07.12.2020
* Para assistir: Can you keep a secret? ♥

Ei, Gente! :) Finalmente, consegui assistir o filme baseado no livro “O Segredo de Emma Corrigan“, da Sophie Kinsella: Can you keep a secret? Quer dizer, aqui no Brasil, só começou a passar na Amazon Prime esse mês! Então, peguem a pipoca e o refri, que a sessão chick-lit vai começar. ♥

Crédito da Imagem: Wikipédia

Para quem não conhece a história, vou resumir um pouquinho do que se trata. Emma Corrigan é uma mulher cheia de segredos e ao pegar um voo com uma turbulência daquelas e ficar com medo de morrer, acaba revelando todos para um estranho… Mas o tal homem que ela contou tudo, não some da sua vida. Agora, ele nada mais é do que o seu novo chefe. =D

O que eu achei? É sempre bom ver um filme baseado nos livros da Sophie. Queria que todos tivessem essa chance de ir para o cine. E eu entendo completamente as mudanças que ocorrem em adaptações. Eu sou fã dos dois! Mas esse eu digo com toda a certeza: o livro é bem melhor! Não que essa sessão não tenha me agradado, porém, eu tinha uma expectativa lá em cima.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Algumas partes são idênticas. Outras, nem tanto. Entretanto, eu li há séculos e não lembrava de tudo. E como o livro é de 2003, se eu não me engano, óbvio que eles mudariam algumas coisas. Como colocar Tinder no meio da história e a música que ela chora é outra e tal. Mas o que me incomodou, foi no comecinho que a sensação era de que o som da voz da protagonista não acompanhava a leitura labial.

Eu não sei se é um problema técnico da filmagem e tal, da Amazon, da TV que eu assisti ou sei lá. Porém, foram só nas primeiras cenas. Depois não sei se a gente se acostumou ou melhorou mesmo hahaha. Enfim, de resto, eu gostei muito da escolha dos atores que interpretaram a Emma e o Jack. No mais, eu ri muito e deu um quentinho no coração. Aliás, eu não tenho o costume de reler livros… Em contrapartida, fiquei com tanta saudade dessa história, que acho que vou ler novamente.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Enfim, é um filme bem água com açúcar. Se você é fã dos livros da Sophie, pode ser que tenha essa mesma impressão. Mas como uma boa leitora de chick lit, vai ser meio impossível não ficar com os olhos brilhando, mesmo com as ressalvas. Então, recomendo! ♥

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Top 5 – Sophie Kinsella – Parte 2
Fan Page ♥ Instagram 


2
26.11.2020
* TBT Pipoca: Esqueceram de mim! ♥

Ei, Gente! :) Falta menos de 1 mês para o Natal, então o último TBT Pipoca de Novembro é para entrar no clima natalino! E quando a gente fala sobre esses dois assuntos, um filme que sempre vem na minha mente é: Esqueceram de mim, com o Macaulay Culkin. É um clássico, né? Então, vamos lá? Pega a pipoca, que a sessão nostalgia vai começar. ♥

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Assim, eu acho meio difícil alguém que não tenha visto ou não saiba do que se trata. Mas como é um filme dos anos 90, pode ser que isso aconteça. Então, um resuminho básico: Kevin e sua família giga planejam passar o Natal fora. E como é muita gente, ele acaba sendo esquecido em casa! Então, aos 8 anos ele vai ter que fazer as coisas sozinho e, de quebra, dar um jeito em dois ladrões!

Ah! Confesso, que sempre confundo o primeiro com o segundo filme! Mas eu sei que amo os dois, então esse TBT vai ser uma mistura, ok? Dito isso, é impossível não lembrar da infância! As duas histórias são divertidas, leves e como o Kevin consegue pensar em todas aquelas armações? E olha, os dois bandidos são muito lerdos hahaha! E amo que todos os planos do nosso protagonista dão certo (ou quase).

Crédito das Imagens: Adoro Cinema

Adoro a moça dos pombos, mas confesso que quando eu era criança tinha um pouco de medo e não curto muito oferecer comida para eles até hoje. Não me julguem, por favor! O senhor da loja é um dos mais fofos e o cara do hotel que carrega as malas e adora uma gorjeta é bem cara de pau hahaha.

A cena clássica da árvore de Natal em plena Nova York? É simplesmente incrível. Aqui em casa, a gente sempre lembra porque a minha mãe ama essa parte. E a pombinha da paz é tão linda e, se eu não me engano, temos uma parecida de enfeite natalino. E os caras que dão carona para a mãe do Kevin? São personagens que eu idolatro. Por mais pessoas assim!

No mais, a gente ri bastante. Hoje em dia, eu vejo mais por pura nostalgia, mas ainda me divirto e tiro lições. Por exemplo: nunca esquecer ninguém em casa, espero hahaha! E que a família tem os seus defeitos e tal, mas a maioria é bem especial e nada melhor do que passar a noite e a manhã com quem a gente ama e cumpre esse papel familiar.

Crédito das Imagens: Adoro Cinema

Aliás, sempre fiquei querendo abrir os presentes de manhã e não meia noite! Mas até hoje, a gente segue a tradição brasileira mesmo hahaha. E, sim, sempre morri de medo de me esquecerem e não sei se tenho a ousadia do Kevin não hahaha!

Enfim, os dois filmes são um clássico de Natal e que eu acho que mesmo velhinha, vou continuar vendo. Porque é engraçado e dá um toque mágico nessa época! E a gente sempre precisa disso, né? ♥

E vocês? Me contem a relação com essas histórias natalinas!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Um filme, um look e um comercial de Natal.
Fan Page ♥ Instagram  


3
19.11.2020
* Para assistir: Modern Family! ♥

Ei, Gente! :) Eu amo assistir séries, mas não tenho o costume de acompanhar um monte no mesmo ano, sabem? E com o isolamento social, criei mais esse hábito. E a última que conquistou o meu coração: Modern Family!

Sim, eu sei, eu to meio atrasada. Já que ela é de 2009 e esse ano tá rolando a sua temporada final (11ª). Mas graças a um pedido de indicação de seriados lá no Insta, me indicaram essa e sabe quando você até sonha com os personagens? Meu nível de vício tá assim hahaha. ♥

Crédito da Imagem: Canal de Séries

Bom, ainda estou no meio da 4ª temporada, mas apenas para resumir um pouquinho do que se trata para quem não conhece. ;-) Modern Family conta a histórias de três famílias que estão ligadas e convivem quase que diariamente. Jay é casado com Glória e moram com o filho dela do 1º relacionamento, o Manny. Claire e Mitchell são filhos do 1º casamento de Jay. Ela é casada com o Phil e têm três filhos, Haley, Alex e Luke. Ele vive com o Cam e juntos decidem adotar a Lily. ;-)

A princípio, parece meio confuso. E a quantidade de temporadas assusta. Mas são episódios tão leves e rápidos (20 e poucos minutinhos), que quando você percebe já está no episódio 24. São situações cotidianas, bem gente como a gente. Arrancam risadas e, no fim de casa, tem alguma lição fofinha com um toque de humor que faz a diferença.

Algumas piadas, eu fico meio perdida. Mas no geral eu rio de quase todas hahaha. Aliás, os perrengues que eles passam faz a vida aqui fora ficar mais de boa, sabem? Amo o formato de depoimento, que parece documentário. Aliás, esse é um diferencial bem legal. Imagino que eles estão conversando comigo hahaha.

No mais, adoro o Jay e como mesmo tendo seus costumes, está aberto ao novo. Os gritos da Glória são hilários e é uma das minhas personagens favoritas. Manny tem um jeito bem adulto e inocente ao mesmo tempo. Cam é mega divertido e Mitchell um pouco neurótico, mas aos poucos tá me conquistando. Lily é perfeita! Phil não era o meu favorito, mas agora me conquistou. Melhor pai e (quase) nada o abala! Claire é agitada e me identifico em algumas situações. Agora os três filhos deles: meu Deus, são meio do mal hahaha. Mas no sentido bom hahaha! E têm outros personagens aleatórios, que aparecem às vezes, como a 1ª mulher do Jay.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Enfim, ainda tem muita água para rolar, mas já amo essa série e sei que vou ficar com saudade quando chegar ao fim! Acho que até lá, a 11ª temporada já chegou na Netflix. Espero! E já tomei alguns spoilers procurando foto no Google, mas nada que tenha atrapalhado o meu interesse. Enfim, recomendo muito. Para assistir na sua própria companhia, com os amigos, a família ou o namô (no meu caso, eu e ele estamos nos divertindo bastante). ♥

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Minha dica: comece hoje mesmo! Tem na Netflix, no Globo Play e não sei se tem em outra plataforma. Quem souber, me avisa. E a última temporada já tá passando aqui no Brasil, no canal Fox. E, atenção: a musiquinha da abertura fica na cabeça.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – This is Us
Fan Page ♥ Instagram  


7
03.11.2020
* Para assistir: Amor com data marcada! ♥

Ei, Gente! :) Está aberta a temporada de filmes natalinos. O primeiro que assisti esse ano: Amor com data marcada, disponível na Netflix, onde a história começa no Natal e pega as principais datas comemorativas. Enfim, vamos lá? Pega a pipoca, o refri, o gorrinho do Papai Noel e boa sessão! ♥

Crédito da Imagem: Ultra Cine

Para começar, aquele resuminho: Sloane é uma jovem solteira, desacreditada do amor. Jackson é um jovem solteiro que foge de relacionamento. Os dois sofrem aquela clássica (e desnecessária) pressão de “cadê os (as) namoradinhos (as) e tal”. Então, em uma fila de uma loja, ambos se conhecem, conversam e fazem um acordo…. Ser o par um do outro em ocasiões especiais, como Natal, Ano Novo, Halloween e por aí vai. Mas… A gente já imagina o final. Porém, a maneira como chega lá é o que faz a diferença. ;-)

O que eu achei? É uma mistura de “Amizade Colorida” com “Qual é o seu número?“. O filme tem um ritmo bem divertido e vai direto ao ponto, sem enrolação. Apenas com algumas floreadas, que particularmente, eu amo. Sloane é ácida, mas divertida. Jackson? Tem aquele humor que conquista a gente. Pelo menos, me conquistou. ♥

Crédito da Imagem: Holofote Digital

A gente ri bastante e algumas cenas são meio apelativas, mas nada que deixe a história sem noção. Curti quase todos os personagens, mas uma das garotinhas, da mesa de Natal dos mais novinhos é a melhor. Sem contar o coral de Natal do shopping. Sério, o filme todo poderia ser ruim, mas só com essa parte conquistaria e faria cada minutinho valer a pena.

Têm lições fofinhas, como encarar o medo e agarrar as chances que a vida te dá. Um detalhe, faz a diferença em uma relação. E, sim, o amor pode estar mais perto do que imagina ou onde nunca imaginou. É só abrir os olhos! O casal protagonista tem química e quero ver os dois em mais comédia romântica. A mãe da Sloane me irritou um pouquinho, mas fiquei tão feliz com o desfecho dela. ;-)

Crédito da Imagem: O cinema é

Enfim, por mais filmes natalinos assim e para quem quiser começar a temporada dessas histórias com o pé direito: Amor com data marcada é uma ótima pedida. Rende risadas, suspiros e faz com que a gente queira o Natal logo, mesmo com todas as ressalvas desse ano.

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo e muito! ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Uma segunda chance para amar
Fan Page ♥ Instagram  


3
26.10.2020
* Para assistir: A sociedade literária e a torta de casca de batata! ♥

Ei, Gente! :) Para começar a semana, separa a pipoca e o refri, que vai ter dica de filme: A sociedade literária e a torta de casca de batata, disponível na Netflix. Vamos lá? Boa sessão! ♥

Crédito da Imagem: Fala Universidades!

A história conta sobre uma jovem escritora chamada Juliet Ashton e sua visita a Guernsey. Depois de trocar cartas com um fazendeiro, que enviou a primeira contando sobre o seu clube do livro fundado durante a 2ª Guerra Mundial. Nessa viagem, ela não só conhece essa sociedade literária, como constrói um relacionamento com todos da ilha que lhe dá ideias para um novo livro.

Inspirado na aventura literária que leva o mesmo nome, é o típico filme que eu amo. Com romance, temas tensos abordados com leveza e, claro, livros! A princípio, achava que ia ser meio monótono… Mas apesar de ter um ritmo meio lento, eu acho que todo leitor deveria assistir. ;-)

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Tudo bem que o tema literário funciona mais como um pano de fundo para a história. Porém, deixa a gente ainda mais apaixonada por esse mundinho. Trata muito sobre a Guerra e as cicatrizes que esse cenário deixa. O nome do clube do livro é o melhor e a explicação dele também. Todos os personagens da Sociedade têm a sua importância e Juliet e Dawsey dão um toque a mais.

Tem romance clichê e que a gente torce muito. Mas quem (quase) “impede” não é um vilão, só têm objetivos diferentes. E isso é bem legal, sabem? Às vezes um casal não dá certo, entretanto, não necessariamente tem a mocinha e o bandido. Ah! Algumas cenas dão um aperto e a filhinha da Elisabeth é a coisa mais fofa do mundo! O desfecho é de arrancar suspiros e faz a gente querer um clube do livro daquele jeito e, até mesmo, comer a tal da torta de casca de batata hahaha.

Crédito da Imagem: Adoro Cinema

Inspira muito futuros escritores e também dá vontade de criar histórias em uma máquina de escrever. Os figurinos são incríveis, as paisagens também e algumas coisas eu fiquei meio na dúvida. Talvez eu me aventure no livro que inspirou, mas não tenho certeza.

Enfim, é um filme com algumas ressalvas, mas que eu recomendo para assistir com os amigos leitores ou na sua própria companhia. ♥

Já assistiu? Conta o que achou. Ainda não? Fica a dica!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Para assistir – Yesterday
Fan Page ♥ Instagram   


9

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021