29.08.2020
* Beda 29 – Eu amo moletom (colorido)! ♥

Ei, Gente! :) Eu já falei algumas vezes aqui no blog que sou apaixonada por moletom. Quanto mais divertido, melhor! Mas sabe o que andei reparando? Que no meu guarda-roupa, os meus não fogem muito do preto, branco e cinza.

Eu sei que o frio já está quase dando adeus, mas acho que essa peça nunca fica fora de moda. Principalmente, naqueles dias que a gente quer curtir a nossa casa, lendo um bom livro e tal. Porém, nada impede de dar um toque de diversão em looks para sair.

Enfim, pensando nisso tudo, separei cinco moletons coloridos para comprar futuramente. Vamos lá? Bom post. ♥

Crédito das Imagens: Loja Ophelia e C&A
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

Como falei aqui nesse post, estou adorando a tendência tie-dye. E quando eu vi esse moletom, da loja Ophelia, coloquei logo na minha wishlist. Achei linda a peça e, pelo que eu entendi, a gente pode acrescentar outras frases. Mas melhor confirmar, ok? E o que falar do E.T? Aqui em casa, somos apaixonadas por esse personagem e quando vi a Karol Pinheiro usando, fiquei desejando para ontem. Ele é da C&A! Ah! As duas lojas já comprei online, então, mega confio. ;-)

Crédito das Imagens: T Sete, Amazon e Dafiti
Crédito das Montagens: Pequena Jornalista

Eu não sou muito de usar amarelo, mostarda e afins, mas hoje em dia eu me jogo nessa cor com mais frequência. E acho que como estou querendo algo mais colorido, esse moletom das Meninas Super Poderosas é uma ótima pedida. Fora que elas marcaram a minha infância e adolescência. Essa opção é da marca T Sete, que eu nunca comprei, mas me contem aí se alguém já comprou e se deu tudo certo.

E eu sei, pode parecer não muito a ver comigo, mas por conta do meu pai, eu gosto de Jurassic Park e achei esse moletom da Amazon a coisa mais linda do mundo! E na tonalidade que eu curto bastante! Aliás, nesse site já comprei e chega bem rapidinho (ao menos aqui no RJ), com ou sem greve do Correio. ;-)

Por fim, eu também amo peças com palavras (sustentável), que dizem tudo. Achei lindo esse da Dafiti! Nessa loja, eu também não comprei ainda, mas a minha mãe e irmã já, então, acho que posso apostar em breve. O que acham?

***

É isso, pessoal. :) Podem opinar à vontade, ok?

Beijos, Carol.

Post Antigo: Looks para o Friozinho
Fan Page ♥ Instagram 


5
09.08.2020
* Beda 9 – Um pai literário que eu gostaria de conversar! ♥

Ei, Gente! :) Meu pai já foi para o céu há alguns anos, então, esse dia a saudade bate bem forte. Mas não poderia deixar esse dia em branco! Não só pelo Beda, mas para agradecer tudo que o meu eterno herói fez para mim.

Meu pai e a Pequena que vos bloga!

Mesmo não presente fisicamente, sei que ele está onde o meu coração está! E isso é um dos aprendizados mais fortes quando a gente perde alguém tão importante. E eu não poderia deixar de falar da minha pãe, que é o meu alicerce e sou grata a papai do céu por tê-la no meu perto sempre. Obrigada por cumprir esse papel tão bem, mãe! Te amo tanto, que nem cabe em mim. Até quando sou estressada hahaha. Minha drama queen favorita! ♥

Minha pãe e a Pequena que vos bloga!

E para homenagear todos os pais, sendo biológicos ou de coração, decidi falar de uma figura literária paterna que eu adoraria conversar muito sobre a vida: Hans Hubermann, pai adotivo da Liesel Meminger, da história “A menina que roubava livros“.

Crédito da Imagem: Pinterest

Não vou dar spoiler, se alguém ainda não leu o livro. Só gostaria de ressaltar que ele é o melhor pai desse mundo literário! Afinal, foi ele que apresentou as palavras a Liesel e ensinou cada letrinha, mesmo com as dificuldades. O coração dele é tão puro e é a prova “viva” de que não é preciso muito para criar da melhor forma uma criança, ainda mais nas condições dela (a Liesel).

Adoraria ler com ele, tomar café e por que não aprender a tocar acordeão? Conversaria sobre a Guerra, o mundo e pediria sábios conselhos em relação a tudo! Daria de presente um livro e um abraço bem forte. ♥

Crédito da Imagem: Pinterest

Agora me contem: qual pai literário vocês adorariam bater um papo sem fim? No mais, desejo Feliz Dia dos Pais a todos que cumprem esse papel direitinho, na medida do possível. Tem o seu pai do lado? Dê um abraço, seja no biológico ou na pessoa que cumpre o seu papel. Tem pãe? Que honra, hein? :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para ler e assistir – A menina que roubava livros!
Fan Page ♥ Instagram  


6
07.02.2019
* Diário de viagem: os melhores registros com personagens da Disney e da Universal! ♥

E uma das melhores partes de viajar para Orlando é tirar foto com os personagens, tanto os da Disney quanto os da Universal Sem isso, é como se a gente fosse para Paris e não registrasse o momento na Torre Eiffel, sabem? Como já falei antes, essa última viagem foi bem corrida, mas deu para guardar um monte de memórias em forma de fotos. ;-)

Para começar, as fotos da Disney. Uma dica para ganhar tempo, é tentar agendar aqueles restaurantes, onde os personagens vão na mesa tirar selfies e tal. Isso faz com que não perca um tempão na fila. A gente conseguiu reservar o Hollywood & Vine, no Hollywood Studios. A comida tava bem boa e o preço não era o mais em conta, mas valeu.

Só um detalhe, que teve um final feliz, mas que rendeu uma mini revolta da pequena que vos bloga. Na hora de tirar foto com o Mickey, pedi aquela clássica do beijo no nariz dele. Porém, não sei o que ele entendeu, que não quis. Até apontou para a Minnie, falando que ela ia ficar com ciúmes. Vai entender, né? hahaha Porém, a gente conversou com o pessoal do restaurante, meu namorado explicou a situação (já que o meu inglês não é bom), perguntou se não podia mais e a moça pediu para a gente esperar, que ia chamar novamente o personagem. Tive uma sessão de fotos com ele hahaha! Acho que o ator por trás da roupa deve tá me xingando até agora hahaha. No fim, acho que foi um mal-entendido, que a Disney soube contornar bem.

Disney - 2 - PJHahaha foto histórica da viagem. Tava morrendo de vergonha, gente! 

E já contei por aqui que a gente foi em novembro, né? Então, alguns personagens nos recebiam com looks bem natalinos. Essa do Pateta foi no restaurante também e a do Buzz, na parte nova do Toy Story.  Esse a gente pegou um pouco de fila, mas mega valeu a pena. Amo esse personagem. E também teve o Pluto e a Anna, do Frozen. E aqui vai uma dica repetida, mas que vale lembrar: o memory maker rende ótimas fotos! ;-)

Disney - 3 - PJ
Pateta! 

Disney - 5 - PJ
Aceitei o pedido do Buzz hahaha! ♥ 

Disney - 4 - PJ
Pluto: ídolo da Jeanninha, a minha cachorrinha!  

Disney - 1 - PJ
O que será que o meu namorado contou para a Anna, que fiquei mega sem graça? hahaha  

E agora, as fotos da Universal, que tem muito personagem querido também. Dessa vez, pegamos os parques bem vazios. Ou seja? Deu para aproveitar muito e fiquei bem feliz que tirei foto com alguns que não encontrei em 2017 ou a correria não permitiu o registro. Tipo o Grinch, o pessoal do Scooby Doo, o moço do Harry Potter, o Barney (que marcou a minha adolescência e a infância da minha irmã) e teve até a Betty Boop. A parte ruim? Que não tem o Memory Maker, estilo da Disney, mas deu para guardar boas lembranças com o celular! Aliás, até tem um esquema de fotos, mas confesso que não sei muito sobre. Quem quiser saber mais, vale pesquisar no site deles e tal. :)

Universal - PJ - 3Fofo, mas bagunçou o meu cabelo hahaha! 

Universal - PJ - 5
Outro ídolo da Jeanninha! 

Universal - PJ - 2
Me leva para Hogwarts? 

Universal - PJ - 4
I love you, you love me… Entendedores entenderão! ♥ 

Universal - PJ - 1
Idênticas, eu sei hahaha! 

É isso, gente! Qual foto tem que ter na viagem de vocês? Podem opinar à vontade! :)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Mais personagens!

Fan Page ♥ Instagram 


0
27.04.2017
* {Beda 27} – Diário de viagem (Orlando): personagens! ♥

Oi, Gente! Hoje é dia de mais um post da série “Diário de Viagem – Orlando“. \o/ Na parte do parques, eu sou apaixonada pelos brinquedos… Porém, por mais que tenha várias fotos com personagens, toda vez que eu vou, faço questão de entrar na fila e tirar foto com os que eu encontro. Tudo bem que na maioria das vezes, a fila está gigante, mas não importa. Nesse momento, acho que tudo é festa, sabem? Sem estresse! Brincar é bem importante, mas a parte dos personagens deixa tudo mais mágico Enfim, selecionei algumas fotos com as “personalidades” que mais amei (dessa vez). Tanto na Disney, quanto na Universal Studios! Bom post. ;-)

1. Mickey, Minnie e Pateta (Epcot) 

Ficamos horas (não é exagero) na fila, mas valeu muito a pena. 

Personagens Disney - 4

2. Olaf (Disney – Hollywood Studios) 

Receber o abraço quentinho do Olaf no último dia de Parque = ♥ 
Ah! Sem fila na hora que eu fui. ;-)

Personagens Disney - 1

3. Dinossauro (Universal Studios) 

Como vocês sabem, sou baixinha. Daí, algumas pessoas acham que eu ainda sou criança hahaha. Toda vez eu ia tirar foto, a pessoa que cuidava do personagem achava que eu era a mais nova do grupo. Só que mal sabiam que eu era uma das mais velhas hahaha. Daí, nesse dia, pediram para o resto do grupo se retirar e me deixaram sozinha para “ganhar” um leve susto desse dinossauro. Resultado: uma das melhores fotos da viagem hahaha! =D

Personagens Universal - 2

4. Woody e Buzz, do Toy Story (Disney – Hollywood Studios) 

Esses dois marcaram muito a minha infância! 

Personagens Disney - 3

***

Claro que ainda tem um milhão de personagens. Infelizmente, não consegui tirar foto com milhares de personagens. O tempo é curto e, dependendo da fila, é melhor dividir. Mas não deixe uma fila fazer com que você desista. Se é um personagem que você gosta, tire foto. E na hora. Deixar para “depois” é furada! ;-) E quando chegar em cada Parque, pegue aquele guia ou baixe o app, que tem indicando os horários e o local que cada um se encontra.

É isso, gente! Podem opinar à vontade e contem qual personagem inesquecível você tirou foto ou gostaria de registrar. 

Beijos, Carol.

Primeiro post do Diário de Viagem: Brinquedos

Fan Page ♥ Instagram 


13
29.07.2016
* PJ Leu: Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática + Surpresinha! ♥

A dica literária da semana é Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática, da autora Thalita Rebouças. O livro, que foi publicado pela editora Arqueiro (parceira do blog e que cedeu o livro), é bem teen, mas que diverte qualquer pessoa, de qualquer idade. Vamos lá? Ah! No final, tem uma surpresinha para vocês, caros leitores! 

Thalita Rebouças - Confissões de uma garota excluída, mal-amada e um pouco dramática - 3

Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para a casa dos avós em Copacabana (RJ), pois com a crise o pai perdeu o emprego e eles tiveram que sair do lindo apartamento na Barra da Tijuca. Resultado? Sua vida virou de cabeça para baixo! Ela perdeu sua privacidade e sua referências. A parte boa foi se livrar do antigo colégio, onde sofria bullying devido ao seu jeitinho peculiar de ser. O problema é que a nossa protagonista está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola e sem conhecer ninguém. Seus maiores medos: de ser excluída novamente, de não fazer amigos e sofrer com tudo isso!

Tetê é uma garota divertida, bem-humorada e que adora cozinhar. Porém, está muito mal. Será? Acontece que uma das características dela é ser (um pouco) dramática! Afinal, no primeiro dia de aula as coisas já parecem um pouco diferentes. Ela já conheceu na prática a palavra amigo! Enfim, com o tempo, ela vai descobrir que sair da zona de conforto e enfrentar seus medos é a única maneira de ser feliz. :)

Thalita Rebouças - Confissões de uma garota excluída, mal-amada e um pouco dramática - 1Livros e Mimos!  

Minha opinião: Sabe aquela personagem que você mega se identifica? Principalmente, no drama hahaha. Adorei a leitura, que flui de um jeito bem divertido e “Thalita” de ser. A história foi bem construída e conseguimos ver nitidamente o crescimento da Tetê ao longo dos capítulos. Todos os personagens dão um toque a mais no livro! Principalmente, o Zeca e o Romildão (psiquiatra dela). O Zeca é um fofo e amigo verdadeiro. Que fala na lata, sem machucar. Mas também temos que dar o crédito a Tetê, ela estava aberta para receber críticas construtivas, sabe? Aliás, isso foi o que mais aprendi com ela (pelo menos na teoria haha). Temos que sair da zona de conforto e prestar atenção mesmo nas críticas, ainda mais vindo de uma pessoa que temos certeza que se preocupa com a gente. Falando em aprendizado, por mais que a leitora aqui esteja na casa dos 30, aprendi muito com a nossa protagonista.

Os capítulos são curtinhos (pontinho extra pelo simples fato de que eu tenho toque e não consigo parar a leitura no meio daquele capítulo giga hahaha) e a autora não deixou nada passar. Tudo foi bem concluído, sabem? Me apaixonei pelo irmãos Dudu e Davi (e sua mania de falar todo certinho). E a “Valentina-língua-ferina” é o tipo de pessoa digna de pena, mas sem ela não teríamos os melhores apelidos inventados pela Tetê hahaha. Fiquei bem curiosa para experimentar as receitas que estão no livro (e até tentar arriscar minha vida na cozinha ;p) e adorei a forma como elas  foram escritas!

Ah! Uma das coisas que mais chamaram a minha atenção na leitura foi a forma como a autora lidou com alguns temas de um jeito leve. Por exemplo, o bullying. Arrasou, Thalita! ;-) Por fim, o título tem tudo a ver com a história e achei a capa fofinha, mas confesso que imaginei a Tetê bem diferente! Ah!! A autora já contou que vai ter um segundo livro, mas contando um pouco sobre o Davi (). E não querendo me meter, queria um livro sobre o Zeca também!!

Mega indico a leitura, pessoal. 

***

Quem ainda não leu, fica a dica! Quem já, pode opinar à vontade (mas sem spoiler ;p)! Mas calma que o post não acabou. No comecinho do ano teve um encontro de livreiros (com blogueiros invasores hahaha) e quem marcou presença foi a Thalita Rebouças. No final, tive a oportunidade de conversar com ela um pouquinho e agora vou contar para vocês!

Thalita Rebouças - Confissões de uma garota excluída, mal-amada e um pouco dramática - 2Thalita Rebouças no encontrinho de livreiros
(e alguns blogueiros intrusos hahaha)
no Rio de Janeiro! 

1. Se tivesse um incêndio em uma biblioteca, quais você salvaria? 
R: Eu salvaria Ensaio sobre a cegueira (José Saramago), Crônica de uma morte anunciada (Gabriel García Márquez) e Travessuras de uma menina má (Mario Vargas Llosa).

2. Quais são suas dicas de ouro para quem, assim como a Tetê, gostaria de virar escritora? 
R: As minhas dicas são: escrever todos os dias. Sem essa de “inspiração”, nem que seja uma linha, um parágrafo. Também temos que ler muito, pois quanto mais a gente lê, melhor a gente escreve. E não desistir! ;-)

3. Uma mania esquisita na hora de escrever?
R: Tenho mania de escrever no chão. Não sei o motivo, mas gosto de colocar o computador em uma mesinha e sento no chão bem duro mesmo hahaha.

***

Foi uma entrevista bem curtinha, mas gostei de conhecer um pouco mais dessa autora, que marcou muito a minha adolescência! Espero que tenham gostado também! Muito obrigada Thalita e a equipe da Arqueiro. :) Ah! Vale lembrar que o Projeto Drama Queen de semana passada foi sobre algumas coisas que a gente pode aprender com a Tetê dramática. Clique aqui para ler!

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


4
12

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020