04.08.2017
* {Beda 4} – PJ Leu: Nossa música! ♥

Ei, Gente! E a dica literária da semana é Nossa Música, da autora Dani Atkins. O livro, que foi publicado pela editora Arqueiro (parceira do blog), é um daqueles romances que faz a gente suspirar e derramar algumas lágrimas. Vamos lá? Boa resenha! ;’)

PJ Leu - Nossa músicaLivro: Nossa Música | Editora: Arqueiro | Autora: Dani Atkins
Crédito da imagem: Pequena Jornalista

Sinopse: Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam.

Minha opinião: Vamos começar pela capa? Simples e linda! O título tem tudo a ver com a história. Então, já começou bem. O livro? A linguagem é leve e o jeito como a Dani contou, mexeu bem lá no fundinho do meu coração. Ela tratou de assuntos bem delicados e importantes, como a doação de órgãos, de uma maneira fofinha (digamos assim). Eu acho que nunca tinha lido um livro que abordasse esse tema. Pontinho extra!

Tive um mix de sensações com essa leitura. Fiquei com raiva, perdoei,  suspirei e por aí vai. Aliás, algumas atitudes permitem as piores conclusões. Porém, é aí que entra uma das lições: nem tudo é o que parece ser! Às vezes, julgamos bem errado. Mas claro que o destino e algumas palavras poderiam ter colaborado um pouco. Entretanto, a vida funciona desse jeito, né? ;p

Não é aquele tipo de livro que tem mistério. Se você ler nas entrelinhas, no meio já dá para sacar o que vai acontecer. É bem previsível, eu diria. Mas de forma alguma deixa de prender. Confesso que eu torci para ter um final diferente, mas mais uma vez: a vida não segue sempre o que a gente deseja. Quase nunca (e tudo bem). Esses finais acabam nos ensinando muito mais e muitas coisas acabam se encaixando.

Nossa música não é uma história que vai te deixar sorrindo de orelha a orelha, porém vai ensinar lições valiosas e com personagens que cativam (mas alguns dão raiva haha e destaque para o Max e Joe). O final dá uma dorzinha no coração, mas faz a gente ver algumas situações através de uma outra perspectiva. E sempre reforçando a importância da família, dos amigos e mostrando como a vida realmente é frágil. Em questões de segundos, tudo pode mudar.

É isso. Quem já leu, conta o que achou. Ainda não? Recomendo muito! 

Beijos, Carol.

Para ler: A história de nós dois (Dani Atkins)

Fan Page ♥ Instagram 


1
12.07.2017
* PJ Leu: Dois a dois! ♥

Ei, Gente! E a dica literária da semana é Dois a dois, do autor Nicholas Sparks O livro, que foi publicado pela editora Arqueiro (parceira do blog), é de arrancar suspiros e, claro, lágrimas. Mas vale cada página! Boa resenha e segurem o choro hahaha! ;-)

unnamedLivro: Dois a dois | Editora: Arqueiro | Autor: Nicholas Sparks
Crédito da imagem: Arqueiro

Sinopse: Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos. Em questão de meses, Russell perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções.

Minha opinião: É o meu primeiro livro do Nicholas Sparks. E meu Deus: por que não entrei nesse universo antes? A escrita dele é tão boa, que não dá vontade de parar um segundo. É o típico livro que te prende do início ao fim!  A cada capítulo, bate aquela curiosidade de saber o que acontece nas próximas páginas. Ok, que às vezes eu acho que esse autor não tem muita piedade dos leitores, porque é cada lágrima que escorre. Mas isso é um mero detalhe hahaha!

Amei a trama e como o autor desenvolveu a história. Tudo vai se encaixando, sem deixar furos! O livro despertou as mais variadas sensações. Desde suspiro até “como existe um ser que faz isso?”. Fiquei com muita raiva da mulher dele! Mas acho que se ela não tivesse feito o que fez, Russ não teria aprendido tanto. Principalmente, a dor e a delícia de ser pai! Aliás, London é encantadora. E o pai dela, mais ainda. Ele é aquele tipo de pessoa que não tem noção da força que tem, mas ainda bem que a família e uma amiga em especial está ali para lembrá-lo disso todos os dias.

A irmã de Russ tem um papel importantíssimo na história. Se todas as pessoas tivessem um terço do amor e carinho que ela carrega e distribui, o mundo seria um lugar bem melhor! Acho que de todos os conselhos que ela deu para ele, só um não concordei. Os outros me fizeram refletir bastante! Russ teve o azar de encontrar gente que não tem um pingo de caráter, mas em compensação tem uma família de ouro. E isso: não tem preço!

Um livro que te faz pensar o real valor da família e da vida. E o verdadeiro amor e todas as suas formas! Destaque também para a capa. Podem acreditar, não é só mais uma capa. Tem toda uma história (linda, por sinal) por trás. Aliás, é uma das minhas partes favoritas! :’) Espero do fundo do meu coração que essa história vá para as telinhas. Merece! Enfim, sem dúvida, entrou para o hall dos meus livros favoritos e ocupa um lugar bem especial na minha vidinha de leitora.

unnamed (1)Crédito da imagem: Instagram @artiscando! 

Recomendo. MUITO! 

É isso, gente! Podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Última resenha: A pequena livraria dos corações solitários

Fan Page ♥ Instagram 


12
03.07.2017
* Metas literárias – julho! ♥

Metas literárias - Julho!Metas literárias: Julho! 
Crédito das imagens: 1 e 3 – Editora Arqueiro / 2 – Saraiva
Crédito da montagem: Pequena Jornalista 

Ei, Gente! Essas são as minhas metas literárias para julho.  Três livros que acho que vou amar! Primeiro, vou terminar de ler “Dois a Dois“, do Nicholas Sparks. Não cheguei na metade, mas já adianto: tô amando! Depois, vou embarcar no guia da Lu, do Chata de Galocha. Mega ansiosa, pessoal. Alguém já leu? E, por fim, vou ler “Nossa música“, que a editora Arqueiro enviou para mim. Para quem ficou curioso para saber do que se trata cada leitura, segue a sinopse de cada um. ;)

1. Dois a Dois (Nicholas Sparks – Editora Arqueiro)

Doisadois_CapaWEB

Sinopse: Com uma carreira bem-sucedida, uma linda esposa e uma adorável filha de 6 anos, Russell Green tem uma vida de dar inveja. Ele está tão certo de que essa paz reinará para sempre que não percebe quando a situação começa a sair dos trilhos. Em questão de meses, Russell perde o emprego e a confiança da esposa, que se afasta dele e se vê obrigada a voltar a trabalhar. Precisando lutar para se adaptar a uma nova realidade, ele se desdobra para cuidar da filhinha, London, e começa a reinventar a vida profissional e afetiva – e a se abrir para antigas e novas emoções.

2. Chata de Galocha (Lu Ferreira – Editora Gente)

download

Sinopse: Pessoas “Chatas de Galocha” buscam pequenos prazeres em todas as áreas da vida: receitas deliciosas, viagens divertidas, momentos incríveis mesmo nas horas mais simples. Um bom Chato de Galocha faz questão de aproveitar todos os momentos que são proporcionados. Este livro é um guia de referência para quem gosta de desfrutar o melhor a cada segundo. Entre muitas outras coisas, aqui você encontra: sugestões para um guarda-roupa eficiente e inteligente. Dicas de cuidados que vão fazer você se sentir bem. Receitas infalíveis para receber bem quem você ama. Dicas de lugares bacanas nas principais cidades do mundo, aprovadas pela Chata de Galocha.

3. Nossa Música (Dani Atkins – Editora Arqueiro)

nossa_musica_-_capa_web

Sinopse: Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam.

***

É isso, gente. Lembrando que sempre posto resenhas aqui no blog! ;-)
Agora me contem: quais são as metas literárias de vocês?

Beijos, Carol.

Fan Page ♥ Instagram 


8
29.05.2017
* PJ Leu: Amanhã eu paro! ♥

Ei, Gente! E a primeira dica literária da semana é Amanhã eu paro, do autor Gilles Legardinier. O livro, que foi publicado pela editora Arqueiro (parceira do blog), fala sobre a Julie, uma garota desesperadamente romântica e completamente desastrada. Boa resenha! 

Amanhaeuparo_CapaWEBLivro: Amanhã eu paro | Editora: Arqueiro | Autora: Gilles Legardinier
Crédito da imagem: Editora Arqueiro

Sinopse: Como todo mudo, Julie já fez muitas coisas idiotas na vida. E ela tem o irritante hábito de fazer as maiores loucuras quando está apaixonada (quem nunca, né? hahaha). E essa obsessão a leva a prender a mão na caixa de correio do vizinho enquanto espiona uma misteriosa carta… E o pior, ainda é flagrada pelo próprio dono da correspondência. Que a propósito é o seu novo morador do prédio: Ricardo Patatras, ou se preferir, sua nova fixação. ;-)

Mas isso não é nada, nada mesmo, se comparado às maluquices que ela vai fazer para se aproximar desse homem e descobrir seu grande segredo. Movida por uma criatividade sem limites, intrigada e atraída por um desconhecido que mora tão perto, Julie assume riscos cada vez mais delirantes, sem perceber que pode cair na própria armadilha.

Minha opinião: Demorei um pouco para pegar o ritmo da leitura, mas quando peguei, não quis mais largar. É aquele livro que dá vontade de abraçar no final, sabem? A escrita é leve e divertida (na medida certa)! Impossível não se identificar com a nossa protagonista. Apesar de maluquinha, ela segue a sua intuição e o seu coração. Aliás, é o que devemos fazer sempre. Ela arrisca, sem medo de ser feliz! Ah! Seu jeitinho me lembrou a Becky Bloom e eu adoro encontrar personagens assim. 

A história vai se encaixando de um jeito surpreendente. O autor teve umas sacadas maravilhosas. Para anotar no caderninho! Quanto ao fabuloso vizinho: ele me conquistou, mas confesso que fiquei com um pé atrás em alguns momentos. Muitas vezes, imaginei um final diferente, porém não fiquei decepcionada. A personagem que mais amei? Bom, tem várias. Mas a Dona Alice é encantadora e tem as melhores palavras! Prestem atenção na carta dela. Talvez, eu tenha chorado um pouquinho. ;p Ah! O pessoal da padaria é sensacional também e o grupo de amigos da Julie idem.

Enfim, é uma história que fala sobre riscos, amigos, família e ir atrás do que o seu coração busca. Mais uma vez: sem medo de ser feliz! Doideiras nos levam a lugares incríveis. E com a ajudinha extra de amigos, o caminho fica muito mais divertido. Sobre a capa: não é uma história sobre gatos, mas a protagonista tem uma obsessão por eles! Aliás, todos os elementos da capa se encaixam no final da história!

Já leu? Conta o que achou (mas sem spoilers). Ainda não? Recomendo e muito! ;-)

Beijos, Carol.

Última resenha: Paris para um e outros contos

Fan Page ♥ Instagram 


1
20.04.2017
* {Beda 20} – PJ Leu: Meu jeito certo de fazer tudo errado! ♥

Ei, Gente! e a última dica literária da semana é Meu jeito certo de fazer tudo errado, das autoras Klara Castanho e Luiza Trigo. E já adianto que o livro, que foi publicado pela editora Arqueiro (parceira do blog), é um romance teen bem fofo. Boa resenha! 

Meujeitocerto_CapaWEBLivro: Meu jeito certo de fazer tudo errado | Editora: Arqueiro | Autoras: Klara Castanho e Luiza Trigo
Crédito da imagem: Editora Arqueiro

Sinopse: Meu jeito certo de fazer tudo errado conta a história da Giovanna (Ou Nanna para os íntimos haha), uma garota que acaba de se mudar com a família para São Paulo e, de quebra, precisa encarar os dilemas da adolescência. Como por exemplo: obedecer sempre aos pais controladores ou se aventurar em busca de independência? Ignorar suas convicções para agradar o grupinho popular do colégio ou se isolar com a amiga solitária? Viver um grande amor e perder o amigo ou se contentar com a “friendzone”? Essas questões e outras resultam em uma livro repleto de situações e personagens autênticos e coloridos!

Minha opinião: É um livro bem teen, gente! Segue bem o estilo da Thalita Rebouças, sabem? Se você não curte, melhor não encarar. Mas quem gosta e quer arriscar uma leitura diferente, vale a pena embarcar na história. A escrita das autoras é leve e divertida. Não dá vontade de parar! Mas o que mais me conquistou foi o projeto gráfico. Mega fofo, gente! Cada capítulo, uma ilustração linda. Impossível não lembrar da minha adolescência e das vezes que me vi na pele de algumas personagens, como a Giovanna e a Giselle. Enfrentei muitos dilemas parecidos e é nessa hora que a gente percebe o quanto essa fase é complicada. Mas com carinho, dedicação e atenção (dos pais, da escola e dos amigos certos), tudo dá certo! Um livro que fala de assuntos típicos dessa idade, mas com leveza. Vou guardá-lo para minha filha ou meu filho (quando eu tiver um haha) ler.

Os personagens são encantadores. Principalmente, a Nanna, Henrique e Lucas (meio implicante, mas tem bom coração mesmo, gente). Henrique é o tipo de amigo que todo mundo deveria ter. Confesso que torci para um final diferente, mas o clichê me agrada também.  Enfim, recomendo! 

Beijos, Carol.

Última Resenha: Escolha sua vida

Fan Page ♥ Instagram 


3

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017