16.10.2017
* Listinha de coisas que eu faço para levantar o ânimo! ♥

Às vezes, a tristeza invade o dia sem ao menos pedir licença. Nessa hora, o melhor é curtir a fossa e depois segue o baile de boa. Mas também tem a opção de expulsar o desânimo com algumas simples atitudes. Por isso, separei cinco coisas que tento fazer quando esses dias surgem na minha vidinha. Nem sempre é fácil, entretanto, não custa tentar! Vamos lá? ;-)

large

1. Passear pela blogosfera e pelo Youtube! 

Sabe, às vezes, nesse momento de desânimo, o melhor é procurar se distrair. Principalmente se você já refletiu bastante sobre o assunto ou é só uma coisa passageira. Nessas horas, visitar blogs, postar no meu cantinho e assistir canais no Youtube me animam bastante. Não precisa ser um tema profundo não. Quanto mais “fútil”, melhor. Um segredinho: quando estou de TPM, estressada e tal, adoro assistir recebidos do mês. ;p

2. Ler! 

Eu amo ler. Triste ou alegre. Não importa! Mas quando o desânimo me pega, o livro é uma das melhores soluções! Ah! E nem precisa ser estilo autoajuda não, um chick lit faz o papel direitinho de levantar o meu ânimo. E, muitas vezes, um trecho, um capítulo, parece que faz a gente enxergar a situação de outra maneira, sabem?

3. Starbucks! 

É tipo uma segunda casa e um ótimo cenário para tomar o seu café, frappuccino ou chocolate quente junto com a sua leitura atual. Mas se na sua cidade não tem, sem problema. Pode ser uma outra cafeteria!

large (1)

4. Ir ao cinema sozinha! 

Parece meio solitário, né? Mas a solidão também pode ser uma boa companhia! Tudo depende do seu ponto de vista. Eu adoro! Mas não vale filme em casa não, todo o programa me anima. A fila, escolher o lugar, comprar pipoca e guloseimas, sentar e aguardar a história na telona. Sem ninguém para ficar comentando, pode comer gordices, sem dividir hahaha… Enfim, faz um bem. Bom, pelo menos comigo funciona!

5. Foca no trabalho! 

Minha irmã sempre me fala que cabeça vazia não pensa besteira. Olha, é a pura verdade, gente! Trabalhar nesses momentos, faz você se distrair e se sentir útil, sabe? Nesses momentos, nem reclamo que tenho um milhão de textos para escrever. ;-)

**

É isso! Espero que o post ajude de alguma maneira ou inspire. Tem alguma outra dica do que fazer quando esses momentos de tristeza batem? Compartilha nos comentários e pode opinar à vontade! 

Beijos, Carol.

Para ler: saudade boa! 

Fan Page ♥ Instagram


10
19.06.2017
* O que eu aprendi com 30 anos! ♥

Ei, Gente! Para quem não sabe, no último dia 17, completei 31 anos. :) Então, resolvi contar por aqui cinco coisas que aprendi aos 30 anos. Ah! Não necessariamente, você tem de aprender essas “lições” com essa idade, mas como isso aconteceu comigo, resolvi transformar todo esse aprendizado em um post. Espero que ajude de alguma forma. Boa leitura! ;-)

16864541_592455794279882_7420783568520235453_n

1. Tudo bem a sua vida não ser exatamente como você imaginou quando tinha 15 anos! 

Quando eu era mais nova, idealizava uma vida completamente diferente aos 30 anos. Pelas minhas contas, já era para eu estar casada com o cara dos meus sonhos, mãe de uma linda menina, escrevendo e publicando meus livros, colunista de alguma revista feminina, ganhando dinheiro com o blog e tal. Minha realidade? Morando com a minha mãe e minhas irmãs, desempregada, escrevendo por hobby e nem perto de casar e ter filhos. Acho que venho de uma geração, que as pessoas meio que colocavam uma idade limite em tudo, sabem? Se até aos 30, você não casar e nem ter filhos, por exemplo, ferrou. Já era o seu sonho!

Não cheguei a ter uma crise braba antes dos 30, mas sofri um pouco. Cheguei até me achar uma fracassada, mas aí eu vi aos poucos que tudo bem a minha vida não ser aquela que eu imaginava aos 15 anos. As coisas mudam e os objetivos também. Ainda tenho os mesmos sonhos, mas hoje eu sei que tudo acontece na hora certa. Nem antes, nem depois. Por mais clichê que seja. Ah! E que nada cai do céu! Tenho que fazer as coisas que dependem de mim e seja o que Deus quiser. ;-)

Minha vida pode ser diferente do que eu imaginei, mas isso não significa que ela seja ruim. Já conquistei tantas coisas! Claro que têm dias que eu me sinto um peixe fora d’água, mas quem nunca, né? Vale lembrar que cada um tem uma trajetória. A grama do vizinho pode até ser mais verde, mas a sua é totalmente sua, entendem?

2. As pessoas não mudam! 

Eu sempre soube disso, mas consegui finalmente transformar a teoria na prática. Mudar não é uma tarefa fácil. Ninguém muda da noite para o dia! E acho que a medida que vamos crescendo, essa mudança fica bem mais difícil. Por exemplo, tem parente que cisma que você tem de agir do jeito que ele acha melhor. Até então, ficava para morrer. Mas aprendi a fazer cara de paisagem. Essa pessoas são assim há anos, se não mudou até agora, não muda mais. Dá raiva, dá. Mas a melhor coisa é respirar e seguir em frente.

E caso não queira mais essa pessoa na sua vida, fique à vontade. Você não é obrigada a aturar certas coisas e tudo bem! Ah! Mas isso não te dá o direito de ser cruel. Ama muito essa pessoa e esse jeito não te prejudica em nada? Converse e se nada mudar, aceite e seja feliz também. Ninguém é perfeito! Tenta trocar a cara feia por um abraço. ;-)

3. Ganhei gordurinhas e sou muito mais feliz! 

Até uns 3 anos atrás, eu pesava uns 37/38 quilos. Ao contrário do que muitos pensam, não era muito feliz com o meu corpo. Hoje tenho 42 quilos e estou muito mais satisfeita! Mesmo com uma pequena “pochete” habitando o meu corpo hahaha. E gente, nem precisei colocar silicone no peito. Ganhei automaticamente hahaha! \o/  Tem gente que me olha e fala: nossa, como você engordou. Criticando mesmo! Quase caio na pilha, mas quando me olho no espelho, eu vejo uma Carol muito mais feliz. Corro na esteira, faço exercício, mas muito mais por saúde e para manter. Não quero nem engordar, nem emagrecer. Ah! Perdi muita roupa! Tive que renovar meu guarda-roupa, mas sem comprar por impulso. E hoje em dia, não demoro tanto para me arrumar. Não por não ter muita opção, mas por ter encontrado melhor o  meu estilo. Continuo com a mesma essência, mas de um jeito melhor. Meio que uma coisa levou a outra, sabem?

Enfim, acho que a gente tem que focar sempre no bem-estar e na saúde. Não porque está na moda ou algo do tipo! Essas gordurinhas a mais não foram de propósito, aconteceu naturalmente. O corpo muda mesmo, mas estou bem feliz com essa mudança.

4. Não é qualquer papo furado que tira o meu sono! 

Gente, eu sempre fui muito romântica. Quando eu ficava com um carinha, já sonhava acordada e com uma ligação no dia seguinte! E às vezes eu nem tinha curtido tanto, mas só pelo fato de ter alguém, sabem? Não que eu não seja mais romântica, mas hoje em dia não é qualquer papo furado que tira o meu sono. Hoje consigo aproveitar mais e se no dia seguinte não rolar nem uma curtidinha no Insta, fico de boa. Fico suspirando, mas sem sofrer. Sem me sentir a pior pessoa do mundo porque “ele não ligou”. Acho até que antes eu me arriscava mais e, por um lado, isso é bom. Mas sei lá, hoje eu prefiro me reservar mais. Quero alguém que bagunce a minha vida de uma forma boa! E aos poucos. Não que isso tenha de ser uma regra, mas tudo que vem muito rápido, vai muito rápido também. Ah! E aprendi a parar de espalhar aos sete ventos os meus sentimentos. Muita gente deseja o seu bem, mas outras só estão loucas para ouvir mais uma “história tosca”. ;-)

5. Sua raiva só atinge a você mesmo! 

Depois que consegui colocar na prática esse ditado, a minha vida melhorou tanto! Não é que você tenha que virar uma santa e não sentir raiva de nada e nem ninguém. Não mesmo! Mas aprendi que essa raiva realmente só atinge a gente. Nada vai mudar porque você está triste e tal. A pessoa que fez a besteira, muitas vezes não está nem aí. A situação que te deixou mal, não vai mudar. Tudo tem solução e, às vezes, a melhor solução é seguir em frente mesmo.

O que eu mais aprendi nessa idade, é desfocar de coisas que me deixam mal e não tem jeito.

***

É isso, gente! Claro que a minha vida não é um mar de flores. Têm dias que esses aprendizados não funcionam de jeito nenhum, mas ai no dia seguinte tudo passa. E, claro, é bom evoluir, mas manter a essência é fundamental. A listinha de coisas que aprendi vai além. Sou menos ansiosa, graças a ajuda de especialistas e também a minha força de vontade. Ah! Se não quero fazer algo, não faço. Mas também sei que, às vezes, é bom ceder. Mas sem ultrapassar os meus limites. Ainda não encontrei meu equilíbrio, mas hoje em dia estou muito mais perto. Enfim, seja bem-vindo, 31 anos. Assim, me assustei um pouco com a sua chegada, mas espero que ocorra tudo bem e que você me surpreenda.

19415629_644090179116443_1291032962_n

E agora contem: sua vida é como você imaginava com a sua idade atual? O que você aprendeu até hoje?

Beijos, Carol.

P.S: aceito parabéns atrasado hahaha!

Fan Page ♥  Instagram


16
28.04.2017
* {Beda 28} – Somos Arqueiro! ♥

Ei, Gente! Tenho uma novidade muito mara: renovamos a parceria com a Editora Arqueiro (e Sextante, que é do mesmo grupo)!  Tão feliz, que nem cabe. Muito obrigada pela confiança, pessoal! E vocês: aguardem muitas histórias!! Daí, para começar com chave de ouro, selecionei três lançamentos recentes deles. Acho que tem para quase todos os gostos e/ou quem deseja sair da zona de conforto. Boa leitura! ;-)

Parceria - Arqueiro 2017 - PJTrês lançamentos!  

1. Amanhã eu paro 

Amanhaeuparo_CapaWEB
Sinopse:  
Julie tem o irritante hábito de fazer as maiores loucuras quando está apaixonada. Sua fixação: Ricardo, seu novo vizinho! E essa obsessão a leva a prender a mão na caixa de correio dele enquanto espiona uma misteriosa carta… E o pior, ainda é flagrada pelo próprio dono da correspondência. Mas isso não é nada se comparado às maluquices que ela vai fazer para se aproximar desse homem e descobrir seu grande segredo. Movida por uma criatividade sem limites, intrigada e atraída por um desconhecido que mora tão perto, Julie assume riscos cada vez mais delirantes, sem perceber que pode cair na própria armadilha.
Observação da Pequena: A Arqueiro me enviou semana passada esse livro e vai ser o primeiro do mês de maio. Daí quando eu acabar de ler, posto aqui no blog. Tem cara de ser mega fofo!

2. Boneco de Pano 

Bonecodepano_CapaWEB
Sinopse: O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano. Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.
Observação da Pequena: Sou muito medrosa e me impressiono fácil, porééém quem sabe eu saia da minha zona de conforto, né? Será? Façam suas apostas hahaha! ;p

3. Um garoto em um milhão 

Ummeninoemummilhao_CapaWEB
Sinopse: Quinn Porter é um guitarrista de meia-idade que nunca conseguiu deslanchar na carreira. Enquanto aguardava sua grande chance na música, foi um marido e pai ausente, e jamais conseguiu estabelecer um vínculo afetivo com o filho, uma criança obcecada pelo Livro dos Recordes e algumas peculiares coleções. Quando o menino morre inesperadamente, alguém precisa substituí-lo em sua tarefa de escoteiro: as visitas semanais à astuta Ona Vitkus, uma centenária imigrante lituana. Quinn assume então o compromisso do filho durante os sete sábados seguintes e tenta ajudar Ona a obter o recorde de Motorista Habilitada Mais Velha. Através do convívio com a idosa, ele descobre aos poucos o filho que nunca conheceu, um menino generoso, sempre disposto a escutar e transformar a vida da sua inusitada amiga. Juntos, os dois encontrarão na amizade uma nova razão para viver.
Observação: A capa já é um amor e a história tem cara de arrancar suspiros!

***

Prontinho, gente! Tem algum desses que vocês querem ler? Contem e opinem! ;-) Ah! E podem enviar sugestões de livros que vocês queiram ver resenha por aqui, entrevistas com autores e por aí vai.

Beijos e bom fim de semana,
Carol.

Última resenha: Meu jeito certo de fazer tudo errado

Fan Page ♥ Instagram 


2
25.04.2017
* {Beda 25} – Lembretes da pequena! ♥

Lembretes da Pequena - PJCrédito da imagem: Pequena Jornalista! 

O post de hoje é só para avisar que começou essa semana lá no Insta, o novo projeto: Lembretes da Pequena (esse da imagem é o primeiro)! Lembretes que inspiram e fazem com que a gente enfrente a vida de um jeito mais leve. Claro, na prática, a teoria é mais difícil, mas não é impossível. Enfim, toda 2ª e 4ª, uma frase para vocês. Então, já segue o PJ lá no Instagram? Se não, anota aí: @pequenajornalista. E se já segue, indica para os amigos e tal. E podem sugerir frases que dão um empurrãozinho na vida de vocês, ok? Coloco o crédito direitinho. Prometo! ;-)

Beijos, Carol.

Fan Page ♥ Instagram 


14
10.01.2017
* Top 5: o que eu aprendi com a natação! ♥

Finalzinho do ano passado, tomei uma decisão: voltar a nadar Meus pais me colocaram na natação assim que descobriram que eu tinha asma. Eu adorava, mas com o tempo acabei deixando pra lá. Daí, quando cheguei a conclusão que realmente odiava malhar, mas não queria ficar sem fazer nada, minha irmã deu a brilhante ideia: por que você não volta a nadar? Dito e feito! Não sou a aluna mais exemplar, mas um dia chego lá hahaha. O importante é que em pouco tempo, já aprendi lições valiosas com essa atividade física. Com vocês, cinco coisas que aprendi com a natação! ;-)

5057c912c543e6d38b3d8bef8b2c3bb9Top 5: cinco coisas que aprendi com a natação! ;-) 

1. O dia que eu aprendi a respirar dentro da água, a vida ficou bem mais fácil (pega o ar pela boca e solta pelo nariz). E se você pensar bem, isso serve para tudo na vida. Já dizia a minha tia, respira direito, que tudo flui melhor. ;-)

2. Por experiência própria, flertar de touca de natação, não rola. Sinto lhe informar! Bom, pelo menos comigo, não rolou hahaha! #draminhasdeumanadadora

3. De óculos então, nem pensar hahaha #fuén ;p!

4. Rir debaixo da água é uma das melhores sensações da vida. Assim, atrapalha um pouco exercício da respiração, mas tenta… Se não der certo, olha o céu enquanto tiver nadando de costas e a sensação é parecida. :)

5. Se você tem dificuldade em dormir, escolha nadar mais para o fim do dia. Relaxa tanto que quando você chega em casa só pensa na sua caminha e em dormir! 

**

Acho que é isso! Podem opinar e quem quiser acrescentar outras lições, fique à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Relembre: O dia que não deixaram eu nadar (projeto drama queen)

Fan Page ♥  Instagram


26

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017