltar a interpretar uma das personagens  mais queridas da TV e relembra como foi gravar cada ano da série original. Um presente para os fãs e admiradores. Tanto da série quanto da atriz!
Observação da Pequena: Uma ótima forma de matar a saudade dessa personagem icônica. Tem resenha aqui.

3. Bem-casados (Nora Roberts – Editora Arqueiro) 
Sinopse: Laurel McBane teve que batalhar muito para alcançar o grande sonho de ser uma doceira premiada. Agora seus bolos de casamento são verdadeiras obras de arte e conquistam a todos da empresa Votos (que comanda junto com as amigas Mac, Emma e Parker) e clientes.  Após ter conseguido superar um histórico familiar complicado, ela preza sua independência e não aceita que interfiram em suas decisões. Del, irmão de Parker e advogado da empresa, é o grande amor secreto de Laurel. Ele se sente responsável por cuidar não só dos assuntos burocráticos da Votos como também do bem-estar das quatro sócias. Esse jeito superprotetor e paternal estressa a protagonista e gera muitos desentendimentos. Essas diferenças acabam resultando em um beijo ardente, que muda a relação dos dois para sempre. Após o episódio do beijo, ela percebe que a realidade é melhor ainda e ele começa a ver a mulher incrível que Laurel é. Para protagonizar uma linda história de amor, eles terão que conciliar suas convicções e personalidades.
Observação da Pequena: Não foi o meu livro favorito da série, mas a capa é uma das mais lindas. Tem resenha aqui.

4. Uma noite com Marilyn Monroe (Lucy Holliday – Editora Harper Collins) 
Sinopse: Os últimos meses passaram como um furacão pela vida de Libby Lomax. Depois das confusões em que a atriz não tão bem-sucedida se meteu com a ajuda da diva Audrey Hepburn, ela namorou o cara mais gato do planeta, o Dillon O’Hara, e parece ter encontrado uma alternativa profissional melhor que a outra. Porém, seu otimismo tem prazo de validade. Principalmente, no quesito vida amorosa! Ela logo percebe que ele não é, nem de longe, o namorado perfeito. Daí, é obrigada colocar os pés no chão. Então, mergulha de cabeça em um relacionamento novo e, além disso, está determinada a se dedicar mais a Olly, seu melhor amigo, antes da inauguração do novo restaurante dele. Apesar das boas intenções, nossa protagonista acaba se distraindo quando um Dillon arrependido volta à cena. Daí, quando outra convidada inesperada – Marilyn Monroe – aparece, ela está disposta a qualquer coisa para fazer tudo voltar ao normal. O problema é que Olly parece ter encontrado outra pessoa para o cargo de “melhor amiga” e, de repente, Libby se vê prestes a perder algo que significa muito. Agora a pergunta que não quer calar: será que Marilyn pode ser a chave para finalmente colocar a vida de Libby nos eixos? ;-)
Observação da Pequena: O primeiro da série é bem melhor, mas esse não deixa a desejar e surpreende a gente! Tem resenha aqui. E quando eu crescer quero ser amiga da Libby hahaha!

5. Chata de Galocha (Lu Ferreira – Editora Gente)
Sinopse: Pessoas “Chatas de Galocha” buscam pequenos prazeres em todas as áreas da vida: receitas deliciosas, viagens divertidas, momentos incríveis mesmo nas horas mais simples. Um bom Chato de Galocha faz questão de aproveitar todos os momentos que são proporcionados. Este livro é um guia de referência para quem gosta de desfrutar o melhor a cada segundo. Entre muitas outras coisas, aqui você encontra: sugestões para um guarda-roupa eficiente e inteligente. Dicas de cuidados que vão fazer você se sentir bem. Receitas infalíveis para receber bem quem você ama. Dicas de lugares bacanas nas principais cidades do mundo, aprovadas pela Chata de Galocha.
Observação da Pequena: Livro impecável, como tudo que a Lu faz, gente! Tem resenha aqui

**

Agora me contem: qual é o top 5 de vocês de livros com capas dessa cor? E já embarcaram em alguma história que citei no post? Podem opinar à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Outubro Rosa – Histórias Reais

Fan Page ♥ Instagram 


2
19.09.2018
* PJ Leu: Mas tem que ser mesmo para sempre? ♥

Ei, Gente! :) Vamos de dica literária hoje? Dessa vez, a resenha do mais recente livro da minha escritora gringa favorita: Mas tem que ser mesmo para sempre?, de Sophie Kinsella, publicado pela Record. Se você ama chick-lit e a Sophie, não pode deixar de ler essa história repleta de surpresas. Vamos lá? 

PJ Leu - Mas tem que ser mesmo para sempreLivro: Mas tem que ser mesmo para sempre? | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: cinco livros!

Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro.

Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência.

Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)

Minha opinião: Todo casal deveria ler essa história.  Acho que os romances durariam mais, tipo, uns 68 anos hahaha. O amor seria menos descartável. Mas vamos lá… Sylvie e Dan tem tudo que um casal protagonista tem de ter no livro da Sophie: carisma, cenas e diálogos divertidos. São gente como a gente e eu adoro isso nas histórias dela. A Sylvie me lembrou um pouco a Becky (Delírios de Consumo), mas com algumas diferenças. Ela é doidinha e faz cada plano mega hilário, mas digamos que é um pouco mais pé no chão. Dan, confesso que fiquei com um pouco de raivinha, mas a gente entende no final. As gêmeas são uns amores…. E os vizinhos? Os melhores! Já a mãe dela, vive um pouco numa bolha, mas não é cruel. O pessoal do trabalho? Sra. Kendrick virou a minha ídola.

No meio da leitura, achei que as coisas teriam um outro rumo. Principalmente, com o sobrinho da chefe dela. Mas digamos que curti. Sem spoiler, juro! E Mary? Quase julguei, mas deu tudo certo! E o pai? Esse sim é cheio de surpresas. Nessa hora, a história fica meio tensa, mas é bom para ver que nem nos livros a vida é um mar de rosas. Nem mesmo com as pessoas que mais amamos no mundo. Vamos para o desfecho? Sensacional e a presença do médico, foi a melhor! E para variar, aprendi muito com o livro. Principalmente, aproveitar um dia de cada vez. Não importa se é para sempre, se é temporário, o importante é ir aos poucos, sem colocar muita pressão. Ah! E se a gente não mudar, nada muda! Às vezes, é preciso encerrar ciclos, para iniciar outros tão melhores quanto. A vida é repleta de desafios e no final, esse Projeto Surpresa do casal valeu cada susto! ;-)

Por fim, sobre a capa: achei bem fofa! O título? Até tem a ver, mas não sei, achei meio grande, mas é só um mero detalhe. Mega recomendo a leitura!

Já leu? Conta o que achou! Ainda não? Fica a dica!

Beijo, Carol. 

Para ler: PJ Leu – A luz que perdemos

Fan Page ♥ Instagram 


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019