08.11.2018
* Todo leitor precisa de… ♥

Ei, Gente! :) E o post de hoje tem a ver com o que a gente mais ama por aqui: livros. Porém, dando atenção a nós, leitores assíduos.  Afinal, leitor também tem necessidades que vão além do livro, biblioteca, lugares para ler e tal. Cada um tem um tipo de kit de sobrevivência de leitura, que não pode viver sem. Então, vamos lá? Selecionei algumas coisinhas que eu preciso quase sempre. Espero que gostem!

PJ - Todo leitor precisa deCrédito da Imagem: Pequena Jornalista
Livro: Um dia em Dezembro (Josie Silver)
Funko Pop: Amazon
Luminária: Uatt
Caneca: Touts
Post-it e marcador de livro: ganhei e não sei quais são as lojas! 

1. Luz própria! 
Explicação da Pequena: Nada pior do que deixar a luz do quarto acessa para ler e depois ter que ir lá e apagar, principalmente, se assim como eu, você tem o costume de embarcar em uma história literária antes de dormir. Geralmente, eu uso o abajur, mas quando dei de cara com essa mini luminária, me apaixonei. Confesso que gostaria de uma que prendesse melhor nas páginas, mas enquanto não acho, essa está ok.

2. Caneca (divertida)! 
Explicação da Pequena: Ler tomando algo, tipo mate ou aquele frappuccino é a melhor coisa da vida! Mas se a caneca ou o copo é fofo, divertido e tal, melhor ainda. Fora que dá um toque a mais no seu momento de leitura, né? Essa do Luke’s é uma das minhas preferidas!

3. Funko Pop! 
Explicação da Pequena: Compartilhar as leituras nas redes sociais ficam bem mais legais quando a foto é composta por funko pop também. Dá um toque mega fofo, mesmo se o livro não foi o melhor da vida. Esse da Rory é o que mais aparece por aqui e no meu Insta (segue lá: @pequenajornalista).

4. Marcador de livro (fofo, óbvio)! 
Explicação da Pequena: Marcador é essencial na vida, mas tem de ser aqueles bem fofos, ok? Se não, eu nem pego hahaha. #verdades Eu poderia colocar o meu (do blog), que é o meu preferido, mas confesso que estou meio traíra no momento e amando esse mini que uma amiga me deu. Tem como amar?

5. Post-it 
Explicação da Pequena: Não sou do tipo que rabisca o livro, mas não sou julgo quem é. Na época que eu marcava alguma página que me marcou (literalmente), eu não abria mão de post-it. Aliás, tem um tempo que não faço isso e confesso que deixa o livro bem mais a nossa cara, né? 

***

É isso, gente! Agora eu quero saber: o que tem no kit de sobrevivência de leitura de vocês? Comentem à vontade! ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Ideias de cantinho da leitura

Fan Page ♥ Instagram   


0
25.09.2018
* Passeio turístico literário: Real Gabinete Português de Leitura (RJ)! ♥

Ei, Gente! :) Hoje tem dica de passeio turístico literário: visitar o Real Gabinete Português de Leitura, que fica no centro da cidade do Rio de Janeiro. Vamos lá? 

Real Gabinete Português - PJ - 2

Tudo começou com uma mensagem de uma amiga-mãe-parceira de perrengue literário, Mari, depois do que aconteceu com o Museu Nacional: vamos visitar o Real Gabinete Português, filha? Óbvio que eu topei, né? Amo esses programas culturais e queria fazer mais. Então, na 6ª feira passada, pegamos o metrô e fomos em busca desse ponto turístico. Não foi muito fácil achar não, até porque não encontramos sinalização alguma e TODO MUNDO que a gente pedia informação nos olhava com uma cara de “tem certeza de que vocês estão no lugar certo?”. Até que uma hora, ele estava lá, na nossa frente, nos esperando! YEY! Finalmente! 

O moço da recepção foi um amor, nos explicou com a maior paciência do mundo e antes de entrar, é importante seguir algumas regrinhas, como: não tirar foto com flash, falar alto, tocar nos livros e por ai vai. Mesmo com essas limitações, vale a pena, porque é aquela biblioteca que faz a gente se sentir a Bela, do filme. A música “tudo é igual nessa minha aldeia”, não saia da minha cabeça hahaha. Os detalhes são impressionantes e nos quase 350 milhões de obras (a moça me contou que até o fim do ano, estão aguardando chegar a esse número), encontrei desde a Bíblia até Nicholas Sparks. Além disso, rende fotos lindas e você sai de lá ainda mais apaixonada pelo mundo literário. Eu queria que fosse um ponto turístico mais interativo, afinal, qual é a graça de não poder tocar nos livros e ver um por um? Mas entendo essas ressalvas e tal. Alguns funcionários não são muito simpáticos, a minha sensação é de que mais uma pergunta que eu fizesse, seria expulsa na hora. Porém, é um passeio que mega recomendo. Além de tantas histórias que o Gabinete carrega, é uma forma de ajudar a nossa cultura, que é tão vasta, mas pouco aproveitada, digamos assim.

Real Gabinete Português - PJ - 7

Real Gabinete Português - PJ - 5

Real Gabinete Português - PJ - 6Crédito das Imagens: Pequena Jornalista /Mari Garbes

Além disso, mais algumas informações: funciona de 2ª a 6ª, das 9h às 18h e o passeio é  gratuito. Para pegar livro de lá, você tem que entrar no site, ver o catálogo deles, ir até o local e preencher uma ficha. O livro deve ser lido no Gabinete mesmo, ok? :) Ah! E uma curiosidade: 1 vez por ano, eles recebem doações da Biblioteca Nacional, pelo que eu entendi. E vocês sabiam que é uma das Bibliotecas mais belas do mundo? E, particularmente, não tenho como discordar. 

Para terminar, segue o depoimento da minha amiga Mari: “Entrar no Real Gabinete é como entrar na biblioteca do filme ‘A Bela e a Fera’. Um sonho de contos de fadas para os amantes de livros. Recomendo o passeio para todos os cariocas e quem visitar a cidade“. ;-)

Real Gabinete Português - PJ - 3Obrigada pela companhia, amiga! 

É isso, gente! :) Gostaram da dica? Podem opinar à vontade! O Rio está tenso, mas esses programas fazem a gente imaginar que ainda pode ter jeito, eu acho. E se alguém tiver mais alguma dica literária aqui no Rio, só falar.

Beijos, Carol. 

Para ler: Dica Gastronômica Literária – Itália

Fan Page ♥ Instagram 


2
19.09.2018
* PJ Leu: Mas tem que ser mesmo para sempre? ♥

Ei, Gente! :) Vamos de dica literária hoje? Dessa vez, a resenha do mais recente livro da minha escritora gringa favorita: Mas tem que ser mesmo para sempre?, de Sophie Kinsella, publicado pela Record. Se você ama chick-lit e a Sophie, não pode deixar de ler essa história repleta de surpresas. Vamos lá? 

PJ Leu - Mas tem que ser mesmo para sempreLivro: Mas tem que ser mesmo para sempre? | Editora: Record | Autora: Sophie Kinsella
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: cinco livros!

Sinopse: Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro.

Porém, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que a saúde de ambos é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos… Então, por incrível que pareça, o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência.

Em nome do casal e da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a tal da chama da paixão. De um jeito criativo e dinâmico, para nunca ficarem no tédio. Porém, quando eles praticam o Projeto Surpresa, contratempos acontecem e alguns segredos vem à tona, o que acaba ameaçando a relação. Se tudo termina bem? Só lendo para saber. ;-)

Minha opinião: Todo casal deveria ler essa história.  Acho que os romances durariam mais, tipo, uns 68 anos hahaha. O amor seria menos descartável. Mas vamos lá… Sylvie e Dan tem tudo que um casal protagonista tem de ter no livro da Sophie: carisma, cenas e diálogos divertidos. São gente como a gente e eu adoro isso nas histórias dela. A Sylvie me lembrou um pouco a Becky (Delírios de Consumo), mas com algumas diferenças. Ela é doidinha e faz cada plano mega hilário, mas digamos que é um pouco mais pé no chão. Dan, confesso que fiquei com um pouco de raivinha, mas a gente entende no final. As gêmeas são uns amores…. E os vizinhos? Os melhores! Já a mãe dela, vive um pouco numa bolha, mas não é cruel. O pessoal do trabalho? Sra. Kendrick virou a minha ídola.

No meio da leitura, achei que as coisas teriam um outro rumo. Principalmente, com o sobrinho da chefe dela. Mas digamos que curti. Sem spoiler, juro! E Mary? Quase julguei, mas deu tudo certo! E o pai? Esse sim é cheio de surpresas. Nessa hora, a história fica meio tensa, mas é bom para ver que nem nos livros a vida é um mar de rosas. Nem mesmo com as pessoas que mais amamos no mundo. Vamos para o desfecho? Sensacional e a presença do médico, foi a melhor! E para variar, aprendi muito com o livro. Principalmente, aproveitar um dia de cada vez. Não importa se é para sempre, se é temporário, o importante é ir aos poucos, sem colocar muita pressão. Ah! E se a gente não mudar, nada muda! Às vezes, é preciso encerrar ciclos, para iniciar outros tão melhores quanto. A vida é repleta de desafios e no final, esse Projeto Surpresa do casal valeu cada susto! ;-)

Por fim, sobre a capa: achei bem fofa! O título? Até tem a ver, mas não sei, achei meio grande, mas é só um mero detalhe. Mega recomendo a leitura!

Já leu? Conta o que achou! Ainda não? Fica a dica!

Beijo, Carol. 

Para ler: PJ Leu – A luz que perdemos

Fan Page ♥ Instagram 


1
03.09.2018
* Especial Bienal 2018: Bienal do Livro significa… ♥

Ei, Gente! :) As últimas semanas foram bem corridas, por isso a quantidade de posts deu uma diminuída. Então, não se assustem se o assunto Bienal do Livro ainda rolar por aqui, ok? Falando nisso, hoje tem mais post falando sobre o tema. Dessa vez, pelos corredores do evento e afins, consegui fazer algumas perguntinhas relacionadas ao mundinho literário para vários leitores assíduos, sejam blogueiros, escritores e/ou do mercado editorial. Vamos lá? 

Bienal - Perguntas - PJ 4Vitor, Nina e Maria – Crédito das Imagens: Instagram de cada um 

Vitor Martins – Escritor

1. Livro que está lendo agora?
R: Tubinilândia, de Samir Machado de Machado

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Fazer amigos e conhecer pessoas novas.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: A lógica inexplicável da minha vida, de Benjamin Alire Sáenz (edição autografada) e Goodbye Days, de Jeff Zentner (com dedicatória do autor).

Nina – Blog Psicose da Nina 

1. Livro que está lendo agora?
R: Um planeta em seu giro veloz, de Madeleine L’Engle.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Não consigo pensar em outra palavra que não seja amizade, pois é onde encontro meus amigos e faço novos.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Menina de 20, da Sophie Kinsella (porque foi autografado pela autora e ela escreveu “para a menina da echarpe verde”) e Mocassins e All Stars, da Clara Savelli, 1ª edição (que completou 10 anos).

Maria – Blog Impressões de Maria

1. Livro que está lendo agora?
R: A Parábola do Semeador, de Octavia Butler.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Encontros.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Um defeito de cor (Ana Maria Gonçalves) e o O ódio que você semeia (Angie Thomas).

Bienal - Perguntas - PJ 1
Joi, Paola e Frini – Crédito das Imagens: Instagram de cada um 

Joice – Blog Estante Diagonal 

1. Livro que está lendo agora?
R:  Uma proposta e nada mais, de Mary Balogh.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Amizade e encontros.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Proibido (Tabitha Suzuma) e Mil Beijos de Garoto (Tillie Cole).

Paola Aleksandra – Blog Livros e Fuxicos e autora 

1. Livro que está lendo agora?
R: No momento, não estou lendo. Mas o último que eu li foi “Uma certa história de amor”, da Milena Agus.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Bienal representa amor. Quando eu comecei a escrever sobre livros, me senti parte de algo, de uma comunidade. Então, na Bienal você está rodeada de pessoas que amam ler e isso dá uma sensação de que “nossa, a gente ama a mesma coisa”. Então, eu chego aqui e sinto amor.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Orgulho e Preconceito e Persuasão (os dois da Jane Austen).

Frini Georgakopoulos – Autora 

1. Livro que está lendo agora?
R: Uma noiva para Winterborne, da Lisa Kleypas.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Companheirismo.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Duas vidas, dois destinos (Katherine Paterson) e O sol é para todos (Harper Lee). 

Bienal - Perguntas - PJ 2
Samanta, Felippe e Nat – Crédito das Imagens: Instagram de cada um

Samanta Holtz – Escritora 

1. Livro que está lendo agora?
R: Vou parecer uma “J. K. lover”, mas eu sou hahaha. “Morte Súbita”, da J. K. Rowling.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Isso tudo que passei antes mesmo de entrar na Bienal, que é encontrar blogueiro, leitor, amigos. Então, é esse encontro. A gente se fala tanto pela internet, mas na Bienal tem esse “corpo a corpo”.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: A saga Harry Potter, com certeza.

Felippe Barbosa – Escritor (vi o Felippe de longe, mas depois ele veio me responder mega fofo no Insta ♥)

1. Livro que está lendo agora?
R: “Um milhão de finais felizes”, do Vitor Martins.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: A novas descobertas e oportunidades de se surpreender com autores novos.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Eu salvaria o box da coleção inteira de Desventuras em Série (sei que são 13, mas me deixa hahaha) e “Cem Anos de Solidão” de Gabriel García Márquez. 

Nat – Marketing Arqueiro e Sextante 

1. Livro que está lendo agora?
R: A Grande Solidão, que vai ser lançado em setembro ou outubro, pela Sextante.

2. Bienal remete à…. (sem ser livro)
R: Amigos. Tenho muitos amigos blogueiros de outros estados, então, quando tem Bienal é o momento de reunir todo mundo.

3. Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: O Duque e Eu (Julia Quinn) e alguns da Nora Roberts, que sou fã dessa autora hahaha.

Bienal - Perguntas - PJ 3

A. J. Finn – Crédito das Imagem: Instagram do autor!

A. J. Finn – Autor (esse só consegui fazer uma perguntinha no Encontro de Blogueiros da Arqueiro, na Bienal, mas está valendo muito

– Salvaria quais livros de um possível incêndio da sua biblioteca particular?
R: Dicionário, afinal, são palavras, né? (Maravilhosa a resposta: sim ou com certeza?)

**

É isso, pessoal. Muito obrigada a todos que participaram! Vocês arrasam! ♥♥♥ 

Agora me contem: Bienal remete à…? ;-)

Beijos, Carol.

Para ler: Os Quase Completos


1
13.08.2018
* Especial Bienal 2018: Os 5 marcadores que ganhei por lá e entraram na minha lista de favoritos! ♥

Ei, Gente! :) Bienal acabou ontem, mas essa semana vou trazer uns posts especiais sobre o tema aqui no PJ, ok? Não sei se vocês sabem, mas pelo corredor desse evento literário, o que não falta é troca de marcador, entre blogueiros, autores, leitores e editoras. Então, para começar, selecionei 5 que ganhei por lá e tenho até peninha de usar de tão lindos que são. Vamos lá? 

Marcador 1 - PJMeus 5 marcadores preferidos dessa Bienal. 

1. Psicose da Nina
Observação da Pequena: As cores, a textura, o textinho. Tudo muito lindo, gente! É aquele marcador que vale a pena a gente pegar, sabe? Amei, Nina! Parabéns pelo lindo trabalho.

Marcador 6 - PJ

2. Você é tão livro
Observação da Pequena: Recebi esse no Encontro da Arqueiro e… Sério, gente! Vou guardar com todo carinho, porque é bem fofinho, do jeito que eu gosto. Principalmente o nome. Achei criativo!

Marcador 2 - PJ

3. Resenhando Sonhos
Observação da Pequena: Tem como não amar esse marcador? Deve ter dado trabalho, mas achei o jogo de cores e esse paranauê amarelo, bem fofos. Tenho peninha de usar e vou colocar na decor do meu quarto: sim ou com certeza?

Marcador 4 - PJ

4. Um verão na Itália
Observação da Pequena: Se a capa do livro é linda, o marcador não seria diferente. Como não amar, gente? Sim, ainda não comprei essa história literária #fuén! Mas tenho marcador uhul \o/ hahaha.

Marcador 5 - PJ

5. Uma dama fora dos padrões.
Observação da Pequena: Lembram que eu comentei em algum post que a Arqueiro poderia vender esse marcador lindo junto com o livro na Bienal? Então, no encontro de blogueiros que rolou lá em SP, eles deram esse mimo em forma de marcador para a gente. Tem como não amar? Ao vivo, ele é mais bonito e tem imã. ♥♥♥♥ 

Marcador 3 - PJ

***

Falando em imã, lá nos corredores da Bienal e na sala de imprensa, deixei o meu também. Quem pegou, conta para mim, viu? Marca no Insta e tal.  Vou ficar bem feliz!!

Marcador 7 - PJMini marcador do PJ (de imã também).
Como tem niver do blog esse mês, estou pensando em fazer sorteio. O que acham? ;-) 

Agora, me contem: quem foi no evento, qual marcador pegou e pegou apego? ;-) E desses? Qual é o preferido? Podem opinar à vontade!
E obrigada a todos que trocaram marcadores comigo. Todos estão guardadinhos!

Beijos, Carol. 

Para ler: Wishlist literária Bienal

Fan Page ♥ Instagram 


1

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018