17.07.2019
* Top 5: “chick-lit” que estão na fila! ♥

Ei, Gente! :) Já declarei o meu amor por chick-lit, né? Como semana passada, mostrei algumas histórias literárias leves que já embarquei esse ano, resolvi trazer cinco livros que estão na minha listinha de próximos. Lembrando, que quem tiver dicas de leituras do gênero, pode indicar, que eu vou amar! Enfim, vamos lá? Bom post! 

PJ - 5 Chick LitCrédito das Imagens: Saraiva 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

1. Te devo uma (Sophie Kinsella – Editora Record)
Sinopse: Fixie Farr não consegue deixar nada pra lá. Se encontra alguma coisa fora do lugar, quer logo ajeitar, se um amigo está em dificuldade, já começa a pensar em como pode ajudar… Ela sente necessidade de arrumar tudo. Tudo! Então, quando um estranho em um café lhe pede que fique de olho em seu laptop por um instante, ela não só se compromete a tomar conta do computador como acaba salvando-o de um grande desastre. Sebastian, muito tocado com o gesto de Fixie, não sabe como lhe agradecer, então pega um protetor de copo e o entrega a ela depois de escrever nele: “Te devo uma”. Fixie acha a atitude muito fofa, mas duvida que voltará a vê-lo. Até o dia em que um antigo crush da época da escola volta para sua vida e Fixie precisa ajudá-lo. Ela então recorre a Seb, mas as coisas não dão muito certo. Agora é ela quem fica lhe devendo um enorme favor, e isso gera uma troca de favores infinita que obriga Fixie a enfrentar um passado que cheio de mágoas para abraçar o futuro que ela de fato merece.
Observação da Pequena: É da diva Sophie, né? Não poderia deixar de entrar na minha listinha. Mas só lança em agosto. Alguém contando os dias para o próximo mês também? hahaha =)

2. As joias de Manhattan (Carmen Reid – Editora Bertrand Brasil) 
Sinopse: Três irmãs, um destino: se tornarem milionárias. Como conseguir? Vendendo joias roubadas! Mas a experiência no assunto é zero e a chance de o plano virar de pernas pro ar é de 100%.
Observação da Pequena: Eu comprei na última Bienal que teve aqui no Rio, mas ainda não consegui embarcar. Espero resolver essa questão ainda esse ano. Lendo novamente a sinopse, tem cara de ser maravilhoso e do jeitinho que eu gosto! 

3. Falsiane (Lucy Sykes e Jo Plazza – Editora Harper Collins) 
Sinopse: O que fazer quando a geração mais nova (mais descolada, mais ambiciosa, mais antenada) está de olho no seu cargo? É o que Imogen Tate, editora de uma grande revista de moda nova iorquina, está prestes a enfrentar. Após uma licença médica de seis meses, ela está de volta à redação, mas as coisas estão bem diferentes… Sua assistente de vinte e poucos anos aproveitou sua ausência para tentar derrubá-la do seu pedestal, roubar seu emprego e transformar a famosa Glossy em um aplicativo de celular! Avessa às tecnologias e sem sequer saber usar direito um iPhone, Imogen vai ter que correr atrás do prejuízo para desbravar o mundo virtual e provar que a experiência ainda vale muito. Custe o que custar!
Observação da Pequena: Recebi essa dica no Insta e, com certeza, entrou para a minha lista! =)

4. As Patricinhas (Zoey Dean – Editora Bertrand Brasil) 
Sinopse: Megan Smith, recém-formada em Yale, tem grandes planos para a sua carreira de jornalista, mas também uma dívida enorme: 75 mil dólares do empréstimo que fez para pagar a faculdade. Por conta disso, aceita trabalhar num tabloide de quinta categoria, é demitida, até que… recebe uma proposta irrecusável. As gêmeas Rose e Sage Baker têm 17 anos e são as herdeiras mais badaladas de Palm Beach, conhecidas por terem rios de dinheiro e uma queda pelos flashes dos paparazzi. A avó das gêmeas se oferece para pagar a dívida de Megan, com a condição dela aceitar ser professora particular das meninas e fazer com que entrem numa boa universidade. Mas as gêmeas não estão nem um pouco dispostas a abrir espaço em suas agendas de patricinhas para aprender álgebra. Megan logo descobre que, para conquistar suas alunas, vai ter que saber a diferença entre Pucci e Prada. E mais: se entrar para a galera, talvez, quem sabe, consiga ensinar alguma coisa para as meninas. O que nunca imaginou é que ela própria aprenderia uma grande lição.
Observação da Pequena: Acreditam que eu não sabia da existência desse livro? Simplesmente encontrei por acaso na internet e eu estou louca para embarcar! Aliás, amanhã mesmo vou tentar encontrar na livraria! 

5. Esposa 22 (Melanie Gideon – Editora Intrínseca) 
Sinopse: Alice e William Buckle se casaram apaixonados. Mas, dois filhos e quase vinte anos depois, Alice está entediada. Por isso, quando recebe um convite por e-mail para participar de uma pesquisa on-line sobre casamentos, ela aceita num impulso. Respondendo às perguntas enviadas por um pesquisador anônimo e carismático, Alice tem a oportunidade de reexaminar a história do próprio relacionamento. Protegidos pelos pseudônimos “Esposa 22” e “Pesquisador 101”, a protagonista e o condutor da pesquisa iniciam uma intensa troca de mensagens que acaba tomando um rumo cada vez mais íntimo.
Observação da Pequena: Sempre escutei falar desse livro, mas nunca tinha lido a sinopse, acreditam? Diz que não está mais disponível, mas espero encontrar esse livro naqueles quiosques promocionais da Bienal. Torçam por mim! ;-)

***

É isso, pessoal. Ah! Vou fazer uma versão desse post com autores brasileiros também, ok? Mandem sugestões!

Beijos, Carol. ^^

Post Antigo: 5 chick-lit que eu indico!

Fan Page ♥ Instagram 


1
10.07.2019
* TAG: Festa Junina Literária! ♥

Ok. Já estamos em julho, mas as festas juninas (ou julinas) continuam com tudo. Aliás, esse mês a sensação é de que a comemoração é mais ativa. Vocês também sentem isso? Enfim… Para entrar no clima (mais uma vez, já teve post sobre aqui), mas que tenha a ver com livros, resolvi responder essa TAG Festa Junina Literária, que vi no insta esses dias (não lembro de quem, aí copiei as perguntas do blog Diário dos Livros). Vamos lá? Espero que gostem! 

TAG Literária - Festa JuninaCrédito da Imagem: Pequena Jornalista 

1. Livro Canjica (Um livro que você devorou):
R: Um dos livros mais recentes que devorei foi “Uma história entre nós”, da Isa. É bem fofinho, leitura fácil e que conquista do início ao fim. Tem resenha aqui!

2. Livro Quentão (Um livro hot que te esquentou do começo ao fim):
R: Eu nunca li livro desse gênero. Não é preconceito, nem nada, mas só ainda não cai no gosto desse tipo de história! Se alguém tiver algum hot, mas o menos pesada possível, fique à vontade. =)

3. Livro Correio Elegante (Um livro amorzinho que indicaria para todo mundo):
R: Um dos mais recentes, que é mega amorzinho e eu mega indico: Confissões de uma terapeuta, da Rê Lustosa. Quem quiser saber mais, falei sobre ele aqui.

4. Livro Pescaria (Um livro que você não imaginaria que iria gostar, mas te fisgou):
R: Não é não gostar, mas não sabia que ia mexer tanto comigo. O livro “Fazendo as pazes com o corpo”, da Daiana, é simplesmente maravilhoso e indico a todos, independente da sua relação com o corpo! Tem resenha aqui. =)

5. Livro Milho Cozido (Um livro que você não leria novamente, uma vez já basta):
R: Coragem, da Rose, é bem necessário. Mas acho que não embarcaria novamente não. Quem tiver interesse, tem resenha aqui.

6. Livro Pé-de-moleque (Um livro que foi bem duro de chegar ao final):
R: Juro que eu achei que ia amar, mas “Antes de partir”, me fez quase desistir no meio do caminho! Tem resenha aqui.  =)

7. Livro Bandeirinhas (Um livro modinha que você teve de ler):
R: Eu amo muitos livros modinhas! Então, ficou bem difícil escolher um. Mas seguem dois autores que me conquistaram pela modinha, mas não no sentido ruim!
– John Green
– Julia Quinn

8. Livro Quadrilha (Uma saga/trilogia que você ama):
R: A saga/trilogia “A Seleção”, da Kiera Cass, é simplesmente MARAVILHOSA! Vale cada parágrafo! Pena que a continuação depois do 3º livro, não prendeu tanto. Quem quiser saber mais, só clicar aqui. =)

9. Livro Maça do Amor (Um romance bem açucarado):
R: Malas, memórias e marshmallows, da Fernanda França, é um dos melhores livros nacionais da vida! Bem açucarado e repleto de lições! Uma leitura leve, divertida e para lá de doce. Tem resenha aqui, óbvio!

***

É isso, pessoal. =) Gostaram? Podem opinar à vontade. E quem tiver sugestões desses gêneros, pode acrescentar nos comentários!
Ah! Não indiquei ninguém, mas quem quiser responder, me conta depois para eu dar uma olhadinha!

Beijos, Carol. 

Post Antigo: TAG Literária – Vapt Vupt 

Fan Page ♥ Instagram


1
01.07.2019
* PJ Leu: Confissões de uma terapeuta! ♥

Ei, Gente! Nada melhor do que começar o mês com uma indicação de um livro, que aquece nosso coraçãozinho e faz a gente amar ainda mais chick lit, né? O PJ Leu da semana é “Confissões de uma terapeuta“, da autora Rê Lustosa. Vamos lá? Boa leitura! ♥ 

PJ Leu - Confissões de uma terapeutaLivro: Confissões de uma terapeuta | Editora: Lura | Autora: Renata Lustosa 
Crédito da Imagem: Pequena Jornalista
Nota de 1 a 5: 5 livros!

Sinopse: Melissa Belinque é uma garota planejada. Muito planejada. Apaixonada por seu melhor amigo e formada em psicologia, ela é uma terapeuta especializada em relacionamento, porém, nunca esteve em um. E o que fazer quando, numa reviravolta do destino, Mel descobre que uma de suas pacientes está completamente apaixonada (e é recíproco) justo pelo mesmo boy que ela? Bom, nossa protagonista terá de correr atrás do prejuízo e impedir que o grande amor de sua vida e seus planos mega certos sejam passados para trás!

Minha opinião: Chick lit, muitas vezes, é dito como uma leitura rasa, apenas uma distração! Nada contra um livro ser apenas uma distração, mas esse gênero, normalmente, me ensina tantas coisas, que acho bem injusto sofrer preconceito literário. E “Confissões de uma terapeuta” é assim: leve, divertido e cheio de aprendizados! Bom, pelo menos para mim. Amei que a autora conseguiu abordar questões como ansiedade, TOC, bullying e quilinhos a mais de um jeito sério, mas sem perder a leveza que o tipo de história pede. Acho que entra muito mais na cabeça do leitor, sabem?

Mas vamos aos personagens? Começando pela nossa protagonista Mel. É quase impossível não se identificar com ela e descobrir que a gente não está sozinha nesse mundo. Ela é incrível! Mesmo a gente querendo ter uma conversa digna de Dr. Julio (outro personagem incrível) com ela. É bem visível o crescimento dela no decorrer dos capítulos. E eu amo isso! A Alana é aquela paciente que dispensamos, mas pessoas assim tendem a nos ensinar muito. E a protagonista foi bem profissional e não deixou atrapalhar muito a sua paixonite na hora de cada sessão.  A Pati é bem doidinha fofa, o Rafa meio sei lá e o Leo é o meu atual crush literário. Digamos que foi amor à primeira vista! E a sua segunda paciente é a melhor de todas. Prestem atenção nessa garotinha também, que dá muitos tapas (do bem) na sociedade! E amei a estilista e suas palavras que vão ficar para a vida “você pode usar o que você quiser, querida”.  Iolanda não apareceu muito na história, mas foi aquela personagem que marcou! E a mãe da Mel na palestra? Compete muito sério com a mamy da Becky Bloom e a minha hahaha. Rendeu ótimas risadas e conversas bem maravilhosas!  A-D-O-R-E-I!

No mais, o contexto é bem bom e prende a gente do início ao fim! A escrita da Rê é deliciosa! É impossível querer largar a leitura no meio do capítulo. A construção da história foi muito bem bolada e amei as sacadas da Mel e suas observações. Destaque também para o nome de cada capítulo e a diagramação. Deu um toque a mais! E, claro, que o conteúdo é repleto de lições. O que eu mais aprendi foi sobre aqueles planos, que a gente cisma e não deixa de lado por nada nesse mundo. Vi que é bom ser organizada, ter tudo na mente. Mas na dose certa, se não o plano “B”, vira plano meio, desculpa o termo, de b de “babaca” (como a própria Mel diz). Às vezes, é bom deixar a vida fluir. Porém, isso não significa que você deve ficar sentada no sofá sem fazer nada, ok? Talvez, um equilíbrio entre a protagonista e a mãe dela, seja uma boa forma de levar o dia a dia! E outro aprendizado é que uma atitude muda tudo, prova viva é a relação da Melissa com a sua secretária.

E, gente! Quem fica meio assim com psicólogo, psiquiatra e tal… Leiam esse livro! É um investimento que a gente faz para a nossa saúde mental! E, obrigada, Rê, por abordar esse tema tão bem! Enfim, é o típico livro que faz a gente amar a capa, mas quando embarca, faz o leitor abraçar a história bem apertado. Falando nisso, o final é simplesmente lindo! Dá uma ressaca literária, mas a certeza de que esse chick lit vai seguir com a gente para todos os outros capítulos da nossa vida, é certeira, viu? “Confissões de uma terapeuta” é sobre amor, amizade, profissão (que a propósito faz a gente não desistir, mesmo que seja bem difícil), planos e outros temas que volta e meia podem aparecer na corrida do nosso livro real. Sem dúvida, entrou para a minha listinha de favoritos. 

PJ Leu - Confissões de uma terapeuta - TrechoCrédito da imagem: Pequena Jornalista

É isso, pessoal. Já leu? Conta o que achou. Ainda não? Recomendo muito!

Beijos, Carol.

Post Antigo: PJ Entrevista – Rê Lustosa

Fan Page ♥  Instagram


4
26.06.2019
Top 5: livros que falam de livros! ♥

Ei, Gente! Livros que falam sobre livros merecem todo o nosso amor, né? E merecem também um top 5 especial. ♥ Então, segue uma seleção com algumas histórias que se encaixam nesse “gênero”, que eu adoro e não vivo sem! Vamos lá? Boa leitura! ;-)

Livros que falam de livros - PJ 1Crédito das Imagens e da Montagem: Pequena Jornalista

1. A pequena livraria dos sonhos 
Autora: Jenny Colgan (Editora Arqueiro)
Sinopse: Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas, afinal, ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Porém, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, nossa protagonista não tem ideia do que fazer. Então, se depara com um anúncio de classificados de uma van, que te chama atenção e tem um clique: por que não transformá-la em uma livraria volante e transformar vidas em cada lugar por onde passar. Seu primeiro destino: um vilarejo em Terras Altas, na Escócia. Por lá, descobre um mundo de aventuras, romances e talvez, o seu verdadeiro lar doce lar.
Observação da Pequena: O livro que me fez amar ainda mais esse “gênero”. A leitura é bem amorzinho e aquece o nosso coração! Tem resenha aqui.

2. Manual prático de bons modos em livrarias 
Autora: Lilian Dorea  (Editora Seoman)
Sinopse: O livro é uma coleção de pérolas hilárias de fregueses sem noção. Sendo assim, a autora teve uma sacada brilhante e criou um manual de como se comportar dentro deste lugar sagrado. Ah! Livreiros também não escapam. A autora conta e comenta pérolas desses profissionais que, a propósito, merecem todo o nosso amor.
Observação da Pequena: TODO MUNDO que ama livraria tem que ler esse livro, ok? Mas primeiro pode ler a resenha aqui.

3. A menina que roubava livros 
Autor: Markus Zusac (Editora Intrínseca)
Sinopse: Horas depois de ver seu irmão morrer nos braços de sua mãe, que era comunista, Liesel Meminger é adotada por Hans e Rosa Hubermann. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala “O Manual do Coveiro”, livro que o rapaz que enterrou o seu irmão deixou cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria. O começo de uma carreira brilhante! Através dos livros, Liesel descobre um mundo diferente do cenário triste de uma guerra, que transformava a Alemanha diariamente. Ela descobre o real significado do amor, da amizade e da lealdade. E as palavras que Liesel encontrou nessas páginas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, pai adotivo mais amável do mundo, e Max Vandenburg (o judeu do porão), Rudy Steiner e a Morte, que a propósito é a narradora do livro, que testemunhou a dor e a poesia da época em que Liesel teve sua vida salva diariamente pelas palavras.
Observação da Pequena: Como eu amo esse livro, gente. Foge do estilo que estou acostumada e gosto, mas ele me marcou tanto. Indico a todos, inclusive, o filme. Quem quiser saber mais, é só clicar aqui.

Livros que falam de livros - PJ 2Crédito das Imagens: Saraiva 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. A pequena livraria dos corações solitários
Autora: Annie Darling (Editora Verus)
Sinopse: Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. E não bastava ter herdado um negócio falido, a nossa protagonista ainda tem de lidar com a atenção indesejada do neto de sua eterna chefe: Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria de seus sonhos. Porém, Sebastian não a deixa trabalhar em paz. Enquanto (quase) todos lutam para salvar a amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian. Aliás, Posy começou a ter fantasias um tanto ardentes com ele… Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, a protagonista vai conseguir finalmente o seu “felizes para sempre”.
Observação da Pequena: Não é o meu livro favorito da vida, mas vale ler tirar a sua própria conclusão, viu? Tem resenha aqui.

5. Ler, amar e viver 
Autoras: Jennifer Kaufman e Karen Mack (Editora Casa da Palavra)
Sinopse: Divorciada pela segunda vez, a vida de Dora se resume a ficar na banheira acompanhada de uma garrafa de vinho e muitos livros – de Tolstoi a Mark Twain, de Flaubert a Jane Austen. Numa das idas à livraria para se reabastecer para o próximo “porre literário” ela conhece Fred, seu príncipe encantado: formado em Literatura, oferece a ela idéias inteligentes, romantismo e uma válvula de escape. Mas a convivência com a família do namorado traz à tona sentimentos novos e a desperta para importantes decisões. Dividida entre Fred e o arrependido ex-marido, bem como entre o ócio e a retomada da vida profissional, a personagem nos proporciona uma história divertida, sexy e inteligente. A heroína imperfeita Dora reflete a angústia da busca por realização e felicidade com que toda mulher irá se identificar.
Observação da Pequena: Li tem muito tempo, gente. Lembro que amei o título e a capa, mas a história não me surpreendeu tanto! Pelo menos não na época… Quem sabe hoje em dia, né?

****

É isso, pessoal. :) Recomendo todos, até mesmo, os que eu não curti tanto. Acho que cada um pode ter uma percepção diferente e tem muito disso de talvez eu ter embarcado no momento não tão certo. Enfim… Ah! E se alguém tiver outros livros do tema para me indicar, fique à vontade! E eu sei que tem muitos!

Beijos, Carol.  

Post Antigo: Livros que adoçam a vida

Fan Page ♥ Instagram  


0
20.05.2019
* TAG Literária: Vapt Vupt! ♥

Ei, Gente! :) A semana começou bem na preguiça, mas para não deixar o blog de lado, resolvi responder uma TAG literária que tem tudo a ver com o dia de hoje: Vapt Vupt hahaha! Vamos lá? Espero que gostem. Ah! Quem quiser responder, fique à vontade. E me avisa para eu olhar as respostas! 

Blog Pequena Jornalista

1. Gênero favorito? 
R: Não é novidade que eu amo chick-lit, né? Aqueles livros bem comédia romântica, água com açúcar e por aí vai. Mas também não dispenso romance de época e um bom livro no estilo “autoajuda”, mas que ajuda mesmo hahaha.

2. Última leitura? 
R: Corra, Abby, Corra! Que livro mara, gente. Tem resenha aqui!

3. Leitura atual? 
R: Uma noite com Grace Kelly. Não está fluindo como os dois primeiros livros da série, mas vou até o fim!

61028919_2255437574547702_7207590051998334976_nCrédito das Imagens: Saraiva 
Crédito da Montagem: Pequena Jornalista

4. Chá ou Café? 
R: Pode ser mate? =D

5. Salgado ou doce? 
R: Não tem jeito, eu sou formiguinha. Doce, óbvio! Doce, sem dúvida! 

6. Vilão ou herói? 
R: Tudo vai depender do vilão e do herói, né? Mas de uma maneira geral… Acho que dá empate!

giphy

Prontinho pessoal! :) E não esqueçam de responder a TAG, que a propósito encontrei no Insta @sereia_literaria.

Beijos, Carol.

Post Antigo: Uma noite com Marilyn Monroe

Fan Page ♥ Instagram


0

Pequena Jornalista - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2019