05.10.2020
* Para assistir: Emily em Paris! ♥

Ei, Gente! :) Para começar a semana, que tal uma dica de série levinha e apaixonante? Emily em Paris, disponível na Netflix, é uma mistura de “Sex and the city” com “O diabo veste Prada”. Vamos lá? ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Emily Cooper é uma executiva de marketing que tem a oportunidade de trabalhar em Paris. Mas com um porém: não sabe falar francês hahaha. Sonhadora, ela aceita o desafio de sair de Chicago e correr atrás dos seus objetivos na cidade luz. E, como toda mudança, não é nada fácil. Ela tem de equilibrar os pratinhos da vida profissional e, claro, pessoal. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

O que eu achei? AMEI, com letras garrafais mesmo. ♥ Sou suspeita, porque qualquer história que tenha Paris no meio, eu não perco por nada. Mas juro que vale cada episódio. Aliás, assistir foi uma ótima maneira de matar a saudade de viajar e, claro, dessa cidade que arranca suspiros.

Com diálogos divertidos e inteligentes, a gente se aventura com a Emily. Aliás, a protagonista é uma sonhadora de carteirinha e tem uma visão do mundo bem inspiradora. Quase tudo dando ruim, ela se abala um pouco, mas segue em frente, sem desistir. E, gente, acho que a Lily Collins está perfeita nesse papel.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Quanto aos franceses, fiquei impressionada como os homens de lá caem em cima das mulheres, né? hahaha ;p Alguns, até meio de forma nada romântica. Mas gostei que ela se impõe e não leva desaforo para a casa. Fofa e mega empoderada!

Ah! Tem uma pegada de “Sex and the City“, mas na minha humilde opinião, de uma forma mais sutil. Aliás, a cena do vibrador é a melhor. E lembra muito “O Diabo veste Prada” e acredito que a Emily seria amiga da Andy! Falando nisso, a Sylvie não é a chefe dos sonhos, mas não chega a ser uma Miranda Prestley.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Sobre os outros personagens: Gabriel é lindo, mas fiquei meio assim com algumas atitudes. E o professor de filosofia me decepcionou total! Mindy é a amiga chinesa mais querida da vida. Quanto a Camille, eu gosto da amizade delas… Em contrapartida, acho que muita água ainda vai rolar. Algumas pessoas do escritório achei meio forçadas, mas com alguns toques legais. E, apesar de ser meio errado, tenho o meu crush favorito para a Emily.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

No mais, a série tem uma fotografia linda e uma Paris de arrancar suspiros. E eu amei cada figurino dela. Fofos e estilosos! Só não sei como ela sobe as escadas com os saltos que usa hahaha. Enfim, cada romance nos ensina e perrengues no trabalho e no dia a dia também. E as cenas das aulas de francês são bem comédias e ela tentando se comunicar é de chorar de rir hahaha.

Gostei da trilha sonora e amei que algumas séries icônicas, como Gossip Girl, são mencionadas. Também me inspirou as ideias para as redes sociais e o final foi bem francês. Aliás, eles têm um romance diferenciado. Como dizem alguns personagens: eles gostam de vida real. E eu acho que sigo mais o estilo da protagonista, uma sonhadora incurável, mas que tem muito o que aprender com esse estilo de vida de Paris.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Ansiosa pela próxima temporada, que ainda não é oficial, mas acredito que tenha uma continuação sim. Afinal, precisamos de algumas respostas e porque a série é uma distração leve, divertida e mais uma vez: inspiradora! O ritmo é perfeito e o único defeito é que os episódios terminam muito rápido. A gente nem sente! E juro que queria um monte de livros dessa série. Acho que devoraria em menos de um mês.

Enfim, recomendo MUITO. Acho que em épocas difíceis para sonhadores, é uma forma de sair (um pouco) da realidade para refletir, suspirar e ver o lado bom da vida. ♥

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica. E não faça como eu, assiste cada episódio devagar e não devore, porque dá uma mini saudade hahaha.

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Leu – A adorável loja de chocolates de Paris
Fan Page ♥ Instagram 


4
28.09.2020
* Para assistir: Enola Holmes! ♥

Ei, Gente! :) Sabem aqueles posts de filmes que invadem o seu feed, mas acabam não despertando a sua curiosidade? Com Enola Holmes, disponível na Netflix, foi assim. Vi um monte de postagem sobre, mas como nunca fui de assistir Sherlock Holmes e tal, não me interessei.

Até que no sábado, estava procurando um filme com o meu namô e ele sugeriu esse! Disse que tinha visto o trailer e que com certeza eu iria gostar. E ele acertou na mosca! Então, peguem a pipoca e o refri que a sessão vai começar. ♥

Crédito da Imagem: Rolling Stone

Para começar aquele clássico resuminho: Enola Holmes é a irmã mais nova de ninguém menos que o detetive Sherlock Holmes. Quando sua mãe desaparece, a protagonista inicia uma investigação para descobrir o paradeiro dela. Porém, Mycroft, o irmão do meio, decide que quer mandá-la para um internato só de meninas! No meio de tantas aventuras, ela conhece infinitas coisas sobre o mundo lá fora e, claro, a si mesma. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

O que eu achei? Simplesmente maravilhoso. Desde o roteiro, até a fotografia, os figurinos e os atores que deram vida aos personagens. Enola é uma protagonista que conversa com a gente, literalmente, e nos faz rir e pensar fora da zona de conforto. Amei o Girl Power presente em cada cena, de forma natural e leve!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Nada passa batido e é muito bem feito, na minha humilde opinião. Confesso que em algumas partes eu fiquei meio boiando, mas nada que tenha atrapalhado muito o entendimento da mensagem final que a história quer passar.

Falando nisso, adorei o jogo de palavras e a perspicácia dela! Sherlock Holmes me conquistou também e amei o voto de confiança que ele deu para a irmã. Mycroft é meio sei lá e um tal de Lorde é um verdadeiro cavalheiro! A mãe? Me surpreendeu. Umas horas eu gostava e outras deu uma raivinha!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Enfim, é um filme para a família toda, que mostra a importância da gente seguir a nossa vida, com as nossas próprias escolhas. Ajudar o outro e aprender acima de tudo a lutar pelo que acreditamos e pelo próximo também! E sempre o melhor encontro é com a gente mesmo.

Quero muito ler o livro (da Nancy Springer) que inspirou o filme, que a propósito virou um dos meus favoritos desse ano doido! Obrigada, namô por isso. ♥ Ah! E são vários, então, espero que vire uma franquia. No mais, você vai rir bastante, se emocionar e refletir sobre temas que são fundamentais, independente de qualquer coisa!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo e MUITO!

Beijos, Carol.

Post Antigo: CosmoTag – Divas
Fan Page ♥ Instagram 


5
09.09.2020
* Para assistir: Feel the beat! ♥

Ei, Gente! :) Para o post do dia separei uma dica de filme. Recentemente, assisti: Feel the beat, na Netflix. Uma comédia bem água com açúcar e para lá de divertida. Vamos lá? Boa sessão! ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Para começar, aquele clássico resuminho sobre o que se trata a história. April é uma dançarina, que deixou a sua cidade natal para correr atrás do grande sonho chamado “Broadway”. Mas depois de uma obra do destino, as coisas não andam muito bem e ela volta para casa!

Por lá, a protagonista acaba sendo convidada a treinar um grupo de jovens dançarinos um pouco desajeitados para uma competição, que terá um importante jurado e que April quer chamar atenção. Será que vai dar certo? ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Pelo que eu vi, ele está há séculos na Netflix, mas só consegui assistir no feriado. É aquele clichê com música e dança, onde a gente não dá nada para o grupo participante e tals… Porém, vem a reviravolta e nos surpreende de forma positiva.

Mas tem um diferencial: a April não é a típica protagonista desse tipo de filme. Acredito que isso vá chamara a atenção de quem quer ver algo que fuja um pouco do óbvio! Ela é bem dura na queda e vai nos conquistando aos poucos! Nick é de arrancar suspiros e o pai dela é tão incrível. Apoia e conhece a filha que tem! Barb é inspiradora e uma comédia e o amigo da April bem maravilhoso, mas talvez um pouco forçado. Ainda não tenho uma opinião 100% formada.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Mas o elenco que conquistou mesmo o meu coração foi o dos alunos e os pais deles! Cada um dá o seu melhor mesmo e isso inspira muito! Aliás, aprendi que, às vezes, o importante não é o 1º lugar. O segundo e o terceiro também tem o seu valor. E cada vitória tem de ser comemorada, sem moderação. E o que falar do Dick? Completamente apaixonada por esse ator mirim. O melhor!! ♥

Enfim, é uma história para assistir com a família ou na sua própria companhia. A gente ri, torce e sente cada batida. Do início ao fim, prende. Mesmo com algumas cenas que dispersam um pouco. Ah! Tem inclusão e a dança final é emocionante. Amei a trilha sonora, os figurinos e o desfecho, que já esperava, mas o caminho até lá aqueceu o coração da pequena telespectadora que vos bloga. Dá vontade de sair para dançar no meio de Nova York (destaque para essa cena com uma personagem que também é destaque no filme, mesmo não aparecendo tanto) hahaha.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo muito!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – Eurovision!
Fan Page ♥ Instagram  


6
03.09.2020
* TBT Pipoca: Vestida para casar! ♥

Ei, Gente! :) Para o TBT da semana, escolhi um filme antiguinho que eu amo muito, desde sempre: Vestida para casar, com uma atriz que aparece frequentemente nas comédias românticas, a Katherine Heigl. Então, pega a pipoca e o refri e boa sessão! ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Se você ainda não assistiu ou quer relembrar, segue um resumo do que se trata a história: Jane é para lá de romântica, que tem um dom de ser madrinha de casamento. Mas o seu grande sonho mesmo é subir ao altar como noiva e acredita plenamente que a pessoa que vai esperar é o seu chefe George, o grande amor platônico da sua vida.

Porém, tudo muda quando um jornalista (Kevin) chega para fazer uma matéria e a sua irmã caçula, a Tess, conquista o coração do George. Isso faz com que a protagonista reveja a sua vida e que está na hora de arrumar o seu verdadeiro “felizes para sempre“, mas de uma forma real. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Eu não cheguei a assistir no cine esse filme, mas quando vi por acaso na TV, me apaixonei e logo me identifiquei com a personagem principal. Não fui madrinha 27 vezes, mas acho que já tive esse posto umas 10 hahaha. E, assim como ela, sou uma romântica incurável.

Vestida para casar tem começo, meio e fim bem amarradinhos. O ritmo é divertido e nada que faça a gente pegar no sono! É clichê, mas têm os elementos surpresas , que fazem a diferença na história. E sério: a gente ri muito. Cada situação com casamento que a Jane passa, que a gente pensa: meu Deus, ser madrinha não é para qualquer um não hahaha. A cena do táxi é hilária!

Crédito das Imagens: Adoro Cinema

O George é incrível e é totalmente compreensível a paixonite que a protagonista sente por ele. Fiquei com raiva da Tess, na maioria das vezes, mas depois acabei perdoando. A Casey é a típica melhor amiga que todo mundo deseja ter. E adoro o final dela!

Kevin? O ator pode fazer um milhão de filmes, mas sempre vai ser o meu jornalista fictício favorito. E a editora dele um porre, tudo culpa dela, na minha humilde opinião. Aliás, amei a cena do bar com os dois (Ele e a Jane, não a editora hahaha) e a música (Bennie and the Jets) fica na nossa cabeça.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

O desfecho? Mais perfeito não existe. Às vezes, algo dá “errado” só para a gente ter o nosso digno final feliz. Ou melhor, recomeço! E adorei o fora que a protagonista deu numa senhorinha muito abusada em uma ocasião hahaha.

Ah! Eu li por aí que o filme é inspirado no livro “Um romântico incorrigível“, mas não tenho certeza. Se alguém souber, me conta? No mais, eu recomendo muito. É aquela história que sempre que passa, eu paro para assistir. Assim como outras, “Vestida para casar” dá esperança no quesito amor e rende lições valiosas. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Para quem quiser assistir, vi que está passando no Telecine Play e na Claro Vídeo. E me conta: já viu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – Uma manhã gloriosa
Fan Page ♥ Instagram  


6
25.08.2020
* Beda 25 – Para assistir: Amor em obras! ♥

Ei, Gente! :) Para o dia de hoje, separei um filme bem comédia romântica: Amor em Obras, disponível na Netflix. Vamos lá? Pega a pipoca, que a sessão PJ já vai começar. ♥

Crédito da Imagem: Pinterest

Para começar, aquele resuminho do que se trata a história: Gabriela Diaz é uma executiva de São Francisco, mas tudo na sua vida parece estar dando errado. Tanto no amor quanto no trabalho! Até que um dia ao afogar as mágoas, ela participa de uma promoção e ganha uma pousada na Nova Zelândia.

Seguindo seus sonhos antigos e querendo um pouco de paz, ela vai para lá. Mas como o destino prega peças, o prêmio está longe de ser igual ao da foto e ela vai ter muito trabalho. Mas claro, com a ajuda de um empreiteiro para lá de especial e charmoso (e um pouco irritante hahaha), o Jake Taylor. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

O que eu achei da história? Sabe aquele filme bem sessão da tarde, que faz a gente rir e suspirar muito? Então, “Amor em obras” é assim. Adorei a premissa e me prendeu do início ao fim. O filme tem ritmo e é bem fofo! Clichê, sem dúvida. Mas para quem ama é um prato cheio.

A protagonista é divertida e com looks maravilhosos. O mocinho? Bem lindo! E os outros personagens não ficam de fora. Todos fazem a diferença e dão um toque a mais. A cidade é aquela que a gente fica com vontade de morar, mesmo com todas as fofocas sendo descobertas em 5 minutos hahaha. Ah! E, sem dúvida, vou acrescentar a Nova Zelândia nos lugares que eu ainda quero conhecer. Cada paisagem, que MEU DEUS!

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Porém, como nem tudo são flores: eu jurava que ia ter um mistério fofinho por trás. Tipo quem está por trás da promoção da pousada. O que aconteceu com a outra e tal. E tudo acontece bem rápido, por mais que eu saiba que histórias assim rolam desse jeito. Enfim, eu já tinha várias teorias na minha cabeça e nada do que imaginei a mais, rolou. Então, é muito bonitinho o filme, mas não traz nada de diferentão.

Entretanto, são só ressalvas para quem é mais exigente. Amor em obras traz mensagens bem válidas. Por exemplo? Nada acontece por acaso e uma mudança é sempre bem-vinda e pode trazer sonhos antigos à tona. Recomendo! ♥

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol

Post Antigo: Para assistir – Virgin River
Fan Page ♥ Instagram  


5

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2020