28.10.2020
* Top 3 literário: Pense rosa. Lombada rosa! ♥

Ei, Gente! :) Para não deixar em branco a Campanha Outubro Rosa, que lembra a importância da prevenção contra o câncer de mama, decidi trazer o tradicional post com alguns livros com a lombada pink. São histórias de personagens que inspiram de alguma forma. Vamos lá? Bom post. ♥

Crédito da Imagem: Pequena Jornalista

1. Quase Rivais (J. Sterling – Faro Editorial)
Sinopse:
James é louco pela Julia. Julia é louca pelo James! Mas eles são uma espécie de Romeu e Julieta, dos tempos atuais. Por quê? A família de cada se odeia há gerações! E agora? Será que o destino é o mesmo do casal de William Shakespeare ou uma nova história será contada? 
Observação da Pequena: É quase impossível não se apaixonar por esse versão de Romeu e Julieta. Li recentemente e foi uma leitura rápida e bem divertida! Quem quiser saber mais, tem resenha sobre aqui.

2. Onde Mora o Amor (Jill Mansell – Arqueiro)
Sinopse:
Dexter Yates adora a sua vida despreocupada. Mas tudo se transforma da noite para o dia quando a irmã morre, deixando a pequena Delphi, de apenas 8 meses. Sem a menor ideia de como cuidar sozinho de um bebê, ele resolve se afastar da correria da cidade grande e se muda para o chalé em Briarwood. Ele não está acostumado ao ambiente de um vilarejo. Mas ainda bem que os moradores o recebem de braços abertos, principalmente, Molly, com quem logo tem uma conexão inegável. ;-)
Observação da Pequena: Dentro dessa história existem outras histórias que aquecem o coração e muitas personagens nos inspiram nos mínimos detalhes. Tem resenha aqui.

3. Confissões de uma terapeuta (Renata Lustosa – Lura Editorial)
Sinopse:
Melissa Belinque é uma garota planejada. Muito planejada. Apaixonada por seu melhor amigo e formada em psicologia, ela é uma terapeuta especializada em relacionamento, porém, nunca esteve em um. E o que fazer quando, numa reviravolta do destino, Mel descobre que uma de suas pacientes está completamente apaixonada (e é recíproco) justo pelo mesmo boy que ela? Bom, nossa protagonista terá de correr atrás do prejuízo e impedir que o grande amor de sua vida e seus planos mega certos sejam passados para trás!
Observação da Pequena: Já perdi as contas de quantas vezes falei desse livro aqui no blog. Mas realmente vale cada capítulo. É uma das minhas comédias românticas literárias favorita! E, claro, tem resenha aqui.

Crédito da Imagem: Instagram @biapof

É isso, pessoal. :) Mesmo que as histórias não tenham a ver com câncer de mama, espero que esse post ajude a lembrar de se cuidar sempre. Lembrando que o autoconhecimento e os exames de rotina são fundamentais para prevenir essa doença.

E quem quiser saber mais, tem uma postagem aqui no blog com uma gineco, que tira muitas dúvidas sobre o tema. A propósito, ele é importante todos os meses do ano, ok? ♥

Beijos, Carol.

Post Antigo: Outubro Rosa Literário
Fan Page ♥ Instagram 


2
24.10.2019
* Outubro Rosa Literário! ♥

Ei, Gente! :) Falar sobre o câncer de mama é fundamental sempre, independente do mês. Mas como outubro é rosa, resolvi unir o útil ao agradável e trazer três capas de livros dessa cor para lembrar da Campanha. Aliás, você sabia que atualmente o mais importante é o autoconhecimento das suas mamas? Caso perceba algo diferente, como nódulos endurecidos, saída de secreção espontânea pelo mamilo, entre outros sintomas, busque ajuda médica. Agora vamos aos livros?

Outubro Rosa LiterárioCrédito da Imagem: Pequena Jornalista 

1. Confissões de uma garota linda, popular e (secretamente) infeliz (Thalita Rebouças – Editora Arqueiro) 
Observação da Pequena: A capa é linda e o conteúdo fala de outras coisas tão importantes, principalmente, essa mania que a gente tem de julgar o outro só por fora. A gente nunca sabe o que passa por dentro e a Valentina é a prova disso. Quer saber mais e ver a capa a inteirinha? Só clicar aqui.

2. Lendo de cabeça para baixo (Jo Platt – Editora Fábrica 231)
Observação da Pequena: 
Quem ama chick-lit vai se encantar não só com a capa, mas com todos os ingredientes que esse gênero literário tem de ter. É um história com personagens que crescem e aprendem junto com a gente. Aliás, tudo se encaixa direitinho! Quer saber mais e ver a capa inteirinha também? Só clicar aqui.

3. Te devo uma (Sophie Kinsella – Editora Record)
Observação da Pequena: 
Essa campanha “Outubro Rosa” tem muito a ver com o apoio familiar, né? O cenário da história não tem a ver com o câncer de mama, mas mostra como a família muda tudo!  Quer saber mais e ver a capa também? Só clicar aqui.

***

Ah! E sabe esse marcador de livro da foto? Ganhei em uma compra lá da Josefina Rosa Cor! Essa e outras marcas sempre buscam fazer ações incríveis. Aliás, nesse mimo lindo, têm outras informações importantes sobre o tema central, como: a partir dos 40 anos é indispensável consultar seu gineco para saber a necessidade de rastrear a condição através da mamografia! No mais, não deixe de marcar uma consulta anualmente para saber se está tudo ok. A gente não tem o controle de tudo, mas fazer a nossa parte é mega importante. 

Outubro Rosa Literário 2Crédito da imagem: Pequena Jornalista 

Prontinho. Podem opinar à vontade sobre tudo!

Beijos, Carol.

Post Antigo: Capas Rosas

Fan Page ♥ Instagram 


2
08.10.2019
* Inspiração do dia: look pra lá de rosa! ♥

7efc2c60972d29a8d727b6c7e3a59d55Crédito da imagem: Pinterest

E já que outubro é rosa, nada melhor do que uma inspiração nesse tema, né? Antigamente, eu não usava muito essa cor no meu guarda-roupa. Atualmente? Eu amo e tenho até que me segurar hahaha! Achei bem fofo o lookinho e mega viável se inspirar. Uma calça nessa tonalidade e uma camisa com um tom semelhante! E a bolsa preta deu uma quebradinha, que eu adorei. E mesmo com o tempo esquentando, acho bem usável. Enfim, me contem o que acharam! =)

Beijos, Carol.

Post Antigo: Histórias reais!

Fan Page ♥ Instagram 


1
31.10.2018
* Outubro Rosa: 5 coisas que ninguém te conta sobre câncer de mama! ♥

Ei, Gente! :) Tudo bem? Outubro está chegando ao fim, mas não poderia esquecer de falar de uma forma mais séria, digamos assim, sobre o câncer de mama. Convidei uma amiga ginecologista, a Dra. Carolina Aquino, para contar cinco coisas que quase ninguém fala sobre o tema. Vamos lá? 

como-o-lado-feminino-c3a9-afetado-pelo-cc3a2ncer-de-mama-vadimguzhvaCrédito da Imagem: M de Mulher

 

1. Em detrimento do tradicional autoexame, a recomendação atual é o autoconhecimento das mamas. A diferença entre conhecê-las e autoexaminá-las, é que você não precisa se preocupar em se examinar em um momento ou posição específicos. Basta entender que é importante se conhecer. Se olhar no espelho e, como e quando quiser, se tocar. Aliás, estudos mostram que, aproximadamente, 65% das mulheres identificaram lesões cancerígenas na palpação ocasional das suas mamas, enquanto apenas 35% identificaram essas lesões no autoexame tradicional.

2. Além da rotina anual, sempre que notar alguma alteração em suas mamas, especialmente se houver secreção mamária unilateral, retrações nas aréolas ou nódulos palpáveis, é importante buscar ajuda ginecológica. E quanto à dor nos seios, uma queixa frequente, saiba que raramente ela está associada a lesões malignas.

3. Quanto à ultrassonografia das mamas, muitas vezes esse exame é solicitado anualmente. Porém, não faz parte da rotina de prevenção da mulher por ser um método que tem baixa capacidade de identificar lesões precursoras de câncer, como microcalcificações, tendo como principais indicações o auxílio ao médico em caso de nódulos palpáveis ou como complementação de mamografia em algumas mulheres.

4. De acordo com o Ministério da Saúde, pacientes de baixo risco devem começar a colocar a mamografia na rotina de exames a partir dos 50 anos, sendo feita de 2 em 2 anos. Porém, a Sociedade Brasileira de Mastologia, diz que é importante realizá-la a partir dos 40 anos, de forma anual. Isso porque quanto mais novas somos, menor a ocorrência de câncer e mais densas são as nossas mamas, dificultando a visualização de possíveis lesões. Assim, quando iniciamos a mamografia precocemente, especialmente antes dos 40 anos, estamos nos expondo à irradiação apesar de uma baixa taxa de detecção. A sensibilidade da mamografia (capacidade do exame em detectar uma alteração) aos 40 anos gira em torno de 60%, enquanto aos 60, chega a quase 90%. Minha sugestão é sempre conversar com o seu médico e decidir juntos o melhor momento para iniciar esse importante exame. 

5. Câncer de mama não acontece apenas por um motivo, essa doença tem origem multifatorial, o que inclui fatores genéticos, histórico familiar e  idade fértil. Mas é possível reduzir as chances da doença aparecer, através de medidas como: amamentar, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e tabagismo (incluindo o passivo) e praticar atividade física.

***

Muito obrigada, amiga. E espero ter contribuído para esse importante mês. E vale lembrar que outubro é rosa, mas o cuidado com a nossa saúde tem de durar o ano todo! E lembre-se sempre de seguir à risca as recomendações médicas. É a sua saúde que está em jogo!

Beijos, Carol.

Para ler: Capas Rosas

Fan Page ♥ Instagram 


3
08.10.2018
* Inspiração do dia: Pink + Paris! ♥

IMG_0195

IMG_0221Crédito das imagens: Lovely Pepa! 

Tem como não amar e se inspirar em um look assim? É divertido, fofo e pink.  Tudo bem que mudaria alguns detalhes, mas para esse mês, que remete à criança também, essa inspiração caiu como uma luva, na minha humilde opinião. E o cenário inspira ainda mais, né? Amei e quem encontrar um vestido nesse estilinho e acessórios também, me avisa? Grata. ;-)

É isso, gente. Boa semana e para variar: podem opinar à vontade!

Beijos, Carol.

Para ler: Ainda é inverno!

Fan Page ♥ Instagram


2

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2021