16.02.2017
* Para assistir: Moana – Um mar de aventuras! ♥

Ei, Gente. Voltei :)! E antes de começar uma série de posts da viagem, separei uma dica de filme (da Disney): Moana – Um mar de aventuras. É de criança? Claro, mas podem ter a certeza de que os adultos irão adorar também. Mas antes de dar a minha opinião, aqui vai um resumo do que acontece: Moana Waialiki é uma corajosa jovem, filha do chefe de uma tribo na Oceania, que veio de uma longa linhagem de navegadores. Curiosa, ela vive querendo explorar o oceano e descobrir mais sobre o seu passado. Porém, seu pai sempre a proíbe. Até que um dia, com o aval da sua avó, ela resolve partir em busca de seus ancestrais e, assim, ajudar a sua família e seu povo. Junto com o lendário (e hilário) semideus Maui, nossa protagonista começa sua jornada em mar aberto, onde enfrenta criaturas marinhas e descobre histórias do submundo. Aonde eles vão parar? Bom, muita água vai rolar! ;-)

MOANA is an adventurous, tenacious and compassionate 16-year-old who sails out on a daring mission to save her people. Along the way, she discovers the one thing she's always sought: her own identity. Directed by the renowned filmmaking team of Ron Clements and John Musker (“The Little Mermaid,” “Aladdin,” “The Princess & the Frog”) and featuring newcomer Auli'I Cravalho as the voice of Moana, Walt Disney Animation Studios' “Moana” sails into U.S. theaters on Nov. 23, 2016. ©2016 Disney. All Rights Reserved.

Dica número 1: assista em 3D, se for possível. Acredito que faça toda a diferença! Os efeitos são incríveis e dão um toque a mais no filme. Dica número 2: se não tiver uma criança para te acompanhar, sem problemas. Se joga na sua melhor companhia mesmo, que vale a pena! Eu adorei a história. Não é só mais uma bobinha, sabe? E apesar de amar contos de fadas, fico feliz da Disney ter fugido daquele clichê de príncipe encantado (mais uma vez). O grande objetivo da Moana é descobrir quem ela realmente é. Sua coragem a leva além!

Tenacious teenager Moana (voice of Auliʻi Cravalho) recruits a demigod named Maui (voice of Dwayne Johnson) to help her become a master wayfinder and sail out on a daring mission to save her people. Directed by the renowned filmmaking team of Ron Clements and John Musker, produced by Osnat Shurer, and featuring music by Lin-Manuel Miranda, Mark Mancina and Opetaia Foa‘i, “Moana” sails into U.S. theaters on Nov. 23, 2016.  ©2016 Disney. All Rights Reserved.

Todos os personagens têm características incríveis. A Moana, por exemplo, é uma das personagens mais corajosas que já vi. A perfeita prova de “se tiver com medo, vai com medo mesmo” hahaha! A avó dela é sem comentários. Sábia como ninguém. Dá os melhores conselhos e a ajuda quando mais precisa, mesmo quando está longe. O oceano é um amor e seus empurrões valem ouro. O semideus? MA-RA-VI-LHO-SO. Um pouco doidinho, mas com um coração e tatuagens (tem que ver o filme para entender hahaha) que não cabem dentro dele. Aprendi muitas lições, mas principalmente que não é porque os outros dão ajudinha extra que a nossa parte não importa. Não menosprezando os outros que foram de extrema importância para o crescimento, mas o que a gente fez para chegar até lá, tem tanto valor quanto.

473672.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxxCrédito de todas as imagens: Site Adoro Cinema 

O final é bem lindo e mostra a importância da natureza também. Na hora nem tinha me tocado, mas escutando uma criança falar com a mãe do lado, cai na real. A trilha sonora é bem fofinha! O filme arranca algumas lágrimas (pelo menos de quem é manteiga derretida #oi \o/ hahaha) e muitas risadas. Recomendo e MUITO! Quem quiser assistir ao trailer, clique aqui.

A música mais fofa!

É isso, gente! Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Acho que não está passando mais no cine, mas quando tiver no Now e/ou na Netflix, vale o play. ;-)

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


20
08.11.2016
* Para assistir: O bebê de Bridget Jones! ♥

Ei, gente! Mais um post “roubartilhado” do blog Sem Clichê, onde vivo dando dicas cinematográficas. Dessa vez, falei sobre o filme O bebê de Bridget Jones!

bridget_jones_character_-e1478258856233

Quem está de volta? A maravilhosa Bridget Jones! =) Nesse filme, ela está trabalhando como produtora de TV e continua solteira. Depois de aceitar comemorar o aniversário com uma amiga do trabalho em um festival de música pop, ela acaba “acidentalmente” dormindo com o charmosos Jack Qwant. Pouco tempo depois, em um batizado, nossa protagonista reencontra um amor do passado: Mark! O que acontece nesse evento? Er… Os dois acabam dormindo juntos.

Algumas semanas depois, Bridget descobre que será mãe de primeira viagem, com um porém: não sabe ao certo quem é o pai do bebê. A partir daí, o filme se desenrola e já adianto: virou um dos meus preferidos desse ano! Com essa história, a gente chora de tanto rir e chora porque é manteiga derretida mesmo. Adorei cada cena e me peguei falando muitas vezes “bem-vinda ao meu mundo, Bridget”.

A Bridget está mais madura, porém a sua essência continua ali. Intacta! A gente ri praticamente em todas as cenas. Uma das melhores partes: festival de música que ela vai com a sua amiga do trabalho. A participação do Ed Sheeran fez toda a diferença. Também amei como ela conta para o Mark e Jack que não tem muita certeza de quem é o pai do seu bebê. É mega divertido, mas sem ser apelativo. Destaque para as caras e bocas do garçom do restaurante.

O final? Emocionante e chorei que nem uma boba. Aprendi muito com o filme! Por exemplo: tudo tem o seu tempo mesmo. A gente só não pode desistir no meio do caminho! E a Bridget é a prova disso. Nem tudo aconteceu como ela imaginou, mas acredito que tenha sido bem melhor. Às vezes um amor novo é tudo o que a gente precisa, entretanto, uma “velha” história vem muito a calhar. Enfim, não dá para entrar em muitos detalhes porque se não vou acabar dando spoiler. Mas vejam com os próprios olhos. Vale cada segundinho!

bridgetjones3-e1478259030778

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo!

Ah! Para ler o post completo, clique aqui.

Beijos, Carol. 

Para ler a última dica de filme que rolou no blog, clique aqui. ;-)

Fan Page ♥  Instagram


8
26.07.2016
* Para assistir: dois filmes com a Rory (Gilmore) e Sookie! ♥

Oi, Gente! :) Hoje é dia de roubartilhar post lá do Sem Clichê. Para quem não sabe, volta e meia dou sugestões de filme por lá. Dessa vez, sugeri dois filmes com atrizes da série Gilmore Girls. Como sabem, a Netflix disponibilizou todas as temporadas dessa série recentemente. Então, se você é fã e/ou quer conhecer um pouco do trabalho de algumas das atrizes fora do seriado, selecionei dois filmes pensando justamente nisso. Um com a doce Rory (Alexis Bledel) e outro com a cômica Sookie (Melissa McCarthy). Todas histórias são bem do jeitinho que a gente gosta: fofinha, que dá para rir e chorar. 

1. Recém-Formada (Rory Gilmore) 

2009_post_grad_002-e1468331989277

Ryden Malby (Alexis Bledel) acaba de se formar na faculdade e tem um plano perfeito: arrumar um bom emprego, morar sozinha, aproveitar com o seu melhor amigo e encontrar o par perfeito. Mas claro que as coisas não saem como planejado e o jeito é adotar o plano b: arrumar um trabalho temporário e voltar a morar com os pais, sua avó e seu irmão. Nesse intervalo, ela se envolve com o vizinho de arrancar suspiros (Rodrigo Santoro que faz o papel por sinal), briga com o melhor amigo e, no final, aprende que nada vale a pena sem as pessoas que ama.

É o típico filme que a gente assiste mil vezes e não se cansa. A história flui de uma maneira leve, divertida e que faz a gente refletir sobre família, amigos e o trabalho dos sonhos. Afinal, será que existe essa história de trabalho dos sonhos?

2. Um Santo Vizinho (Sookie)

223934.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Maggie (Melissa McCarthy) acaba se divorciar e muda de casa com o filho de 12 anos. Um vizinho, o St. Vincent de Van Nuys se aproxima deles e se oferece para cuidar do menino. Ele seria a última pessoa que Maggie pediria ajuda, mas como é enfermeira e precisa de ajuda, aceita. No começo, ele só pensa no benefício dele, mas com o tempo surge uma grande amizade entre o menino e o seu “Santo” vizinho.Uma relação que ajuda mais o menino do que imaginamos.

Os diálogos entre os dois são ótimos. Destaque para a cena que o Vincent faz comparação com o Hitler. A princípio, parece uma péssima fala,mas depois dá para analisar melhor. O final é sem comentários! De arrancar lágrimas até de um coração de gelo. A Melissa prova nesse filme que não faz só comédia bem não, drama é com ela também. Mas claro que o destaque vai para o filho e para o Vincent.

***

Tem mais algum filme para indicar com os atores dessa série? Conta aí nos comentários! ;-) Ah! Para ver o post completo, clique aqui.

Beijos, Carol. 

Fan Page ♥  Instagram


1
13.07.2016
* Para assistir: Como eu era antes de você! ♥

Oi, Gente! Aqui vai mais um post da minha coluna lá no Blog Sem Clichê, onde eu dou dicas de filmes. A história de hoje? Como eu era antes de você, inspirada no livro da Jojo Moyes. Um romance daqueles que a gente precisa assistir mesmo sabendo que corre o risco de secar a fonte de lágrimas. 

Filme Como eu era antes de você - PJ - 1

Antes de dar a minha opinião, vou resumir mais ou menos a história. Will é um cara rico e bem sucedido em todas as áreas da vida. Mas tudo vira de cabeça para baixo, quando ele acaba sendo atropelado por uma moto e fica tetraplégico. O protagonista vira uma pessoa cínica, mau humorada e depressiva. Louisa Clark, é uma típica personagem de bem com a vida, mas que não tem muitos objetivos. Após ser dispensada do antigo emprego, Lou precisa arrumar outro devido aos problemas financeiros que passa. É nessa hora que o destino entra em ação: ela é contratada pela mãe do Will para cuidar e fazer o possível para melhorar o estado (de espírito) dele. O resto dá para a gente imaginar um pouco, né?

O que eu achei? É quase impossível não amar esse filme. A história envolve de um jeito, que meu Deus. Os diálogos entre os dois são hilários e de arrancar suspiros. As roupas da Lou são bem divertidas. Acho que tem tudo a ver com a personagem. O jeitinho cínico do Will é irritante, mas ao mesmo tempo irresistível. Essa ida ao cinema pede muito lencinho de papel, porém não se enganem… Dá para rir MUITO. Não é só chororô, não. Tem muita comédia romântica! Ah! Ainda não li o livro, porém pelo que eu escutei tudo que tem na telona, tem na parte escrita. Nada de invenção. Pontinho extra, né? Os atores que interpretaram o Will e a Louisa mandaram muito bem.

Filme Como eu era antes de você - PJ - 3

Adorei cada segundinho do filme. Mas anota aí: as cenas com a meia calça de abelha são as melhores. Acho que qualquer mulher, por mais básica que seja, vai querer ter uma, hahaha. Destaque também para a parte da ópera. De arrancar suspiros! E as lições do filme, nem preciso dizer. Aliás, só algumas coisinhas: a gente tem que viver intensamente mesmo. Algumas decisões não dependem da gente e o jeito é aceitá-las. Dar o nosso melhor é a melhor saída.

O final é sem palavras. Acho quase impossível não chorar. Nessa parte, matei dois lencinhos de papel em menos de um minuto! Falando nisso, apesar de ter chorado, esperava chorar muito mais. A história no cine fluiu de um jeito tão leve, que acabou ensinando dessa forma. E acho que depende muito do seu estado de espírito.

Mega recomendo! 

Para ler o post completo, é só clicar aqui. Lembrando que volta e meia dou dicas de filmes por lá, tá? ;)

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


2
04.07.2016
* Para assistir: Alice através do espelho!

Oi, Gente. Mais um post roubartilhado do Blog Sem Clichê. :) Para quem não sabe, volta e meia dou dica de filme por lá. Um dos últimos filmes que assisti: Alice através do espelho. Amei num grau que vocês nem imaginam. Vamos lá?

aliceatravesdoespelho_3-750x380-e1465212119332

Nessa aventura, a Alice retorna para a sua cidade após uma longa viagem pelo mundo no barco de seu falecido pai. Ela reencontra a sua mãe e a partir de uma revelação em uma grande festa, Alice corre para um dos cômodos da casa e acaba descobrindo um espelho mágico. Curiosa, ela atravessa o objeto e dá de cara com o “velho” País das Maravilhas, onde descobre que o Chapeleiro Maluco corre o risco de morrer, pois o mesmo fez uma descoberta sobre seu passado. Para salvar a vida do melhor amigo, nossa protagonista deve conversar com o Tempo (sim, o Tempo é uma pessoa) e pedir uma ajuda para voltar às vésperas de um evento traumático e mudar o destino do Chapeleiro.

Às vezes a gente não dá nada por um filme, né? Confesso que fui só para fazer jus ao meu posto de fã da Alice, do Chapeleiro e por aí vai. Só que a história não é só mais uma história. Me surpreendi a cada cena e tirei lições bem valiosas. Sei que já está virando clichê eu falar isso, mas realmente aprendi muito! Começando pelo Tempo. Ele realmente é gente boa, haha. Aliás, tudo poderia mudar a nossa volta se olhássemos de um outro jeito para “ele”. Às vezes realmente o nosso desejo é ter o poder de voltar no Tempo, porém sinto informar que não adianta muito. Entretanto, podemos usar a nosso favor e aprender com os acontecimentos do passado.

looking-glass-e1465213326730

Através dessa história a gente acaba admirando mais ainda a Alice. Ela estava muito mais à frente na sua época, sabem? A sociedade exigia dela uma coisa, mas ela não queria nem saber. Ia de acordo com as suas convicções e pronto, mas nunca desrespeitando os outros. E acho que para o momento que a gente vive, esse filme pode servir muito como exemplo. Apesar da independência, ela não é egoísta. Não que uma coisa necessariamente tenha a ver com a outra. Mas às vezes ficamos tão focados na nossa independência que nem damos atenção as outras coisas tão importantes quanto. Por exemplo? A família. E o amor dela pelo pai e pela mãe prova isso. E uma outra coisa que ficou bem na minha cabeça: muitas vezes a gente se prende a objetos que remetem à lembranças, mas o que realmente importa vai além.

Ah! Muito importante!! Tem um personagem novo muito gato: um cara que fica ajudando a Alice nas reuniões, no trabalho dela. Aliás, eu acho que eles dariam um lindo casal. Será? ❤

Mega recomendo, gente!
Ah! Quer ler o post completo? É só clicar aqui. ;-)

Beijos, Carol.

Fan Page ♥  Instagram


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018