11.11.2015
* Para assistir (e suspirar): ABC do Amor e Meu Primeiro Amor! ♥

Mais um post que rolou lá no blog Sem Clichê. Dessa vez sobre alguns filmes que demonstram o amor na sua forma mais pura.
Quem quiser ler a postagem inteirinha, clique aqui. (lembrando que volta e meia dou dica de filme por lá) 

03-josh-hutcherson-little-manhattan-1024x678

ABC do Amor ♥

Quando eu dei de cara com o primeiro término de namoro, o destino colocou esse filme na minha TV. Aprendi tanto com o Gabe. Ele foi tipo o meu melhor psicólogo nessa época. Uma história fofa e cheia de aprendizados. A primeira decepção amorosa dói tanto, que parece não ter fim, mas aos poucos as ideias vão clareando e a vida volta a ser boa de novo. E aquilo que era o problema foco, antes dele se apaixonar pela Rosemary, deixa de ser uma preocupação e vira uma surpresa boa. Lições que eu aprendi: as mulheres realmente amadurecem mais rápido, mas essa Rosemary é muito adulta para o meu gosto hahaha. E a principal: o amor é um negócio terrível, parte o seu coração e deixar você na pior. O que acontece no final? Nada além de algumas lembranças incríveis e inesquecíveis.

P.S: Gosta da trilogia “Os Jogos Vorazes”? Uma oportunidade de ver o Peeta numa versão criança fofa. 

3tzggztj

Meu primeiro amor ♥

Sabe aquele filme que você pode assistir um milhão de vezes, mas vai chorar na mesma intensidade sempre? Dessa história saiu as melhores lembranças com o meu pai e da minha infância. Conheci a música que o meu futuro marido irá cantar para mim no altar hahaha (My Girl). Também ganhei algumas decepções de leve: tentativas frustradas de imitar o salto no lago (no meu caso, era piscina hahaha) e procurar por um boy igual ao Thomaz para repetir o beijo mais fofo das telinhas.

Eu sei que o final é triste e deixa a gente arrasada. Odeio abelhas desde aquele dia! Mas até uma certa parte, o filme é bem divertido e engraçado. A paixão platônica da Vada pelo professor de poesias. O lado drama queen dela com o pai e com o médico da cidade. Os passeios de bicicleta, os conselhos da nova mulher do pai e, claro, os inúmeros momentos fofos com o Thomaz. Salvar um dos bens mais valiosos do seu primeiro (e único amor) foi uma atitude adorável (tirando a parte da tragédia, claro).

Gostaram? Espero que sim! :)
Podem opinar à vontade.
Beijos, Carol. 


2
03.11.2015
* Para assistir: Um Senhor Estagiário! ♥

Estão sentindo falta dos posts com dicas de filmes? Não tenho postado por aqui, mas volta e meia rola um post com histórias que amei assistir na telona dos cinemas lá no blog Sem Clichê, da Marcella Brafman. O último filme que indiquei foi “Um Senhor Estagiário“, com os atores Anne Hathaway e Robert De Niro. Então, para vocês terem noção do que rola no cantinho da Marcella, resolvi “repostar” aqui no PJ.

Um-Senhor-Estagiário-1-e1445849560493

Jules Ostin é a criadora de um site de venda de roupas bem-sucedido e tem centenas de funcionários, mesmo com pouco tempo no mercado. Workaholic de carteirinha, ela leva uma vida bem atarefada e corrida, pois faz questão de manter contato com o público (mesmo com milhares de coisas para fazer). Eis que um dia, a empresa inicia um projeto de contratar idosos como estagiários e Ben Whittsker, de 70 anos, é um dos selecionados. Quem ele vai ajudar diariamente? Jules, que no começo não fica muito feliz com a companhia. Porém, aos poucos, ela passa a vê-lo como um amigo e a ajuda que seria só no trabalho, acaba indo além.

Simplesmente perfeito o filme. E não tem muita enrolação, sabem? A história flui de uma maneira leve e nada forçada. Tudo acontece no tempo certo, sem ficar cansativo. Sei que sempre falo isso dos filmes que assisto e indico aqui, mas sou do tipo que tira lição até de comercial de margarina, imaginem de um filme maravilhoso, né? E não faz a gente refletir só em um ponto da vida e, sim, praticamente em todos os setores. Primeiro, o lado profissional. Tão bom ver um negócio que idealizamos dar certo, mas exagerar nesse orgulho de ter conseguido não é legal. Claro, não é tudo ou nada. Equilibrar é a palavra-chave (e a mais difícil também, massss hahaha). Amizade: sempre dar uma chance mesmo que pareça surreal.

A pessoa pode te surpreender positivamente e tornar essencial. Sem julgamentos, sem cobranças, sem dramas muito dramáticos. Envelhecer? Parece clichê, eu sei. Mas nunca é tarde para aprender algo que não tem nada a ver com o que você está acostumado. O segredo é abrir a mente e estar disposto a arriscar. Sem medo de ser feliz! Pode ser que momentos antigos venham à tona e que bata uma saudade. Entretanto, novas histórias surgem. Agora sobre o amor… Nada justifica o outro errar feio, porém a perfeição não existe! Acho que tem muita gente que engana só por enganar, para se dar bem. Porém, têm pedidos de perdão que vemos que é verdadeiro.

maxresdefault-1024x576

Enfim, me diverti muito com a história. Aliás, todo mundo da sala. Tanto o público feminino quanto o masculino (fica a dica, meninas!). Tem a mesma pegada daquele filme “Os Estagiários”, só que mil vezes melhor. As sacadas são ótimas e o diálogos sensacionais.

Algumas coisinhas me incomodaram, como ela andar de bicicleta dentro da empresa, mas é um mero detalhe. Ah! A cena do quarto de hotel é a melhor! Mexe com todas as emoções. Quero muito um estagiário que vire amigo do nível do Ben! A filhinha dela é uma fofa e a casa linda. O marido… Bom, tive uma relação de ódio e amor. Mas sem detalhes hahaha. Ah! Os looks da Jules são lindos. Deu para matar um pouco a saudade da Andy, do O Diabo Veste Prada, sabem? A secretária dela é uma comédia! E os conselhos do Ben para os amigos do trabalho são os melhores. O final? Inspirador e com o melhor conselho: respire!

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Mega recomendo! 

Querem mais dicas de filmes? Dica: toda semana, passa lá no Sem Clichê! 

Beijos, Carol. 


6
14.10.2015
* PJ News – Outubro: tô querendo! ♥

Pasmem: vamos para o antepenúltimo “PJ News” desse ano!!!! Nem preciso dizer que passou muito rápido, né? Mas vamos ignorar essa parte (que já virou clichê) e partir logo para as novidades desse mês, que eu to querendo. Tem fofurice, história para ler e assistir e itens de decoração lindos de morrer. Preparem o cartão e/ou acrescentem na lista de possíveis futuras comprinhas. ;-)

PJ News - Outubro1. S.O.S Mulheres ao Mar 2 / 2. Livro Zac e Mia / 3. Coleção inspirada na Hello Kitty / 
4. Havaianas com frases e princesas / 5. Tênis coloridos / 
6. Quadro com frase motivacional / 7. Apoiador de livro em formato de nuvem 
♥ 

No dia 22, estreia o filme S.OS Mulheres ao Mar 2! Comédia brasileira que arrancou ótimas risadas da pequena blogueira no primeiro e acho que não vai decepcionar no segundo. Ainda não viu? Acho que deve ter no Now ou no Netflix. Mas segue o trailer do e do . Quanto ao livro “Zac e Mia” (da editora Novo Conceito), foi amor à primeira vista. A história parece ser bem intensa, mas escrita de uma forma leve. Para terem um gostinho do que o livro reserva (e eu também), peguei a primeira parte da sinopse: “A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia – bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente”. Gostei e vocês? =)

Agora indo para o lado fofo do post, olhem o que eu encontrei no Instagram: uma linha inspirada na Hello Kitty, criada pela marca Ellus e o estilista Alexandre Herchcovitch. Havaianas da Branca de Neve, Cinderela e Bela com frases inspiradoras, como: “Um sapato pode mudar sua vida”. Como resistir? E na categoria tênis para que te quero: lindos modelos da Nike, que fazem parte da coleção Women’s City. Alguém quer falir comigo? hahaha ;-) Por fim, dois itens para deixar o lar doce lar de cada um com um toque especial: o apoio de livros em formato de nuvem com um lugar especial para marcadores (descobri no blog Não me mande Flores) e o quadro “Não quero ser incrível, quero ser feliz”, da coleção do blog Chata de Galocha para o site Home It.

A maioria das novidades tem um preço meio salgadinho, mas é a vida, né? Quem sabe futuramente, quando a crise desaparecer… Ai não custa sonhar hahaha #rindopranãochorar! E vocês? O que acrescentaram na wishlist desse mês? Contem, contem! Ah! Quem tiver um lançamento imperdível, pode acrescentar na caixinha de comentários também. ;-)

Beijos, Carol.

P.S: crédito da montagem – Pequena Jornalista / crédito das imagens – 1. Adoro Cinema, 2. Saraiva, 3 e 4. Instagram do blog Garotas Estúpidas, 5. Instagram da revista Glamour, 6. Home It, 7. Lojas Americanas. 

5
11.09.2015
* Para assistir: Que seja doce! ♥

Um dia desses uma amiga (Obrigada, Brisa!!!) me apresentou ao programa de culinária: Que Seja Doce, do GNT. Amor à primeira vista. Virou vício! E olha que nem sou muito de assistir reality show  desse tipo. Porém, esse me ganhou completamente. Talvez por ser só de doces e eu seja uma formiguinha hahaha! A 1ª temporada chegou ao fim, mas todos os “episódios” estão disponíveis no Now (NET) e pelo site dá para assistir também. ;-)

QSD_thumb_620_1

A cada episódio, três participantes disputam o título de confeiteiro mais doce. Todas as receitas preparadas por eles têm de passar pelo exigente paladar dos jurados Lucas Corazza, Carole Crema e Roberto Strongoli (doceiros renomados). São três provas, comandadas pelo apresentar Felipe Bronze: o doce cartão de visita, preparar uma sobremesa relacionada ao tema do dia e a grande final. Ah! Rolam algumas dinâmicas também. E por fim: o vencedor ganha o troféu e tem a sua receita (autoral) publicada no livro do programa.

Ainda não terminei de assistir a primeira temporada. São trinta episódios e estou no 18º. Me divirto muito, tenho vontade de comer quase todas as sobremesas e também dou os meus palpites. Afinal, posso não saber preparar as receitas, mas sou uma pessoa mega fiel aos doces. Então, minha opinião conta muito hahaha. ;p Adoro os três jurados, mas a minha preferida é a Carole. Bem fofa, mas que dá toques com jeitinho. O Roberto é o mais comédia, faz comentários que eu fico boiando, mas surpreende com os elogios. O Lucas acho meio blasé, mas é o que mais entende.  Têm candidatos que mandam muito, outros eu imagino que cairam de paraquedas. Alguns são metidinhos, outros supermerecem o título de confeiteiro mais doce. E o cenário da confeitaria é a coisa mais doce do mundo. Supercombina com o programa! Mas como nem tudo são flores, o programa tem um defeitinho: se você não tiver uma “comidinha açucarada” do seu lado na hora do play, melhor assistir outro dia. E você engorda alguns quilinhos! Mas tirando isso, mega recomendo!

Programa Que Seja Doce

Ainda não cheguei ao último episódio, mas já estou ansiosa pela segunda temporada. Quem quiser mais informações, é só clicar aqui

d556f272-6b36-4c46-91a1-b1f1b2bd880dFalando em doce, esses dias encontrei na livraria um livro mega fofo e tudo a ver com o post de hoje: Uma Pitada de Amor, da autora Katie Fforde. Conta a história da Zoe, que consegue uma vaga num reality show de culinária e se apaixona por um… Jurado. Ainda não li, mas acrescentei na minha lista. :)

Prontinho. Podem opinar à vontade.

Beijos, Carol.

P.S: crédito das imagens: site GNT e Travessa!  


6
12.08.2015
* Para assistir: Uma Longa Jornada! ♥

Cartas e histórias de amor sempre são bem-vindas no meu mundinho. Mesmo que eu corra o risco de chorar litros. Se você pensa assim e também não abre mão de assistir um lindo romance, aqui vai uma dica de ouro: o filme Uma Longa Jornada, inspirado no livro do Nicholas Sparks. Uma ótima pedida para os românticos de plantão! ;-)

Vou contar um pouquinho do que acontece: Sophia Danko conhece o apaixonante cowboy Luke num rodeio. Trocam telefone, mensagens e, finalmente, acontece o primeiro encontro. Por obra do destino, eles cruzam o caminho de Ira Levinson, um senhor de 91 anos que acabou de sofrer um acidente de carro e carrega o seu bem mais valioso: uma caixa com várias cartas de amor. Com a saúde debilitada e sozinho no mundo, Sophia vira a sua visita preferida e constante durante o tempo em que ele fica no hospital. O que ela faz para distraí-lo? Lê as cartas que estão na caixa e, através delas, nossa protagonista conhece a emocionante história de Ira e sua eterna e amada Ruth.

unnamed (2)

Ao mesmo tempo, Sophia vive um romance desafiador com Luke. Ela sonha e luta para conseguir o emprego dos sonhos, mesmo que isso implique em ter que mudar de cidade. Enquanto ele, arrisca sua vida numa perigosa competição. Mas inesperadamente descobrem que a história dos dois é muito parecida com a do casal Ira e Ruth. O que pode ser uma grande inspiração e lição de vida.

unnamed (1)

Bom, dá para perceber que é bem Nicholas Sparks mesmo. Porém, com uma pequena diferença: é emocionante, intenso e de arrancar suspiros, mas por incrível que pareça, não tem muita tragédia e podemos economizar os lencinhos de papel hahaha! Só caíram algumas lágrimas, juro! Claro, tem parte triste. Entretanto, conseguimos tirar lições valiosas, sem sofrer muito. Pelo menos foi o que aconteceu comigo. Falando nisso, o que eu mais aprendi com a história: nem sempre vamos conseguir tudo o que desejamos e imaginamos para a nossa vida. Contudo, podemos agradecer, dar valor ao que já ganhamos e viver intensamente uma longa jornada. Meio clichê, eu sei. Como diz o Ira: o amor exige sacrifícios e vale a pena. ;-)

Resumindo: amei o filme! Ainda não li o livro, então não sei se segue direitinho. Mas independente disso, acho que vale assistir. Já deve ter no Now, Netflix e por aí vai. Ah! Adorei os atores Scott Eastwood (Luke) e Britt Robertson (Sophia). Eles têm uma química perfeita e ele, sem palavras! Será que existe algum homem fofo, cheio de atitude e lindo assim ou está preso em livros e filmes hahaha? Também gostei das cenas que mostram o início do romance entre o Ira e a Ruth. Ele todo tímido e ela bem confiante. Fiquei feliz com o final e sobre as cartas: são bem intensas e bateu uma saudade quando elas eram mais presentes no nosso dia a dia. Ah! Não é comédia romântica, mas deu para rir bastante. Pontinho para o senhor Nicholas! Porque geralmente eu me acabo de tanto chorar do início ao fim. E prestem atenção na trilha sonora, é bem fofa! ♥

unnamed (3)

unnamed (4)

Quem já assistiu, conta o que achou. Quem ainda não viu, fica a dica! =)

Beijos, Carol.

Já está participando do sorteio de aniversário do blog? Vale um livro e algumas surpresinhas. Clique aqui e participe! ♥

P.S: Crédito das Imagens – Site Adoro Cinema. ;-)


4

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018